Eu só quero atenção! Follow story

elcy-bento5909 Elcy Bento

Chanbaek na fila de embarque e Park quase confirmou a reunião com sua secretária. Quase. Baekhyun pulou naquele braço que nem macaco em bananeira, impedindo o orelhudo de continuar a ligação. -Você prometeu que essa semana seria só para nós, Chanyeol! Ah, mas Baekhyun estava de saco cheio! Oras, seu namorado havia prometido uma semana para os dois, numa praia tranquila, mas teria que abdicar de alguns dias das "férias" do casal indo para a filial de sua gravadora resolver alguns assuntos considerados imediatos. "Nem fodendo que eu vou deixar isso acontecer!" pensou convicto.


Fanfiction Bands/Singers For over 21 (adults) only.

#lemon #fluffy #yaoi #byun-baekhyun #park-chanyeol #chanbaek #exo
1
4218 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

workaholic

O casal mais shippado da nação estava na casa que dividiam arrumando as coisas para a viagem de férias. Uma semana numa praia tranquila, pouco frequentada e perfeita para os dias de descanso que planejavam.

Chanyeol falava ao telefone sobre os últimos andamentos de sua gravadora, se atentando para que tudo fosse resolvido antes de partirem. Coçava os olhos por conta do sono, já que não queria teria ter que acordar tão cedo, mas para ir visitar a tão desejada prainha e agradar seu macho faria o sacrifício.

Baekhyun estava esperançoso para ótimos sete dias de preguiça, carinho e muito -sexo- amor. Terminou de por as coisas na mala, ajeitou os cabelos platinados, cutucou o pé do seu grandão -que ainda falava ao telefone- e apontou as mãos para o próprio corpo numa pergunta silenciosa de como estava.

Ao notar o pedido que o namorado fazia, estendeu o dedo e o girou. Seu baixinho dramático entendeu o recado e deu uma voltinha para esse que só faltava a baba escorrendo de tanta admiração ao corpo delicioso.

É, Chanyeol é um sortudo por ter alguém tão delicioso, incrível e que come tão bem, nos dois sentidos... Encerrou a ligação, levantou da cama segurando a alça da mala com uma mão e a outra enlaçou no braço do amado.

-Vamos logo, Baekie!

-Mas eu tô com fome, Yeol! -parou se soltando do namorado, cruzando os braços e batendo o pé com bastante violência no chão.

Como seu namorido -namorado e marido, para os desinformados- ousava sair enquanto sua barriga roncava implorando para ser forrada com um bom café da manhã?

-No caminho para o aeroporto eu compro o Mc café da manhã e um milkshake gigante. Agora vamos logo! -pegou na mão do Baekhyun e seguiu rumo.

(...)

Um bom namorado é aquele que te alimenta bem! Chanyeol comprou um café para si e dois café da manhã completos para o seu Baekie, além de um puta milkshake de morango e creme gigante.

Um garoto sorridente, o Coringa sentiria tanta inveja! Era observado enquanto dobrava a panqueca e a colocava inteira na boca, escorria calda pelos cantos dos lábios e até caia um pouco na blusa.

"Que inferno! Como você é perfeito, Baekhyun."

-Chan...-terminou de engolir a comida e continuou. -Chanyeol, você está indo com o próprio carro pro aeroporto. Onde ele vai ficar quando pegarmos o avião? -perguntou como uma criança curiosa. A preocupação era real.

-A Seulgi e a Irene chegaram de viagem, vão pegar o carro emprestado para irem para casa.

Deu de ombros e voltou a tomar a delícia de morango com creme.

"O Chan deveria comprar isso mais vezes para mim."

Chegando ao local voltou a grudar nos braços de seu namorido, tomando o conteúdo daquele copo enorme enquanto Yeol fazia um malabarismo para levar a mala dos dois. Encontraram suas meninas, entregou as chaves e novamente seguiram rumo.

Na fila, agarradinhos um ao outro, o celular de Yeol começa a tocar e ele atende. O braço do platinado ainda segurava o seu e isso limitava seus movimentos.

-Quem é, Chany? -perguntou fazendo charme e foi ignorado -Quem é, seu orelha de abanar vento?

E assim a paciência de Chanyeol se esvaía, com um baixinho dos cabelos descoloridos puxando seu braço e perguntando "quem é".

