Será que dá Match? Follow story

pcyooda Park Yooda

Byun Baekhyun tinha criado um perfil no Tinder graças à uma aposta feita com Jongdae. Ele provaria que conseguiria sim achar alguém que o aceitasse pelo seu jeito; e que o queira, apesar do seu segredo. A vida de idol não era fácil, e sua carreira poderia ser arruinada se descobrissem que ele era um-… Ele não queria pensar. Park Chanyeol estava completamente entediado em um sábado a noite, e estava falando com Sehun pelo zap sobre como ele só queria alguém pra trocar nudes. Sehun, porém, lhe deu uma ideia que talvez funcionasse… Usar o tinder de novo era arriscado, já conhecia o caso da gay que foi desrespeitada no primeiro encontro… Ambos queriam algo para provar. Será que daria um match?


Fanfiction All public.

#xiuchen #sekai #chanbaek #tinder #humor #cracfic #exo
Short tale
21
5265 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Você ganhou um SUPERLIKE!!

O que acontece quando você está entediado em um sábado a noite com o Tinder aberto e aparece um coreano bonitinho pra dar match? Muita merda.

Eu só não esperava que, além de tudo, eu fosse me prestar ao papel que sempre reneguei desde a adolescência.O que a gente não faz por uma rol… rostinho bonito.

Sehun aquele fodido de merda, ficou rindo da minha cara por ter me confessado sobre a maior seca da minha vida. 40 dias e 40 noites. Ta, é mais para 40 horas.

Eu não aguentava mais, minha vida já era muito complicada por ser um famoso designer de carrinhos em miniaturas, eu tinha uma imagem a zelar. Perderia clientes se soubessem que eu era gay. Meus encontros teriam que ser discretos e casuais, para não correr risco dessa informação vazar. Portanto, quando o meu grosso dedo clicou na foto e perfil de um cheiroso rapaz, eu não sabia o que estava por vir…

Antes, tirei um print do perfil do rapaz para dar aquela avaliada com a bff...

Sehunnie: Se vc ta tão desesperada, vai pro tinder miga KKK
------------------------ (1 Nova Mensagem ) ----------------------------

PCY: (foto: print do perfil)

PCY: Acho que esse vai dar, ta cm cara de safada

Sehunnie:KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK nacredito

Sehunnie: Vc realmente foi pro tinder

Sehunnie: Bixa a senhora está desesperada msm, hein viada

PCY: Vc é um fodido msm, me deu conselho e agr joga na minha cara

PCY: Não aguento mais essa solidão :’(

Sehunnie: Vc e seu exagero Chaneor, ontem msm vc tava agarrada no pau dql designer de roupas de cachorro.

Sehunnie: Usou até o MEU Vivi nos seus esquemas. Vc não tem vergonha nessa sua cara sebosa cheia de espinha?

PCY: Noça Serruni

Sehunnie: Enfim… a viada aí é bonita pelo menos, mas precisava esse perfil? “A procura de alguém que aceite o meu eu interior, e meu amor por fantasias.”

Sehunnie: Que tipo de kink é esse pra ter que ser “aceitável”? To sentindo o TW daqui hein

Sehunnie: Ilegal em 250 países

PCY: Ai, tu só me gonga

PCY: E nem tem td isso de país no mundo, bixa burra KKKKKKKKKKKKK

Sehunnie: Mim deixe



BBH: Oi :)



PCY: ELE VEIO FALAR CMGGG AAAAAADFFJSOFFDS

Sehunnie: Pede nudes e acaba logo com isso, tenho que acordar cedo amanhã

Sehunnie: Tenho uma sessão de fotos pra Jequiti de Paris



BBH: Oi :)

Chanyeol: Olá :D

BBH: Então, vi que seu perfil está sem descrição… Agora não sei mt sobre vc, além do seu nome e idade.

BBH: Quais são seus interesses Chanyeol?



PCY: Ai ele é romanticuzinho, passo

Sehunnie: KKKKKKKKKKKKKKKK agora eu quero ver essa

Sehunnie: Qnt vc quer pra sair em um encontro com ele? Faço propaganda pro seus hotwheels

PCY: QNTS VEZES EU TENHO Q FALAR Q É HANDMADE CAR, PORRA.



BBH: Quais são seus interesses Chanyeol?

Chanyeol: Bem, eu tenho gosto peculiares… Você não entenderia.

BBH: Aé? Bem, então tente. Me conte.

Chanyeol: Assim… é que eu gosto, assim, de miniaturas de carrinhos, sabe. Bem pequeno. 4 rodinhas. Dois mini retrovisor. Coisa e tal…

BBH: Aaah…



Chat: E-X-O / PASSAMO AS VENDA PORRA

Baekhyun: Acho que o cara é meio doido

CHENCHEN: Pq bicho?

Baekhyun: Ele disse que é chegado em carrinhos de miniatura…

CHENCHEN: Melhor assim, pelo menos ele não decepciona com a tua piroca

Baekhyun: Aff Chen, to saindo

Kai: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK caralho Chen, pesado irmão.

CHENCHEN: Pesado é outra pessoa aqui do grupo

Minseok: Vai dormir no sofá hj, sem graça

CHENCHEN: Eu to brincando meu amor, você é meu Baozi fofinho nhom

Minseok: >:(

CHENCHEN: Adoro qnd vc manda emojis~

Baekhyun: Eu n sei se quero sair cm esse cara, tenho msm q fazer essa aposta Jongdae? Eu nem vou ganhar nd cm isso.

CHENCHEN: Não acredito q o capitalismo já corrompeu seu coraçãozinho Baek, e aquilo sobre viver a vida?? Não pode ficar sozinho só pq é um idol.

Baekhyun: Vc só quer me zuar Jongdae, eu n sou tão burro assim

CHENCHEN: Tbm… Mas,

CHENCHEN: Me importo cm vc <3~

Baekhyun: Ta… Vou mandar algo antes q ele cisme cmg

Kai: Manda nudes ;)



Chanyeol: Assim… é que eu gosto, assim, de miniaturas de carrinhos. Sabe. Bem pequeno. 4 rodinhas. Dois mini retrovisor. Coisa e tal…
BBH: Aaah…

BBH: Bem, devem ser interessantes. Vc n quer me dizer mais sobre eles?



Sehunnie: Ai provavelmente vc assustou o garoto cm td essa história de hotwheels, devia ter dito isso dps do casamento apenas.

Sehunnie: Nem isso

Sehunnie: Qnd vc morresse, e virasse um espírito lindo, belo e alto. Aí sim, vc poderia dizer pro seu marido q ele foi sustentado com lucro de hotwheels

PCY: Plot Twist > ele ta interessado nas miniaturas

PCY: Cara, quão bonito eu to nql foto do tinder?

Sehunnie: Não tnt qnt vc acha



Chanyeol: Bem, eu faço eles na verdade. Sou bem famoso no ramo, sabe.

Chanyeol: É preciso mt destreza, e apesar das minhas mãos serem grandes, e os dedo bem grossos… Eu consigo trabalhar bem com coisas pequenas...

BBH: Grande, é?

BBH: Bom, eu tbm sou bem pequeno :)

BBH: Acho que combinamos então.

