mpn mpn

1- Saga Freeza: Goku vive com a dor do desaparecimento de seu pequeno filho, Gohan. Mal sabe ele que a criança cresce em meio ao exército de Freeza sendo treinado para ser um soldado de elite. O destino, ou melhor os deuses, interferem para que pai e filho se reencontrem e juntos possam derrotar seus inimigos. 2- Saga Broly: A Terra nunca esteve em tamanho perigo, até mesmo os deuses estavam perdidos. O Lendário Super Sayajin estava a um passo de ceder aos piores instintos de sua raça. Um novo aliado surge dizendo ter informações do futuro ao mesmo tempo em que se desespera em não reconhecer o passado. Na galáxia do Leste, o Império é destruído enquanto Kooler e Gohan se enfrentam até a chegada de surpreendentes aliados.


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only. © todos os direitos reservados

#dragonballsuper #miraitrunks #freeza #piccolo #vegeta #trunks #black #cell #goku #gohan #dragonballz #dragonball #dbs #dbz
5
5.1k VIEWS
In progress - New chapter Every Tuesday
reading time
AA Share

Início

Freeza, o Grande Imperador da Galáxia do Leste, olhava o menino com expectativa, admiração e, talvez, temor. Ele estava tornando-se poderoso muito mais rápido do que esperava, até mais do que seu pai e Vegeta. Isso o preocupava. Apesar de Gohan estar com eles há quatro anos, percebia uma resistência no menino em agir como o seu exército. Ele era bondoso e movido à compaixão.

Contudo, Freeza notava que, quando nervoso dominado pela raiva e ira, ele mudava seu comportamento e seu poder aumentava drasticamente. Apesar de ser tão novo, Gohan mostrava um poder de um sayajin adulto.

O garoto lutava com Dodoria, odiava treinar com ele. O monstro já não se mostrava um bom adversário há um tempo, pior, Gohan o desprezava por sua natureza cruel para com os povos dos planetas pertencentes ao império.

- Você está muito forte, Gohan!- elogiou Freeza.- Se continuar assim logo poderá entrar para as Forças Ginyu.

O menino parou de lutar e rumou até uma bancada pegando um copo com água, sua respiração estava apenas um pouco mais rápida. Sim, Dodoria já estava muito atrás de seu poder. Enquanto tomava a água pensava que jamais entraria para as forças especiais, aquele grupo abominável era chamado apenas para os atos mais cruéis a mando de Freeza.

- Por ... hoje ... já está ... bom ... – disse Dodoria com a respiração cortada pelo grande esforço. O moleque nem parecia cansado.

- Grande Freeza?- chamou Zarbon entrando na sala de treinamento.

O Imperador o olhou esperando. Zarbon era seu Primeiro Comandante, nada parecia afligi-lo e tirá-lo de sua calma e seu rosto não demonstrava nenhuma expressão.

- Mais uma vez o Grande Sayaman foi até o planeta Shoys, dessa vez ele roubou mais uma nave.

Isso era uma chateação! – pensou Freeza. Esse guerreiro misterioso derrotava seu exército com facilidade e ajudava a população dos planetas em seu domínio. E, ainda, tinha a audácia de se autodenominar “Grande” como uma forma de zombar de si. Ah, quando pusesse as mãos nele...

- Se me permite, Imperador, eu mesmo cuidarei dele!- prometeu Turles.

Turles era um sayajin puro sangue, ele dizia ser o pai de Gohan, mas o menino sabia não ser verdade. Não sentia nada por ele, apenas desprezo. Turles era um dos guerreiros mais poderosos de Freeza, perdia apenas para as Forças Ginyu e Zarbon.

- Muito bem, Turles, cuide disso.- Freeza sorriu.- Acabe com ele e leve o menino com você! Kooler ficará no comando.

- Imperador?- estranhou Zarbon sem nenhuma modificação facial. Turles e Dodoria olhavam ao seu líder com desconfiança.

- Eu e o exército iremos ao planeta Namekusei atrás das esferas do dragão.

