Akas X Konan Follow story

thamyuninuthe Thamyris Vit�ria

Konan com certeza não esperava que sua vida seria virada de cabeça pra baixo, mas e você?, iria esperar a mesma coisa ?


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only. © Por favor, deem os devidos créditos ao autor e nada de apropriação de história ♡

#madara #hidan #obito #kakuzu #sasori #deidara #kisame #itachi #zetsu #nagato #pain-yahiko #school #akatsuki #Konan
0
4623 VIEWS
In progress - New chapter Every Sunday
reading time
AA Share

Mudança



me chamo Konan, tenho 16 anos, e sempre morei em amegakure, mas meu tutor e eu iremos nos mudar para konoha, sim tutor, meus pais sofreram um acidente e eu fiquei órfã até meus 6 anos, mas fui adotada por ele, jiraya, eu o chamo de pai desde sempre, eu sou uma pessoa bem indecisa e meio fechada como diz ele, mas hoje acho que terei que mudar, nova cidade, nova escola, novos amigos... aff...

Prov's Konan On
..............................................

Acordo cedo, mesmo sendo sábado, me levanto em direção a minhas caixas já prontas para pegar uma muda de roupas, pego as mesmas e vou em direção ao meu banheiro para tomar banho e escovar meus dentes

Konan: parece que o dia irá cansar hoje...

digo reclamando e bocejando, termino de por meu short e uma camiseta branca larga sem mangas, prendo meu cabelo em um coque e desço as escadas até a sala .

Konan: Bom dia velho!

digo sorridente a meu pai sentado na mesa lendo um jornal e tomando café, o cheiro do café estava ótimo .

Jiraya: Bom dia konan!, animada para mudança filha ??

Konan: pai, com esse clima úmido e céu nublado, o tempo estava bom é pra dormir mesmo....

Jiraya: Aah konan, se anime, deixa de ser reclamona e se senta a mesa pra tomar café 

sorrio e vou em direção a mesa, deposito um beijo de bom dia no topo de sua cabeça vejo um sorriso fino se formar no rosto do mesmo me dando um beijo no rosto, me sento na cadeira ao seu lado, faço meu café e o tomo devagar fitando a folha de jornal a minha frente viajando em meus pensamentos quando sou acordada com um chamado .

Jiraya: filha!, aconteceu algo ??

Konan: na-não 

balanço minha cabeça em negação para me tirar do transe 

Jiraya: tenho que ir ao trabalho buscar meus pertences e ir ao banco, quer ficar ou ir comigo?

Konan: pra mim ficar no carro enquanto o senhor paquera a sua chefe?, nem pensar !

digo caindo na gargalhada enquanto vejo sua pele clara ficar rubra de vergonha equanto ele fecha seus olhos e põe uma mão atrás de sua cabeça

Jiraya: foi só uma vez filha..., não irá acontecer mesmo..

Konan: não se preocupe pai, vou ficar em casa mesmo e terminar de arrumar as coisas, eu consigo me cuidar

digo sorrindo enquanto me levanto e o sigo até a porta, ele me dá um beijo na testa e um abraço 

Jiraya: Até mais filha, já volto ..

Konan: até mais pai! 

aceno e após ver ele entrar no carro e se perder de vista, entro e tranco a porta, tiro as coisas da mesa e as guardo, lavo a louça e guardo em uma caixa com serragem para não quebrar a porcelana, 

-oque fazer agora ??...-

Konan: hmm, já sei...

pego uma jaqueta de jeans claro e calço um tênis preto, e saio de casa

- que tal sorvete ?! ...-

vou ate a sorveteria e adentro a loja, peço um sorvete de morango, pego a casquinha e pago a atendente, saio da loja em direção a praça, tiro meus fones do bolso os pondo no ouvido e sentei em um banco para tomar o sorvete enquanto escutava bad things do Jace Everett, fito o parque com o olhar pensando na nova cidade 

-acho que vou me dar mal...- 

sempre fui muito timida, até hoje só tinha 2 amigos de infância , Nagato e Yahiko, dos qual ia fazer 1 ano que estavam morando em konoha, pelo menos lá eu teria eles, termino meu sorvete e volto para casa.

