Me apaixonei por você Follow story

mochiyeol Lari

Não há nada mais normal do que ter um crush na faculdade, não é mesmo? Chanyeol praticamente se apaixonou na primeira vez que botou os olhos em Baekhyun, e assim como qualquer pessoa normal, não tem coragem nenhuma de se aproximar do crush por puro nervosismo e vergonha. Porém, a situação muda quando ele ouve que o menor achava aquilo que deveria ser seus defeitos, um charme seu, não tinha como não tomar uma atitude após ouvir uma coisa dessas. Chega um momento em que Chanyeol não consegue apenas ser amigo do menor, e ,após assistir um filme de romance junto com ele, já sabia como iria pedi-lo em namoro, e seus melhores momentos com ele seriam essenciais


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#fuffly #chanbaek #baekyeol #chanyeol #baekhyun #exo #yaoi
27
5.3k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Desde a primeira vez

                

                                                                                                    Terça-feira, 11 de Abril de 2015


 Chanyeol e seus amigos estavam sentados em uma das várias mesas de uma lanchonete no centro da cidade, e no momento havia uma discussão sobre o quão indignados estavam pelo maior não ter a mínima coragem de falar com o menino que era afim desde o começo do ano, vulgo Byun Baekhyun, que estudava na mesma faculdade deles, e que estava sentado a poucas mesas dali, sozinho.

   — Chanyeol, já faz 2 fucking meses que você está choramingando por esse menino, seja homem e vá falar com ele! — Kris disse e os outros concordaram.

   — Pois é, eu não aguento mais você falando dele 24h por dia! — Sehun se pronunciou, revirando os olhos só de lembrar das vezes que passou horas no telefone ouvindo o amigo falar desse menino. — Ele está sozinho ali, vai falar nem que seja um “oi”.

   — Vocês estão loucos? Se eu ficar frente a frente com ele vou acabar tremendo mais que vibrador e não vai sair uma única palavra da minha boca! 一 Chanyeol disse desesperado e todos começaram a rir do drama dele, era sempre assim.

   — Que eu me lembre, foi você quem ficou me infernizando para eu criar coragem e ir falar com o Bogum — Hyerin, melhor amiga do maior, disse com os olhos semicerrados e apontando uma batatinha na direção dele. — Agora só vou te deixar em paz quando você tiver, no mínimo, uma conversa com ele. Deixa de ser frouxo, homem! — exclamou, fazendo todos voltarem a rir, menos uma pessoa, é claro.

  Chanyeol gemeu em frustração e olhou para a mesa que o menor estava sentado. E isso o fez apenas constatar o óbvio, não teria estruturas o suficiente para conseguir manter conversa com ele, toda vez que via aquele sorriso retangular lindo se desconcertava todo, e internamente ele queria que, pelo menos uma vez, esse sorriso fosse direcionado a si.

  — Oi gente! — Minseok comprimentou todos antes de sentar. Ele havia se tornado amigo deles fazia pouco tempo, mas já o adoravam. — O que houve? O Chanyeol não está com uma cara muito boa. 一 ele disse, após ver a careta que o maior fazia.

  — Min! Eles estão me pressionando a — antes de terminar de falar foi cortado.

  — Ele está fazendo drama! Já faz meses que essa criatura está afim de um menino lá da faculdade mas não tem coragem nenhuma de ir falar com ele, ninguém aguenta mais ouvir ele choramingando — Kyungsoo falou quase esfregando o dedo na cara do Chanyeol, que apenas o olhava com indignação.

  — Ah! Eu lembro de você ter falado dele lá no trabalho. — ele e Chanyeol trabalhavam em uma cafeteria não muito longe dali, foi assim que virou amigo do maior e, consequentemente, dos amigos dele quando o chamava para sair junto com eles — O tal “menino do sorriso bonito do curso de veterinária”. Finalmente, quem é ele?

