Inkspired will be undergoing a brief maintenance on Monday, 18th of February 2019 from 9h00-10h00 CET.

VIP - Não existe segredo entre irmãos Follow story

sweetdrama Ana França

Todos querem exclusividade, mas esse desejo só se torna realidade para poucos. Entre esses, os irmãos Grey estão quase no topo da lista. Adam, Ariel e Alexandra são os herdeiros de um império da moda, a Grey's Fashion Company e com isso eles ditam boa parte das tendências. Mas é como dizem: nunca acredite em uma garota bonita. Se bem que nesse caso, não confie em nenhum rostinho bonito. Segredos obscuros rondam a mansão Grey, segredos esses que só são divididos entre os três herdeiros. A boa vida deles muda com a chegada do desfile anual da marca. Com problemas de desvio de dinheiro na conta da empresa e a certeza de que alguém quer derrubá-los, eles terão que provar que juntos são mais fortes. Mas o fato de um assassinato ocorrer na grande noite da empresa não ajuda em nada. E esse pode ser só o começo de uma grande tragédia luxuosa e com muito dinheiro envolvido.


Thriller/Mistery For over 21 (adults) only. © Todos os direitos reservados

#londres #Grey #irmãos #suspense #mistério #amor #romance
0
1601 VIEWS
In progress - New chapter Every 10 days
reading time
AA Share

Prólogo

"I'm headed straight for the castle

They wanna make me their queen

And there's an old man sitting on the throne

That is saying that I probably shouldn't be so mean

I'm headed straight for the castle

They’ve got the kingdom locked up

And there's an old man sitting on the throne

That is saying I should probably keep my pretty mouth shut

Straight for the castle"

— Castle (Halsey)



Meus olhos corriam a parede do quarto tranquilamente. Nós precisávamos de um bom álibi, mas não sabia se conseguiríamos. Mamãe disse que daria um jeito em tudo e naquele momento o que eu mais queria era continuar nos braços de Ariel.

—Ei, vamos conseguir. —Ele sussurrou, certamente estranhando o meu silêncio e impaciência ao mesmo tempo. — Nós não fizemos nada...

—Você não fez nada, eu fiz! —Respondi com certo medo.

—Nós vamos ficar bem. —Ele disse com firmeza, fazendo com que eu acreditasse cegamente em suas palavras.

De repente uma sirene alta invadiu os nossos ouvidos. Havia chego a hora. O corpo continuava ali enquanto o sangue escorria desesperadamente a deixando cada vez mais pálida. Adam levantou-se da poltrona, prensando com uma toalha o ferimento da bala. Ele foi na frente com nossa mãe o seguindo.

Observei Coey por um momento. Ela desviou o olhar do corpo assim que notou que eu a olhava. Ela levantou-se de onde estava e eu a abracei. Foi quando as lágrimas começaram a escorrer desesperadamente pelo meu rosto. Assim como os seus olhos que se deixaram levar pela emoção também.

—Obrigada, Alex! —Ela sussurrou entre os soluços que pareciam insistir em lhe dominar.

Eu não consegui dizer nada a ela, só estava feliz que ela não estava machucada. Nunca me perdoaria se aquela garota se machucasse. Segurei firme na mão de Coey e segui junto com ela e Ariel para a parte de fora do casarão onde acontecia o desfile.

As luzes vermelhas e azuis me fizeram cair na realidade. Adam estava na frente com a minha mãe e assim que sai pela porta me arrependi no segundo seguinte. Haviam vários jornalistas ali presentes. Lois estava lá também e o olhar de desprezo que jogou a Adam me fez sentir uma pena enorme do meu irmão.

Coey largou da minha mão e foi com a minha mãe para uma ambulância checar se estava tudo bem com ela, já Adam e Ariel ficaram ao meu lado, como no princípio. Nós três enfrentando o mundo. Meus irmãos me davam forças e eu agradecia por isso. A situação era extremamente delicada e completamente confusa.

Sabia que depois disso não conseguiríamos nos reerguer. Era um escândalo muito grande. E a dimensão daquilo seria homérica. Provavelmente estaremos com os rostos estampados em todos os jornais e revistas do mundo amanhã. E estaremos na capa com chamada para uma matéria nada agradável.

A barra do meu vestido preto com pequenas pedras de diamantes por toda a sua extensão estava manchado de vermelho. Vermelho sangue. Meus olhos não denunciavam medo ou arrependimento, minha expressão estava tranquila, mas a minha consciência nem tanto. Eu estava com medo das consequências e da dimensão que aquilo tomaria, foi quando senti as mãos de Ariel em um dos meus ombros.

—Vai acabar tudo bem. —Sussurrou ele enquanto eu me virava para encarar as suas belas orbes verdes que denunciavam o medo evidente.

Mas não era medo das consequências que poderia vir a sofrer. Era um medo diferente. Era o medo de me perder, assim como o meu maior medo, apesar de toda a confusão, era perdê-lo.

Segurei firme em sua mão e abaixei os meus olhos para a barra do meu vestido e a única palavra que passou pela minha mente foi: nojo. Nojo de ter o sangue de uma cobra como aquela espalhado pela minha roupa de quase um milhão de dólares.

Nov. 20, 2018, 11:34 p.m. 0 Report Embed 0
Read next chapter Os Grey

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 6 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!