O Cruel Coelho Narcisista Follow story

u592022850 Désir Coelho

"Meu pequeno servo parece assustado...O que você viu de tão assustador?" Alguns personagens presentes na obra não me pertence direitos autorais de seus respectivos donos. Participações especiais: Timothy criado por Charlie Lucas criado por Lucas Manga criada por Gaby Fanfic de Universo Alternativo Aviso: Obra contendo cenas de violência pesada,canibalismo,necrofilia, abuso e estupro. Noncon/Rape fic, Hurt/Comfort fic, Síndrome de Estocolmo. Alguns personagens tem filosofias de vida questionáveis que eu não concordo, porém elas serão vistas como boas nas visões deles. Yui Komori Genderbend


Fanfiction Anime/Manga For over 21 (adults) only.

#monster #necrofilia #assassinato #sexo #abuso #pokemon #violência #creepypasta #prostituição #nudez #295 #canibalismo #steven #trainer-red #relacionamento-abusivo #diabolik-lovers #castehate #furry #Johan-Liebert #hurt-comfort #Désir #manipulação-psicológica #noncon-rape #jeff-the-killer #ultimo #karakuridouji #ocxcanon #abuso-psicológico #abuso-físico #futanari #mahou-shoujo #síndrome-Estocolmo #kyougokuin #carla-tsukinami #kino-sakamaki #shin-tsukinami #yui-komori-genderbend #strangled-red #glitchy-red #dune #sabakunoou #heartcatchprecure
2
4413 VIEWS
In progress - New chapter Every 10 days
reading time
AA Share

Comer ou ser comido

"Nesse mundo vivemos na lei da selva, as pessoas se preocupam mais com poder,dinheiro,status, aparência. Você deve matar seus inimigos para que eles não te matem, você deve devorar seus inimigos para eles não  te  devorarem...Aqueles que tem poder estão no topo   é  assim que  o mundo funciona,  os mais fortes mandão e os fracos obedecem."  - Désir,A Luxúria.


Em um beco escuro, em meio a escuridão da madrugada na  cidade praticamente deserta, uma jovem acabou de voltar da balada, ela precisava passar por aquele beco deserto e escuro para chegar a sua casa, ela andava um pouco receosa, com medo de encontrar com os perigos da noite.  Ela sentiu a sensação de ter alguém atrás dela não teve nem tempo de virar quando foi agarrada por alguma "Criatura" aquelas mãos não pareciam humanas.

O contato corporal era tanto que podia sentir cada parte do corpo do ser que lhe prendia usando braços e as pernas entrelaçadas envolvendo seu corpo de uma forma que não conseguiria fugir não importa  o que fizesse. Sentiu os lábios dele aproximarem de seu pescoço lhe dando um beijo rápido e logo em seguida ele passou a língua de baixo para cima percorrendo seu pescoço.  Estava com medo demais para sentir desejo sexual, por  mais estimulante que aqueles atos eram sexualmente, ela não conseguia sentir nada além medo, ela não queria isso.

Logo sentiu uma cravada dos dentes do ser em seu pescoço tomando sangue  e arrancando a carne sem do nem piedade, a mulher jovem grita em desespero, mas, ninguém estava por ali. Logo ela sentiu ser jogada contra a parede por uma força sob humana, a agora a criatura que parecia ser um rapaz com orelhas e calda enorme de coelho a encarava com um sorriso, ele abriu o zíper da blusa e da calça encostando o seu corpo no dela vestido, fazendo  gestos sexuais,ela pode sentir a intimidade do outro tocar o meio das suas pernas ela ficou assustada. Ele de fato era muito bonito, mas, aquela situação não lhe fez se quer olha-lo com interesse sexual. Era o medo que tomava conta de seu corpo, e desprezo pelo corpo do garoto  contra si. Podia ouvir ele gemer enquanto fazia os movimentos, os deixando mais intenso, até que o mesmo começou a rasgar suas roupas deixando-a nua agindo como um verdadeiro monstro.

