New Rules Follow story

philonahyo Mio.

Com um semestre praticamente perdido na faculdade de administração e um coração amassado e jogado fora, Sana decide seguir as novas regras de sua cantora preferida para superar Hirai Momo. No entanto, acreditar que três simples regras levariam ao fim de seus problemas foi apenas o início de uma singular confusão. // SaMo vs SaiDa


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#yuri #kpop #twice #girls-love #samo #saida #dua-lipa
3
4759 VIEWS
In progress - New chapter Every Thursday
reading time
AA Share

Zero: She doesn't love me

Minatozaki Sana, com uma carreira de administração a qual mal começou e já parece desabar. As notas da faculdade eram um reflexo perfeito de sua frustração com nome e sobrenome, Hirai Momo. A garota sem futuro, assim como os resultados vermelhos.

O que era o relacionamento das duas? Amizade colorida, namoro aberto, não assumido ou apenas carência? A morena queria respostas há muito tempo, mas elas nunca chegavam. Assim, inspirada em sua diva suprema, Dua Lipa, Sana decidiu superar a loira.

— Está dizendo que uma música vai mudar sua relação com Hirai? — Nayeon parou de comer por um instante. — Hotter than Hell? Você tentou fazer isso e só terminaram transando mais. – riu da estupidez da amiga.

— Não, boba. — deu um tapa na cabeça de Im. — Estou falando do novo hino, New Rules! — bateu palminhas lembrando do vídeo da música, vulgo magnífica manifestação de arte, como chamava.

— Ata. Você supera a Momo e a Terra é plana. — Jeongyeon começou a rir descontroladamente.

— Eu não sou tão besta assim, okay? Dua Lipa abriu meus olhos!! Agora se me dão licença, tenho aula de contabilidade e o prédio é longe do refeitório, até mais. — saiu apressada, não queria ouvir mais nada, seu plano era perfeito e ponto final.

— Que redundante! Ela diz que vai vencer essa atração eterna, mas sai toda apressada do almoço como sempre. E você sabe, Nayeon, ela sempre faltava na contabilidade para ficar com Hirai. — Jeongyeon concluía revirando os olhos.

— E você também sabe que ela é muito fangirl da Dua Lipa e pode estar realmente determinada, principalmente depois dessa música nova. Vai ser bom 'pra ela pelo menos tentar. — Nayeon retrucou otimista.

A garota de fios presos estava certa. Minatozaki queria aquilo, faziam meses que seu estranho relacionamento não evoluía (em quesitos de compromisso, já que nos de toque… quase não mudavam e não perdiam o encanto para a castanha). Tudo ou nada, colocaria Momo enfim contra a parede.

As amigas não sabiam, mas Sana já havia preparado aquilo logo ao acordar. Trocou a melodia das mensagens e chamadas de Hirai para saber que era ela, buscou um estágio para ocupar seu tempo e tirou presentinhos de sua vista do quarto que ela havia lhe dado. Tudo estava pronto, restava seu coração suportar o futuro, intacto.

My sweetie Momoring <3: Ei! Onde estão suas mensagens melosas matinais e noturnas?

Eu não quis dizer ontem que achava isso ruim, gata. Só estamos indo rápido demais.

"Rápido demais… meses são horas para ela por acaso?"

My sweetie Momoring <3: Agora é dia de contabilidade, vai dizer que se tornou careta e 'tá assistindo aula?

Tudo bem, tem umas calouras bem bonitas por aqui, vai ser fácil matar aula sem você. Ou… vai querer voltar para mim?

"Eu estou realmente ocupada. Minhas notas estão despencando por você."

A morena nada respondeu, só retrucava em seus pensamentos, instáveis. Queria a presença de Momo perto, onde quer que fosse. Tinha vontade de mimá-la com todo tipo de guloseimas e beijinhos. Mas, afinal, quando Hirai teve esse cuidado com ela? Abraço, só acompanhado de beijos no pescoço. Doces só se fosse para um filme no dormitório de Sana, espera, ela não os levava mais. A boneca de carne e osso da loira, era isso. Quando Momo dissera que a amava? Apenas nos momentos em que Minatozaki parecia não estar afim.