  — Ele está sentado logo ali, sozinho — a Hyerin apontou discretamente e disse a última palavra sílaba por sílaba para irritar o orelhudo. O Minseok logo olhou na direção dita e se surpreendeu.

  — Eu conheço ele! O nome dele não é Baekhyun? — Ele disse e todos os olharam de olhos arregalados e responderam um “é sim! “ em uníssono. — Eu já estudei com ele, faz algum tempo que não nos falamos direito, mas ele é muito legal.

  — Você é a nossa salvação! — o Kris falou animado. — Por favor, apresente esse estrupício para ele — ao dizer isso o Chanyeol se engasgou com a própria saliva e começou a tossir, mas todos o ignoraram.

  — É, Min, por favooooor — o Sehun choramingou pegando as mãos do Minseok e as balançando, fazendo o menor rir.

  — Acho que eu posso fazer isso, sim. 一 ele disse e olhou para o Baekhyun, Chanyeol era um cara legal também e achou que eles poderiam acabar se dando bem, tinham personalidades até parecidas. 一 Eu só não sei se ele está solteiro ou não, como disse, faz um tempo que nós não nos falamos, vai que ele está namorando ou algo do tipo?

 Todos ficaram pensativos. Poderia ser que ele estivesse namorando ou ficando com alguém, então Chanyeol poderia acabar não tendo chances com ele e ser jogado na friendzone, o que seria vinte vezes pior para o ouvido deles, o moreno com certeza passaria todos os dias se lamentando. Isso só iria trazer mais problemas.

  一 Que tal se você perguntar para ele? Conversa com ele pelo Kakao normalmente e pergunta como vai a vida amorosa dele ou algo do tipo 一 Kyungsoo propôs.

  一 É uma boa ideia, mas é melhor ligar, ele nunca foi muito fã de ficar conversando por mensagens, prefere falar — o Minseok disse e pegou seu celular na bolsa, já abrindo o aplicativo dos contatos para procurar o nome dele.

  一  Espera! — Chanyeol protestou, mas os amigos o mandaram calar a boca, era um favor que estavam fazendo tanto para ele quanto para eles, todos sairiam ganhando.

 Logo o número já estava chamando no telefone, e resolveram o colocar no alto falante, pois como bons curiosos que eram, queriam ouvir o que o baixinho lá iria dizer. Olharam de relance quando Baekhyun pegou o celular que estava tocando e sorriu ao ver o nome do velho amigo, logo atendendo.

  — Xiumin! Há quanto tempo, eu achei que você já tinha esquecido de mim... 一 ele disse, fazendo drama, uma coisa na qual se assemelhava ao Park.

 Ao ouvir a voz do menor, Chanyeol automaticamente sorriu. Então é assim que a voz dele soa ao telefone?, pensou.

  — Oi, Baek! Não esqueci de você, não, mas você também não ligou para mim, então estamos no mesmo barco — respondeu e ouviu o outro rir.

 Foi perguntando como estava a faculdade, se ainda mantinha contato com os outros meninos, até que resolveu chegar no assunto que todos estavam esperando.

  — Mas e aí, como vai a vida amorosa? Tá namorando? — ele perguntou, como quem não quer nada.

 Ao ouvir a pergunta, Chanyeol tremeu até a base, agarrou o braço de Sehun, que estava ao seu lado, e apertando para descontar o nervosismo que estava sentindo. E se o menor estivesse em um relacionamento? Ou ficando com alguém? Essas perguntas ficaram martelando na cabeça dele e fazendo seu coração apertar.

   — Tô não! Estou solteiríssimo.

 Na mesma, hora o Chanyeol afrouxou o aperto no braço do amigo e suspirou aliviado, isso até ouvir o resto.

   — Mas devo admitir que estou afim de alguém faz um tempinho. — ele disse meio tímido.

E o Chanyeol acabou ficando triste. Então era isso? O baixinho já tinha alguém de quem gostava?

   —  Oh, é mesmo? — o Minseok disse e olhou para os outros na mesa que logo lhe sussurravam para perguntar mais — Quem é o felizardo que roubou a sua atenção? É da sua faculdade?