E em meio aos movimentos o garoto começou a lhe devorar novamente, e a mesma gritava e gritava enquanto, o ser de aparência humana se deliciava em meio ao prazer. Foi então, que ele atravessou o braço bizarro  pela barriga da mulher a matando, porque achou que ela estava muito barulhenta, suas mãos pareciam patas enormes de coelho e metade do braço parecia não humano. Seus olhos eram vermelhos como sangue, tinha um olhar penetrante e sedutor,seus cabelos eram cor de rosa claro e sua pele era levemente bronzeada.

Ele continuava os movimentos sexuais mesmo com corpo morto até finalmente se saciar e gozar com  prazer do ato. Assim que terminou fechou o zíper da calça. Voltou a devorar a mulher arrancando braços e pernas. Foi quando estava devorando a barriga dela que alguém aparece.

Uma criatura de olhar inocente vestida como uma humana olhou para a cena assustada. Quando notou o olhar do ser ficou assustada, e ficou num canto encolhida olhando ele devorando a humana.

- Não conte a ninguém ou vou devorar você também...- Soltou um sorriso terminando de comer os resto do  cadáver.

A garota assustada não respondeu, apenas tremia num canto, quando ela notou o outro se limpando e ajeitando as roupas fechando o zíper da blusa.

- Se ficar quietinha vou te dar uma recompensa...- O tom de sua fala soou sedutor.

- Recompensa? - Ela olhou confusa para o rapaz, sem entender  o que ele quis dizer. Notou ele se aproximando, até ficar bem próximo a ela isso a fez estremecer,  medo tomava conta de si.

- É só prometer ficar quietinha...Que não vou te devorar...Eu vou te dar algo bem gostoso...- Ele abriu um pouco do zíper da blusa deixando um pouco do peitoral amostra, notou ela corar com isso.

- O que você vai fazer? - Com os olhos no peitoral do rosado, com  rosto bem vermelho. Ela notou ele ficar com lábios bem próximo ao seu.

- Xiuu...- Tocou os lábios dela lhe dando um beijo ardente e sedutor, se esfregando nela com o corpo atiçando seus desejos.

Quando sentiu o toque dos lábios do rosado seu coração disparou,e não só isso seu corpo parecia arder em chamas com o   beijo e os movimentos do corpo do rosado. 

Ele parou o beijo e sorriu, de um jeito sensual, enquanto olhou para o estado dela depois do beijo, não pode deixar de rir. - Você é tão adorável. - Mantendo seu típico olhar sedutor.

A garota ainda estava nas nuvens, aquele comentário só arrancou um suspiro da garota. Era essa a recompensa? Assim ele iria conseguir seu coração além do seu silêncio.

Ele abriu completamente o  zíper da blusa fazendo a mesma deslizar pelos seus braços, mostrando completamente seu peitoral e barriga.

A garota sentiu seu membro ereto por conta da bela visão que teve, mas ela não sabia o significado disso, então ficou apenas bem vermelha.

- Ficou excitada? - Olhando para o volume no meio das pernas dela.- Você é virgem? - Disse se inclinando de maneira sedutora para que ela tivesse uma visão melhor do seu corpo. - Posso te ensinar a transar. 

- O que  é virgem? O que é transar? - Olhou confusa para o rosado, ela não sabia  o que era. Era muito inocente e ninguém nunca lhe contou sobre essas coisas, ouviu o garoto rir com as perguntas.

- Virgem  é uma pessoa que nunca transou,sexo é quando ficamos nus e temos momentos íntimos...Mas, não se preocupe vou lhe ensinar na prática, é a melhor forma de aprender. - Sua fala era doce e levemente sedutora, ele sussurrou a última frase de forma bem provocante no ouvido dela.

Sentiu um arrepio na espinha com tom da voz do rosado em seu ouvido. Que homem atraente aquele garoto era. Sentiu ele a puxar para outro beijo, ficou surpresa com a forma que seu corpo respondeu ao o beijo dessa vez, ele parecia sentir sedento pelo corpo do rosado.