Chanyeol: :)

Chanyeol: Gosto de coisas pequenas… Então… o que me diz, vc mora mt longe do centro?

BBH: 4 mnts

Chanyeol: O que acha de uma bebida? Podemos ir em algum clube, ou bar.



Baekhyun: Agr ele quer se encontrar cmg no centro, ta feliz Jongdae?

CHENCHEN: Ih porra, n era isso a aposta? Vc sair cm ele?

Kai: Baek é um rapaz tradicional, no mínimo 5 encontros antes de segurar na mão

Minseok: Vcs são tão estúpidos. Estão fazendo isso só pq são demasiadamente preconceituosos.

Do Kyungsoo: Realmente.

Kai: Eita, da onde veio Dodoyah ?

Minseok: Achei q vc tinha mutado o chat faz mt tempo...

Do Kyungsoo: Estava aqui.

CHENCHEN: Calma lá, calma lá… acusações. Eu to fazendo essa aposta pq acredito no potencial do meu amg Byunzinho

Baekhyun: Não, vc ta fazendo isso pq n me aceita

CHENCHEN: EU??? Mas eu te ajudei a montar aquele quarto que vc tnt falava. E te levei nos eventos q vc sempre pedia, PQ ALGM N TIROU A CARTEIRA DE MOTORISTA

CHENCHEN: N me venha cm essa Byun

Baekhyun: Enfim, ele quer se encontrar. O que eu faço? Aceito?

Minseok: Claro que não, pode ser perigoso. Vc nem conhece esse cara, e se ele for um serial killer?

Kai: A noite é uma criança bb

Do Kyungsoo: Não.

Kai: Não o que, Dyo?

Do Kyungsoo: Aceita.

Kai: Então, é um Sim?

Do Kyungsoo: Não.

Kai: Mas vc disse “Aceita.”

Do Kyungsoo: Não.

Kai: Então, n aceita?

Do Kyungsoo: Isso.

Kai: Aaah…

CHENCHEN: …

CHENCHEN: Enfim, Byun… Aceite, e peça pra ele te buscar. Converse um pouco com ele, e, se ele for um maníaco serial killer q estranhamente ama miniaturas...

CHENCHEN: O Dyo acaba com ele

CHENCHEN: Certo, Dyo?

Do Kyungsoo: Não.

Zhang Lay Yixing: Gente, o q ta contecendo? Algm resume?




Chanyeol: O que acha de uma bebida? Podemos ir em algum clube, ou bar.

BBH: Hm… Pode ser.

BBH: Eu moro na Rua bla bla bla bla Apt bla bla Bloco bla bla

BBH: Chame no interfone

BBH: Meu telefone tbm é esse (bla) bla bla bla bla bla



Depois de colocar o endereço no GPS, peguei as chaves de minha Mercedes que ficavam bem ao lado de sua versão em miniatura.

Eu resolvi usar uma camisa branca que eu tinha no armário (e única), no meio de dezenas de moletons e calças da Adidas. Eu teria que caprichar hoje se quisesse seduzir aquele cara.

Coloquei o celular no painel, e pensei na loucura que estava fazendo. Eu não sabia nada do rapaz além de uma foto, idade, e metade do mapa astral que estava em sua descrição no tinder. Talvez eu tenha cometido um erro. O nome também era secreto, já que aparecia apenas BBH no nick. Meu medo de estar indo direto para um cara velho, com kink em rapazes mais novos, era real.

Mal dirigi 3 minutos para ter a poc do Sehun me ligando. Atendi o celular com o som do Vivi latindo no fundo. Ele tratava aquele cachorro melhor do que eu. Na verdade, melhor do que qualquer um.

“E aí, já chegou no palácio do seu salvador ?”

“Não, estou a caminho. Na verdade, não sei se fiz a coisa certa. E se ele for um velho apenas querendo me usar como tábua de bife?” Sehun riu tão alto, que provavelmente acordou o roomate pamonha dele, Juninho. Ou era Junmior? Jumyeor ? Não lembro.

“Capaz que o Junmyeon venha me encher o saco por sua causa, está feliz Chanyeol?”

Então era Junmyeon…

“Muito. Mas você não está entendendo meu desespero. Olha, faço assim. Fico com o celular o tempo todo. Se algo acontecer, eu te dou dois toques. DOIS TOQUES. É o código.” Sehun gargalha mais uma vez, e eu posso ouvir a porta do quarto bater. No fundo eu escuto algo que deve ser uma reclamação de alguém com muito sono.

“Descul… AI PORRA. Precisava bater?”



Chat: E-X-O // PASSAMO AS VENDAS DE NOVO PORRA
---------------------------- (345 Novas mensagens) -----------------------------

CHENCHEN: Daí é por isso que ele precisa ir nesse encontro, entendeu Lay?

CHENCHEN: Pq só aí ele vai ser feliz.

Minseok: Isso parece frase brega de livro motivacional

Kai: Acho que se chama autoajuda, Min

Minseok: Tanto faz… Ainda não estou de acordo com essa ideia

Minseok: Ele pode se machucar, nunca foi ao um encontro assim antes

Baekhyun: Bem, agr é tarde... ele já está vindo pra minha casa

Minseok: VC PASSOU SEU ENDEREÇO PRA ELE BIXA BURRA?

CHENCHEN: Calma, calma. Vai dar td certo

Minseok: Eu n acredito nisso Byun Baekhyun. E se ele for um sasaeng?

Minseok: Aliás, pq msm q vc tem um Tinder?

Minseok: Eu já falei q essa ideia é mt errada?

Kai: Não tem cm descobrirem q é ele de vdd… Podem achar q ele é um dqls fakes q fazem pra sacanear

Kai: Tipo o q aconteceu com o J-Hope aql vez

CHENCHEN: Aql do J-Hope foi mancada, ainda acho que foi algm do grupo q fez.

Kai: Eu aposto no Yoongi, aql malígno

Baekhyun: Eu n coloquei meu nome né, só as iniciais. Não sou tão burro.

Kai: E seu mapa astral

Minseok: Pq vc colocou seu mapa astral no tinder?

Kai: O mapa astral é mt importante

CHENCHEN: Primeiro o mapa astral, dps o whatsapp

Minseok: Mds…

Baekhyun: Vou me arrumar, me desejem sorte

CHENCHEN: Hj vc é o próprio Lucky One

Kai: Mds Chen, que brega KKKKKKKKKKK

Minseok: Eu disse que ele era brega xD~

CHENCHEN: É assim que vc quer cultivar o nosso amor????

Zhang Lay Yixing: Vish

Zhang Lay Yixing: Me perdi de novo

Zhang Lay Yixing: Algm resume?

Do Kyungsoo: Não

O apartamento de BBH era bem luxuoso para um cara da idade dele. Eu já estava ficando um pouco intimidado. Minha arte de carrinhos em miniaturas não era tão apreciada como eu gostaria, as pessoas simplesmente não possuem a sensibilidade necessária para a arte de admirar miniaturas. Então, vamos dizer que eu não vendia tão bem e não poderia pagar um aluguel de um apê na avenida mais luxuosa da cidade. Só precisaríamos atravessar a rua pra poder achar um bar legal.