Konan: nem está sendo tão ruim hoje.. agora vou voltar a meu castelo de papelão

zoou minha casa e saio rindo, ao chegar em casa subo para meu quarto tirando meu notebook de uma caixa perto da minha cama e me sento na mesma, vou direto a meu skype na esperança de contrar á meus amigos que iria para cidade deles.

vou direto no chat do Nagato, no qual eu chamo de neko por conta de seu nome sem as duas iniciais, ligo para o mesmo em uma chamada de voz 

Notebook 
.......................................

Chamada
______________________

Konan: nekoo, tenho algo a te contar!

falo soltando leves risadas e um largo sorriso se forma em meu rosto

Nagato: oi minha linda, pois então diga

Konan: neko, eu vou para konoha!!!

Nagato:... uau....

Nagato: Sério???

Nagato: mas visitar ou só de passagem?

sorrio louca de ansiedade para vê-lo 

Konan: eu e meu pai iremos nos mudar par í, ele foi promovido e transferido ...

Nagato: já estou ansioso, você vem quando ??

Konan: hoje mesmo, nós decidimos isso no início da semana ...

Nagato: e só me contou agora ??!, que pestinha !!

ouço sua risada na qual me faz sorrir

Konan: eu deixei para fazer uma surpresa!!, agora tenho que ir falar com o alaranjado emburrado

nagato solta uma risada do outro lado da linha

Nagato: não esquece de não falar que você me contou primeiro, não quero apanhar por ciúmes, até mais tarde minha flor de lis, quando estiver aqui me mande uma mensagem que eu vou logo ir te ver!, beijos, até..

Konan: pode deixar, até mais neko!

 desligo a chamada e vou para o chat de Yahiko 

chat
_______________________________

Konan: Ruivo??, está ocupado??

Yahiko: não estou não, olá nanazinha

Konan: tenho uma notícia ótima para te contar!! :)

Yahiko: mais ótimo que estar com você de novo acho meio impossível, eu estou morto de saudades!! :(

Konan: é exactamente isso hiko! :3 

Yahiko: como assim ??!!!!!!!!!!! :0 

Konan: eu vou me mudar para konoha!, e hoje mesmo !!! :333

Yahiko: nossa!!!, nanan!!!, que feliz!!, ja estou contando os segundos até, quando chegar depois me diga aonde mora eu quero muito matar a saudade !!

Konan: ok, eu também quero muito!!!, pode deixar que eu irei avisar! :)

Yahiko: e o nagato ?, ja contou a ele ??

Konan: ainda vou contar pra ele..., hiko eu tenho que ir, preciso terminar de guardar as coisas, nos vemos amanhã mesmo !!

Yahiko: até mais minha linda •3• kkkkkkkk
___________________________________
Desligo o notebook e o guardo novamente, termino de guardar minhas roupas e meus objetos quando escuto o barulho da porta e saio na porta do meu quarto

Konan: VELHO ????

digo preocupada mas para meu alívio é ele, e responde

Jiraya: oiii flor!!!

-...uffa...- 

ele sobe as escadas vindo pelo corredor até mim, eu me encosto na parede ao lado de minha porta olhando para a montueira de caixas e sinto ele por o braço em volta dos meus ombros e eu suspiro baixo 

Jiraya: eu sei que é assustador a ideia de sair daqui, mas se não quiser filha, pode me dizer, eu dou um jeito por você !!

Konan: não pai!, está tudo bem com isso, eu só estou ansiosa 

rio e vejo ele sorrir pra mim 

Jiraya: aah filha, não fique assim minha sapinha, já já nos estamos indo ..

diz ele desfazendo o abraço e seguindo o corredor em direção ao quarto dele...

Prov's Jiraya on 
......................................

me sento em minha cama e passo a mão meu cabelo e penso em konan

 -..ela parece estar irritada com a idéia, mas acho que não, se não ela falaria mesmo..-

 solto uma leve risada e me levanto da cama, troco de roupa e prendo meu cabelo e desço até a cozinha, pegando uma xícara de café, me encosto na bancada da pia e vejo o horário em meu relógio, meu celular toca eu suspiro e atendo 

Jiraya: alô..pôs não?!

