euskyss yana

Adjetivo: 1. que dura um dia. 2. que é passageiro, temporário, transitório.


Short Story All public.

#eternidade #vampiros #drabble
Short tale
2
4.9k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Único.

Em todos os meus séculos vi a humanidade decair mais e mais, a maldade em suas veias percorre os milênios como uma doença incurável, digo isto porque assisti de um bom camarote reis e rainhas caírem de joelhos; assisti tronos e dinastias pegarem fogo de dentro para fora.

Pergunto a mim mesmo – vez ou outra durante minhas noites sem sonhos – se os mortais fazem ideia do quanto são doentes e maléficos para suas próprias gerações. Acredito que não façam nem mesmo menção do quanto são podres, desde sua casca até a alma rasa, ah...

Não sou a melhor das criaturas, mas fui um mortal muito melhor que os atuais.

Na realidade, dou gargalhadas ao imaginar o quanto fui infligindo pelos romanos quando era um pobre garoto vendido para os banquetes dos senadores de seu império. Vejo que nos dias de hoje isso ainda perdura, porém, com uma sociedade ainda pior comparada à aquela que vela os poderes como uma armadura para sua imoralidade carniceira.

Nada é efêmero.

O ciclo vicioso da malícia nasce encalacrado em todas as crianças desde seu berço. A maldição mortal é tão pior quanto aquela do sangue emprestado para minhas veias azuis.

Uma dor transcenderá por séculos, não é uma marca passageira.

Nenhuma morte tem efeito temporário, a ferida é eterna.

A ruína para a humanidade é transitória, mas para uma realidade muito pior.

Sinto repulsa do que fora e medo do que posso me tornar amanhã.


Pobres mortais...

June 6, 2018, 6:35 p.m. 1 Report Embed Follow story
4
The End

Meet the author

yana escritora (ou quase)

Comment something

Post!
Amanda Luna De Carvalho Amanda Luna De Carvalho
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Primeiro de tudo, tenho que dizer que amo histórias de vampiros. Tenho uma paixão grandiosa por essas criaturas míticas e escrevo com grande saciedade sobre isso também. É sempre um prazer ler contos fantásticos assim. O livro que mais gosto é "Dracula", de Bram Stoker. Aliás, é um clássico no tema de vampiros. A coerência está adequada. A estrutura utilizada está excelente e mostra com muita clareza o quanto os seres humanos podem ser perversos e hediondos em qualquer época realmente. Penso que a maldade continuará crescendo até chegar num nível catastrófico, onde poucos terão remissão. O personagem central é bem realístico em suas conjecturas sobre as pessoas e acerta bastante em prever que tudo chegará a piorar cada dia, infelizmente. A crueldade guardada no coração dos indivíduos será sua própria destruição em massa. A gramática está boa, mas notei um deslize e sugiro uma alteração. "Pergunto a mim mesmo" — Nesse caso, indico colocar uma crase em "a", ficando como: "Pergunto à mim mesmo". Esse é meu apontamento e espero ter sido útil em mencionar isso. No mais, a ortografia e a gramática estão ótimas e dou-lhe as congratulações por isso! Seu conto é promissor em demonstrar como os sentimentos podem transformar alguém em algo ruim e como isso acabará com sua própria vida, cedo ou tarde. Desejo que continue escrevendo seus contos e tenha muita sorte em seus escritos futuramente. Até mais!
3 weeks ago
~

Related stories