- Esferas do dragão?- perguntou Gohan, o garoto estava em silêncio ouvindo as ordens do Imperador, quando isso chamou sua atenção. O que seriam?

Turles empalideceu. Temia que Gohan lembrasse quem realmente era e Kakaroto o encontrasse. Sabia que a ira e vingança do pai do moleque seria terrível.

- Confesso não ter muita certeza.- respondeu Freeza o olhando sem preocupações.- Por isso irei até o planeta onde se deu origem a essa lenda.

Gohan estava curioso. Se Freeza iria pessoalmente a um planeta ainda fora de seu domínio devia ser importante. Perguntaria a seu mestre.

- Turles, destrua logo esse guerreiro. Depois vá até Kooler e espere as ordens dele. Logo devo retornar.

Freeza não queria deixar o menino sem a fiscalização necessária, Turles era forte, mas temia que o garoto já o tivesse ultrapassado. Kooler seria a babá ideal, além disso, Kooler gostava de treiná-lo pessoalmente. Porém, Freeza acreditava que mais alguém andava treinando-o. O menino aprendeu técnicas muito diferentes daquelas usadas por seu exército. Cuidaria disso quando voltasse.

- Sim, Imperador!- exclamou Turles.

Droga, pensou Gohan, tinha penas das pessoas desse planeta. E o pior era saber que o Grande Sayaman não estaria lá para ajuda-las.

 

Goku treinava no pequeno planeta do Sr. Kaioh do Norte. Há muitos anos treinava ali, desde que voltara de sua busca pela Galáxia, sempre voltando para casa no meio da tarde.

Seus poderes aumentaram absurdamente desde que lutou com seu irmão Raditz, quando outro sayajin sequestrou seu pequeno filho de apenas dois anos. ChiChi nunca mais foi a mesma, e nem ele...

- Você está bem, Goku?

O Sr. Kaioh gostava do guerreiro sayajin. Apesar de causar muitos problemas em seu planeta pelos treinos e comer demais, era uma boa pessoa.

Goku suspirou e parou o treinamento.

- Apenas o de sempre.

O Sr. Kaioh revirou a Galáxia do Norte, mas nunca encontrou a criança meio sangue. O pequeno Gohan não estava na região de seu domínio.

- E ChiChi?

- Na mesma.- respondeu o guerreiro pensando na tristeza que dominava sua esposa.

Não era justo essa família sofrer tanto!

- Mas e como andam as coisas por aí, Sr. Kaioh?

- Estranhas, Goku, muito estranhas. A Sra. Kaioh do Leste anda agitada e preocupada. Parece que até o Supremo Sr. Kaioh, o Kaioshin anda viajando para planetas comuns.

- Freeza?- perguntou Goku.

- Não sei ao certo, tudo está sendo feito no mais absoluto silêncio.

Goku temia que Turles servisse ao Grande Freeza, mas não tinha provas e nem meios de ir até a Galáxia do Leste, mesmo com o tele transporte, a distância era muito grande para sentir qualquer ki que fosse, mesmo de um ser tão poderoso como o Imperador.

As naves que tinham na Terra eram apenas suficientes para ficar na Galáxia do Norte, por mais que Bulma e o Dr. Briefs tivessem o conhecimento, a tecnologia ainda não permitia esse tipo de viagens tão longas e por tanto tempo.

- Há rumores circulando por entre as Galáxias de uma força que vem causando sérios danos ao exército de Freeza.

- Uma força? Tipo um guerreiro?

- Sim, Goku. Um que anda sendo chamando de o Grande Sayaman.

Que nome estranho, pensou Goku. Mas se havia alguém com coragem para lutar contra o Imperador, esse merecia todo o seu respeito. Seu pai, Bardock, e Vegeta foram os únicos que conheceu. Pessoalmente, Goku nunca viu Freeza, mas os outros dois sayajins contavam muitas histórias das atitudes abomináveis do Imperador da Galáxia do Leste e de parte da do Sul.