    一 É sim! Ele é do curso de Designer.

 Na mesma hora todos olharam para o Chanyeol sorrindo e sussurrando “É você!”, mas o moreno não se deixou levar, não havia só ele no curso, poderia ser outra pessoa. Não queria ficar esperançoso e depois quebrar a cara.

  — Designer é? Ele deve ser alguém legal, normalmente as pessoas desse curso são — ele falou sorrindo e olhando para o Chanyeol, fazendo o mesmo sorrir também, mesmo que pequeno.

  — Eu não sei dizer ao certo, nunca cheguei a falar com ele. Mas sempre o vejo com os amigos andando pela faculdade e ele me parece ser alguém bem animado e legal. Quem sabe um dia eu não crie coragem e vá falar com ele?

  — Sim, você deveria fazer isso, vai que você tem alguma chance com ele? — ele falava ainda olhando para o maior, que tentava se segurar para não sorrir.

  — Acho que não rolaria, ele parece já estar com uma menina. o moreno disse com uma voz meio desanimada Eu os vejo sempre juntos.

 Todos se entreolharam confusos e o maior abaixou o olhar triste. Então, não era Chanyeol?

  — É mesmo? Que pena — o Minseok respondeu, triste pelos dois, mas achou que era melhor perguntar mais um pouco, sentia que ainda havia esperança — Você pode me dizer como ela é? Se não se importar, claro.

 O menor estranhou a pergunta mas relevou.

  — Posso sim, ela tem o cabelo castanho claro curtinho, acho que bate no queixo, e é um pouco menor que eu 一 ele disse pensativo. 一 E ,se não me engano, ela faz jornalismo.

 Automaticamente todos olharam para a Hyeri, e ela estava bem surpresa ao ouvir aquilo. Aquela era claramente ela. Ela andava muito com o Chanyeol pela faculdade. Isso só fez com que eles tivessem quase certeza de que era o Chanyeol. O Minseok sorriu e já sabia o que perguntar.

  — Certo... eles podem nem ser namorados ou algo do tipo, vai que são melhores amigos? 一 ele disse, olhando para todos que lhe deram um joinha com as mãos.

 O Chanyeol tentava ao máximo não se deixar levar por essa pequena esperança, mas estava cada vez mais difícil, o sorriso teimava em escapulir de seus lábios.

  — Hmm, pode ser, na verdade era o que eu queria né.

  — Então agora me fale um pouco desse menino, estou curioso. Ele é bonito?

  — Sim! Eu, particularmente, o acho bastante bonito. Lembro que reparei nele logo que o vi com uma blusa do Acampamento Meio Sangue. Deve ser uns dez centímetros mais alto que eu, e ele tem as orelhas mais bonitinhas que já vi! Algumas pessoas acham elas feias mas eu não, é o charme dele. Além das pernas em forma de alicates, são engraçadas mas acho fofo 一 falou bem animado.

 Todos já começaram a surtar de modo silencioso. Era o Chanyeol! Quem mais teria “orelhas charmosas e pernas em forma de alicate?”. Sehun e Hyeri, que estavam sentados ao lado do maior, começaram a balançar ele como se fosse um boneco. Mas o que eles não esperavam era que ele simplesmente se levantasse da cadeira e saísse andando em direção a mesa que o Baekhyun estava sentado. E eles não puderam fazer nada a não ser ficar felizes pelo amigo e torcer para que ele consiga, pelo menos, a amizade do Baekhyun.

 Ouvir o que o menor havia dito sobre si, o fez tomar uma coragem vinda do além para ir falar com ele, precisava! Quem mais no mundo iria achar as características mais toscas dele algo charmoso, ou pior, bonito, e ainda gostar de uma das sagas que ele mais amava?!

 Tomaram um susto ao ouvir Baekhyun falar ao telefone, ele ainda estava na linha!