- Como pude esquecer disso...Que falta  educação a minha. - Parou  beijo olhando-a com um sorriso doce. - Como se chama  minha bela criatura? - 

Se perguntava se aquele homem era aquele mesmo que viu devorando um corpo, ele era tão doce e sedutor, era como se ele fosse outra pessoa. - Viover é como me chamo...E você? - Olhou para ele encantada, ele era tão bonito  e aquele jeito doce mexia com ela.

-  Eu me chamo Désir, sou o maior desejo da carne...A Luxúria. - Falou jogando todo o seu charme em cima da Futanari inocente, ela parecia confusa sobre  a palavra dita por ele. - É desejo sexual... O que deixou seu pau duro. - Aponta  para o meio das pernas da mesma. - Quando se sente desejo sexual é normal ele ficar duro...- Se aproximou fazendo carícias de leve no membro dela, era só mais uma maneira de seduzi-la. Tanto que notou a garota ficar sem reação e tímida com o toque, ele apenas continua. - Você poderia me deixar dormir na sua casa esta noite... - Aproximou sua boca do ouvido dela e fala num tom sedutor. - Preciso de um lugar mais reservado para te mostrar certas coisas. - Continuou acariciando o membro dela enquanto falava, se sentiu vitorioso  quando arrancou um gemido da mesma.

- V-Você pode... - Que situação estava, era gostoso aquilo e ao mesmo tempo constrangedor. Sentiu a mão parar as carícias e se  afastar como queria que Désir continuasse, mas notou ele se levantar estendendo a mão  para ela  segurar, Viover pegou na mão dele, deixou ser levantada pelo outro.

- Pode me levar até a sua casa agora...- Com uma transformação mágica aquele ser assumiu a forma de um garoto humano escondendo todas as suas características peculiares. Até suas vestes mudaram para um terno branco com uma camisa rosa  por baixo. Notou a expressão de Viover surpresa e riu. - Vamos?  - 

- Mas como? - Olhando ainda surpresa notando que outro não respondeu e pegou na sua mão com  um sorriso. 

-  Eu disse vamos...Ou você por acaso quer que eu  te devore? - Mordiscou a bochecha dela de leve e logo em seguida lambe lentamente o canto da boca dela.

Ela ficou um pouco boba com os atos de Désir que mal conseguia responder. - V-Vamos...Ahh...- Sentiu os lábios deles tocarem o canto da sua boca sentiu seu rosto corar.

- Que gracinha...Esta caidinha por mim...- Olhou de maneira sedutora para ela enquanto a puxava pela mão para fora do beco. - Agora você conduz  a partir daqui. -

Viover  assentiu e foi conduzindo o garoto até o hotel onde morava. Levou ele para dentro até chegarem no seu quarto. A cama enorme com decoração fofinha no quarto bichos de pelúcia em volta da cama no chão. Assim que entraram Désir jogou Viover na cama e lhe deu um beijo daqueles. 

Sentia seu corpo em chamas com o beijo do rosado,seu membro estava ereto e aquele beijo só deixava seu membro ainda mais animado. 

- Parece que seu corpo quer descobrir o gosto do meu...- O rosado abriu a camisa rosa mostrando novamente seu corpo. Notou os olhos de Viover fixos nele. - Você me acha atraente?...Olha bastante para meu corpo. - Aquilo não foi bem uma pergunta porque ele já sabia a    resposta, na verdade ele estava se divertindo com simples fato de provocar a garota inocente e virgem.

- Atraente? É que você é lindo, então não consigo parar de olha-lo. - E não entendia porque seu membro reagia daquela forma  toda vez que batia os olhos no corpo de Désir. Fora seus batimentos cardíacos estavam bem acelerados.

- Para se envolver sexualmente com alguém você precisa conhecer seu corpo...Se masturbe para mim... Explicando de maneira simples se toque aqui... - Colocou o dedo indicador no membro dela ereto.

- Como eu faço isso? - Olhou corada e confusa para ele.

Désir riu com a pergunta olhando para ela com um sorriso malicioso. - Você  vai colocar sua mão dentro da sua calcinha..Assim...- Levantou o vestido dela colocando a mão dentro da calcinha dela tocando diretamente no seu membro ereto. -E fazer assim...- Disse de um jeito sedutor enquanto estimulava o membro da garota.

