A Fome Follow story

aghaf Anna Romaike

Poesia sobre anorexia, bulimia e automutilação. Abordei no modo mental e emocional, sem entrar no campo dos por quês. Segue a frase de Complexo de Cinderela – Colette Dowling que explica de maneira maravilhosa o que origina a anorexia: "meninas com personalidades conformistas sentem-se obrigadas a fazer algo que requeira um alto grau de independência a fim de serem respeitadas e reconhecidas. Quando tudo o mais falha, a única independência que sentem ter é a que reside no controle de seus corpos”.


Poetry For over 18 only.

#poesia #automutilação #suicidio #anorexia #bulimia
Short tale
10
2257 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Unico

A fome me corrói

A fome me destrói

A fome me remói

Metas, pimentas, frutas.

Corridas, medidas, feridas.

Cinquenta e quarenta

Cada quilo que se ausenta

Soma cem curtidas.


A fome me emagrece

A fome me enlouquece

A fome me enobrece

A garganta contorce

O estomago estanca

A boca deseja pelo vomito

Mas, os dentes gastos.

Os olhos lacrimejando

Os pulmões incendiando

A garganta queimando

Tudo nega

Tudo cega

Tudo espanca

Tudo se desmancha


A fome me nauseia

A fome me amargura

A fome me desmaia

A fome me tortura

O corpo não mexe

Não aquece

Não luta

A mente surta

Quero correr, quero mover.

Quero secar, quero voar.

Para além do limbo

Morada das estrelas.


A fome me ensina

A fome me domina

A fome me mutila

Por que gosto? Por que aceito? Por que deleito?

As vozes continuam perguntando o por que.

Falo desculpas, falácias, mentiras.

A verdade foi jogada no oceano

E eu não sei nadar

A verdade foi levada pelo vento

E eu não sei voar

A verdade foi levada pelas posses

E eu só tenho a mim

Vejo reflexos, vislumbres, negrumes.

Eles escorrem pelos dedos

Longe demais para serem olhados

Perto demais para serem esquecidos

A verdade é inatingível.


E eu estou transbordando

Gordura, gordura tanta gordura.

Nas pernas, braços, barriga, pescoço.

Estou deslizando

Os cortes em minhas veias

São como armas

O sangue em minhas pernas

Inicia a roleta russa

E quando partir eu serei fibra

Serei brisa

Serei cinza

Serei eu

Oct. 8, 2018, 1:03 a.m. 9 Report Embed 10
The End

Meet the author

Comment something

Post!
Saah AG Saah AG
Acho interessante o design do site do Inkspired dar visibilidade a jovens poetas como você. Achei essa poesia em "novas publicações em poesia"e resolvi dar uma chance. Não me arrependi. Eu nunca fui muito de curtir poesia, pois poucas conseguiam me atingir, mas essa, sem dúvida, conseguiu. Parabéns pelo trabalho.
Dec. 4, 2018, 8:20 a.m.
Kathelyn Illustra Kathelyn Illustra
Nem sei o que dizer Tá muito lindo Admito que estou quase chorando Parabéns!
Nov. 26, 2018, 9:28 a.m.

  • Anna Romaike Anna Romaike
    Oooooooooooowwwnnnntttttttt, muito obrigada por comentar e ler essa poesia, fico feliz que tenha gostado. Nov. 26, 2018, 5:45 p.m.
Cintia Walter Cintia Walter
Poesia crua e real. Só quem já passou por isso sabe o quão corrosiva a situação é. Não tenho palavras para descrever o quanto gostei desse poema e o quanto estou admirada por acabar de ter lido algo tão incrível. Obrigada por ter escrito <3
Nov. 17, 2018, 12:48 p.m.

  • Anna Romaike Anna Romaike
    Mil agradecimentos a você por ter lido. Fico tão emocionada em saber que consegui impressionar, sensibilizar e em alguns tristes casos até representar tudo aquilo que a pessoa não conseguiu dizer em voz alta, sinceramente me dá vontade de chorar de alegria. Nov. 17, 2018, 5:45 p.m.
RC Raissa Christina
Gosto de poesias assim, cruas, que atingem a carne. Parabéns. Espero, contudo, que encontres poesias que te instigue saciedade. Até.
Nov. 12, 2018, noon

  • Anna Romaike Anna Romaike
    Muito obrigada, eu fico realmente feliz de ter conseguido atingir você dessa maneira. Nov. 17, 2018, 9:18 a.m.
Olivia Renner Olivia Renner
Não tenho palavras, sinceramente. Gostei muito da poesia, foi feita em um estilo que eu gosto bastante, com frases curtas que rimem e principalmente, impactantes. É triste pensar que passo por algo extremamente semelhante. Sou capaz de passar a manhã e a tarde toda sem comer nada. Quase desmaiei uma vez, sinto tontura com frequência, mas estou procurando por ajuda, agora. É uma poesia simples, direta e que eu gostei bastante. Fico feliz de ter lido algo do tipo e poder me identificar com alguém, hoje em dia ninguém fala muito sobre isso, pelo menos o meu convívio social nunca toca no assunto e foi bom sentir que eu não estou sozinha, afinal de contas. Obrigado, e meus parabéns, pela bela poesia <3
Oct. 8, 2018, 8:49 p.m.

  • Anna Romaike Anna Romaike
    Moça vou chorar aqui, muito obrigada pelo comentário maravilhoso. Dá uma felicidade enorme saber que consegui te fazer feliz com um texto, consegui gerar um apoio sabe? Até agora eu não tinha achado nenhuma poesia que abordasse de forma clara o que eu sentia e então resolvi que criaria uma, por isso quando você diz que gostou, que conseguiu se identificar com as frases e agora está buscando ajuda eu só sinto uma imensa satisfação. Nov. 17, 2018, 9:21 a.m.
~