Promessa é dívida! Follow story

ariane-munhoz Ariane Munhoz

Hinata sempre ensinou a Himawari que promessas não podem ser quebradas, e ela acreditava que o pai chegaria a tempo de levá-los para a piscina e que aprenderia a nadar. Já Boruto, não tinha tanta certeza assim.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#familia #naruto #naruhina #fns #fluffy #comédia #hinata #UO #NH #boruto #himawari #un #papadaime #Guerra-dos-fluffys
Short tale
11
5466 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Papadaime nadador

Naruto pertence a Masashi Kishimoto

História baseada nas tirinhas retiradas da página SakuHina friends, a primeira delas sendo a capa da história feita pela Inial Lekim. Créditos ao autor.

Promessa feita é promessa cumprida. Essa é pras minhas arrombadinhas, Paty e Tatu que me pediram por essa história. E o que eu posso fazer além de escrever?

***

 

Promessa é dívida!

Naquele dia, Himawari acordou cedo. Mal podia esperar, pois o pai havia prometido que levaria ele e Boruto à piscina e os ensinaria a nadar! Se dissesse que tinha dormido direito à noite, estaria mentindo, e sua mamãe achava muito feio quando ela ou o irmão mais velho faziam isso – era um pecado inaceitável na casa dos Uzumaki!

Ansiosa, correu para o quarto do irmão mais velho, os pezinhos batendo contra o assoalho sem nenhuma ressalva de tranquilidade; no andar debaixo, Hinata perguntava-se o motivo de tanta agitação, mas continuou a preparar a massa do bolo que assaria antes do fim daquela manhã para levar ao clube de costura.

− Nii-chan! Nii-chan! É hoje, nii-chan! – Himawari praticamente saltou sobre a cama do irmão, pronta para mergulhar entre as cobertas e arrancá-lo de lá à força caso fosse necessário. Qual não foi sua surpresa, no entanto, ao ver que a cama estava vazia e que, ao inspecionar melhor o quarto, viu Boruto de pé, vestido com seu calção preto, cujos detalhes em rosa choque se destacavam nas laterais, junto da boia laranja e extremamente chamativa que tinha na cintura.

− Que escândalo, ‘te basa! – Boruto exclamou, o sorriso pintando os lábios travessos enquanto ajeitava os óculos de mergulho na cabeça. Jamais admitiria, mas estava tão animado para isso quanto a irmã! – Achou que eu esqueceria quando me fez plometer que ilia com você e com papai?

Papadaime vai nos ensinar a nadar! – Himawari começou a correr ao redor do irmão, o sorriso largo tão semelhante ao dele nos lábios. Trajava um vestidinho cor de rosa bem clarinho que combinava com as boias nos braços e o maiô que usava por baixo das roupas.

Mesmo no auge de suas tenras idades, tinham que lidar com a rotina exageradamente cheia do pai, que vivia ausentando-se por conta do papel como Hokage. Era difícil, sobretudo para Boruto que vinha se tornando cada vez mais rebelde com as desculpas esfarrapadas que o pai dava, sempre dizendo que estava ocupado demais em seu escritório.

Conforme o dia foi avançando e o sol mudando de posição, a expressão antes alegre de Boruto tornava-se furiosa, à medida que a de Himawari arrefecia em uma careta tristonha.

− Sabia que aquele boboca não ia vir! – Boruto esbravejou, prestes a jogar a boia no chão. Himawari estava debruçada na janela da sala, apenas observando, porque sabia que a qualquer momento seu pai apareceria sim!

− Não fala assim do papadaime, Boru-nii! Ele vai vir! Ele prometeu! – Fez biquinho, segurando o choro que queimava na garganta. Não admitiria para Boruto que estava tão triste quanto ele, talvez até mais. Finalmente poderia aprender a nadar na piscina comunitária de Konoha. O pai havia prometido que os levaria. E sua mãe sempre lhe ensinara a importância das promessas. É claro que ele apareceria! Tinha que aparecer!

− Você vai se acostumar, imouto, ele nunca vem. – Boruto tirou os óculos de mergulho da cabeça, jogando-o na direção do sofá, os olhos marejados em lágrimas por mais uma promessa quebrada de seu pai.