???: alô jiraya, é a tsunade, só queria lhe avisar que segunda mesmo você começa aqui na central e que o caminhão de mudanças está a chegar ai!, eu mandei um motorista meu ir buscar seu carro, confie nele !! e vê se não se atrase pois irá me atrasar!!!

reviro meus olhos e respiro fundo

 -..ooo mulher mandona, essa sim ainda vai gangar um prêmio de mulher chata!, mas é minha chefe, ainda acredito que tenha um coração nesse corpo lindo dela que tanto parece uma boneca de porcelana peituda e sem sentimentos....-

sorrio  e com calma a respondo 

Jiraya: ok tsuna, aqui já está tudo pronto, estou somente ao aguardo ..., não irei desaponta-la..

Tsunade: Assim espero!!, tchau!!

ela desliga a ligação e eu fico sem entender

-..mas que maluca!!..- 

solto uma risada e me deparo com konan parada a minha frente 

Jiraya:  o-oi filha, está ai a muito tempo?, eu já ia lhe chamar! 

sorrio ao ver sua expressão curiosa 

Konan: na verdade não e sim, aconteceu algo ??

Jiraya: sim, já estão vindo buscar as coisas, então obviamente já estamos indo .....

Konan: o senhor está parecendo um meninão com essa roupa pai !! 

a mesma solta uma gargalhada e eu sorrio

Jiraya:  então vamos esperar lá fora no jardim filha ?, quero lhe mostrar algo...

vou andando em direção a porta dos fundos e vejo a mesma me seguir

Jiraya: feche os olhos e deixa que eu te levo até lá 

Konan: ok...

diz a mesma com ar de curiosidade e a guio até um vaso com lindas flores de lis, roxas com pintinhas amarelas, das quais eu comprei hoje para ela 

Jiraya: abra os olhos !...

ela abre os olhos e vejo um lindo sorriso largo se formar em seu rosto e isso me deixa tão feliz 

Konan: obrigado pai!!!, eu as amei!!!

Konan me dá um forte abraço e pega suas flores as acariciando levemente

Jiraya: quando as vi não pude negar, pensei em você na hora, uma flor de lis para minha  flor de lis!!!

sorrio e vejo a mesma retribuir o sorriso

Konan: obrigada mesmo pai!! 

konan me olha com uma expressão tão amável e eu retruco com uma brincadeira

Jiraya: essas pintinhas me lembram sardas

Konan: sim sardinhas muito fofas

Jiraya: as do mar ou as de rosto ??

solto uma breve risada que é interrompida por uma vibração de meu celular, me volto a realidade..

Jiraya: konan ?, vamos entrar ??

ela afirma com a cabeça e pega suas flores e vamos em direção a porta dos fundos para adentrar a casa, meu celular vibra de novo e eu o pego e percebo uma mensagem e a olho 

????: sr. Jiraya, é o frentista e a equipe, gostaria de avisar que estamos aguardando o senhor na porta da frente

Jiraya: ok... já estou indo...

konan estava na cozinha admirando sua flor enquanto a molhava, vou até a cozinha e a aviso 

Jiraya: konan, vamos??, já chegaram para pegar as caixas ..

Konan: ok...

konan sobe para seu quarto e eu vou ir receber o frentista, saio de casa e vejo caminhão de mudanças em frente a minha casa e um homem em pé com uma prancheta 

????: Boa tarde Senhor Jiraya, poderia assinar ??

Jiraya: Boa tarde.. 

pego a prancheta olho para seu crachá em busca de seu nome e então complemento o resto de minha frase

Jiraya: Diogo....

termino de assinar e rubricar

Jiraya: o senhor vai precisar de ajuda ??

Diogo: não não senhor!

Jiraya: tem certeza??

Diogo: sim, o senhor pode se apressar para o aeroporto que nós daremos conta, seus pertences estarão lá amanhã cedo 

Jiraya: então ok, tenham uma boa tarde a todos e boa sorte

dou um leve sorriso fino e eles acenam com a cabeça, me retiro e entro em casa para pegar minhas malas subo as escadas e vejo konan parada no meio de seu quarto

Jiraya: konan está tudo bem??