Saí do carro e toquei o interfone como ele havia me adiantado antes, e o porteiro me disse para “esperar a liberação”. Eu estava um pouco nervoso, e suando que nem um leitão. O calor era infernal, e a minha camisa já não cheirava o Christian Dyor que o Sehun tinha me dado no natal passado.

“Pode subir, rapaz” disse o porteiro. Ele liberou o portão com um “creck”, e eu entrei no prédio. Era tudo bem luxuoso, e parecia que o chão se auto limpava ou era antiaderente a sujeiras. Antes de subir, mandei um zap para o Sehun, avisando que já estava dentro. O animal nem me respondeu, estava offline desde às 23h40min.

Pelo jeito se eu morrer hoje, amanhã estarei passando no Datena.

Já no andar do rapaz, encontrei o número de sua porta no fim do corredor. Fiquei com receio de bater, já que não tinha como me checar por inteiro. Decidi que seria o que tinha que ser. Bati na porta e esperei.

Não ouvi um barulho sequer durante 2 minutos inteiros. Até que, de repente, a porta abre com a mesma face que meu grosso dedo deu o like no tinder há alguns minutos atrás. Foi aí que eu comecei a agradecer ao Senhor Jesus, não só pelo rapaz ser extremamente lindo, mas por ser realmente ele e não um velho de 60 anos. Pelo jeito eu não iria dar audiência pro Datena amanhã.

Ele estava vestindo uma camisa azul escura, e jeans lindamente ajustado ao seu corpo torneado. Ele era menor que eu, mas era difícil alguém que não fosse. A não ser por aquela Mulan safada metida a canadense, mas essa é outra história.

Ele me checou de cima a baixo também, e fiquei grato por não ter caído na tentação do moletom da adidas.

“Olá Chanyeol, é um prazer te conhecer”. Ele abriu espaço, talvez insinuando que eu entrasse em seu apartamento? Se não for, entrei do mesmo jeito.

“Olá B..., sabe... Me veio agora que eu não sei o seu nome”. Na verdade eu vim pensando nisso o caminho todo. Fiz todas as teorias de nomes coreanos possíveis, até daquele cara de um grupo de kpop que eu nunca fui muito fã. O rapaz parecia perdido, sem saber o que dizer. Assunto delicado? Será que tem um nome feio, como aqueles Facebookerson ou coisa do tipo?

“Meu nome não importa muito agora”, ele disse, “mas você pode me chamar de Baek”. Okay, posso viver com isso. Sorri, e analisei um pouco mais o apartamento dele. Era bem monocromático, e tinha alguns utensílios estranhos penduradas na parede, na estante, etc. Baek parecia perturbado com a minha análise, então eu parei de vasculhar.

“Apartamento legal”. Eu disse, para tentar quebrar o gelo. Ele sorriu, antes de chutar algo para baixo do sofá.

“Aaah, hmm... Sim, eu comprei esse ano ainda. Não tive tempo de decorar por inteiro, mas...”.

“Entendo…”

“Bem, acho que deveríamos ir se quisermos entrar em algum clube ainda”. Ele disse. Chequei a hora pelo celular. Havia uma mensagem do Sehun na tela: “Se vc ainda ta vivo, manda uma msg. Vou tirar o celular do vibra, só pra vc n dizer q eu sou um mal amg. Bjinhos e boa foda, orelhudo”. É muito amor envolvido.

“Na verdade, eu realmente precisava ir ao banheiro antes. Tem como?” Perguntei.

“Claro. Me siga” Ele foi andando na frente, seguindo para o corredor. Havia vários quartos, e um em especial tinha uma porta diferente. Havia um aviso na porta: “Não entre”. Baek percebeu meu interesse no quarto, e se voltou para mim.

“Aaah… adolescentes” riu nervosamente “Sabe como são… Este é o quarto do meu irmão mais novo” ele sorriu, mas não me convenceu muito. Tenho certeza que se seu irmão morasse ali, a casa teria uma imagem muito diferente. Parece que estava escondendo alguma coisa. Isso me fez lembrar da descrição de seu Tinder, e todo o lance de “fantasias”. Talvez Sehun não estivesse tão errado assim.

"Aaah… Bem, quer saber, melhor irmos. Está ficando tarde” apertei meu passo para longe dali, melhor que passássemos a noite em minha casa, caso rolasse algo. Eu não iria servir de tábua de bife de ninguém, muito obrigado.

Baek concordou, e avisou que só iria voltar ao quarto para pegar sua carteira e já voltava. Eu fui esperá-lo na sala de estar.



Chat: E-X-O // Lay, pare de se perder na conversa
------------------------- (543 Mensagens não lidas) -------------------------

CHENCHEN: Baek já n responde nd já faz um tempo, será q se afogou no banheiro?

Kai: Vai ver o cara das miniaturas já chegou

Minseok: Eu disse que era uma má ideia >:(

Do Kyungsoo: Sim

Kai: Não é pq ele n está respondendo que ele está morto

Kai: Vcs até parece q nunca se encontraram pelo tinder

Minseok: A diferença é q o Byun é um idol, n devia fazer essas coisas

Minseok: Ele está colocando a segurança dele em risco >:(

Do Kyungsoo: Sim

Kai: Af

CHENCHEN: Vcs são quadrados demais

Zhang Lay Yixing: Gente, olha q lindo esse canteiro aqui na China

Zhang Lay Yixing: (foto)

CHENCHEN: ……….

Kai: ………..

Minseok: ………….

CHENCHEN: Isso é maconha Lay

Kai: Hehehehe

Kai: Hey Lay

Kai: Será q n dá pra me arrumar uma dessas florzinhas?

Minseok: Para cm isso Kai

Minseok: Mds, vcs são tão irresponsáveis -_-’

Minseok: E Baek, se vc n me responder eu vou até seu apartamento, n estou brincando >:(

Minseok: (aúdio de 1:30mnt reclamando sobre como essa é uma aposta idiota que colocaria seu amigo em risco com a mídia)

Kai: Mds, guarda o discurso pro MAMA

Baekhyun: Eu to aqui, e nem li td

Baekhyun: vcs falam demais

Kai: Olha a hipocrisia…

Baekhyun: Enfim, só to avisando q sim ele chegou

Baekhyun: E é um gato

Baekhyun: Provavelmente vamos num bar aqui perto mesmo, então

Baekhyun: Se eu tiver algum problema, eu volto aqui

Baekhyun: Beijinhos

Baek saiu do quarto, alguns minutos depois. Ele veio caminhando em minha direção, com um leve sorriso no rosto. Antes, eu tinha mandado uma mensagem pro Sehun, avisando que estava tudo sobre o controle. Não mencionei o quarto misterioso, pois não queria ele morrendo do coração. Agora era por minha conta.

“Vamos ?” perguntei. Ele apenas acenou e caminhou até a porta.

Paramos em frente ao elevador, e a espera parecia demorar horas. Ele estava impaciente, talvez um pouco nervoso. Eu estava intimidado. Nunca fiquei com um cara rico antes; se fossemos para um bar caro, eu teria que pagar meus gastos com outros favores que não quero mencionar.