Viover começou a gemer com os estímulos, aquela sensação era muito boa,sentia a mão do rosado lhe tocando o membro ereto. - A-Assim? - Olhando para ele aquela visão do rosto do garoto com um sorriso sedutor enquanto lhe tocava o membro, notou Désir tirar  o membro dela para fora da calcinha. 

- Assim dá para você ver melhor como faz...- Olhando para ela de maneira sedutora, estava aproveitando cada oportunidade que tinha para seduzi-la mais e mais. Masturbava um pouco mais rápido o membro dela. - Esta vendo? É assim que se faz...- 

Ficou em transe com a visão de ter seu membro sendo masturbado por Désir, gemeu de maneira mais prazerosa enquanto olhava para o que ele fazia. O rosto estava bem vermelho, e a respiração meio ofegante por conta do ato,Viover realmente  estava gostando e seu corpo mostrava isso, não podia negar a sensação agradável que o rosado lhe causava.

- Entendeu como faz? Ou quer que eu continue para você entender melhor...- Falou provocando ela com um tom sedutor na fala,deixando a masturbação ainda mais intensa.

A verdade era clara tinha entendido, mas não queria que ele parasse o toque dele era tão gostoso. - Não pare...- Acabou sendo sincera demais nessa fala, o desejo lhe envolvia de certa forma, não compreendia muita coisa ainda em seu corpo, mas aquilo era muito bom, aquela sensação que Désir lhe causava era tudo novo para si.

- Huhu...Você é mesmo uma graça...- Coomeço a tocar na cabeça do membro com o dedo apertando de leve. - Essa parte aqui é um local sensível...Mas pode sentir muito prazer aqui...- Sorriu continua pressionando o dedo ali olhando a reação dela sorrindo de satisfação vendo o quanto ela gemeu com um simples ato, estava com vontade de sentar naquele membro agora mesmo e dar umas boas cavalgadas no mesmo, porque simplesmente queria tirar toda a virgindade daquele corpo, e se possível parte da inocência da mesma junto, ela sendo manipulável já estava bom o bastante Désir. Voltou a masturbar o membro dela com mais intensidade, estava doido para dar um boquete nela, fazer ela delirar de tanto prazer porém se conteve seu objetivo era pegar o coração primeiro. - você está quase gozando...- Notou o membro meio humido por conta dos estímulos, ela tinha tido um pré gozo. - Seu pau é tão gostoso.- Se atreveu a tocar com seus lábios no membro da garota dando um beijo na ponta da cabeça do membro. 

Aquele toque em seu membro com os lábios foi o suficiente para deixa-la toda arrepiada, apesar daquilo ser um ato tão rápido mexeu bastante consigo. Não entendeu o  que ele quis dizer com gozar.Notou ele acelerar os movimentos e assim que o fez seu membro soltou um líquido e ela gemeu de prazer por ter gozado. Acabou espirrando no peitoral do rosado e isso fez seu membro satisfeito se excitar novamente. - D-Desculpe...Eu sujei você...- Olhando para o peitoral sujo como era lindo aquele peitoral, mesmo sujo era tão belo.

- Não é nada... É só eu ir tomar banho que sai...A propósito, vamos tomar banho juntos ? - Disse olhando para o membro dela com um sorriso, enquanto termina de se despir na frente dela ficando completamente nu. - Eu estou pronto podemos ir agora se você quiser...- 

- C-Claro que podemos - Respondeu o olhando com   vergonha   ao ter a visão completa do corpo do garoto sentiu membro ficar ereto e o tampou de vergonha com as mãos. 

- Ótimo...- Pegou no braço dela e a puxou até o banheiro, a garota começou abriu a torneira da banheira até ter água o suficiente para enche-la, dava para ambos tomarem banho tinha espaço  suficiente para eles.

Viover entrou primeiro sentindo aquela água quentinha relaxar seu corpo,  ao ter a visão de Désir entrando na água seu coração descompassou.