"Droga, Momoring. quando você vai perceber que meu coração é importante, e não só meu corpo?"

— Senhorita, está passando mal? — um colega muito bem vestido perguntou à morena, segurando seu lenço.

— Está tudo bem, obrigada. — recusou a ajuda enxugando as lágrimas com a manga do moletom e forçando um sorriso.

Era difícil prestar atenção com as mensagens que não paravam de chegar. Sana não resistia à atenção que a loira lhe dava. Ela negava mesmo com a realidade mostrando que Hirai apenas o fazia quando estava sozinha. Minatozaki delirava ao pensar que a garota corria atrás dela pois sabia que a morena era especial. Momo prometia até um pedido de namoro, a fazendo voltar para seus braços e a aquele ciclo sem fim.

"Acho que é agora. Não, depois do passeio. Não, amanhã de manhã. Não, no próximo encontro, ficou com vergonha. Não, por mensagem…"

O agora que nunca acontecia, sempre deixado para depois por vergonha como a Sana pensava genuinamente. Mas agora tudo estava mais claro, podia se ver cantando aquela música com sua maior inspiração. Fantasiava como uma fiel participante do fandom.

"Ela não tem ideia da minha existência, mas escreveu a música perfeita para mim!"

As expectativas sobre os encontros sempre eram quebradas. A morena sabia agora, mais do que nunca, que qualquer demonstração de carinho, ternura valiam infinitamente mais do que uma pegada maravilhosa ou coisa do tipo. Era a ausência desse afeto fofo que deixava em evidência a situação. Minatozaki queria um porto seguro, alguém para protegê-la e ser protegida. Quantas vezes jogou fora cartas de amor de pessoas dispostas a isso, homens e mulheres. Estas últimas que muitas vezes quisera ter algo, mas que pela esperança de um relacionamento sério com a loira, acabou por negar tudo aquilo.

"Chou Tzuyu… não consigo me esquecer de como ela era meiga. Nunca havíamos nos beijado, mas aqueles beijinhos na bochecha e os abraços sinceros eram muito mais do que qualquer outro toque. O problema era eu insistir em fantasiar Momoring fazendo aquilo por mim. Oportunidade jogada fora, agora está namorando outra garota maravilhosa."

Suspirava, como fora e ainda era grande sua estupidez. Quando Hirai havia pego em sua mão? Apenas para insistir que dormisse em seu apartamento. A loira podia faltar quando quisesse, seus pais continuavam mantendo a faculdade e o que mais fosse, desde que ela não se aproximasse mais. Momo era um caso perdido, como seus pais chamavam. Sonhavam que ela apresentasse alguém, assumindo um relacionamento duradouro, focada em um futuro bom.

"Tanta coisa boa 'pra curtir ainda e eles pensando em namoro sério, bitch please."

As palavras ainda doíam, lembravam Sana da resposta que tanto queria dar.

"Sim, eles e eu. E quer saber? Seu pais estavam certos, você é um caso perdido. Não enxerga como um namoro oficial é bom e a pessoa que estava de braços abertos para tal. Não mais agora, eu vou seguir novas regras."

June 28, 2018, 2:47 p.m. 1 Report Embed 1
To be continued... New chapter Every Thursday.

Meet the author

Comment something

Post!
Bernardo Bernardo
tô muito feliz que tu postou, finalmente! e a sana vai conseguir sim ela é determinada só continuar repedindo o mantra da dua lipa que ela consegue, mesmo que demore. e a jeongyeon, socorro, o comentário dela é algo que eu diria. espero que com o tempo a momo perceba que as pessoas em principal a sana não são só o corpo e sim o coração e seus sentimentos, é muito triste alguém ser tão superficial e ferir alguém do jeito que ela tá fazendo com a sana :(( e espero que publique o segundo capítulo <3
June 28, 2018, 9:52 a.m.
~