hydeandseek Luiza Reis

Não deveria dar tanta atenção para as paranoias de Chanyeol. Seus medos eram como os de uma criança, e no fim de tudo, crianças estavam erradas sobre a escuridão.


Fanfiction Bands/Singers Not for children under 13.

#terror #oneshot #baekhyun #chanyeol
Short tale
1
4.9k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único

— Atrás da porta... — Chanyeol murmurou para ele com os olhos arregalados. Cobria-se até o pescoço, ainda que não fizesse frio naquela noite. O suor frio pingava por sua testa, os dedos contraídos nos lençóis já mostravam sinais de dor.


— Chanyeol...Eu já olhei atrás da porta mil vezes. Pelo amor de Deus, me deixa dormir.


Atrás da porta... — seus sussurros eram cada vez mais agonizantes. O ar lhe faltava, as mãos tremiam e possuía um frio péssimo na barriga, tomando-o até a garganta seca. Por mais que fosse sufocante, não conseguia largar os tecidos que lhe sufocavam ainda mais, protegendo-se como uma criança com medo do escuro.


— O que tem atrás da porta é o corredor, e o corredor está vazio. Eu deixei a luz acesa, sabe que tenho sono leve, se acontecer alguma coisa, eu vou acordar. Pode me deixar dormir?


— Atrás da porta — estava nervoso, desesperado, irritado. Baekhyun não sabia mais se via medo ou ódio nos olhos castanhos.


— Não! — gritou. — A-Aquela porta... — A única coisa que se moveu foi seu rosto pálido, apontando no lugar dos dedos. Somente então, Baekhyun percebeu que Chanyeol olhava para a porta do armário.


Fechada, tão inútil quanto a outra. Ainda assim, resolveu abrir, lentamente, uma pequena brecha, perguntando-se por que repentinamente o suor começara a escorrer pelo canto de seu rosto, como se a atmosfera tivesse mudado completamente.


Nada.


Sentia que precisava abrir mais, sem entender o porquê. Não deveria ter medo, afinal. Chanyeol era estranho, sempre fora. Todas aquelas paranoias não deveriam ser passíveis de tanta atenção assim. Nem de sua respiração presa ou seu coração acelerado.


— Está tudo bem, já disse que não tem nada aqui — falou ao virar-se com rapidez, afastando os dedos da porta de madeira. —


Atrás...da porta... — repetiu pausadamente, com olhos lacrimejados. Pela primeira vez desde que havia começado com aquilo, levantou sua mão para apontar. Baixa, mas o bastante.


Tudo que Baekhyun teve foi o impulso de abrir completamente a porta de uma só vez, podendo entender, finalmente, a mensagem. Havia, sim, algo atrás da porta...


— Atrás de você, Baekhyun!


Mas o pior não era o que havia nela.


Num susto inevitável, , olhou para trás e a última coisa que viu foram mãos sombrias e esqueléticas tirarem sua vida pela garganta, rasgando desde sua pele até a alma. Tais como os de Chanyeol, tinha os olhos arregalados, permanecendo assim até sua morte, a qual não lhe dera chance de um último suspiro.


— Deveria ter olhado atrás da porta antes... — a figura disse numa voz melancólica e vazia. — E o outro também.


~+~


— Atrás da porta... — Baekhyun murmurou para ele com os olhos arregalados. Cobria-se até o pescoço, ainda que não fizesse frio naquela noite. O suor frio pingava por sua testa, os dedos contraídos nos lençóis já mostravam sinais de dor.


— Eu já olhei, Baek, deve ter sido só um pesadelo.



Atrás da porta sempre há um belo presente. Abra a sua agora e surpreenda-se.”

July 2, 2018, 5:28 a.m. 0 Report Embed Follow story
1
The End

Meet the author

Luiza Reis "If he be Mr. Hyde", he had thought, "I shall be Mr. Seek."

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~