Brigadeiro Picante Follow story

L
Lia Granado


Ainda querendo mais, e vendo você toda languida em cima da mesa, te dou um sorriso de lado, e vou até a panela, coloco do teu lado, você me olha, pego a colher encho o dedo, e o lambo com você olhando, com um sorriso prevendo o que eu iria fazer. Vou para cima de você não aguentando a sua posição, pego a colher, e te dou o chocolate ainda meio liquido em sua boca, e dou um beijo guloso em sua boca, chupando sua língua em seguida. E sem você perceber pego o chocolate novamente, e passo nos teus seios, e você geme de surpresa em minha boca. Finalizo o beijo com uma mordida em sua boca e puxando de leve.


Erotica For over 18 only.

#sexo #hentai # #brigadeiro
1
4626 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Brigadeiro

Cheguei na tua casa, abrindo o portão que sempre rangia e você estava na cozinha. Fui ver e você estava fazendo brigadeiro, fui por trás de você e beijei a curva do teu pescoço, e você ficou meio arrepiada e continuou fazendo, ai me sentei pra esperar você terminar de fazer, e fiquei te olhando fazendo. E você estava de shortinho micro e um topezinho de amarrar atrás, e com um avental e fiquei te olhando, tuas curvas lindas, e você olha pra trás e me vê olhando pra você de modo predador, da um sorrisinho e continua o que estava fazendo.

– Linda, onde está sua mãe? – pergunto tentando esconder o desejo em minha voz.

– Ela foi no trabalho dela, resolver alguma coisa, ela disse que volta pelas seis. – responde me olhando de lado com um sorriso travesso.

Ao mesmo tempo, olhamos para o relógio da cozinha, e estava dando umas quatro horas. Você sorri olhando pra mim e continua mexendo no brigadeiro e só para me provocar fica remexendo os quadris no ritmo em que o faz.

Eu não agüento e vou por trás de você e deslizo os dedos pelas tuas costas e vou até o pescoço, e o beijo e você se arrepia inteira, e você da uma ultima mexida e desliga, - se não ia queimar a casa se deixasse – e você se vira pra mim e me da um beijo lento e devorador. E põe as mãos no meu pescoço e me agarra nos cabelos. E a outra você desce e me aperta bem apertado minha bunda, e nos soltamos sem ar, e você da um sorrisão pra mim e coloca a panela na pia pra esfriar mais depressa e pisca pra mim.

Sorrio, vou e tiro teu avental, e beijo teu colo e te viro, beijo teu pescoço e desamarro teu top atrás, e vou beijando tuas costas, te deixando arrepiada. E arrancando seu chorte do caminho, fazendo sua bunda pular fora, lhe fazendo estremecer, e sorrir pra mim pela minha pressa. Te viro e beijo seu umbigo e vou descendo, vou até a sua calcinha e a tiro com a boca, lhe dando um estremecimento, a tirou logo e a cheiro lhe olhando, sorrio e a jogo em qualquer lugar.
Te sento a mesa e vou descendo os beijos até teu grelhinho e o abocanhando com vontade, como se tivesse beijando, e lambendo a pontinha rapidinho, e no final chupo e vou soltando devagar. E vou lambendo, e você goza na minha boca com um estremecimento jogando a cabeça para trás. E vou até você e te dou um beijão pra você sentir teu gosto.

Ainda querendo mais, e vendo você toda languida em cima da mesa, te dou um sorriso de lado, e vou até a panela, coloco do teu lado, você me olha, pego a colher encho o dedo, e o lambo com você olhando, com um sorriso prevendo o que eu iria fazer. Vou para cima de você não agüentando a sua posição, pego a colher, e te dou o chocolate ainda meio liquido em sua boca, e dou um beijo guloso em sua boca, chupando sua língua em seguida. E sem você perceber pego o chocolate novamente, e passo nos teus seios, e você geme de surpresa em minha boca. Finalizo o beijo com uma mordida em sua boca e puxando de leve.

Vou até seu seio lambuzado de chocolate, e o lambo com vontade, fazendo você gemer alto e arqueando as costas, lambo os bicos dando voltas nele te deixando arrepiada, faço o mesmo tratamento no outro que esta carente, e logo ficam durinhos, os lambo com vontade e os sugo, e o mordiscando no final. Pego mais e vou descendo pela sua barriga, a deixando toda lambuzada e deliciosa. Vou lambendo e mordiscando por onde passo, você não se agüenta e a garra a mesa arqueando as costas toda arrepiada. No final de seu ventre paro um pouco e espero você recuperar o fôlego. Você abre os olhos e me olha com eles nublados de desejo pedindo para continuar, eu sorrio cheio de malicia.

Antes de você falar algo, abro as suas pernas, pego mais chocolate, e vou deixando o fio descer até a pontinha do clitóris, fazendo você arfar e estremecer jogando a cabeça para trás. Sorrio mais, largo a colher, e lhe abocanho com vontade, lhe fazendo soltar um gritinho prazeroso. Sugo sua pontinha toda melada de chocolate e passo a língua por você toda, lhe fazendo estremecimentos. Vou no seu buraquinho, e entro com a língua fazendo você gritar, pego mais chocolate com os dedos, e passo no teu grelhinho com movimentos rápidos, enquanto fico te adrentando com a língua.