  一 Ah, Min, por falar nele, ele apareceu aqui na lanchonete aonde estou, acho que tem algum amigo dele sentado por aqui.

 Eles seguraram o riso e olharam em sua direção, queriam ver a cara que ele ia fazer quando o Chanyeol fosse falar com ele.

  — É mesmo? Olha que sorte a sua.

  — Verdade.. Mas, tem algo estranho.

  — O que?

  —  Acho que ele está olhando pra mim. Não, não é possível 一 ele disse soltando um riso fraco, porém, logo ficou nervoso 一 Min... Ele está vindo na minha direção!

 O Minseok não conseguia responder, se falasse alguma coisa iria acabar rindo. Eles viram quando o maior ficou na frente da mesa do moreno e falou algo, os dois claramente estavam nervosos.

  一 Min, eu vou desligar, ele pediu para sentar comigo. É hoje que eu morro. 一 o Baekhyun disse baixinho e desligou.

 Foi só a ligação se dar por encerrada que todos na mesa desataram a rir. Ele era muito fofo! Claramente estava bem afim do grandão. E pensar que o Chanyeol passou esse tempo todo achando que o menor nunca iria dar bola para ele, quando, na verdade, ele estava com a bola toda.

  — Eer... desculpe ter pedido para sentar contigo, sendo que a gente nem se fala… é que não tinha outra mesa vaga — o maior falou a primeira coisa que veio a cabeça antes de sentar, após receber uma tímida confirmação do menor.

  — Não, tudo bem — Baekhyun falou com um pequeno sorriso no rosto, mesmo sabendo que o maior estava mentindo, haviam vários outros lugares vagos. Ambos ficaram em silêncio por alguns segundos até o menor tomar coragem e falar — Nós estudamos na mesma faculdade, não é mesmo?

  一 A-ah, sim, estudamos, sim — o maior estava realmente nervoso, não fazia a menor ideia do que falar com ele. Passou esses meses todos apenas o observando de longe, não estava preparado para falar com ele pessoalmente tão cedo. E antes que ele falasse a garçonete chegou com o pedido do menor, que consistia em uma porção grande de batatinhas e um milkshake de morango — Você também gosta de comer batatinha com milkshake?! Toda vez que eu peço meus amigos dizem que é uma combinação estranha.

  — Sério? Os meus também! — o menor disse rindo. — Para mim é uma das melhores combinações que existem. — ele falou com convicção e logo sorriu genuinamente.

 O coração do maior deu um pulo ao ver aquele sorriso retangular que tanto admirava bem diante dos seus olhos, e não conseguiu evitar sorrir junto. Chanyeol se apressou em pedir a mesma coisa para a garçonete, com a diferença do seu milkshake ser de flocos.

 Aos poucos foram perdendo a vergonha e conversando sobre as outras coisas que tinham em comum, como sagas, jogos, séries, bandas. Parecia até que já se conheciam. Logo o pedido do maior chegou.

  — O que você faz nas horas vagas? — Baekhyun perguntou, após terminar de mastigar a batatinha.

  — Eu vou jogar boliche, é uma das coisas que mais gosto de fazer — deu uma pausa para beber um pouco do seu milkshake e continuou. — Mas devo admitir que até um ano atrás eu era uma negação jogando, porém, acabei tomando gosto e agora já sou quase profissional. — afirmou, se gabando, fazendo o menor rir. Chanyeol já estava começando a amar o som da risada dele.

  — Eu ainda sou uma negação no boliche, já tentei, mas eu sou tão ruim que até meus amigos já desistiram de tentar me ensinar — confidenciou rindo.

  — Se você quiser eu posso te ensinar, sou um ótimo professor — ele propôs, mas depois pensou se isso não soaria precipitado demais e ficou receoso da resposta do menor.

  — Sério?! Você me ajudaria? — perguntou, animado.

Ao ouvir isso Chanyeol suspirou aliviado.