Descemos até o meu carro e ele logo entrou no banco da frente.

“Então… para onde você quer ir ?” perguntei, olhando rapidamente para ele. Ele se mexeu no banco e demorou um pouco antes de responder.

“Uh… acho que, você pode escolher o lugar”. Pensei em uma boate gay que Sehun me recomendou uma vez. Era boa, e não tão cara. Tinha um ar chique que enganava muita gente, achei que seria perfeita para levar um cara rico sem que eu passasse vergonha.

“Conheço um lugar perfeito” Sorri. As vezes eu consigo ser muito esperto.

A boate parecia realmente bem luxuosa. Mas percebi que talvez seria por causa das luzes. Não demoramos tanto na fila, o que foi um golpe de sorte. O lugar era grandinho, e tinha várias pessoas dançando já, alguns já fazendo todo o serviço que deveria ser feito entre quatro paredes, e não uma só. Puxei Baek até o bar, e olhamos as bebidas. Algumas eram bem caras, mas fiquei com a cerveja mesmo.

“Baek, o que vai querer ?” Ele olhou de mim para o cardápio, do cardápio para mim, pelo menos umas 6 vezes. Parecia perdido.

“Eu… hm, o mesmo que você”. Quando olhei pra frente para chamar o barman, levei um susto. Era o próprio roomate do Sehun.

“Juninho, o que faz aqui ?”

“Eu TRABALHO aqui?” ele respondeu com todo o tom de sarcasmo em sua voz. “ E meu nome não é Juninho, é Junmyeon”.

“Cara, Sehun me disse que você fazia alguma faculdade importante”. Realmente, Sehun tinha me dito antes que Juninho era veterinário, algo assim. Coisa de budista, segundo ele. Não que todos os budistas eram necessariamente veterinários, mas Sehun não parecia saber disso.

“Bem, algumas pessoas trabalham para fazer algo da vida.” disse ele, impaciente. “O que vai querer orelhudo ?”

“Vou querer duas cervejas, só pra esquentar” sorri. Juninho bufou antes de pegar as cervejas, abri-las e colocar na nossa frente. Baek continuava checando seu celular, pensei na possibilidade de estar colocando os contatinhos em dia. Deus sabe que eu fazia o mesmo. Não queria que ele desse o cano em mim, então tinha que pensar rápido. Estavam tocando uma música bem sexy da Pabllo Vittar, que me deu o ímpeto de querer dançar. Olhei para Baek e ele estava tomando um gole de cerveja, e voltou seu olhar para mim também.

“Hey, quer dançar?” eu disse. Ele ficou branco na mesma hora.

“Aaaah… não, sabe o que é, eu… aaah, na realidade, assim…. acontece que eu…”

“Aah, vamos lá”. Puxei ele pra pista antes que a música acabasse, não queria perder a oportunidade.

Fomos até o meio da pista, e segurei suas costas junto a mim. Ele estava quente, e um pouco molhado de suor. Como era menor que eu, ficava com o rosto no meu peito, o que me fazia sentir um pouco da sua respiração. Eu olhei pra baixo, e vi que ele ainda estava parado. Nos guiei até uma parede no canto, e fui até seu ouvido para que me escutasse direito.

“Está se sentindo bem ?” perguntei. Ele continuava olhando para baixo, e murmurou algo que não escutei direito, por causa da música. “O quê ?” perguntei de novo.

Dessa vez, ele veio até meu ouvido, ou pelo menos tentou. Eu tive que abaixar.

“Eu não sei dançar muito bem.” Ele realmente achava que alguém ali era uma Beyoncé? Claro que não sabia dançar. Ninguém sabia. Sorri, e o puxei para o meu lado.

Tentei dançar descontraído com ele durante um tempo, até que a música foi ficando mais sexy. Me aproximei e coloquei minha cabeça ao lado da sua. Ele cheirava bem, e estava mais quente do que antes. Ou talvez seria eu. Ele estava suspirando mais agora, e me abraçou mais perto. Olhei para baixo, e ele estava olhando para mim. Sorri antes de beijar uma pequena pinta, que ele tinha perto da boca. Ele pegou por minha iniciativa, e me puxou para um beijo. Minhas mãos foram em todos os lugares, suas costas, bunda e abdômen. Ele realmente era muito lindo.

Puxei seu pescoço mais perto, e aprofundei o beijo, apertando sua cintura com minha mão grande. Minha mão pegava uma boa parte de suas costas, e a sua agarrava meu pescoço como se dependesse daquilo. Movi para seu pescoço, o sugando, e ele soltou um gemido baixo. Nem preciso dizer o que aquilo fez comigo.

Ele acariciou meu abdômen, e dei graças a Deus por ter passado os últimos meses na academia. Suas mãos eram maravilhosas, dedos finos passando por todos os lugares, e viajando cada vez mais abaixo. Até que ele arranhou meu abdômen, e não aguentei. Soltei um gemido talvez alto demais.

Aprofundei o beijo, deixando marcas por todo seu pescoço, e ele gemia baixinho, agarrando minha nuca. Sua mão voltou para a meu abdômen, acariciando-o inteiro, eu ia ficar louco. Se continuássemos assim, iríamos ser expulsos do local.

Tomei fôlego antes de me afastar um pouco. Ele também respirava com dificuldade.

“Você… quer… ir?” disse entre fôlegos. Ele era uma loucura, eu não ia aguentar por muito tempo. Olhou para mim, com um olhar penetrante. Eu estava hipnotizado. Ele era fodidamente sexy. Balançou a cabeça com um não, antes de me puxar para a pista. Acho que o beijo lhe deu coragem.

Baek esfregava seu corpo em mim, de uma maneira bem sexy. Ele me usava como se eu fosse um pedaço de cano, e ele fosse o próprio stripper. Fiquei ainda mais sem fôlego. Suas mãos se seguravam em mim, e ele mexia o quadril para frente, criando um atrito com o meu… er, dispenso comentários. Me agarrou e se virou de costas, puxando meu pescoço por trás. Desceu com seu corpo colado no meu, esfregando a bunda em mim.

Ele disse que não sabia dançar. Bem, claramente era uma mentira deslavada.

Era ótimo, e fodidamente sexy. Seu olhar penetrante era sua maior arma, e foi ali que eu percebi. Se ele tivesse algum tipo de kink, seria um dos mais fodidos. E eu nem me importava. Estava tão duro, que provavelmente não chegaria nem na metade do caminho de volta.

A música acabou, passando para uma mais dançante. Saímos da pista, e ele foi direto pro bar para pedir alguns shots de tequila. Eu não podia mais beber, estava dirigindo. Mas vê-lo foi suficiente. Ele estava suado, e um pouco vermelho. Principalmente no pescoço, onde eu deixei algumas marcas. Baek olhou para mim, e sorriu. Se aproximou da minha orelha, sua respiração me causava arrepios.

“Vou ao banheiro, mas não demoro” ele voltou para o banco e saiu. Eu ia ficar louco, estava com uma ereção, com um cara rico e provavelmente masoquista. E ainda estava amando tudo aquilo. Definitivamente, estava louco.