-Algum sinal de Gohan ou Turles?- perguntou sem perder as esperanças.

- Lamento, Goku.- suspirou o deus.- No norte sei que não estão, e nem mortos, o Sr. Enmandaio garante isso.

Mais um dia sem notícias, mais uma vez chegaria em casa e veria o olhar decepcionado da esposa por chegar sozinho. Mais uma noite dormiria e ouviria em seus pesadelos o choro de seu filho sendo levado em uma nave por Turles enquanto lutava com o irmão mais velho.

- Qualquer notícia, por favor, me avise.- pediu Goku. Não adiantava treinar mais se não conseguiria estar focado.

- Pode deixar, Goku.

O sayajin despediu-se do deus e retornou para a Terra, para casa. Morava na montanha Poazu, uma casa deixada por seu querido avô Gohan. Seu avô foi um grande guerreiro sayajin que veio ao planeta dominá-lo, mas desistiu.

O velho Gohan, apaixonou-se pela Terra, seus animais, suas plantas; era um homem poderoso, mas simples. Anos mais tarde recebeu o neto mais novo e o ensinou a amar o planeta. Apresentou-o a outros guerreiros que lutavam para proteger a Terra, entre eles Mestre Kame. Morreu sacrificando-se para que Goku abandonasse os instintos cruéis de um sayajin.

Chegou em casa e encontrou Bulma e ChiChi conversando e tomando um café da tarde. Seu estômago roncou, saiu do planeta do Sr. Kaioh sem comer.

- Como vai, Bulma?- cumprimentou a amiga roubando um pouco de comida.

Beijou a testa da esposa e sentou-se ao seu lado continuando a atacar a comida.

- Vou bem!- respondeu a amiga sorrindo.- E como anda o treinamento?- perguntou.

- Hoje resolvi acabar mais cedo!- respondeu de boca cheia.- Mas vai indo bem.- continuou após receber uma cotovelada de ChiChi pelos maus modos.- Diga à Vegeta que estou bem mais forte.

Bulma riu, os dois sempre competindo por quem era o mais forte, rápido, poderoso...

ChiChi olhou o marido preocupada, sabia que ela sempre vinha mais cedo quando o Sr. Kaioh dizia não ter notícias de Gohan. Goku perdeu a alegria de viver, nem os treinos o animava mais. Porém, tinha esperança que um dia, ele chegaria em casa trazendo seu filho e, finalmente, seriam uma família de novo.

 

Vegeta treinava na cápsula de gravidade, há alguns anos vinha aumentando o ritmo e seus poderes acompanhavam. Era um pouco mais fraco que Kakaroto da última vez que lutaram lado a lado, mas jamais desistiria de ultrapassá-lo.

Quando fugiu com Bardock para a Terra, jamais pensou que sua vida mudaria tanto. Ele e o sayajin mais velho vieram em uma nave com sua filha ainda bebê, Videl. Cansados dos mandos e desmandos do Grande Freeza, fugiram para o planeta onde sabiam estar o pai e o filho de Bardock, que era como seu protetor junto com Nappa quando era mais novo.

Vegeta era o Príncipe da raça guerreira dos sayajins. Após a destruição do planeta e morte de seu pai, O rei Vegeta, Freeza passou a treiná-lo. Nappa e Bardock passaram a trabalhar para o Imperador, quando descobriram que ele foi o causador da destruição de quase todos os sayajins e de seu planeta, então partiram para a Terra com a recém-nascida, fruto de um relacionamento seu com uma sayajin morta em combate logo após o nascimento da filha.

Depois que chegaram, Bardock reencontrou o filho mais novo e conheceu sua nora que estava grávida. E Vegeta conheceu outra pessoa...

Quem diria que a cientista louca seria alguém que iria entendê-lo e aceita-lo tão bem. Talvez tivesse ajudado o fato de ter sido traída pelo idiota do ex-namorado e estar frágil, mas os dois passaram a um estranho relacionamento.