  — Claro que sim, e adoraria se você me fizesse companhia no boliche, os meus amigos já não aguentam mais ir jogar comigo. Mas sabe o motivo? 一 o menor riu e meneou a cabeça em negação — Isso é inveja por eu sempre ganhar as partidas!

  — Deve ser mesmo — o menor concordou rindo.

  — E você? O que faz nas horas vagas? — foi a vez do maior perguntar.

 Ele estava bastante feliz por estar conseguindo manter uma conversa com Baekhyun, — achava que ia estragar tudo com seu nervosismo e vergonha — mas o menor também tinha uma porcentagem de culpa nisso, estava sendo super simpático e legal com o moreno, mesmo estando tão nervoso quanto ele.

  — Bom, eu gosto bastante de ler, então sempre estou lendo algum livro quando tenho tempo. Mas também vou jogar um pouco de sinuca ou vou no karaokê, é bem divertido quando os meus amigos vão junto — disse sorrindo sem mostrar os dentes e voltou a tomar um pouco do seu milkshake, que já estava quase no final.

  — Eu também gosto de jogar sinuca, desde pequeno meu pai joga comigo e — a fala do maior foi cortada pelo som do seu celular, pediu licença para o menor e ao ver o nome na tela, já sabia o que viria.

  — Eu nunca vou conseguir conversar com ele, não vai sair uma palavra da minha boca — o Kris imitou a voz do amigo. — E adivinha só quem está conversando com o crush como se se conhecessem há anos? Sei não viu… — o moreno via claramente a imagem do seu amigo balançando a cabeça em negação.

  — Vai se lascar, Kris.

  — Olha só, nós já estamos indo embora, quando terminar o encontro com o baixinho aí vai para a casa do Sehun.

 Ele corou fortemente ao ouvir a palavra “encontro”

  — E não esqueçe de pedir o número dele! — ouviu a voz da Hyeri praticamente gritando.

  — Tá certo, tá certo 一 queria desligar o mais rápido possível.

  — Chanyeol! — dessa vez era o Minseok. — Aproveite esse tempo com ele, o Baek é uma ótima pessoa, espero que as coisas dêem certo para vocês. Boa sorte!

 O maior deu uma risada e olhou para o menor, que o olhava de volta com uma cara de confusão e divertimento, e acabou sorrindo.

  — Obrigado — ele agradeceu, e após receber a resposta do amigo, encerrou a chamada.

  — Eram seus amigos?

  — Sim, sim — afirmou bloqueando o celular e o deixando em cima da mesa. — Eles avisaram que estavam indo embora e me abandonaram aqui — dramatizou, fazendo o outro rir.

  — Mas você não foi abandonado! Está comigo, há melhor companhia? — indagou com um sorriso divertido no rosto.

 O maior só conseguiu rir e concordar, não havia melhor companhia.

 Passaram mais cerca de uma hora na lanchonete, até mais milkshakes tinham pedido. Parecia que o assunto não acabava entre os dois, e se martirizaram internamente por não terem tido coragem de falar com o outro mais cedo.

 Quando estavam pedindo a conta foi que o Chanyeol lembrou que não havia pedido o número do menor, se distraiu tanto conversando com ele que acabou esquecendo, porém ficou com vergonha de pedir, mas ele não podia perder aquela oportunidade!

  — Obrigado — o menor agradeceu a garçonete, após pagar sua conta.

  — Hmm... Baekhyun? — o chamou, meio tímido.

  — Sim?

  — Eu estava pensando, se, hm, você... você não poderia me passar o seu número. É que a gente se deu tão bem e tal, achei que ia ser legal se continuássemos a nos falar — ele falou sem olhar nos olhos do outro, por falta de coragem mas ao ouvir um risinho vindo dele acabou levantando olhar, tendo a visão dele sorrindo bonito para si. Ah, o coração não aguentava.

  — Acho que seria uma ótima ideia — tirou o celular do bolso, o destravando. — Eu adoraria continuar conversando com você, nós realmente nos demos bem, faz tempo que queria conhecer alguém que tenha gostos tão parecidos com os meus — respondeu tão tímido quanto o outro.

