O Fugitivo Follow story

BeatrizPFT25 Beatriz PFT25

Stain, o assassino de heróis, tinha sido preso, no entanto já não era a primeira vez que anunciavam nas notícias a sua fuga, para onde ele ia? O que fazia? Qual era o objectivo deste fugitivo?


Fanfiction Anime/Manga All public.

#bnha #deku #mha #midoriyaizuku #boku-no-hero-academia #my-hero-academia #Stain #Hero-Killer
Short tale
2
4717 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único - O Fugitivo

“E estamos agora em direto do local pelo qual há algumas horas atrás se confirmou a fuga do Assassino de Heróis, Stain, como se pode ver pelas imagem Stain conseguiu fazer um buraco, o qual usou para fugir da prisão, ainda não se conseguiu confirmação como Stain conseguiu fugir, no entanto dizem que é possível ele ter paralisado um dos guardas e conseguindo assim soltar-se e executar a sua fuga, nenhum dos guardas diz ter visto algo de anormal, pelo que a fuga de Stain só foi percebida quando um guarda a fazer a ronda notou o enorme buraco fazendo assim soar o alarme, por sorte foi confirmado que apenas Stain não se encontrava, apesar de ser um sujeito muito perigoso teria sido pior caso algum outro prisioneiro tivesse conseguido também escapar. No entanto já é a terceira vez nos últimos dois meses que Stain consegue fugir, será que a polícia não faz nada para o impedir? Como é que ele conseguiu fugir já pela terceira vez? Estes acontecimentos deixam os cidadãos com grandes dúvidas sobre a capacidade dos guardas, estará a prisão a proceder corretamente? Será que não haverá uma solução para impedir que Stain esteja livre novamente? O que mais deixa intrigados os guardas é que nas fugas anteriores Stain regressou por livre e espontânea vontade, para onde Stain vai quando foge? O que faz ele nessas fugas? Porque razão regressa? Qual é o seu real objetivo? Acompanhe todas as novidades deste caso aqui no…”

A televisão foi desligada, interrompendo assim a emissão em direto.

Midoriya pousou o comando e suspirou pesadamente, já sabia o que ia acontecer a seguir. Já tinha passado da hora em que os alunos tinham permissão para saírem dos seus quartos, mas mesmo assim Midoriya calçou os seus ténis, e apesar de estar de pijama, saiu do quarto, fazendo os possíveis para se manter em silêncio, não seria nada bom se alguém o visse.

Foi então em direção ao terraço dos dormitórios, a noite estava bastante agradável, podiam ver-se as estrelas e uma brisa fresca suavizava o calor da noite.

Midoriya fechou a porta do terraço e andou alguns passos ouvindo logo uma voz, a qual ele já esperava fazer-se presente.

– Demoraste. – Midoriya percebeu pela voz, que apesar de estar a refilar consigo, passava alguma felicidade, por ele realmente ter aparecido.

– Só agora é que vi a notícia. – Respondeu virando-se para o dono da voz, e foi ai que, de uma das partes menos iluminadas apareceu Stain com um sorriso no rosto.

– Só agora? – Perguntou Stain repetindo as palavras de Midoriya um pouco pensativo. – Desta vez demoraram mais do que estava à espera. – Comentou aproximando-se de Midoriya, ficando assim frente a frente com ele.

– Ainda estou para descobrir e perceber como consegues fugir da prisão e ainda entrar na academia assim tão facilmente. – Murmurou Midoriya e suspirou. – É que não o fizeste só uma vez, como disseram nas notícias já é a terceira nos últimos dois meses. – Observou Midoriya virando-se de costas para Stain e sentando-se no chão.

Stain olhou para Midoriya com um sorriso e aproximou-se.

– Três vezes. – Ele disse rindo. – Mal eles sabem que esta é a quinta. – Comentou e sentou-se ao lado de Midoriya.

