Boy in Red Follow story

erincarmel E C

JungKook esperou por horas a chegada de quem faria seu dia perfeito, ou pelo menos ele achava isso até que um menino não tão desconhecido trajando vermelho entrou no recinto. [Jikook|Songfic]



Fanfiction Bands/Singers Not for children under 13. © Todos os direitos reservados

#kookmin #bts #yaoi #fluffy #songfic #universo-alternativo #80s #jungkook #jimin #jikook
Short tale
8
5096 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

O caso da jaqueta vermelha

The 80's

Quantas horas passara na mesma posição diante do balcão? Ele não fazia ideia, mas pelo olhar acusador do barman deveria ser mais que o permitido. A razão era clara, JungKook não comprara nenhuma bebida e esperava incansavelmente alguém. Ele ansiava a cada pessoa que adentrava pela porta de mogno escura, mesmo com dificuldades para desvendar quem era – a distância o prejudicava com as vistas míopes, assim como a coberta de fumaça que os cigarros levantam no recinto. Ele mesmo já havia acabado com meio maço.

Friccionava uma mão sobre a outra, a sua constante busca de manter-se firme, no lugar e, principalmente, sem parecer o trouxa a espera de sua companhia. A qual já era óbvio que não compareceria e ele só continuava a fumar, esfregar as mãos e cuidar dos movimentos da porta.

– Não vai beber nada? – a voz irritada do grandalhão atrás do balcão quase surtiu o efeito contrário em JungKook, mas ele apenas suspirou e indicou a cerveja exposta ali. O outro assentiu como quem diz “Finalmente!” e o serviu.

O homem sabia e pouco se importava com o fato do Jeon não poder beber álcool – ainda era claramente um colegial. As roupas o entregavam, a calça preta estava coladíssima com exceção das bocas largas, usava uma regata branca por de baixo da jaqueta de couro também preta e o cabelo alcançava um topete de dar inveja a todos os homens – já carecas – naquele bar.

Após terminar o copo de uma única vez, ele percebeu que fora terrível convidar uma menina como aquela para um lugar tão “dark” quanto um bar. Motoqueiros de toda sorte se encontravam ali e era por isso que adorava ir até lá. Sentia-se em casa.

Quando a conformação o abateu ele fez um movimento de se levantar para sair, isso se a porta – ainda vigiada por ele –, não tivesse sido aberta de supetão por uma criatura loira que ria muito alto enquanto batia no braço de outro cara que o acompanhava. Aquela criatura, era nada mais, nada menos que um garoto nerd de sua escola.

Uma identidade secreta Park Jimin? – pensou Jeon.

Ele atravessou a cortina de fumaça com graça, pois ainda mantinha o enorme sorriso após rir tanto. A jaqueta vermelha que usava o destacava junto de seus cabelos loiros e aquilo fora mais que suficiente para JungKook o intimidar. Levantou rapidamente ajeitando a jaqueta de couro e uma leve passada de pente no cabelo. Porém, toda a pose dele desmoronou quando Jimin virou em sua direção ainda com o sorriso estampado. O mundo de JungKook parou e tudo ficou em câmera lenta, ele não conseguiu desviar o olhar e suas pernas não saíram do lugar.

Se ele fosse o único babando por Jimin seria mais fácil, já que a concorrência de Jeon era alta ali. Todos pareciam querer estar próximos do menino loiro de jaqueta vermelha. O show de hipnose deu inicio desde que Park atravessara a porta gargalhando e o seu “canto da sereia” fez com que muitos voltassem a atenção apenas a ele.

E tudo piorou, o ar esquentou gradativamente em uma velocidade violenta quando Jimin puxou o amigo e começaram a dançar ao som de Michael Jackson, a música havia sido lançada recentemente e o loiro já improvisava tantos movimentos que era difícil para JungKook acompanhar. Até porque ele só tinha olhos para o que Jimin fazia da cintura para baixo.

I always feel like somebody’s watching me (Eu sempre sinto que alguém está me vigiando)

A letra se encaixava perfeitamente naquela situação, pois não existia uma pessoa que não os olhasse dançando alegremente. Jeon estava meio caminho andado e não sabia aceitar derrota alguma. Simplesmente seguiu e iniciou o que qualquer um não chamaria de dança.

And I have no privacy (E eu não tenho privacidade)

Jimin apenas notou a aproximação exagerada de JungKook pelo canto do olho e continuou dançando como se não houvesse ninguém ali. Porém, seu amigo percebeu e já se juntava a Jeon que imitava seus passos.

I always feel like somebody’s watching me

Tell me is it just a dream? (Me diga, isso é só um sonho?)

A bebida que JungKook ingeriu não fora o suficiente para o fazer perder sentidos, mas assistir os movimentos que as curvas de Park Jimin – muito bem delineadas – arquitetavam o embriagava. Tanto, que mal percebeu que a música terminara e continuava a dançar. A jukebox apagara as luzes e os outros dois meninos se afastaram de Jeon rindo.