Chat: E-X-O // Daesung não é Daesang PORRA
-------------------------- (879 Novas mensagens) ----------------------------

Kai: Então eu disse

Kai: Se n fosse pra ganhar prêmio

Kai: Eu nem saía de casa

CHENCHEN: HAHAHAHAHAAHHA isso aê irmão

CHENCHEN: Acho incrível como tem gente invejosa

CHENCHEN: Não tenho culpa se meu fãs são os mais pica.

Zhang Lay Yixing: Sim, ganhar Daesung é mt bom

Zhang Lay Yixing: Mostra que estaremos sempre no topo, n importa o q

Kai: Pela última vez, Lay

Kai: É daesang

Kai: Daesung está no Japão, lotando Domes

Minseok: Saudades do Daesung ;-;

CHENCHEN: HEIN?

CHENCHEN: SDDS PQ SENHOR KIM?

CHENCHEN: POSSO SABER?

Minseok: Ele me deu algumas dicas de canto, só isso

Do Kyungsoo: Ele é um ótimo cantor, Daesung sunbaenim.

CHENCHEN: Kyungsoo sempre pagou maior dos paus, cuidado pra n formar a próxima floresta amazônica

Kai: KKKKKKKK Chen, tu é foda bicho

Baekhyun: Oi, pessosal

CHENCHEN: Ora ora se não é a nossa Byunderela

Baekhyun: Bem, esou bem baêbado agr, p falar a cvdd

Baekhyun: Só to envbiando aqui pra avisar qw eu to ótyimo

Baekhyun: EU VOOOOOOO TARARANNSSAARRR

CHENCHEN: Mds... agr to preocupado

Minseok: >:(

Minseok: Eu disse que era uma má ideia

Kai: Caraca Baekkie, hyung, vc ta bem?

Do Kyungsoo: Ridículo...

Baekhyun: Eu ty indro p casa

Baekhyun: Vo prsssscassa

Baekhyun: EIIIII VO TRANSAAARR

Baek saiu do banheiro, e veio em minha direção sorrindo largamente. Ele poderia iluminar todo o local com aquele sorriso retangular, sem esforço algum. Mal se aproximou de mim, já me tascou um beijo profundo. Surpreso, me perguntei onde estava o garoto de dois minutos atrás.

“Vamos”, disse para mim, puxando minha mão quase correndo para carro para que fossemos embora. Eu não sabia mais o que esperar dele. Em um momento ele era tímido e recatado, no próximo poderia muito bem arrancar um pedaço de mim.

Dirigi feito um louco que comprara a carta de motorista no aliexpress, já que Baek não parava de me provocar. A cada parada no sinaleiro, era uma parada cardíaca e uma curva mal feita. Ele simplesmente não sabia parar de me provocar. A cada momento que a luz ficava vermelha, eu rezava para todos os santos, orixás e cavaleiros do zodíaco para que me ajudassem a chegar em casa sã e salvo.

Mais um sinal vermelho. Era a minha morte. Porque me parecia que antes não tinha tantos sinais assim?

Baek estava rindo para mim, com a cara toda vermelha. Ele parecia muito bonito, se sua camisa não tivesse toda amassada, e o cabelo bagunçado, pareceria um modelo da Zorba. Sehun teria inveja.

“Hey, Chanyeol-Ah… Preciso te contar uma coisa… Mas-i é secreto.” Meu deus, era agora. Agora eu saberia meu futuro. Vai ser revelado o que tem naquele quarto, eu estou sentindo. Ele chegou perto de mim, com um olhar sedutor. Se inclinou pra cima do meu colo, com as mãos apoiada em minhas coxas. Seus longos dedos foram se aproximando do meu rosto, até que, do nada, ele apertou seu indicador na minha boca.

“Ssshhh…Você não pode contar pra ninguém”

“Não vou” tentei murmurar, mas estava difícil com seu dedo tampando meus lábios.

“Você… É muito gostoso.” Ele riu como se tivesse contado a maior das piadas. Eu não entendi o porquê daquele ato, mas me fez rir também. Até que, um som estridente fez com que toda o riso saísse do meu corpo.

Sirene.

E sirene, significava polícia.

Um guarda parou do meu lado, me olhando com cara de maus amigos. Dei meu melhor sorriso colgate, rezando para que ele não resolvesse me enfiar num daqueles bafômetros que não contavam “bapho” nenhum, como diria Sehun. Mas isso é outra história.

“Pra que tanta movimentação dentro do carro, rapaz ?” ele me sondou. Eu não sabia o que fazer. Tinha um cara rico e bêbado do meu lado, que, no momento, estava fazendo gestos um tanto quanto… sexys (ou tentando, pelo menos). Eu precisava de uma resposta.

Rápido.

“Aah, sabe o que é, seu guarda. É que meu amigo aqui, ele… ele tem… uhh, um certo problema”

“E o que ele tem?”

“Problema de Falange”

“O que?”

“Problema na Falange, deixa ele assim... Uuh… agitado”

O guarda olhou para o Baek, que estava do meu lado tentando muito parecer sexy, com sua melhor lambida de lábio superior, como naqueles comerciais de criança tomando sorvete. Ele parecia ridículo. E muito bêbado.

“Isso nem é uma coisa, está de brincadeira comigo rapaz?”

“De jeito nenhum senhor. Se quiser, ligo para o médico dele agora mesmo”

O guarda cruzou os braços, e sorriu como que para dizer ‘agora eu quero ver’.

“Ta bom, pode ligar”, sorriu ainda mais.

Liguei para o único médico que eu conhecia que atenderia o celular de madrugada para um atestado. Disquei o número e esperei, rezando pra que ele atendesse.

“Ai, que porra Chaneor, o que tu quer?” Sehun disse, com toda a sua raiva de quem foi acordado no meio da madrugada pelo melhor amigo bêbado. Sempre amigável.

“Aaah, olá doutor. Desculpa incomodar, mas...“

“Hein? Meu Deus… Te drogaram. Eu sabia. Bicha burra. Nessa idade ainda cai em boa noite Cinderela. EU NÃO VOU PAGAR O TEU CAIXÃO NÃO, HEIN”

“Eu sei, eu sei… Está muito tarde. Olha, sabe o que é, situação complicada...” Dei um risinho amarelo, olhando pro guarda que, nesse ponto, parecia estar perdendo a paciência. “O Baek teve outra daquelas crises na FALANGE, será que você… Não saberia me passar algum remédio, ou dar instruções para o meu amigo aqui...”

“Rapaz, deixa de palhaçada” O guarda tirou o celular de mim, e começou a falar com Sehun. Era isso, eu ia ser preso. Se ele pedisse para soprar o bafômetro, eu estaria morto.

Mas, para minha surpresa, o guarda começou a franzir a testa. Olhou pra mim, sem expressão alguma. Foram os 5 minutos mais longos da minha vida de civil honesto, que bebe socialmente. Vi o guarda concordar com a cabeça, antes de dizer “Sim senhor” para Sehun. E foi aí que eu quase morri.

Ele terminou a ligação e desligou o celular. Olhou de novo para Baek, que parecia estar dormindo agora. Deu uma tossida, antes de se voltar para mim.