- Essa água está ótima...- começou lavando seu peitoral fazendo  o sabão escorrer pelo mesmo. Ele fez aquilo com certa sensualidade afinal era a Luxúria,  adorava causar desejo naqueles que lhe rodeavam.

- Ohh...- Gemeu sem querer olhando  para o Désir, não entendia o porque de estar reagindo daquela forma a ele, queria se esfregar nele, naquele corpo tão gostoso e belo. Notou a aproximação do rosado, ficou olhando em seus olhos vermelhos, aquele olhar era tão profundo e fascinante.

- Você está cheia de desejo...Eu posso sentir. - Colou seus corpos enquanto beijou a criatura fofa, notou as enormes orelhas semelhantes as de coelhos ficarem em pé paradas,e a enorme cauda  balançar na água, jogando água para fora da bandeira. Ele não queria largar a mesma, era tão bom seduzi-la,  era tão bom beija-la.Moveu seu quadril contra o quadril dela, aquela água naquela temperatura ajudava a esquentar as coisas, tão quentinha adorava banho quente.  Notou o membro duro da garota e começou a roçar seu membro no dela, descendo a boca até o pescoço onde começou a mordiscar. Os gemidos soavam como música para seus ouvidos,  uma bela melodia tocada por aqueles que sentiam o prazer que só a verdadeira Luxúria poderia proporcionar, Désir desprezava aqueles que não lhe desejavam,  ele achava que não deveriam se quer existirem, ele era "um maluco com sede de poder" como já ouviu de suas vítimas. Ele não gostava da idéia de servir humanos, achava eles fracos e os via como comida, era tão prazeroso mostrar a eles o quanto eram fracos. Era mal e gostava de ser, por isso iria tirar toda a pureza daquela criatura, faria ela o adorar acima de tudo. Os movimentos do seu corpo acelerando  pelo desejo de ver a garota animalesca delirar com o prazer que poderia causar a ela.

A garota de pelos prateados com mexas violetas estava gemendo com gosto com aquele contado físico, era a melhor coisa da sua vida, se sentia num belo paraíso.

Désir cravou seus  dentes no pescoço de Viover tomando um pouco do sangue dela, ouviu ela gemer mais alto por conta da dor, era tão gostoso aquele sangue e aquele contato físico era perfeito, aqueles momentos eram muito seu agrado. Podia sentir que a garota logo gozaria com aquilo. Ele colocou mais força nos movimentos, e pensar que estavam apenas esfregando seus membros.  - Esta gostando? - Falou num tom sensual no ouvido dela e começou a gemer de maneira provocante em seu ouvido assim que terminou a frase.

Aquele momento intenso a fazia perder o controle, ao ouvir aquela voz em seu ouvido ficou ainda mais seduzida. Sua vontade era de gemer junto com ele, mas precisava responder a pergunta. - Eu...Aaah...Désir....Aaah...- Não conseguia parar de gemer, mal conseguia falar. - Hmmm....Aaah...- Aquele corpo era mesmo muito gostoso, não queria parar, não queria que ele parece.Notou seu quadril acompanhando os movimentos do dele enquanto gemia. - É...Gostoso...Aaaah...- 

Désir sorriu com a forma que o corpo de Viover reagiu,começou a usar ainda mais força nos movimentos. - Awwwn...Aah...Ah...Ah...- Gemia de um jeito erótico, fazendo uma expressão sexy enquanto gemia com um sorriso sensual.Parece que seus atos estavam deixando a garota louca de prazer.

Seu membro não aguentava mais o contato do membro do coelho, acabou gozando. - Aaaaaaa....- 

- Hahahaha....- Riu com ela gozando de um jeito meio sensual e debochado. - Vivi...Vamos fazer uma transa aqui na banheira mesmo...- Esfregou seu corpo no dela a provocando falando de maneira bem sedutora. - É melhor do que isso...Você vai adorar...Vou fazer você gemer tanto...Aaah...Aaah...- Sentiu o membro dela ficar duro novamente.

- D-D-Désir...- Ficou extremamente corada com aquilo,estava gostando, mas estava com muita vergonha não sabia como reagir. Só conseguia pensar em como ele era gostoso.