-Baekhyun, porra! Você está a muito tempo agarrado em mim. Tem como soltar rapidinho para eu terminar a ligação? -falou baixo e com a voz mais grave que o normal.

-Sim, sim Johnny... Pode marcar a reunião... Uhum, essa quinta e sexta? Dessa semana? Tá, vou então.

"Essa quinta e sexta?" "Dessa semana?" Não, não e não! Essa semana era deles e ele não iria deixar isso acontecer. Nunca, nunquinha e nuncão!

Chanbaek na fila de embarque e Park quase confirmou a reunião com sua secretária. Quase. Baekhyun pulou naquele braço que nem macaco em bananeira, impedindo o orelhudo de continuar a ligação.

-Você prometeu que essa semana seria só para nós, Chanyeol!

Ah, mas Baekhyun estava de saco cheio! Oras, seu namorado havia prometido uma semana para os dois, numa praia tranquila, mas teria que abdicar de alguns dias das "férias" do casal indo para a filial de sua gravadora resolver alguns assuntos considerados imediatos.

"Nem fodendo que eu vou deixar isso acontecer!" pensou convicto. Pulou mais uma vez em cima do idiota, pegando o celular para falar com o secretário.

-Oi, Johnny! É o seu hyung aqui.

-Como você está, Baek?

-Estressado, mas posso melhorar se você me fizer um favorzinho. -respondeu um tanto persuasivo.

Sabendo que seu hyung não iria desistir até conseguir o que quisesse, do outro da linha Johnny já se preparava para o que seria pedido.

-Tem como segurar as pontas na gravadora até essa semana acabar?

E foi assim que Baekhyun conseguiu o que tanto queria, enquanto um Chanyeol emburrado e com um bico maior que o mundo durante toda a viagem de avião e assim que chegarem no lugar de estadia, se perguntava como conseguiu um namorado tão teimoso e persuasivo.

-Acho bom não ficar com essa tromba na cara o passeio todo ou minha pica vai ficar uma semana sem entrar no seu cu. -ralhou bravo pelo namorido.

Porra, o que custava ele parar de pensar um pouco em trabalho e se dedicar mais um pouco no momento dos dois? Poxa!

-Sua "pica", Byun Baekhyun? Credo, que delíc- digo, Que absurdo! - responde as provocações de Byun, mas a safadeza interna quase o entrega. -Não fui que fiquei fazendo pirraça para arrancar o celular da mão dos outros no aeroporto.

-Tomar no seu cu! Eu só quero atenção!

Saiu batendo pé, já tinham terminado de arrumar as roupas e estava cansado do caminho percorrido até ali. Sentou na sala ligou a TV e um filme de romance passava. Ele sabe que é bem irritante e bagunceiro -não é atoa que o chamam de Beagle-, mas o que custa aquele idiota, com "I" maiúsculo, lhe dar atenção? Dessa vez estava certo e não iria pedir desculpas. Não mesmo!

Desceu para se desculpar com seu baixinho, mas ele estava dormindo e, nossa... Ele é tão lindo com aquela boca formando um biquinho tão fofo de bonito.

Pegou seu mozão, levou até o quarto, colocou na cama e o cobriu com um lençol. Desceu, tinha comida no armário que contratou algumas pessoas para comprar e arrumar ali antes que eles chegassem.

Tirou a carne do congelador, colocou numa vasilha com água morna para ajudar a descongelar, separou alguns temperos, legumes e vegetais para preparar o seu almoço e o de seu amor. Não lembrava qual foi a última vez que cozinhou para ele e se sentia um monstro por não estar dando a atenção que seu bebê dramático e sensível necessita.

Já terminando de fazer o cozido de macarrão, carne e legumes, sentiu braços lhe envolver a cintura e um beijo estalado ser deixado na nuca.

-Já acordou, baixinho?

-Baixinho meu pau! -reclamou, já que não gosta de ser chamado assim.

-Seu pau não é baixinho, Baekie. Meu cu que o diga!

Riram junto das palhaçadas e Baek volta a deixar beijos estalados na nuca de seu homem.

-Tem bastante tempo que não como da comida gostosa que você faz, Chany! -falou com a voz rouquinha de sono. -Sinto falta desses momentos com você. Ando tão carente!