“Er… bem… o senhor está liberado.” Olhei com muita surpresa para ele. Como assim, eu tava liberado? O que aquela tripa magrela metida a modelo falou para ele?

Como eu não era nem um pouco idiota, apenas assenti e segui com o carro. Mas não antes de ligar para Sehun.

“O que disse pra ele, seu estrupício?” já fui logo perguntando, assim que ele atendeu. Eu tentava controlar a direção com uma mão, enquanto na outra equilibrava meu celular. Pois é, nem eu mesmo acreditei que conseguiria tal façanha.

“Eu? Eu não disse nada. Junmyeon veio aqui para me bater, já que eu estava gritando tanto com você, que, acabei acordando ele… De novo. Bem, acontece que, dessa vez ele ia te xingar. Até que viu que era um policial no telefone, perguntando algo sobre Falange, e foi aí que eu lembrei do nosso código.”

“Não sei nem como te agradecer. Apesar de que, pelo jeito, terei que agradecer o Juninho por isso. Quem diria que o Vegano ia me ajudar” ri com o pensamento.

“Eu ajudei, então não dê todos os crédito pra ele assim. Sou formado em Grey’s Anatomy, meu amor.” Eu ri. Sehun nunca deixaria alguém levar os créditos sozinho, se ele tivesse alguma relação com a coisa. Ele se gabava até para Jequiti, dizendo que, é graças a ele que aquele velho enche o bolso todo fim do mês.

“E é Junmyeon, Chanyeol. Será que você não presta atenção em nada? E ele é veterinário, não vegano. Provavelmente sabe tratar de jumento que nem você, que não sabe a diferença de nada.”

“Olha aqui…”

De repente, ouvi um gemido longo e doloroso vindo do meu lado direito. Ou seria esquerdo? Nunca fui bom com direções. Baek estava pressionando a barriga, como se tivesse sofrendo muito, como um alien prestes a nascer de seu estômago.

“Ah não…” Sabia o que aquilo significava. Sabia muito bem. “Sehun… O que eu faço quando um suposto crush está prestes a vomitar no seu carro novo, que você cuidou com tanto carinho e trocou o carpete esses dias?”

“Eu sei lá, viado” Alguns latidos ao fundo me dizia que Sehun, na verdade, não estava prestando atenção em mim já fazia tempo. Seu foco de atenção era uma bolinha de pelo branca de nome Vivi. “Apesar de ser formado em 13 temporadas de Grey’s Anatomy, eu não lido com vômitos e derivados. Não me presto a esse papel”

“Você é um ótimo amigo” Falei ironicamente. O garoto estava ficando azul. Eu não tinha tanto tempo assim.

“Acho que vou levá-lo pra casa. Estou ficando preocupado”. Sehun pareceu achar graça na situação. É claro que ele acharia. Ele estava disposto a rir da minha desgraça pro resto da vida infernal dele.

“O melhor disso tudo, é que você só queria trocar nudes. Olha o que o desespero faz. Ninguém manda você ter esse fogo todo nessas orelhas.”

“Nossa Sehunnie, você…” De repente, escuto um barulho nada agradável, comprovando o que eu não queria comprovar. Baek tinha vomitado no meu carpete. Novinho. Recém lavado. Se ele não fosse tão bonito, chutaria a sua bunda pra fora do meu carro. Ok, eu não faria isso. Mas ficaria muito tentado.

Ouvi a risada debochada de Sehun ao fundo, e soube que seria zuado sobre esse acontecimento até, provavelmente, meu aniversário de 93 anos. Já imagino ele dizendo sobre esse dia no discurso do meu casamento. Sehun era esse tipo de pessoa.

“Eu tenho que te dar o crédito, essa está sendo uma das melhores noites do meu mês. Você alegra muito a minha vida, Parkzinho”.

“Eu odeio cada centímetro torto dessa sua cara tora, Oh Sehun” disse depois de desligar. Eu não ia ouvir Sehun debochando de mim. Podia durar uma noite inteira.

Me virei para checar Baek, e ele ainda estava com a cara afundada no carpete. Pensei em parar em algum lugar, mas estávamos chegando na casa dele. Como estava dirigindo ainda, tentei ajudá-lo como pude com uma mão só. Acontece que, eu não contava com a dificuldade que é você socorrer alguém com uma mão só, e acabei por apalpar lugares que não deveria ser apalpados. Não que eu reclame. Mas não achava certo fazer isso com o cara todo bêbado na minha frente. O que? Hey! Eu sou uma boa pessoa.

Chegando em seu apartamento, com o mesmo chão antiaderente a sujeira, consegui ajudar Baek a caminhar até seu apartamento. Até que percebi que não sabia onde era o andar, muito menos o número. Eu teria que olhar para o endereço que ele tinha me dado antes.

Baek gemeu alto, como se estivesse recordando a consciência.

“Hey, você está bem?” não sei porque perguntei isso. Ele claramente não estava. Ele apenas olhou pra mim, e desviou o olhar. Não antes de eu conseguir ver um flash de vergonha na sua expressão. Ele estava mortificado.

“Argh, nunca mais vou beber. Está tudo girando e parece que meu estômago é feito de ácido sulfúrico. Porque arde tanto?” Ele choramingou, fazendo biquinho. Eu me senti péssimo por achar aquilo uma graça.

“Vem, vamos te levar pra casa.” Ele me lembrou o número do apartamento, e fomos escorados até lá. Ele parecia melhor depois do vômito, mas ainda cansado. Acho que o encontro tinha ido por água abaixo, no fim. Mas não liguei. Na verdade, na medida do possível, até estava gostando do encontro.

“É aqui” disse o baixinho. Pensei se deveria me forçar a ajudá-lo. Ele não parecia ser uma pessoa que bebe muito, e precisava de cuidados. Assim que a porta se abriu, não sai do lado dele. Entramos juntos, e o ajeitei no sofá. Ele ainda tinha uma cara péssima, de quem estava totalmente desidratado de álcool. Percebi que tinha algo embaixo do móvel, algo pontudo e afiado, brilhando para mim. Engoli seco. O que era aquilo?

Baek soltou um gemido, e começou a desabotoar a camisa. A camisa. E os botões. Desabotoando. Ah não, isso não podia acontecer.

“Err… você quer, uhm… uma a-ajudinha?”

“Hein? Aah… Sim. Será que você poderia… não sei, fazer coisas que bêbados fazem pra deixarem de serem bêbados” Ele franziu a testa. Parecia realmente pensar no que estava dizendo. Achei engraçado, e sorri.

“Você poderia me dizer onde é a cozinha?”

“Aah… sim. Nos fundos, final do corredor. Deixa que eu vou com você…”

“Na-Na-Não. Sente-se. Você precisa descansar.” O deti, antes que levantasse. Segui o caminho informado, indo para o corredor e passando por aquela porta. A porta do mal. A porta proibida do corredor do terceiro andar de Hogwarts. Eu olhei bem para ela, e o aviso de ‘Não entre’ quase gritando na minha cara. Park Chanyeol, não seja um orelhudo curioso. Você é melhor do que isso. Não. Não coloque sua mão na maçaneta.