- Está com vergonha...Assim eu vou ficar ainda mais excitado...- Ele sentou no colo dela, encostando a bunda no membro dela. - Eu raramente faço isso...Se considere privilegiada...Mas eu quero tanto cavalgar no seu pênis...- Colou seu corpo no dela disse aquilo quase a beijando, ele sabia como ser apelativo de maneira sexual. Ele realmente sabia fazer um sex appeal. - Eu sempre quis ter alguém que só me pertencesse... - Disse roçando o bumbum no membro dela. Notou que ela estava muito  envergonhada, então decidiu provoca-la antes do ato,para ela se soltar um pouco. Notou que ela gemia em resposta, apelou um pouco mais tocou nos lábios dela lentamente mordendo a parte inferior de leve. - Não precisa se envergonhar, apenas se deixe levar pelo desejo do seu corpo... - Falou aquilo da forma mais sensual que conseguia. Assim que terminou
a frase introduziu o membro dela dentro de si e começou a fazer os movimentos como se estivesse cavalgando no colo dela. 

Sentiu meu membro dentro dele era gostoso demais não conseguia controlar seus gemidos e a vontade de mover seu corpo em resposta ao  ato. Era tão linda a expressão de prazer que ele fazia enquanto cavalgava em seu membro, estava hipnotizada com aquela visão, sua vontade era apenas de se deliciar com aquele momento,aquele bumbum do rosado era muito gostoso de sentir era bem grande, sentir seu membro entre as aquelas nádegas deliciosa era realmente excitante e prazeroso,esperava  que não goza-se  muito rápido queria aproveitar aquele momento tão gostoso.


- Esta gemendo alto...Ah..Ah...É  tão boa assim minha cavalgada, ainda está tão devagar...H um...Hum...Seu pau é muito gostoso...- Movia o quadril apertando o membro dentro de si, dava algumas reboladas enquanto cavalgava.

- Continua assim...Aaaah....Aaaah...Eu não quero gozar...Quero aproveitar o momento...Isso é muito bom....Aaaah...- Respondia aos movimentos dele gemendo a cada ato do corpo  de Désir. Ela notou um sorriso nos lábios dele e o mesmo manteve o ritmo sem acelerar.

O rosado se inclinou para falar no ouvido dela enquanto fazia os movimentos. - Não se preocupe...Vou deixar você aproveitar a primeira foda. - Assim que disse isso, afastou seu lábios do ouvido dela e puxou a face da mesma dando um beijo demorado introduzindo a língua dentro da boca da mesma, beijava de maneira ardente e lasciva. 

Aquilo era uma sensação tão agradável nem sabia por quanto tempo estava assim com Désir, ele era tão sedutor e gostoso que perdeu até a noção do tempo, estava gemendo com mais calma agora, mesmo com aquele corpo  do Désir se movendo de maneira tão gostosa.

- Você ja está acostumada com o ritmo...Vou fazer...Hum...Isso...- Começou a cavalgar com mais intensidade e velocidade, notou ela perder o controle na hora de gemer,  igual no começo adorava isso.

Como ele conseguia fazer aquilo? Deixar Viover  louca de prazer...Não conseguia controlar seus gemidos e o pior de tudo era que agora sentia vontade de gozar e naquela situação não iria resistir a ele se movendo daquele jeito e sentir o seu bumbum gostoso se mexendo deliciosamente em seu membro.

- Você geme tão gostoso...- Gemeu enquanto fazia os movimentos no membro dela sorrindo docemente, Ele a puxou para mais perto enquanto cavalgava nela a abraçando. Podia notar aquele olhar de encanto nos olhos dela era tão gratificante ver aquilo. 

Os movimentos do outro a aproximação aquilo realmente foi o suficiente para arrebatar seu coração de vez, Désir era o homem mais lindo que já havia conhecido e ele tinha um charme único. Seu corpo estava quase gozando podia sentir. - Désir...Aaah..AAAAH! - Gemeu de um jeito erótico, gozando dentro do rosado,enchendo seu interior com o líquido que fluía de seu membro. 