-Desculpa por te fazer passar por esse perrengue, bebê. Vício em trabalho é osso! -abriu a panela para verificar o cozido e, como já estava no ponto, desligou o fogo. -Prometo de dar mais atenção! Agora, bebê, arrume a mesa para almoçarmos.

(...)

A noite já tinha começado a um tempo. Baekhyun estava na praia, Chanyeol foi dormir logo após o almoço e acabara de acordar. A luz do luar batendo em seu corpo...

Levantou, foi ao banheiro fazer sua higiene -incluindo a chuca, nunca se sabe se né...- e dalí só uma sunga e ir direto para praia.

(...)

-Meu deus, Baekie, não é por que não tem muita gente aqui que os poucos que tem não podem nos ver! -resmungou enquanto Byun espalhava beijos pelo pescoço e apertava seu pênis.

Oh, porra! Por qual razão foi mergulhar e morder o bumbum de Baekhyun mesmo?

-Provocou...

-Tá eu provoquei! -rolou os olhos. -Podemos, ao menos, fazer isso lá dentro, bebê?

Hum, se sentia tão bem! Baek já chupava e mordia os seus mamilos, molhando e deixando os botões rosados bem vermelhinhos.

-Bebê, eu quero isso tanto quanto você, mas...

-Mas o que, Chany?

-Não tem lubrificante. Já vou ficar com dor no cu mesmo, ardido também... Aí já não dá!

Parou de estimular o namorado, foi no compartimento secreto de sua mala e...

-Têm de morango, baunilha e uva. Escolhe!

Ah, menino esperto esse Baekhyun! Menino preparado!

Escolheu o vidrinho roxo, no caso o "mel de cu" sabor uva.

-Vou lhe usar, Park Chanyeol!

-Não me broxa, Byun!

-Desculpa!

Voltaram a se beijar, agora sem as sungas molhadas e com os membros se chocando conforme rebolavam. Ah, estava feliz com a atenção que recebia.

-Fica de quatro, C-chany...-já não aguentava mais, ele precisava penetrar bem gostoso e fundo naquele homem e assim o fez.

Usou o lubrificante para prepara-lo, depois despejou uma boa quantidade no seu pau e foi preciso. Entrando e saindo daquele buraco apertadinho.

Puxou os cabelos de seu macho, enquanto fodia forte, rebolando o quanto podia. Puxou mais um pouco para que ele ficasse de joelhos e, assim que o objetivo foi alcançado, marcou de diversas formas o pescoço daquele idiota que tanto ama.

-H-hum, mais... rápido, Baekie!

E, porra, Chanyeol passou a contrair, fazendo o orgasmo não tardar a chegar.

Deitou na cama afobado e um tanto frustrado por não ter conseguido gozar, mas isso foi resolvido.

Baek fazia a profunda e chupava com maestria aquele pau gostoso, enquanto Chanyeol rebolava fodendo, involuntariamente, a sua boca.

-Que caralho de boca gostosa, Baekie.

Naquela loucura, acabaram mudando de posição, ficando um com o rosto no pênis do outro, podendo se chuparem mutuamente.

-Baba bem nesse cacete, Chanyeol. Não banca o recatado que eu sei que tu gosta de chupar meu pau!

-Você é um canalha, Baekie! -grunhiu sentindo a boca aveludada voltar a lhe chupar.

Oh, como adorava as putarias que ele falava para si. Não fez a santa, só fez a puta profunda por que aqui é babado, bebê!

Baekhyun enfiava três dedos e chupava gostoso. Gozaram assim, primeiro Chanyeol e ele logo em seguida.

Deitaram na cama, dessa vez apenas para relaxar. Baekhyun distribuía beijinhos pelo maxilar do namorido e acarinhava esse que tinha os braços em volta de si. Ele estava começando uma trilha perigosa de carinhos do peitoral até o baixo ventre.

-O que tu quer de mim, hum? O que tu quer Baek?

-Eu só quero mais um pouquinho de "atenção"! -respondeu esfregando o pau já duro na coxa de Chanyeol.

A atenção que Baek queria causou gritos de "fode mais" de Chanyeol, sendo assim, a vizinhança dormiu mal por uma semana inteira. Assim como quando voltassem para casa seus vizinhos fixos também dormiriam.

Fim.

Aug. 12, 2018, 12:47 a.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Related stories