Desolado era um adjetivo muito raso para como JungKook estava, ele nunca fora rejeitado, pelo contrário, todos sempre o queriam. Suspirou profundamente antes de seguir com seu “plano” e desistir não estava incluso nele. Algo naquela geringonça, vulgo caixa de músicas, chamou a atenção de Jeon que rapidamente apanhou moedas de seus bolsos para a fazer funcionar mais uma vez.

Quando a música selecionada iniciou foi inevitável o choque de todos presentes. A melodia era suave e branda. A letra estava na ponta da língua de todos e era aquilo que mais os instigou, pois, o movimento de JungKook era muito ousado para com um certo menino de vermelho.

I've never seen you looking so lovely as you did tonight (Eu nunca tinha visto você tão belo quanto esta noite)

Jimin estancou no mesmo lugar e virou-se lentamente para a jukebox, devolveu o olhar travesso de Jeon com outro mortal.

I've never seen you shine so bright (Eu nunca tinha te visto brilhar tanto)

JungKook manteve sua pose apoiado na caixa de músicas e repetia as palavras da música. Quis deixar claro para quem ele as dirigia. Ao passo que Jimin ficava irritado com aquilo, ou ele tentava ficar – o que era impossível. JungKook não estava invadindo seu espaço, mas sim o convidava para uma dança.

I've never seen so many men ask you if you wanted to dance (Eu nunca tinha visto tantos homens te convidando para dançar)

Uma a uma, Jeon pronunciava cada palavra da música em direção a Jimin. Ele estava totalmente focado apenas em Park Jimin naquela noite.

They're looking for a little romance (Eles estão procurando um pouco de romance)

Usando sua melhor cara de “cachorro abandonado durante a mudança” ele cantava junto a música.

Given half a chance (Dê a eles uma chance)

O último verso ele fez questão de não cantar e o loiro sorriu, Jimin entendera que Jeon queria ser o único a ter aquela chance.

And I have never seen that dress you're wearing (Eu nunca tinha visto esse vestido que você está usando)

Or the highlights in your hair that catch your eyes (Ou as luzes em seu cabelo que realçam seus olhos)

I have been blind (Eu estava cego)

Propositalmente, JungKook trocara algumas palavras. O vestido virou jaqueta e Jimin pareceu ser o único a notar, pois já gargalhava. Ele estava se divertindo com o show do outro que gesticulava exageradamente em sua direção. Jeon a findou com apreensão a espera de saber se poderia mesmo se aproximar, mas nada lhe fora negado.

Com um sorriso sincero ele estendeu a mão direita a Jimin e perguntou se ele o concederia aquela dança. Era a vez de Jimin sorrir travesso a Jeon e fingir não querer dançar, afim de assistir o outro insistir. JungKook estava em êxtase com toda a vergonha que passara até então, algo a mais não faria diferente. Então, se ajoelhou e levou a mão esquerda ao peito fingindo que ali doía e estava quase implorando quando o outro cedeu.

The lady in red is dancing with me, cheek to cheek (A dama de vermelho, está dançando comigo, de rostinho colado)

Como dizia a letra, ambos colocaram seus rostos – um pouco envergonhados diante da sua plateia – e dançaram conforme a melodia. O amigo de Jimin ovacionava os dois e ria sozinho batendo com a mão no balcão.

There's nobody here, it's just you and me (Não há ninguém aqui, apenas você e eu)

Jeon voltou seus olhos negros para com os de Jimin e tentou mais uma vez trazer o significado da música. Ele criou a primeira bolha dos dois, onde estavam apenas ambos perdidos no olhar do outro.

It's where I want to be (É onde eu quero estar)

But I hardly know this beauty by my side (Mas eu mal conheço essa bela ao meu lado)

Realmente não se conheciam, apenas de vista, mas sabiam que dali para frente iriam se conhecer. Os lábios de Jimin o entregavam ao cantar o verso tão focado em JungKook.

I'll never forget the way you look tonight (Eu nunca esquecerei a sua aparência esta noite)

A música continuava a tocar e ambos sorriam triunfantes, aquela seria eternamente a música que Jimin ganhara de JungKook, pois de acordo com o maior, Park Jimin era seu menino em vermelho. Sempre relembrariam daquela noite para sempre.

June 29, 2018, 5:03 a.m. 2 Report Embed 3
The End

Meet the author

E C Comecei a escrever por conta dos sentimentos ruins que tenho em mim, mas aos poucos comecei a escrever sobre os bons também. Então tem muito drama aqui, ele vem com facilidade. Mas tenho um pé no fluffy com umas pimentas 🌚 Porque a vida é puramente uma peça de teatro bem trágica 💜

Comment something

Post!
jin kim jin kim
ai q delicia d fic
Aug. 2, 2018, 12:39 p.m.

  • E C E C
    obrigada <3 Aug. 4, 2018, 4:38 p.m.
~