“O que você está fazendo?”

“Ai, mamãe!” gritei com um sobressalto. Baek estava olhando para mim com uma cara de puro choque. Coloquei a mão no coração, fingindo que estava morrendo para ganhar tempo de explicar o porquê de eu ser um tremendo orelhudo curioso. Não poderia dizer que desconfiava dele. Vai que aí ele viria pra cima de mim com Deus sabe o que.

Baek suspirou. Ele parecia cansado e um pouco receoso.

“Olha Chanyeol… Eu… Acontece que… Bem.” Eu não sabia o que ele estava tentando dizer, mas coisa boa não era. Já segurei meu celular no bolso, qualquer coisa eu ligaria para Sehun em pedido de resgate.

“Eu não sei muito bem como falar isso, mas… Acho que seria melhor que você visse.” Por todos os minis fuscas da Volkswagen. Ele queria me matar. Era isso. Eu estava sentindo que não iria conseguir ir na 42ª feira de Handmades com Rodas (como gostávamos de falar). Relâmpago Marquinhos que me proteja.

Só assenti. Esperando pela minha sentença.

“E-eu sou uma pessoa complicada. Eu tenho gostos peculiares, e muitas pessoas as vezes não entendem esse meu lado. Mas, como senti que nos demos bem, acho que… posso confiar em mostrar pra você.”

“Okay” Eu disse com uma voz fininha. Estava ficando sem ar.

Ele respirou, e girou a maçaneta. Antes de abrir a porta para mim, deu um meio sorriso e disse:

“Bem vindo ao meu mundo de fantasias”

E eu não queria ter sido tão curioso.

No começo, estava tudo escuro. Eu podia ver de relance algumas formas, que pareciam manequins e utensílios brilhantes. Algumas compridas e afiadas, outras mais pequenas. Ele acendeu a luz, e foi quando eu vi. Uma sala cheia de uma grandiosa, rara e extremamente cara coleção de LOL. Tinha qualquer tipo de artifício do jogo que você podia imaginar. Uniformes inteiros dos personagens principais, action figures, 3 monitores e, provavelmente, um computador muito caro os acompanhando. Várias réplicas das armas, bandeiras de times, e, todas as quatro paredes, cobertas de pôsteres do jogo. Parecia que alguém tinha montado a LOLlândia. Ou algum tipo de culto nerd. Eu não podia acreditar. Para onde você olhasse, tinha alguma coisa de LOL te encarando. Eu me senti num misto incrível de horror e fascínio. Porquê apesar de ser descoberto que meu crush era o maior otaku lolzeiro, era um lindo santuário.

Eu não achei que poderia rir em uma situação como essa, por vários motivos. O primeiro deles era que, apesar do alívio de ele não ser uma versão coreana, magrela e baixinha de Christian Grey, ele era viciado em LOL. Segundo porque, eu estava parcialmente avisado. É claro que, nem em um milhão de anos eu adivinharia que o “adorar fantasias” tinha a ver com fantasias ficcionais de verdade, e não algum tipo de kink estranho.

Baek virou para mim como se esperasse que eu fosse rir. Ele parecia mortificado, mas conformado.

“Olha, eu sei que você está me julgando agora. Mas esse sou eu. Um lolzeiro, como gostam de falar.” Ele suspirou. “Eu… eu fiz essa aposta com meu amigo Chen… uma aposta bem idiota, digasse de passagem.” ele revirou os olhos, e continuou olhando para mim. Deixei ele falar, até porque ele parecia no meio de um monólogo importante.

“Bem, acontece que… Chen me desafiou para encontrar alguém que iria me aceitar com todas as minha bizarrices. Ele não é um cara mal, na verdade, ele me leva nos eventos de LOL sempre que eu peço. Era só pra ser uma brincadeira, mas acabou indo um pouco longe.” Ele abaixou a cabeça, ainda com vergonha. Eu poderia entender. Não é como se eu nunca tivesse feito o mesmo com o Sehun ou vice versa. Amigos as vezes gostam de fazer a gente pagar micão. Sehun com uma frequência maior do que a maioria, mas…
Ele pigarreou, como que para retomar o silêncio constrangedor que se seguiu.

"O que eu quero dizer é… entendo se você quiser sair correndo daqui agora por um motivo ou outro, mas… gostaria de dizer que: gostei de te conhecer. E entenderei se você for me julgar.”

Eu confesso que fiquei triste em saber que ele tinha feito tudo aquilo por uma aposta, apesar de ter sido engraçado. Mas, quem seria eu para o julgar por conta de seus gostos? Eu mesmo tinha um gosto peculiar que ninguém entendia. Carrinhos de miniatura. Meu trabalho era esquisito, meu amigos eram esquisitos, e eu mesmo era esquisito. No fim, acho todos nós somos esquisitos até certo ponto. Cada um temos nossas esquisitisses dentro de si, e é isso que acaba nos fazendo especial. Foi por isso que, em meio tudo aquilo, eu apenas sorri para ele e disse:

“Então… quando é que vamos começar a jogar?”




Chat: E-X-O // SE FUDEU CHEN SEU OTÁRIO HAHA
--------------- (65 novas mensagens) --------------

CHENCHEN: Okay, eu confesso q errei ta

CHENCHEN: Foi errado zuar meu amg

CHENCHEN: Peço perdão a todos os nerds lolzentos desse país

CHENCHEN: Q n tomam banho e…

Minseok: >:(

Minseok: Não fala assim Chen…

Kai: HAHAHAHAHAHAHA

Kai: Ainda não acredito

Kai: Que você perdeu a aposta

Minseok: Sabe...

Minseok: Eu sempre disse que era uma má ideia

Minseok: Mas acho que isso vai ser engraçado hihihihi xD

Do Kyungsoo: Rsrs

Kai: MEU DEUS DO CÉU

CHENCHEN: AH NÃO VEI

Kai: ISSO

CHENCHEN: É O APOCALIPSE VÉI

Kai: Dodoyah está rindo

Kai: Com dois rsrs

Kai: Não um

Kai: Doisssss

CHENCHEN: Sinal do Apocalipse

Do Kyungsoo: Idiotas

CHENCHEN: Obg Senhor Jesus por ter me livrado de tamanho micão

Minseok: Quem disse?

PCY: É, quem disse?

CHENCHEN: Mas… O q o cara da Hotwheels ta fazendo aqui?

PCY: É HANDMADE CAR, PORRA

Sehunnie: HAHAHAHAHAHAHAHA já gostei desse ChenChen

Kai: Olha se não é nosso Médico haha

Sehunnie: Formado em 13 temporadas de Grey’s Anatomy, grazadeos

PCY: Hunnie, se eu nunca te falei, saiba: Esse orelhudo aki te ama muito

Sehunnie: Ai q fofo, vo até escrever no meu diário

Sehunnie: Do lado de tds as merdas q escrevo sobre vc

PCY: Nossa Hunnie…

Baekhyun: Não quero nem saber, aposta é aposta Chen…

CHENCHEN: Olha só q coisa não…

Kai: Estaria Kim Jongdae fugindo?