 Se Chanyeol não se segurasse o sorriso dele iria chegar até as orelhas, mas não pode segurar o suspiro de alívio. O crush queria continuar falando consigo!

 Trocaram os números e saíram do estabelecimento aos risos por uma piada que Baekhyun havia contado.

 O menor avisou que sua casa não era muito longe dali, então o mais alto logo se pronunciou em ir o acompanhando até lá.

 Enquanto iam andando um silêncio agradável se instalou entre os dois, Chanyeol estava relembrando das conversas dos dois, e de como o Baekhyun era ainda mais legal do que esperava, super engraçado, nunca deixava a conversa morrer.. tinha amado demais conhecer ele; sem que percebesse, um sorriso brotou em seu rosto, tinha certeza que ia acabar de apaixonar mais pelo menor.

 O que se passava na cabeça do Baekhyun não era muito diferente, estava extremamente feliz por ter, finalmente, conhecido o menino que roubava sua atenção pela faculdade desde a primeira vez que o viu. Se perguntava se teria alguma chance com ele, e foi aí que se lembrou daquela namorada dele, ou pelo menos era o que achava, será que seria invasivo demais perguntar se eles dois eram namorados mesmo? Ou, como o Minseok tinha dito mais cedo, eram apenas amigos?

 Mas achou que deveria saber, se ele já tivesse namorada deveria deixar essa ideia de lado, iria ser meio torturante ser só amigo dele, mas não haveria nada que pudesse fazer. Então criou coragem e resolveu perguntar.

  — Chanyeol? — o chamou, meio baixinho, mas alto o suficiente para o outro escutar.

  — Oi? — o maior foi tirado de seus pensamentos ao ouvir seu nome.

  — Posso te perguntar uma coisa? — perguntou, colocando as mãos entrelaçadas atrás das costas, mania que tinha quando estava nervoso.

  — Pode sim, fique à vontade — falou com um sorriso no rosto, olhando para o menor.

Ficou meio desconcertado ao ter o olhar do outro sobre si, mas respirou fundo, iria perguntar sem enrolar, se não a coragem fugiria.

  — Então.. você namora com aquela menina que faz o curso de Jornalismo? — perguntou num fôlego só.

 Na hora o Chanyeol parou de andar e arregalou os olhos.

 Era verdade! O menor achava que ele namorava a Hyerin, mas foi pego de surpresa, não achava que ele ia realmente o perguntar sobre isso.

  — A Hyerin? Não! — respondeu exasperado. — Nós somos melhores amigos, apenas isso.

Falou olhando nos olhos dele, para não deixar nenhum resquício de dúvidas sobre isso.

  — A-ah, é mesmo? É que eu sempre via vocês andando juntos pela faculdade, e acabei achando que vocês namoravam... desculpe por tomar conclusões precipitadas. — se ele dissesse que não ficou feliz com a resposta que teve, estaria mentindo terrivelmente mal.

  — Não tem problema, não. Nós realmente andamos bastante juntos, não lhe culpo por achar isso. — falou compreensivo.

 Antes que se dessem conta a haviam chegado na casa do menor.

  — Está entregue — o maior falou rindo, quando pararam em frente ao portão da casa. Fazendo o menor rir também.

 Chanyeol já estava começando a achar que o som da risada dele o som mais lindo do mundo.

  一 Obrigado por me acompanhar 一 agradeceu.

  一 Que nada... 一 respondeu meio tímido, recebendo um risinho do outro.

 Os dois ficaram sem saber para onde olhar, a timidez os bateu com força, sem saber como se despedir.

  一 Bom...

  一 Acho que...

 Falaram ao mesmo tempo, e acabaram rindo.

  一 Então... quando você chegar em casa me manda uma mensagem, só para eu saber que você chegou bem e tal 一 o menor falou, ainda com um sorrisinho no rosto.

  一 A-ah, claro, mando sim, com certeza 一 afirmou afobado, e ainda fazendo um “legalzinho” com a mão, sem que percebesse, arrancando mais risadas do menor.

