Jogo De Sedução Follow story

estherliz96 Esther Liz

Bakugou trabalhava há pouco tempo na boate Glorious, mas já se via perdidamente apaixonado por Deku, um dos gerentes. Nunca foi de desistir, então decidiu que faria de tudo para conquistar o esverdeado. Que os jogos de sedução comecem!


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only. © Todos Os Direitos Reservados

#My-Hero-Academy #bnha #songfic #romance #comédia #ua #Inasa-Yoarashi #Todoroki-Shouto #Bakugou-Katsuki #midoriya-izuku #inatodo #Bakugou-Uke #Deku-Seme #dekubaku
6
4.8k VIEWS
In progress - New chapter Every Friday
reading time
AA Share

Que Os Jogos Começem

A vida é realmente engraçada.

Há três meses atrás, minha vida não estava perfeita, mas a considerava estável. Terminar com Kirishima foi o estopim de todas as merdas que se sucederam, entre elas, minha demissão.

Considerava seriamente ter de voltar para a casa de meus pais, até que Kaminari comentou que a Glorious, a maior boate LGBT da cidade, estava precisando de strippers. Eu não sei o que tinha na cabeça ao vir. Mas estou neste emprego até agora e cá entre nós, o salário é muito bom.

A boate é dividida em três partes. O bar, o palco stripper e o salão onde todos dançam. O bar fica no meio dos dois e tem um pequeno corredor de ligação entre um e outro. Admito que já vim aqui uma vez e a boate é linda.

Na parte de strippers, a boate realmente pensa em tudo, pois tem dançarinos para todos os gostos e a minha contratação é uma coisa boa? Certo?

Bom, eu não estaria narrando essa merda aqui se tudo na minha vida estivesse flores. Se pensaram que minha vida emocional está fodida, parabéns, acertaram.

Desde que comecei a trabalhar aqui, uma pessoa me chamou atenção. O cara tem os cabelos esverdeados, duas esmeraldas ao invés de olhos, um sorriso que te derrete inteiro, sardas no rosto – e já notei algumas pelo corpo – além do físico dele. É de matar qualquer um. Porra, ele é meu crush desde que entrei aqui.

Deku - como ele é conhecido – é extremamente amigável, sociável e cativa a todos. Mas como a Ochaco, minha amiga stripper, diz: Me nota crush!

Ele é o gerente nos dias ímpares, divide o trabalho com Todoroki. Mas olha que engraçado, hoje é meu dia de dançar e é ímpar.

No centro do palco, tem uma barra de ferro, para os dançarinos que desejam fazer pole dance. Deku vestia basicamente um short – quase cueca – preta, uma gravata enfeitava seu pescoço e, céus, como eu quero aquele pedaço de mau caminho.

Eu vestia uma bermuda – sério, isso para mim é uma cueca box – vermelha, um chapéu policial e um coldre, com armas falsas.

Porque eu babo no Deku? O filho de uma santa Mãe é o gerente, mas gosta de ficar servindo os clientes da área prazer – sim, esse é o nome da área de strip – e a maioria das vezes que dancei, ele estava lá, todo gostoso para tirar minha atenção.

Mas não posso ficar pensando nele agora, preciso me concentrar para dançar. Hoje a música que escolheram é da Rihanna. Respirei fundo, arrumei meu chapéu e fui para o palco.

Kiss it, kiss it better, baby
Kiss it, kiss it better, baby

Estava no centro do palco, segurando na barra de ferro. Fechei os olhos e comecei a me mover, sentindo a musica invadir meu corpo e a sensualidade que ela causa. Ainda no centro do palco, circulei a barra, fechando os olhos e imaginando que estava dançando para o Deku.

Been waiting on that sunshine

Boy, I think I need that back

Can't do it like that

Passei o dedo nos lábios, sorrindo maliciosamente enquanto minha outra mão descia até meu membro, massageando-o. Fiz menção em retirar meu short, mas voltei a mão pelo meu abdômen enquanto negava com a cabeça.

Boy you know that you always do it right

Man, fuck your pride, just take it on back, boy

Take it on back boy, take it back all night

Segurei na barra e rebolei, pegando impulso com os braços subi na barra, prendendo as pernas e ficando de ponta cabeça. Com as mãos, massageei meus mamilos enquanto lambia os lábios. Desci novamente ao chão, as pernas afastadas e olhando para o teto.

What are you willing to do?

Oh, tell me what you're willing to do?

Kiss it, kiss it better, baby

Peguei novamente meu chapéu, ajoelhando no chão e ficado de costas para o público e rebolei, imaginando que estava dançando em cima do esverdeado e gemendo seu nome. Voltei para a barra, peguei impulso e subi. Deixei uma perna pendurada, enquanto a outra apoiei na barra e girei.

Kiss it, kiss it better, baby

What are you willing to do?

Oh, tell me what you're willing to do?

Kiss it, kiss it better baby

Desci devagar, ficando apoiado na barra enquanto normalizava a respiração. Abri os olhos devagar, ouvindo a plateia aplaudir. Deku já havia voltado a servir os clientes. Maldito! Ainda vou te fisgar.

Sai do palco, vendo Uraraka se aquecer. Sentei numa cadeira que havia ali e bufei irritado.

-Ele fez de novo? – Ochaco questionou, enquanto alongava as pernas

-O que você acha? Puto maldito! – Xinguei, jogando a cabeça para trás – Por que tinha que ser tão lindo?

-Bom, eu prefiro mulheres. Mas ele é bonitinho – A morena comentou, bebendo um pouco d’agua

-Leva essa aranha fogosa pra outro lugar bolacha. Ele é meu – Respondi a encarando

-Minha aranha prefere uma gatinha que está sentada ali na plateia – Uraraka comentou enquanto espiava por detrás da cortina.

-Boa sorte – Murmurei ao ouvir seu nome ser anunciado

Respirei fundo e fui para o vestiário. Iria tomar um banho e buscar meu pagamento. Quando cheguei no vestiário, notei que Todoroki estava se vestindo. Merda... O que ele está fazendo ali? O dia dele é amanhã só. Fingi que não notei sua presença, abri meu armário pegando minhas roupas e indo para o chuveiro.

No meio do banho, notei que Todoroki conversava com alguém. Mas pensei que fosse com o namorado, então não prestei atenção. Já saí do banho vestido, usava uma camisa preta de manga longa, uma calça jeans skinny e com a toalha secava os cabelos. Até notar que Deku estava lá. E o maldito estava só com uma cueca boxer vermelha. Porra, quer me matar?

-Ah, desculpe. Achei que estava vazio – Deku sorriu e pegou suas roupas – Já vou sair

-Não se preocupe. Já estou de saída mesmo – Respondi enquanto guardava minhas coisas de volta no armário

-Oh, vai encontrar alguém especial? – O esverdeado perguntou e, sinceramente estranhei ele querer saber da minha vida pessoal.

Terminei de colocar meu tênis e peguei o capacete da moto, me virei e sorri malicioso.

-Não tenho ninguém, ainda. Quem sabe o boy se toca que to afim – Respondi o secando enquanto o mesmo vestia uma regata branca

-Ah sim, boa sorte – Deku respondeu e se virou, ignorando minha presença completamente

Ah, eu vou explodir essa sua cara de pau. Gostoso maldito

Sai da boate e subi na moto, indo direto para casa. Depois dessa, precisaria de um pouco de vodca para me acalmar.

Aug. 31, 2018, 9:47 a.m. 0 Report Embed 1
Read next chapter Posso Ser O Que Quiser

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 1 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!