Baekhyun: Ah, mas n vai msm

Baekhyun: Não depois de tudo o q eu tive q ouvir durante esses anos

PCY: Quanto rancor, gente

PCY: Chen, só faça logo

PCY: Sabemos que vc sempre quis

CHENCHEN: MAS N MSM

CHENCHEN: EU N VOU DAR SARRADA NO AR COM AQUELAS ROUPAS RIDÍCULAS NO MEIO DA AVENIDA

CHENCHEN: Eu n faço parte de nenhuma carreta furacão nerd

CHECHEN: Mt obgd

PCY: Baek poderia te ajudar com isso, já que ele dança tão bem

Baekhyun: Hey, eu danço

PCY: Você fica uma gracinha pisando nos meus pés

Minseok: O que? como assim? o.o

Kai: Ai Baekhyun, vc fazendo a fingida, q feio…

PCY: ?

Baekhyun: …

Baekhyun: Isso não é vdd…

Minseok: xD~

Minseok: N acredito Baekkie xDxDxD~~

Sehunnie: Certíssima, eu faria o msm

Baekhyun: Eu n poderia dançar normalmente né

Baekhyun: Podia perceber que era eu

Do Kyungsoo: Inteligente

Sehunnie: N pode jogar o brilho logo de cara, se n ofusca

Sehunnie: Olhem para o Kai, por exemplo

Minseok: O q tem o Kai?

Sehunnie: Nada gente, ele só é lindo msm

Sehunnie: Uma beleza dessa, precisa ser exaltada

Kai: hahaha Obg Sehun

PCY: Eu não acredito que você fingiu

Sehunnie: Você tbm fingiu que tinha alguma inteligência nesse cérebro

Sehunnie: Não sei pq o choque

CHENCHEN: Uau k forte…

PCY: Sehun… eu te odeio mt

CHENCHEN: ALIÁS

CHENCHEN: BYUN BAEKHYUN

Kai: Agr a coisa é séria...

CHENCHEN: Você não tem direito de me cobrar para pagar esse mico em público

CHENCHEN: Já q vc disse q tava arrependido

CHENCHEN: Touché

Baekhyun: Eu disse que me arrependi de ter mentido para o Chanyeol, não pela aposta

Kai: N foi isso q vc disse

Sehunnie: Vamo fingir q sim, amore

Sehunnie: Quer ver o Jongdae pagando mico ou n?

Kai: Claro que quero!

Sehunnie: Então ta td mundo a favor né? Eu msm q vo filma

CHENCHEN: NÃO PORRA

CHENCHEN: EU N VOU EM LUGAR NENHUM

CHENCHEN: VCS TERÃO Q ME AMARRAR

Do Kyungsoo: Acho melhor você fazer Chen

Kai: ......

Minseok: ……

Sehunnie: …….

Baekhyun: ……..

PCY: …….

Zhang Lay Yixing: …….

Kai: Ué, pra q os pontos Lay?

Zhang Lay Yixing: Ai gente, achei que era um jogo

Minseok: xDxDxDxD~

Minseok: Lay, como sempre, muito perdido

CHENCHEN: …

CHENCHEN: É

CHENCHEN: Bem, se o Soozinho pediu, eu faço

CHENCHEN: Não há nada q eu n faça pro meu amorzinho

Kai: KKKKKKKKK caralho Kyungsoo, te amo irmão

Kai: Botou o terror no Dinossauro

Minseok: Eu te defenderia, amor

Minseok: Mas acho que vai ficar legal =^_^=

Baekhyun: Vai sim

Baekhyun: Bem legal e divertido

Baekhyun: Em todas as redes sociais relacionadas a LOL

CHENCHEN: Odeio todos vocês

PCY: Bem, vou indo nessa

PCY: Tenho que passar na casa de certo baixinho fingido a dançarino

Sehunnie: Vai com Deus

PCY: Não sei pq me importo cm seus comentários ainda Sehun…

Sehunnie: Pq vc me ama demais HÁ

PCY: Adeus

Baekhyun: Bem, tbm vou embora

Baekhyun: Mas isso n vai ficar assim Jongdae

Baekhyun: Estarei lá para filmar seu micão

CHENCHEN: Eu vou embora desse chat, ngm me respeita

(CHENCHEN saiu da conversa)

Minseok: ¬_¬

Minseok: N acredito q ele fez isso

Zhang Lay Yixing: Gent, porq o Baekhyun tava brigando com o Chen?

Kai: Eles n estavam brigando Lay, é uma aposta

Zhang Lay Yixing: Minha avó disse que quem aposta vai pro inferno

Zhang Lay Yixing: Eu não quero q o Chen e o Baek vá para o inferno :(

Sehunnie: Óh querido, vc n tem ideia

Sehunnie: Quão maravilhoso é o inferno de Las Vegas

Kai: Vc já foi pra Vegas, Sehun?

Sehunnie: rsrsrsrs Já fui pra mts lugares, meu amor

Sehunnie: Gostaria de me seguir?

Sehunnie: Eu te pago o que quiser, meu bem

Kai: Hm…

Do Kyungsoo: Meu Deus

Minseok: Bem, eu vou tentar falar cm o Chen aqui

Minseok: Mando notícias assim q conseguir convencê-lo sobre o vídeo

Minseok: XoXo ;-*)

Sehunnie: Convencer o q querido? N tem nd q convencer n

Sehunnie: Já ta td certo

Kai: HAHAHAHAH Vc é o melhor Sehunnie

Kai: Bem… já que ta td mundo saindo

Kai: A gente podia… sair tbm

Kai: O q acha?

Sehunnie: Acho que vc demorou mt pra dizer isso

Sehunnie: Achei q ia ter q me jogar em cima de vc, pra ver se vc se tocava

Kai: hahahaha ;)

Kai: Vc fica pronto em 30 minutos?

Sehunnie: Meu amor

Sehunnie: Eu nasci pronto

Zhang Lay Yixing: Entendi

Zhang Lay Yixing: Ah n, a msg foi atrasada

Zhang Lay Yixing: Aaah… n tem ngm aqui ;-;

Do Kyungsoo: Eu

Zhang Lay Yixing: Aah, Olá Kyungsoo

Zhang Lay Yixing: Quanto tempo, amigo

Do Kyungsoo: Verdade

Zhang Lay Yixing: Tchau

Do Kyungsoo: ?

Do Kyungsoo: Lay?

Do Kyungsoo: Yixing?

Do Kyungsoo: …

Do Kyungsoo: Eu odeio todos vocês

June 30, 2018, 1:40 a.m. 0 Report Embed 3
The End

Meet the author

Park Yooda 21. Aquario. Ravenclaw. Filha de Apolo. Otps que eu normalmente faco: Chanbaek Baeksoo Sulay Sekai Seho Suchen Escrevo fanfics relacionadas ao Exo. Espero que gostem das historias, e nao se sintam acanhados em comentar. Adoro comentarios a Aqui tem alguns dos meus contatos fora do inkspired: Twitter: @pcyooda (fc), @quaseizzy (pessoal) Curious: https://curiouscat.me/pcyooda Instagram de fanarts: @whiteynoise Spirit: @pcyooda

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~