– A... moor... eu vou... – ela mal consegue falar, com estremecimentos pelo seu corpo.

Para ela chegar mais ao ápice lhe lambo com mais vontade, e chupo sua ponta com vontade, a fazendo estremecer ainda mais. Com um estremecimento maior, você solta um gemido alto e derrama seu mel em mim, e lhe sugo toda. E com isso você relaxa o corpo com pequenos estremecimentos, subo com a língua, pelo caminho do chocolate, e lhe beijo com vontade para você sentir o gosto de seu mel delicioso.

Você se ergue com a minha ajuda, ainda meio mole pelo prazer, me olha e solta um sorriso, voltando a recuperar o fôlego aos poucos. E vem e me beija novamente, no começo delicadamente mas depois de alguns segundos, cheios de volúpia, quando o fôlego acaba, você arranca minha blusa, me da um beijo guloso, e me fecha em suas pernas, passando os braços a volta do meu pescoço e aprofundando o beijo. Antes do fôlego acabar você desce o beijo pelo meu pescoço, dando lambidas e mordidas, chega a minha orelha a lambe e a puxa sensualmente me fazendo gemer.

– É a minha vez – Você sussurra em meu ouvido sensualmente, me fazendo ter arrepios.

Nem vejo quando você pega no brigadeiro e lambuza meus peitos, me fazendo ficar surpreso e arrepiado. Você fecha mais as pernas a minha cintura e lambe meus peitos com vontade, agora fazendo a mim ter arrepios deliciados. E vai passando lentamente as unhas pelas minhas costas me deixando eriçado, e chega a base da cintura e a aperta, enquanto me lambendo os mamilos. Enquanto me delicio nas sensações, nem percebo que você tinha tirado minha bermuda com suas pernas. Só sinto quando você vem mais para perto e nossos sexos se tocam, e com isso soltamos gemidos sincronizados, nos arrepiando, você vai subindo as lambidas por meu peito, e vai mordendo pelo pescoço, me solta um pouco, e enche os dedos de chocolate, e põe em minha boca, lambo seu dedo com vontade e você vem com gula me beijar, aproximando nossos corpos melados.

Nem sei como, mas você consegue apertar mais minha bunda, e vai tirando minha cueca com os pés, o deslizando por mim, quando chega abaixo, só mecho as pernas pra saírem logo de mim. Você chega mais perto, e nossos sexos se roçam, nos fazendo soltar gemidos entre os beijos. E você vai rebolando devagar com a perna a minha volta aumentando as sensações. Quando o fôlego falta, lhe lambo o pescoço, e vou passando a língua ainda onde resta chocolate, lhe lambendo os seios e lhe provocando, aumentando o calor entre a gente. Vou para cima novamente e lhe beijo com vontade, nos entregando ao beijo. O fôlego falta e me lambe pelo pescoço, lambe minha orelha e a morde devagar.

– Preciso de você. – sussurra languidamente baixinho, me fazendo eriçar mais.

Não agüentando a esse pedido, nos beijamos mais, e vou me deitando sobre você na mesa. Nos soltando quando o fôlego falta, olho pra você e dou um sorriso, e ficamos nos olhando, e entro em você devagar, com você com a boca aberta me sentido entrando todo dentro de você, olhando dentro de meus olhos soltando pequenos gemidos.

Dando estocadas lentas no inicio, vamos nos deliciando no momento, e logo depois encontramos nosso ritmo, e você vai rebolando abaixo de mim, até que vem chegando os arrepios, e vou entrando cada vez mais fundo em você, e você entrelaça suas pernas a mim, aumentando a penetração. E nesse ritmo vamos indo mais rápido e mais fundo, e vou fazendo vai e vem rápido, e te dou um beijão lento e faminto, e você me aperta nas costas e vai descendo com as unhas, e me aperta a bunda, e vai ajudando no movimento, e vou e entro fundo e fico um pouco e saio quase na pontinha, depois volto tudo novamente. Da boca vou pro pescoço com beijos e lambidas, e a gente fica nos gemidos unidos, e com uma ultima investida, soltamos um grito unido de prazer, e caio em cima de você com um beijão delicioso.

Nos encaramos, e nos beijamos enquanto eu saia de você, e rolo para o lado, recuperando o fôlego, nos olhamos e rimos. E enquanto a gente está se refazendo, nos ouvimos a portão da frente se abrindo, e quando tua mãe chega na cozinha te chamando, vê você em cima da mesa com uma colher de pau comendo o brigadeiro e eu sentado perto de você. E quando ela vai pegar uma colher pra comer o brigadeiro, você da um sorrisão e lambe a colher travessamente pra eu ver.

July 6, 2018, 8:31 p.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~