Konan: sim pai!!, só estou me despedindo....

arfo e vejo ela suspirar, chego perto dela e beijo sua cabeça e afago a mesma, após alguns segundos juntos dissipo o abraço e sigo para meu quarto e ela me avisa 

Konan: te espero lá em baixo velho ..

aceno com a cabeça que sim e continuo o corredor até meu quarto, entro no mesmo, solto um suspiro, pego minhas bagagens e minha bolsa do notebook e ponho em transversal no meu ombro ficando em volta de mim, saio do quarto e desço as escadas konan está do lado de fora esperando em frente ao carro com sua flor nos braços e suas malas no chão em volta de si, vou em direção ao carro, abro o porta malas e ponho minhas malas e as de konan no carro fecho o porta malas, entro no carro e espero konan entrar no banco do carona, konan entra e eu começo a dirigir....

Prov's konan on
..............................................

entro no carro, eu e meu pai colocamos o cinto, ponho minha flor entre meus pés e ele começa a dirigir, ligo o rádio e fico pulando de estações até achar uma que estava tocando "something just like this" do coldplay e the chainsmokers, começo a murmurar a música entediada e deixo a paisagem e o clima da música me consumir, quando percebo estou cantando alto o refrão e dançando me repreendo e sinto meu rosto começar a ficar vermelho e o tempo com a mão 

Jiraya: ué, parou por quê filha ??

konan: nada não...

encosto minha cabeça em minhas mãos na janela do carro e continuo viajando mentalmente na música entediada, estavamos quase chegando no aeroporto, pego meu celular em meu bolso e mando uma mensagem para os meninos perguntando em qual escola eles estavam para eu poder ver oque preciso fazer pra me matricular, primeiro falo com Nagato 


______________celular_____________________
Konan: naag

Nagato: oii nan nan       

 Konan: nag, aonde você e o hiko estudam ?

Nagato: eu estudo no colégio princípal de konoha, se chama Konoha academy é uma escola pública...

Konan: mas a inscrição é tudo normal ?

Nagato: sim sim nan nan, mesmas coisas de sempre !

Konan: e o yahiko ?? estuda ai também?? 

Nagato: sim...

Konan: obrigado por explicar neko-kun, já estou a caminho...

Nagato: estou ansioso konaa-chan, se cuide!!, tenho que ir cuidar da casa.., até mais !!♡♡

Konan: boa sorte!!, até mais neko!♡♡

___________________________________

arfo baixo um pouquinho entediada e mando uma mensagem para yahiko avisando que eu já estava indo 

___________celular________________________

Konan: Hiko, já estou a caminho, nos vemos logo logo, xoxo ♡♡♡♡ '3' hahahaha

___________________________________

Levanto minha cabeça olhando para frente e vejo que estamos já estacionando no aeroporto, guardo celular e espero ele estacionar, saio do carro e pego minhas malas e meu pai também, tem um cara de terno nos esperando, meu pai fala com ele e eu tranco o carro, meu pai pega a chave e entrega ao homem, entramos no aeroporto enquanto o homem sai com o carro, sentamos para aguardar o vôo, me apoio em meus braços enquanto meu pai anda meio inquieto, ele se senta ao meu lado e fica olhando ao redor, com as pernas cruzadas e balançando o pé, 5 minutos depois foi avisado o vôo no aeroporto, me levanto e vou andando e meu pai faz o mesmo, colocamos nossas malas na esteira sigo andando na direção do raio x e detector de metais, meu pai me deixa passar na frente dele, espero ele chegar do meu lado e eu abraço sua cintura e ele põe seu braço esquerdo em volta de mim e andamos devagar até embarcarmos, ao entrar procuramos nossos assentos e ele me deixa sentar na janela, o piloto anuncia a decolagem e pede para passageiros porem os cintos de segurança, cinco minutos após, uma bela aeromoça veio nos servir algo, ela se abaixou educadamente para nos perguntar nós queríamos e percebi meu pai focado nos seios dela eu o dei um 
esbarrão nele o fazendo voltar a realidade ela está bem corada e eu envergonhada 

Aeromoça: o senhor vai querer algo??