– Sabes que não podes continuar a fazer isto não sabes? – Perguntou Midoriya encarando o céu. Stain simplesmente olhou para a mesma direção que ele, e mantiveram-se os dois em silêncio.

Da primeira vez que Stain fugiu tinha sido pânico total, todos tinham ficado extremamente apreensivos, pensado que, agora livre, o assassino de heróis recomeçaria a caça aos heróis profissionais, mas ficaram todos surpreendidos pois não foi isso que aconteceu, ninguém sabia para onde Stain tinha ido, ou o que tinha estado a fazer, mas ele na manhã seguinte estava novamente na sua cela, como se tivesse ido passear e voltasse, e nenhuma morte tinha sido registada. Os únicos que sabiam o que realmente tinha acontecido naquela noite eram o próprio Stain e Midoriya.

Midoriya lembrava-se bem desse dia, ele estava calmamente no quarto a ver a notícia de que Stain tinha conseguido fugir enquanto terminava uns trabalhos e quando a notícia acabou ouviu uns sons na sua janela, ao abri-la um papel voou na sua direção, o papel tinha apenas uma palavra “Terraço” e Midoriya apesar de estranhar pensou que poderia ser algum dos seus amigos a tentar encontrar-se com ele, mas porque não tinham usado o telefone? Todos os membros da turma tinham o seu número, e até alguns alunos de outras turmas, mas assim que chegou ao terraço percebeu a razão, não era nenhum dos alunos da U.A que lhe tinha mandado aquela mensagem, mas sim o fugitivo das notícias, Stain.

No início Midoriya ficou sem reação, o que Stain estava a fazer ali? E o que queria consigo? Stain naquele momento simplesmente sorriu e disse que apenas queria conversar, Midoriya, apesar de muito receoso e pronto para mandar novamente a sua localização para todos os seus contactos, aceitou conversar com Stain. Curiosamente Stain disse que tinha ido alí porque queria saber como Midoriya estava, como estavam as aulas, os treinos, basicamente como lhe ia a vida, Midoriya não acreditava que ele tinha lá ido por essa razão mas ao perguntar sobre isso Stain simplesmente disse "Foste o único que reconheci após o All Might, quero saber como estás e ver-te tornares-te num grande herói, o qual tens capacidades de ser e aí irás cumprir o meu grande desejo", Midoriya nunca chegou a saber que desejo era esse, mas pelo comportamento e pelo olhar de Stain percebeu que o mesmo não estava a mentir, não tinha razões para isso.

E a partir desse dia sempre que Stain sentia necessidade de falar com Midoriya fugia da prisão e passava pela segurança da U.A., encontrando-se com ele no terraço. Na segunda vez Stain ainda lhe mandou um papel, mas a partir da terceira sempre que Midoriya via a notícia de uma nova fuga já sabia que Stain iria aparecer para falar consigo.

Midoriya apesar de estranhar o comportamento de Stain ia sempre ao seu encontro, Stain tinha-lhe prometido que não iria matar mais nenhum herói, e realmente estava a manter a sua palavra, e Midoriya sentia algo dentro dele a dizer que podia confiar nas palavras de Stain, depois de tudo, Stain salvou-o de um Nomu da primeira vez que se encontraram, mesmo após terem lutado. Numa das vezes que se encontraram Midoriya perguntou por que razão ele tinha feito aquilo, e Stain justificou-se dizendo apenas que não iria permitir que um bom herói morresse, e Midoriya, com o seu habitual sorriso gentil, agradeceu por ele o ter salvo.

Apesar de tudo o que Stain tinha feito, Midoriya, por um lado, até entendia o seu comportamento, não aceitava, de todo, mas admitia que apesar dos métodos dele estarem errados Stain tinha tentado viver de acordo com um ideal. E não conseguiria perdoar o que ele tinha feito ao irmão de Iida, aos seus amigos e a todos os outros heróis profissionais que tinha atacado. Mas apesar disso eles continuavam a encontrar-se.