O rosado se inclinou para trás jogando os cabelos molhados para trás assim que se inclinou, ele  sentiu que havia gozado também, afinal aquela garota tinha um membro gostoso. - Que delicioso...- Tirou o membro dela agora mais relaxado de dentro de si, e se afastou dela. - Adoro tomar banhos deliciosos assim... - Deu uma piscada voltando a se lavar levantando uma das pernas para ensaboar a mesma, era realmente uma perna muito bonita. Notou que a Viover estava olhando. - Não vai se ensaboar?...Ou talvez queria que eu ensaboe você...- Sorriu para ela de maneira sedutora, lançando aquele seu olhar irresistível e penetrante.

A pergunta fez seu coração pular, só de imaginar isso já ficou toda boba.Nem notou o rosado se aproximando.

-  Essa expressão é de quem está interessada na segunda opção...Até mesmo uma garota virgem  e   inocente  tem um lado pervertido. Ah você não é mais virgem...Hahaha...- Falou no ouvido dela num tom baixo e sensual. 

- Não fala assim...Eu vou ficar com meu negócio duro de novo...- Ela ficava arrepiada toda vez que ele fazia isso.

- Adoro esse seu jeito inocente...- Pegou o sabão e começou a passar no pescoço dela descendo até os seus pequenos seios cobertos por sua pelagem que ficavam entre uma pedra oval roxa que fazia parte do seu corpo era onde ficava seu coração, como ela  estava com o coração  acelerado a mesma brilhava. Usou as mãos para para espalhar as espuma nos seios e na jóia entre eles, Désir estava atrás dela apoiando o queixo no ombro da mesma enquanto a ensaboava. Foi descendo a mão que segurava o sabão até a barriga dela,enquanto tocava o seio com a outra. Ele notou que a garota estava tentando não se excitar com aquilo, acho tão tentador, descendo a mão que estava no seio lentamente até sua barriga onde fez uma massagem excitante. - você pode se sentar na beira da banheira para que eu possa ensaboar suas pernas? - Falou enquanto saia de trás dela, ficando de frente para a mesma.

A garota se sentou na beira da banheira um pouco tímida por estar nua naquela posição. Notou o rosado se aproximar segurando uma de suas pernas enquanto passava o sabão lentamente pela mesma até chegar no pé e fez o mesmo com a outra. Seu rosto corou assim que ele começou a passar o sabão no seu abdômen descendo até seu membro,  onde o mesmo segurou cuidadosamente enquanto passava o sabão depois que o fez começou a acariciar igual quando estava explicando sobre masturbação, ela acabou deixando um gemido escapar. Ouviu a risada do Désir, isso a deixou sem graça. Notou ele se afastar enquanto olhava para ela.

- Agora pode entrar vou ensaboar o resto. - Falou com um sorriso adorável, ele iria aprontar algo.

Viover desceu entrando na água novamente sentiu Désir passar o sabonete na sua intimidade, sentiu o toque dos dedos em sua entrada.Ficou com os pelos arrepiados. Acabou soltando mais outro gemido, notando o sorriso do Désir. 

Ele passou sabão no rabo dela, sentindo aquele pelo tão macio em suas mãos até finalmente sobrar a melhor parte as costas. Voltou a  ficar atrás dela passou sabão no peitoral e barriga fazendo bastante espuma,e aproximando dela até seu corpo colar nas costas enquanto se segurava na mesma com seus braços envolvendo o corpo dela, fazendo seus corpos ficarem bem colados. - Agora vou ensaboar suas costas...-  Começou a mover esfregando seu corpo  no dela de cima para baixo, acabou roçando seu membro no bumbum dela. - Opa...Me Desculpe. - Disse falando num tom charmoso, enquanto continuava roçando seu corpo nas costas dela, podia sentir os pelos arrepiados da garota animalesca.

- D-Désir...Assim v-vai fica duro...- Ela falou ficando toda  envergonhada com  ato do garoto, aquele jeito dele a deixava muito sem reação, mas estava tão gostoso sentir o corpo dele.