 Se despediram dando um pequeno “tchauzinho” para o outro, mas o Chanyeol só começou a andar em direção a sua casa quando o outro entrou na sua.

 Assim que o menor fechou a porta o maior mordeu a sua mão para não gritar ali mesmo, estava muito feliz! Ainda não acreditava que havia mesmo conversando com seu crush! E foi tão legal!

 Enquanto caminhava quase saltitando sentiu seu celular vibrar no bolso, era dos seus amigos perguntando se já havia terminado o seu “encontro” com o menor, fazendo o maior corar ao ler aquilo.

Foi aí que lembrou que tinham pedido para ele ir para a casa do Sehun quando acabasse, então mudou sua rota.


                                                             ~*~


 Assim que chegou na casa do amigo foi recebido com um sorrisinho sugestivo da Sra. Oh 一 ela era quase uma segunda mãe para ele, então sempre acabava sabendo das coisas 一, o fazendo corar fortemente.

  — Me disseram que você estava em um encontro com aquele tal menino que vocês chamam de “crush” 一 falou com um sorrisinho sugestivo, após o deixar entrar.

  — Não foi um encontro, não! Eles é que ficam dizendo isso, aish — protestou, bufando. 一 na verdade ele já estava lá, algumas coisas aconteceram e eu acabei indo sentar com ele..

  — Se você está dizendo... — disse rindo. — Mas foi legal?

  — Foi sim! — respondeu animado. — Tia, a senhora não sabe o quão legal e divertido ele é! Eu já sabia que ele era assim, mas ao falar pessoalmente tive certeza, e descobri que temos várias coisas em comum!

  — Oh, meu deus — ela falou alegre, apertando as bochechas do maior com as palmas das mãos. — Você está tão apaixonadinho por ele, meu menino.

 Ele acabou corando, mas não tinha como negar o que ela havia dito, então apenas meneou a cabeça positivamente, fazendo o sorriso dela ficar ainda maior.

Ela ainda ia falar mais alguma coisa, mas foi impedida por várias vozes ao mesmo tempo, e bem altas, vale ressaltar. Todos vieram correndo ao encontro dos dois na sala.

  — ELE CHEGOU! — a voz do Sehun foi a primeira a ser ouvida.

  — FINALMENTE!

  — IAI, COMO FOI?

  — PEGOU O NÚMERO DELE?

  — CALEM A BOCA — eram raras as vezes em que a dona da casa precisava levantar a voz, mas quando o fazia, todos se calavam. — Nossa Senhora, deixem de ser escandalosos. Como eu sei que vocês vão ser mais ainda quando o Chan começar a falar do encontro dele, vão todos para o quarto do Sehun, não quero gritaria na minha sala.

 Ao terminar de falar ela enxotou todos para o quarto, ignorando o Chanyeol dizendo várias vezes que não tinha sido um encontro.

 Assim que ele chegaram no quarto a chuva de perguntas voltou, e com força. A cada detalhe que ele contava entusiasmado fazia todos darem uma pequena fangirlizada e dizer o quanto eles foram feitos um para o outro, fazendo o Chanyeol ficar envergonhado mas ao mesmo tempo feliz por todos quererem tanto que eles ficassem juntos.

  — AH! — o maior praticamente gritou ao se lembrar. — Eu esqueci de mandar uma mensagem para ele! Eu sei que era para mandar quando eu chegasse na minha casa, mas acho que devo mandar, não é? Vai que ele pensa que eu fui sequestrado no meio do caminho..

  — Você ainda pergunta?! Pode ir pegar seu telefone e mandar uma mensagem agora! — a Hyeri foi a primeira a se pronunciar.

  — Ok, ok — o maior pegou o seu celular e abriu no kakao, mas na hora que viu o contato dele lá travou... O que ele falaria?

 — Só diz que você chegou bem, não era isso que você ia falar desde o início? — Kyungsoo se pronunciou quando percebeu a cara que o maior fazia.