A moça apaixonou-se pela pequena menina filha de Vegeta e as duas, mesmo depois de tantos anos, não se desgrudaram mais. Depois aos poucos, entre brigas e mais brigas, Vegeta e Bulma passaram ao sexo e, quando o sayajin se deu conta, estavam morando juntos na casa da cientista.

Mas depois de dois anos tudo mudou...

Nappa havia entrado para o grupo de outros dois sayajins sobreviventes, Turles e Raditz, filho mais velho de Bardock. Enquanto Nappa tentava sequestrar sua filha, Raditz sequestrava o filho de Kakaroto. Vegeta matou Nappa salvando a pequena Videl, e Kakaroto matou o próprio irmão com a ajuda de Piccolo, um antigo inimigo. Porém, Turles aproveitando-se dessas lutas fugiu com o menino. Nunca mais houve notícias dos dois.

Vegeta acompanhou Kakaroto, Bardock, Piccolo e Kuririn pela Galáxia em uma das naves que Bulma e seu pai construíram, mas não encontraram nada que levasse a nenhuma pista. Nesse tempo, quando a nave quebrou em um planeta muito estranho aprenderam técnicas de um povo fraco, porém com grandes conhecimentos de manipulação do ki.

Piccolo aprendeu uma técnica de luta precisa e mortal, o Makankosappo. Kuririn o Kakusan-dan. Goku o tele transporte. Vegeta o Big Bang Bean. Bardock jamais revelou o que aprendeu de fato. Depois de um tempo nesse planeta, seus habitantes consertaram sua nave e, então, retornaram. Sem atingir seu objetivo.

Vegeta iniciou uma pequena trégua com Kakaroto. Sua filha quase fora levada também, e, talvez, se tivesse acabado com Nappa mais rápido teria impedido o sequestro do menino.

Com esses pensamentos, passou a treinar em uma gravidade maior.

 

Kami Sama estava em seu templo vigiando e admirando a Terra. Lembrava-se quando o guerreiro sayajin chegou prometendo dominar, mas acabou virando o protetor do planeta. Logo depois vieram seu neto, filho e o príncipe da raça e as duas crianças.

Lembrava-se como uma delas fora levada, o que causou a estranha paz entre Piccolo e Goku e, a ainda mais estranha, Vegeta e Goku.

- Kami Sama?- chamou Sr. Popo.

-Sim?

- O Sr. Está bem?

- Só recordando, meu amigo, como acontecem situações estranhas em momentos de dor e medo.

O deus da Terra temia que o pequeno Gohan fosse criado em meio à maldade e acabasse entregando-se aos instintos cruéis dos sayajins. Os que viviam na Terra tinham conseguido abandoná-los, mesmo Vegeta. Ele lembrava como Gohan, ainda um bebê de um ano e meio, não fora sugado pelo poder de Garlic Jr. e acabou derrotando-o salvando a todos. Se treinado viria a ser poderoso, e temia que estivesse do lado errado.

Já a pequena Videl demonstrava cada vez mais sua aptidão por luta e política. Cabelo preto como os sayajins, mas os olhos azuis como a parte feminina de sua raça. Era geniosa como a mãe adotiva, puxara o lado político do avô morto por Freeza e o lado guerreira de seu pai. Kami Sama tomou a liberdade de treinar o lado político da menina.

- Kami Sama?- chamou o Sr. Kaioh, apenas para o namekuseijin ouvir.

- Sr. Kaioh?- assustou-se o deus menor.- Algo em que eu possa ajuda-lo?

- Kami Sama, reúna os Guerreiros Z imediatamente. Seu planeta natal corre grande perigo, assim como o resto do universo. O Grande Freeza ruma para lá em busca das Esferas do Dragão para tornar-se imortal!

Nov. 9, 2018, 10:23 p.m. 5 Report Embed Follow story
3
Read next chapter O que são as Esferas do Dragão?