X

− Merda, merda, merda, merda, merda! – Naruto saiu como um furacão do escritório. Como poderia ter se esquecido que, justo naquele dia, sairia mais cedo para levar Himawari e Boruto para nadar?!

Fazia pouco tempo desde que havia assumido a posição como Nanadaime Hokage, e Kakashi havia acabado de sair para uma viagem com Maito Gai e Sarutobi Mirai para o país das termas, no intuito de terem suas primeiras férias relaxantes juntos. Naquele período, ele e Shikamaru praticamente viravam as noites no escritório para colocarem em dia todas as papeladas que diziam respeito a acordos que envolvessem Konoha e os outros países.

Desde a última guerra shinobi, muita coisa ainda havia ficado sem solução, e havia sido necessário muito jogo de cintura por parte de Kakashi para que as coisas não saíssem do controle, já que todos queriam uma parcela do bolo no final de tudo.

E agora era o papel de Naruto mediar a paz entre as nações, não apenas como Nanadaime Hokage, mas como O Herói da guerra.

Isso significava que vinha passando muito menos tempo do que gostaria com sua família, e precisava agradecer todos os dias à Hinata por ser uma esposa tão compreensiva e que cuidava tão bem de seus filhos, mas sentia-se ausente e saudoso demais da presença da família. Não havia sido um dia desses que Himawari havia aprendido a falar? E desde quando Boruto conseguia executar jutsus tão complicados quanto o Kage Bushin?

Já fazia algum tempo, ele havia notado, que seu primogênito tentava chamar a atenção das mais diversas formas possíveis. Naruto tinha dificuldades em conectar-se com ele, como se alguma parte insegura dentro de si gritasse que jamais poderia ser um bom pai. Quando abriu-se com Hinata a respeito disso, ela disse apenas que ele saberia o que fazer, pois Boruto era seu filho, e ser pai era tão instintivo quanto respirar ou sobreviver.

Ela havia então lhe aconselhado a tentar fazer algo junto com os filhos, algo que gostasse e que os deixasse mais à vontade. Quem sabe assim não conseguiriam se conectar melhor? Naruto optou pela natação, já que, há algum tempo, Himawari lhe cobrava que o ensinasse a nadar. A princípio, Boruto se fez de difícil, mas acabou cedendo aos desejos da irmã caçula – coisa que sempre acabava fazendo.

E ali estava ele, Uzumaki Namikaze Naruto, grande herói de guerra, marido, pai, hokage, prestes a falhar novamente com seus filhos. Correu o mais rápido que podia na direção de sua casa apenas torcendo para que não fosse tarde demais.

X

Boruto estava emburrado, sentado diante do sofá quando ouviu a irmã soltar um gritinho da janela onde estava.

− É ele, aniki! Papadaime chegou! – Estava animada! Finalmente poderia aprender a nadar! Sabia que seu pai não falharia consigo!

Ao ouvir a irmã, a postura de Boruto mudou completamente. Não conseguiu esconder uma pontinha de animação que instalou-se em seu peito como um calor gostoso e correu junto dela para a porta. Ainda tinha a faceta emburrada, não queria entregar o jogo tão fácil, embora, é claro, os óculos de mergulho já estivessem na cabeça de novo.

Naruto abriu a porta de supetão, a respiração acelerada enquanto repousava a mochila no chão.

− Go...me..ne... – disse pausadamente, tentando puxar o ar de volta para os pulmões. Himawari e Boruto o encaravam, aquela expectativa infantil no rosto. Enquanto ia para casa, tinha mandado um Kage Bushin na direção da piscina comunitária, todavia recebera dele a mensagem de que o lugar estava fechado. Genial, havia falhado com eles novamente. Como tirar daqueles rostinhos lindos os sorrisos que carregavam consigo por finalmente ter chegado? Não podia!

− Papadaime, sabia que conseguiria! – Himawari jogou-se em seus braços e Naruto a segurou consigo, sendo coberto pelos beijos da filha caçula.

− Você não falou ‘tadaima’, baka-tou-chan. – Boruto murmurou com a expressão fechada, mas um sorriso de canto se formava em seus lábios.

