Escova de Dentes Follow story

nguyen Jinro '

Apesar de Seokjin não gostar, Hoseok faria o possível para dividirem não só as cobertas, mas também escovas de dente. ❛2seok ~ cute ~ fluffy❜


Fanfiction Bands/Singers All public.

#gay #yaoi #jin #bts #seokjin #hoseok #jhope #boyxboy #fluffy #cute #j-hope #2seok #jinseok #doisseok #seokseok
Short tale
0
4792 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

;dentinhos

[...]

A escadaria ela longa, quase que tortuosa para quem carregava caixas tão pesadas.

Hoseok já estava na metade, levando os utensílios de cozinha nas costas, tomando cuidado com os degraus – e atrás, vinha Seokjin, com duas caixas grandes de roupas e coisas pessoais, empilhadas sobre seus braços. O Jung tinha total confiança no mais velho, mas naquela situação, temia que, se caísse, o mais alto poderia não ser capaz de segurá-lo.

Se fosse em qualquer outro momento, ela o faria sem pestanejar.

Cuidadoso, pousou a caixa no topo da escada, ajudando o namorado com o papelão pesado.

— Ah, suas coisas estão bem mais leves! — reclamou o mais baixo.

— Em compensação estou carregando duas caixas, bobo. — sorriu Jin, usando o namorado de apoio, que não demorou a relutar.

Depois de uma pequena disputa de altura, que não demorou a terminar com Seokjin agarrado à cintura de Hoseok, empurram seus pertences com os pés, até que adentrassem a porta de seu novo apartamento. O mais velho puxou as chaves do bolso da calça, avistando-as no bolso traseiro do moreno, percorrendo as mãos pela área rechonchudinha. Um bico de relutância formou-se nos lábios do outro, que tomou-lhe as chaves da mão, observando o lugar.

— Falta uma mão de tinta nas paredes, tem umas arrumações para fazer na cozinha também... — espreguiçou-se o Kim, cansado. — E cortinas, precisamos de cortinas nas janelas o mais rápido possível!

— Ah é? E por que esse desespero todo? — pousou os cotovelos no parapeito da janela, o Jung, que recebia a brisa entreposta do terceiro andar do prédio.

— Por que você adora andar de cueca por aí. — resmungou o loiro, sendo recebida por uma risada gostosa. — Não quero que os vizinhos se deparem por aí com a sua bunda, logo de manhã, antes do café.

— Você está parecendo um pervertido falando assim, Jin-Hyung. — sorriu o moreno, como sempre, caloroso, voltando a ser agarrado pelo namorado. — Estou com fome, e cansado, e sujo. Foram muitas caixas que você me fez trazer.

— Olhe pelo lado bom, pelo menos, moramos juntos agora. Vai dizer que seu esforço não valeu a pena, Hope?

O menor pousou os dedos sobre o queixo, pensativo sobre sua resposta; enquanto Seokjin batia os pés sobre o assoalho, sugestivo. Ansioso, ergueu uma das sobrancelhas, inusitando sobre o que ocorreria em seguida. Logo, ergueu o indicador um tantinho torto para o outro, chamando-o para perto.

Ao pular as caixas que estavam em sua frente, puxou-o para um abraço confortável. Hoseok não lhe daria sua resposta, pelo fato de sua boca estar ocupada, encontrando-se com a do mais velho. Um pequeno selinho, transformou-se em dois, três, quatro, até mais do que ambos poderiam de fato contar.

Talvez, se o carro de mudanças houvesse chegado, eles continuariam seus afagos em cima do sofá. A destra do menor aventurou-se sobre o pescoço do maior, agarrando-a delicadamente, para poder ter um encontro mais demorado sobre sua boca. Ele se divertia provocando o loiro, repuxando seus lábios para que ele pudesse mordê-lo de volta.

O Jung desceu o hálito para o pescoço de seu Hyung, brincando com a área ao mordiscá-la sem muita força.

— Estou com fome.

— Por acaso eu tenho gosto de frango para você me morder assim?

— Não, mas eu tô’ com fome.

— Vamos sair então.

— Com que dinheiro, Jin-sshi? Gastamos toda a nossa verba com esse apartamento. O único bom dele ser pequeno, é o fato que a cama é de solteiro, e eu vou poder dormir em cima de você. — riu Hoseok, sendo apertado pelo loiro protestante.

— Eu também posso dormir em cima de você, sabia?

— O que não muda a situação de eu estar com fome. — terminou o Jung, quase que infantil. — A geladeira ainda não chegou para que possamos cozinhar. — suspirou. — Infelizmente, eu não tive dinheiro nem para comprar uma escova de dentes; é difícil trabalhar e estudar.

— Ah não, você não vai usar minha escova de dentes. — reclamou o mais velho, indignado. — É anti-higiénico. Só falta dizer que também não tem pasta de dente?

— E daí se usarmos a mesma escova? Duvido que consiga evitar me beijar, mesmo sem escovar os dentes. E eu não trouxe o da casa dos meus pais, Hyung... Aliás, qual o problema com o creme dental?

— O dia em que dormi lá, a pasta era neutra. E eu uso a de menta.

— E? — piscou o moreno, interessado.

— E que eu não gosto da neutra, ela arde tudo, e é horrível, quase líquida. — terminou Seokjin, vendo o namorado revirar os olhos. — O que foi hein? Eu não gosto.

— Tudo bem, podemos dividir a pasta de dentes também.

— A minha pasta de dentes? Hope...

— Ah, vai dizer que eu tenho um bafo tão grande assim? — o Jung viu o maior negar. — Então vem logo me beijar!


Sept. 26, 2018, 2:02 p.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

Jinro ' .life is colorful.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~