- Que safada você é...Eu só estou usando meu corpo para te ensaboar e já está pensando besteira...- Ele se esfregou de maneira mais intensa e provocante, começou a gemer baixo no ouvido dela só para lhe provocar. Ouviu ela suspirar com seu ato e continuou mais um pouco, só para deixar ela um pouco excitada, talvez ainda poderiam brincar um pouco depois do banho. - Hmmm...Esta bom. - Se afastou dela e foi tirar o sabão do corpo com a água da banheira, notou que ela ficou ali paralisada. - Vivi...Esta tudo bem? - Falou fingindo não saber o motivo, aparentando até inocência em sua expressão. 

- E-Eu tô bem...- Disse se lavando jogando água rapidamente no corpo porque estava sem jeito com o que acabou  de acontecer.

- Ah que bom saber...- Disse saindo da banheira com o corpo todo molhado, água escorrendo pelo seu corpo e o seu cabelo molhado lhe davam um ar ainda mais sexy.

Viover olhou ele ir em direção a toalha admirando sua beleza, ficou observando enquanto ele se secava, não se importou dele usar sua toalha na verdade, até gostava porque iria deixar o cheiro gostoso dele na mesma.

Ao terminar de se secar olhou para Viover,  olhando para ela com um sorriso sedutor. - Vai ficar mais um pouco aí na banheira? - Olhando para ela lhe lançando  um olhar penetrante. - Eu vou deitar na sua cama, está bem? - Falou saindo do banheiro sem esperar ela se quer responder.

Viover olhou para a bunda dele enquanto ele saia do banheiro,lembro do que aconteceu sentiu seu membro ficar ereto.Ela aproveitou que estava sozinha iria fazer aquilo que o Désir lhe ensinou, começou a se masturbar. E foi fazendo até se satisfazer e gozar. Aquilo era muito bom e pensar que nunca tivesse feito antes. 

Désir notou que a garota estava demorando. "Será que a danada está se masturbando no banheiro...Que demora..." Fechou os olhos se aconchegando no travesseiro. 

Viover finalmente saiu do banheiro depois de secar, olhou o rosado em sua cama era tão fofo dormindo, se deitou ao lado dele olhando seus olhos fechados,ele tinha bastante volume nos cílios. 

Notou a Viover se deitar e abriu os olhos lentamente. - Você demorou no banheiro...- Deixou um sorriso escapar, notando a expressão de constrangimento que ela fez. 

- Eu...Não fiz nada...Só estava me lavando...- Virou o rosto corado,  mentindo para tentar esconder o que realmente fez. 

- Huhuhu...Demorou bastante para se lavar...- Ele se aproxima dela na cama,descendo a mão até o membro relaxado da mesma dando uma tocada de leve. - Você estava bem arrepiada naquele hora que me esfreguei em você, tenho certeza que minha ensaboada te deixou de pau duro...Você mesma me pediu para parar com medo de se excitar. - Riu assim que ela corou. - Safadinha se masturbou pensando em mim...- Ela ficou violentamente vermelha com o comentário dele, o rosado riu debochado.

- Eu só...Q-Queria treinar...  O-O  que você me ensinou...- Tentou sorrir mas estava nervosa de vergonha.

- Tudo bem, não vou te julgar...- Envolveu ela nos braços,encostando os lábios rapidamente em sua boca.- É melhor descansar...Amanhã teremos mais diversão...Boa Noite Vivi...- 

- Tem razão...Boa noite Désir...- Se aconchega nos braços dele  apóia a cabeça no peitoral do mesmo fechando os olhos, e acabou dormindo rapidamente.

 O rosado olhou a garota dormindo em seus braços dando um sorriso meio misterioso. "Tão fofa...Que vontade de sequestrar-la...Pena que não posso fazer isso agora..." Acariciava os cabelos dela. "Mas, tudo bem ela já é minha de qualquer forma ..." Fez ela ficar mais perto de si apertando o abraço de uma forma que não a  machucasse. O rosado soltou um riso baixo e fechou os olhos.



Dec. 6, 2018, 5:20 p.m. 0 Report Embed 1
To be continued... New chapter Every 10 days.

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~