No entanto ambos sabiam que não se podiam encontrar, era errado, o que iriam fazer, ou pensar, se um dos alunos da U.A. fosse visto a falar daquela maneira com um vilão? Provavelmente iriam acusar Midoriya de traição e ele nunca poderia tornar-se num herói, mas mesmo sabendo disso Midoriya arriscava-se a ir ao terraço e encontrar-se com Stain, sempre que o mesmo decidia fugir, no fundo nem ele mesmo sabia porque o continuava a fazer, mas não era de todo mau conversar com Stain por algumas horas, ele até lhe dava algumas dicas.

Após algumas horas a conversar sobre os treinos e aulas estava na hora da despedida, Midoriya estava cansado, precisava de descansar, Stain sabia disso e por isso sempre que planeava a sua fuga era durante o fim-de-semana, onde ele sabia que não havia muitos problemas de Midoriya ficar acordado até um pouco mais tarde, esse facto não escapou a Midoriya, que lhe agradecia mentalmente por isso.

– Stain. – Chamou Midoriya.

Estavam frente a frente, ambos de pé, a encararem-se nos olhos, Stain estava um pouco sério, sabia que não podia continuar a fazer aquilo, no entanto falar com Midoriya fazia-lhe bem, mas ele não queria prejudicar o rapaz e por isso falou primeiro.

– Esta foi a última vez. – Disse e Midoriya por um segundo não percebeu o que ele queria dizer com aquilo. – Vejo que a cada vez que venho o teu crescimento é notável, estás cada vez mais forte e vais conseguir cumprir o meu grande desejo, já que o All Might já não pode, terás de ser tu.

Midoriya arregalou os olhos, ele já sabia que All Might estava aposentado? Mas o que era esse desejo? Já que era a última vez Midoriya sentiu-se no direito de perguntar.

– Porque não me dizes qual é esse desejo? – Perguntou com um pequeno, e gentil, sorriso.

Stain virou-se de costas para ele e andou até à ponta do terraço.

– Eu cometi muitos crimes, não que me arrependa do que fiz, pois eu acho que era o correto, esta sociedade está repleta de heróis sem princípios, no entanto eu quero que um herói, um herói de verdade que eu reconheça, acabe com a minha vida, numa luta real, em que ele me consiga vencer e derrotar de maneira justa, e aí quero que esse herói me mate. – Ao dizer isso Midoriya gelou, o seu maior desejo era morrer? – Por isso, na próxima vez que nos virmos quero que lutes comigo e me mates! – Stain voltou a encarar Midoriya que estava incrédulo, ele queria que ele o matasse? Midoriya jamais seria capaz de tirar a vida a alguém. – Para além do All Might, que já não o pode fazer, tu és o único que reconheço, por isso vou ficar quieto e dar-te tempo de te tornares num herói profissional, e garanto-te, eu vou encontrar-te e atacar-te com tudo que tiver, e ai irás cumprir o meu maior desejo, mesmo que não queiras matar, eu tenho este desejo egoísta, mas espero que o possas cumprir. – E sorriu.

Midoriya não sabia o que dizer, estava paralisado.

– Se não o conseguires fazer… – Voltou Stain a falar. – Pelo menos derrota-me uma vez mais.

Midoriya sorriu determinado, isso ele poderia cumprir.

– Sim! – Concordou fazendo Stain sorrir, despedir-se e saltar, desaparecendo na escuridão da noite.

Midoriya voltou para o seu quarto, ele iria ficar forte e iria cumprir o que tinha dito, pelo menos derrotá-lo novamente.

Sept. 8, 2018, 12:33 p.m. 0 Report Embed 3
The End

Meet the author

Beatriz PFT25 Viciada em BNHA! ❤ Apaixonada pelo Todoroki Shouto! ❄❤🔥 Escrevo nos tempos livres! ✍ TT: Beatriz_Kami7 Sintam-se livres para falar comigo :3 Tenho conta também no Spirit, Wattpad e Nyah, todas com o mesmo nome

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~