Jiraya: algo pra beber seria ótimo, algo alcoólico, oque me aconselha??

ela cora mais 

Aeromoça: não sou muito boa com bebidas me perdoe, eu aconselho um whisky sr...

Jiraya: me chame só de jiraya por favor, então eu aceito o whisky 

ela cora e percebo seus olhos se cruzarem enquanto ela o serve e eu olho para o lado rindo, ela chama minha atenção 

Aeromoça: pois bem ..jiraya.. , e você mocinha??, quer algo de beber ou de comer ?? 

Konan: eu aceitaria um biscoito, um cheetos de requeijão, por favor 

sorrio a ela e ela me entrega o pacote de biscoito e se retira eu o abro e ofereço a meu pai que nega com a mão e continua a beber, olhando para a janela pego meu celular e fotografo o céu, termino e jogo meu lixo fora, ponho meus fones de ouvido e fico escutando mirror do Lund, aos poucos fui cochilando e acabei me pegando dormindo e tirei os fones e me permiti dormir

Sonho            ....................................................

eu estava andando em uma rua bem larga e familiar, estava a noite e o vento frio batia em meu rosto me fazendo corar de frio, a rua era mal iluminada e vi uma casa muito bem iluminada e atrativa, me aproximei da mesma e percebi uma enorme janela em sua varanda da frente, as luzes estavam acesas então eu fui olhar através das mesmas e simplesmente congelei diante da minha visão, no interior bem decorado da casa se encontrava meu pai e eu, mas eu ainda era criança, e Nagato e Yahiko estavam lá também, todos bem protegidos do frio com um enorme cobertor em volta de nos, meu pai parecia contar uma história enquanto estávamos sentados no chão da sala, dava para perceber nossos olhares curiosos brilhando enquanto meu pai se satisfazia contando alguma de suas histórias, aquilo me era tão nostálgico que me preenchia e eu ainda assustada decidi sair dali, sai da varanda correndo e voltei a seguir a rua, eu estava andando rápido, no final da rua avistei a minha casa, comecei a correr para a mesma, mas cada vez que eu mais me esforçava mais eu ficava presa no mesmo lugar, parecia que eu estava em câmera lenta, eu me desesperava cada vez mais até que acordei com um susto.
FIM DO SONHO 
............................................

acordei de vez e percebi que eu estava suando frio e olhei para os lados rapidamente e não percebi meu pai, vi a hora no celular já eram 8:32 da manhã 

-... parece que eu dormi de verdade...-

fiquei procurando meu pai com o olhar e depois de alguns minutos eu desisti e fui procurar um jogo em meu celular, fiquei bem focada no jogo, era viciante, quando levei um breve susto com meu pai se sentando ao meu lado ofegante e corado, eu olhei pra ele com curiosidade 

Konan: Bom dia pai!

Jiraya: Bom dia konan!, um bom dia mesmo....

isso me intrigou eu o observei com mais cuidado e isso me fez olhar direto pra frente e vi a mesma aeromoça de ontem sorrindo e com o cabelo meio bagunçado, a blusa dela estava abotoada errada e me caiu a ficha na hora

konan: pai..., me diga que não fez isso........

Jiraya: fiz oque filha??

Konan: a aeromoça...

aponto pra frente ainda focada nela e olho para ele corada e boquiaberta

Jiraya: eeee.. aaaaaah... então...., fiz sim, desculpa filha

eu caio na gargalhada e ele ri junto 

Konan: pai você não tem jeito 

ele ri e disfarça a vergonha, o piloto anuncia a aterrissagem e nós colocamos o cinto, a ansiedade me consome e o fio na barriga é evidente, saimos do avião, me espreguiço e fomos comprar café no Starbucks do aeroporto, tomando café eu penso nos meninos e um sorriso de orelha a orelha me surge, vamos pergar nossas malas e eu torço pra minha florzinha estar inteira, e pra minha sorte ela esta, pego ela e minhas malas e saimos do aeroporto......

Konan: Ai porra......






Nov. 21, 2018, 9:24 p.m. 0 Report Embed 0
To be continued... New chapter Every Sunday.

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~