Naquele momento, Naruto sentiu-se emocionado. Nunca, em toda sua vida, achou que uma saudação fosse ser tão importante, mas lembrou-se de todas as vezes em que seu tadaima ecoou vazio e sem resposta no pequeno apartamento onde, por anos, morou sozinho. Agora sempre havia alguém para lhe responder de volta.

− Tadaima. – murmurou.

− Okaeri! – Himawari e Boruto responderam em conjunto.

Era isso. Naruto não desapontaria os filhos. Não naquele dia.

X

Hinata chegou de sua reunião um tantinho tarde, pois havia parado no hospital para conseguir uns turnos que trocaria com Sakura para que ela pudesse ficar com Sarada, uma vez que a menina estava acamada em casa.

Achou estranho ao encontrar o primeiro andar tão silencioso: àquela hora, Himawari e Boruto costumavam ficar na sala assistindo TV.

Ao subir as escadas, escutou um ruído vindo do banheiro:

Eu sou o grande monstro da banheira e eu vou te pegar, ‘te bayo! Raaawr!

A gargalhada de Himawari preencheu o ambiente e Hinata olhou de esguelha pela porta entreaberta do cômodo.

− E eu sou o monstro mirim! Você vai pelecer nas minhas galar! Laaaaawl! – Boruto nadava ao redor do pai e de Himawari, que permanecia suspensa nos braços de Naruto, vez ou outra sendo lançada para cima.

Hinata não soube por quanto tempo assistiu aquela cena, mas tinha a total certeza de que, naquela vida, não trocaria sua família por nada, e sabia que Naruto carregava consigo os mesmos pensamentos ao vê-lo assim tão feliz ao estar cercado pelos filhos.

Notas:

Mais histórias com Naruto Papadaime: https://getinkspired.com/pt/story/35035/papadaime/

Quando as meninas me pediram essa história, eu já fiquei fervilhando pra escrever. É simples, mas foi feita de coração, porque acho que meu Naruto é um bolinho que merece ser amado e que pode sim ser Hokage e bom pai!

Sim, aqui o Boruto fala 'elado' porque é um Universo Original alterado levemente, onde Naruto se torna Hokage com eles um pouco mais jovens.

Enfim, é isto.

O que acharam? Dúvidas? Críticas? Comentários?

Até a próxima!

July 12, 2018, 9:54 p.m. 4 Report Embed 5
The End

Meet the author

Ariane Munhoz Dona de mim, escritora, louca dos pássaros, veterinária e mãe dos Inuzuka. Já ouviram a palavra Shiba hoje?

Comment something

Post!
Inial Lekim Inial Lekim
AI MEU DEUS ARIANE OLHA ESSE FLUFFY QUE COISA MAIS LINDA <3 SINTO QUE EU VOU EXPLODIR DE TANTO AMOR AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Não sei como ainda fico surpresa com a sua capacidade de escrever essas coisas fofas e me fazer gostar dos Uzumaki loiros huheueuhe. Eu amei neném <3
July 12, 2018, 5:28 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    AAAAA OLHA VOCÊ JOGANDO PLOTS NA MINHA CARA E EU ABRAÇANDO TODOS, EXPLODINDO DE FAZER FOFURAS AAAAAA Eu não sei o que dizer quando vejo escritoras maravilhosas como você me elogiando! Te amo! July 12, 2018, 6:19 p.m.
Fox Bella Fox Bella
Eu... Estou... VOMITANDO ARCO-ÍRIS AGORA MEUDEUZU DO CÉUUUU!!!! Olha que fofura, que lindeza, que preciosidade! SE NARUTO E SASUKE SÃO A REENCARNAÇÃO DE ASHURA E INDRA EU SOU A DO GRITO AGORA! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ESSA IGREJA AQUECE O CORAÇÃO DE TODOS, É MUITO AMOR, CARINHO, DOÇURA E TUDO QUE HÁ DE BOM!
July 12, 2018, 4:59 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    AAAAA EU TO MUITO A INO, FORA DE MIM, POR VOCÊ TER CURTIDO AAAAAA Eu fico tão feliz quando vejo que vocês gostam de fics assim, haha! Junte-se à nossa igreja também, ela abraça a todos! July 12, 2018, 6:20 p.m.
~