Comment something

Post!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Eu sempre gostei muito de Dragon Ball, apesar disso, eu me lembro de ter assistido Dragon Ball, Dragon Ball Z e Dragon Ball GT todos em fita no vídeo cacete, cara, isso foi a o quantos anos atrás? Mais de 15 acho! Então eu não me lembro muito dos acontecimentos, mas é um anime que eu morro de vontade de rever e ainda só não o fiz por que a minha lista de animes para ver é muuuito grande, tipo muito mesmo! Mas voltando ao foco principal, toda vez que eu leio essas fanfic de DB eu fico doida de vontade de rever tudo e lembrar. Mas apesar de não conseguir lembrar muita coisa, eu amo ver essas fanfic que exploram esses lados pouco explorados, por exemplo, a maioria gosta de desenvolver os romances e não mais o lado saiajin e desfrutar das várias coisas que podemos fazer com o enredo desse anime. A coesão e a estrutura do seu texto estão ótimas, a narrativa está encantadora e você da tantos detalhes que só deixa o texto cada vez mais verossímil. A sinopse está clara e isso ajuda a entender o que está acontecendo no momento, então ajuda muito a desvendar a história. Quanto aos personagens, é muito difícil pegar um só e dizer algo sobre isso, mas eu posso dizer que eu vejo que você está trabalhando em todos eles e desenvolvendo de uma maneira única. Quanto à gramática, você escreve muito bem e sua história é um colírio para os olhos. Pode ter certeza que assim que eu tiver um tempo eu vou ler ela toda. Desejo a você sucesso e tudo de bom. Abraços.
August 08, 2020, 02:59

  • mpn mpn
    Olá, tudo bem sim e vc? Muito obrigada, fico muito feliz que tenha gostado!!! Eu entendo isso, a lista para assistir é enorme, mas um dia eu vi que iam lançar um novo filme e isso me deu muita vontade de assistir novamente...vi o anime e os filmes, alguns filmes nem sabia que existiam kkkkk. Foi uma experiência muito boa e forte...assistindo tudo novamente as ideias começaram a vir e resolvi começar a história... Eu sempre gostei de fanfics, tem tanta gente que escreve bem e isso me dá uma felicidade enorme...orgulho de nós termos tantas ideias e a oportunidade de divulgar e publicar para que outros leiam, mas escrevendo você acaba ficando meio crítico e com isso acaba tendo dificuldades em ler...como você disse muitas histórias acabam explorando mais o lado dos romances e apesar da maioria dos leitores preferirem fics assim, eu acabo sentindo falta de algo mais... Eu tenho muita dificuldade com os detalhes, principalmente em descrever lugares ou personagens...diálogos saem com uma facilidade impressionante, mas sempre tenho que me policiar para descrever e detalhar tudo para não ser apenas diálogos jogados kkkkk. Eu tenho um carinho muito grande por todos os personagens de dbz, então tento dar destaque a todos, mas claro que acabo deixando óbvio meus preferidos kkkkk. Um erro ou outro sempre acaba passando, eu não escrevo direto no computador, escrevo em cadernos e eu mesma passo a limpo. Algumas vezes na digitação algo acaba sendo escrito errado já que nem sempre tenho tempo de ler depois de passar a limpo, mas procuro ter muito cuidado. Eu agradeço muito por seu comentário, espero que encontre tempo para rever todo o anime, acredite foi uma maravilhosa revisitação da infância quando eu o fiz. Desejo tudo de bom a você também!!!!! Abraços August 15, 2020, 12:30
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Divulguei Pecado no meu insta, @Karimylubarino. Espero que não se importe. Tinha que recomendar essa delícia de fic <3
January 23, 2020, 11:30

  • mpn mpn
    Muito obrigada pela recomendação!!! Fico feliz q goste da fic!! Já estou te seguindo no insta tmb!!! Comecei a postar lagrimas de sangue, dê uma olhada tmb, é a fic do Miraí trunks de Lágrimas de Prata!!! January 24, 2020, 23:22
  • Karimy Lubarino Karimy Lubarino
    Obrigada. Vou colocar na minha lista também ❤ January 25, 2020, 16:09
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 26 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!

Related stories