  — Era sim... Ok — respirou fundo e clicou no contato dele, quando viu que o menor estava online ficou feliz.

   Eu : Olá Baekhyun, me desculpe a demora para te mandar a mensagem

      É que na verdade eu acabei não indo para casa, vim para a casa de um dos meus amigos

       Mas cheguei são e salvo, não se preocupe, hahah


 Bloqueou o celular e antes que ele pudesse choramingar com os amigos do quanto tinha achado a sua mensagem idiota o telefone vibrou, avisando que uma mensagem havia sido recebida. A resposta.


  Baekhyun : Não tem problema não kkk

                   Mas da próxima vez vê se não esquece, vai que você é sequestrado no meio do caminho ??


 A gargalhada que Chanyeol deu não pode ser evitada.


 Eu : É verdade, e eu não quero te deixar preocupado, não é mesmo?

        Não vou esquecer

Baekhyun: É bom mesmo u.u

                  E sim, deixa eu te mandar a foto da minha coleção de figures que eu te falei

                 [visualizar imagem]

 Na conversa dos dois na lanchonete o menor havia dito que tinha uma coleção de figures actions de todos os personagens do jogo preferido dos dois, vulgo LOL, informação que deixou o maior com uma leve inveja, e só piorou quando viu a foto da estante dele: bonita e organizada com todos os personagens do jogo.

 Eu : Se a sua intenção era me deixar com inveja, parabéns, você se saiu muito bem

        E temos que marcar mesmo essa partida, você se gabou tanto de suas habilidades,

        preciso ver isso com meus próprios olhos

  Baekhyun : HAHAHAHAH te fazer inveja? que nada

                   ok, talvez um pouco

                   Vamos marcar, sim, e espere só para ver, tenho certeza que você

                    nunca encontrou um jogador tão bom quanto eu

 A partir daí os dois engataram em uma conversa que parecia não ter fim, de partidas de LOL foram para os episódios da série que estavam vendo atualmente, reclamaram do quanto estavam indo mal nas matérias de seus cursos... E sem que Chanyeol percebesse, durante todo o tempo que trocava mensagens com ele, o sorriso não saía de seu rosto, mas seus amigos sim; eles ficaram quietos, apenas observando o quão feliz o amigo estava e ficaram realmente felizes por ele, torciam para que desse tudo certo para os dois.



                                                                                           Sábado, 15 de Abril de 2015



 Durante os dias que se passaram eles continuaram as trocar mensagens, às vezes conseguiam trocar algumas palavras na faculdade, mas a timidez nesses momentos se fazia bem presente nos dois, parecia até que não se falavam pelo celular várias horas por dia.

Já era quase a hora do almoço e no momento eles estavam jogando um jogo de mmorpg e se falando pelo Skype, para se comunicarem melhor durante o jogo; depois que jogaram LOL juntos, no dia anterior, e o menor mostrando que não se gabava a toa, decidiram jogar outros jogos juntos, eles formavam um bom time.

  一 Não acredito que você me deixou morrer! 一 indignado, o menor praticamente gritava do outro lado do fone.

  一 Foi mal, Baek! Mas ou era você ou nós íamos ter que começar a missão do zero, e já faz meia hora que estamos tentando matar esse chefe.

 Chanyeol ouviu o menor bufar do outro lado, sabia que ele não gostava que de ser deixado para morrer

  一 Eu já disse que foi mal, não fica bravo..

  一 Eu não ‘to bravo..

  一 Está sim 一 retrucou com divertimento, ele podia claramente ver o outro com um bico nos lábios.

  一 Não estou! 一 falou com força, fazendo o melhor rir soprado.

  一 Se você está dizendo... 一 falou numa falsa inocência, levantando os braço em rendição, mesmo o outro não podendo ver, rindo soprado.

 Depois da pequena discussão terminaram a missão que estavam fazendo, e ambos suspiram em alívio, havia sido difícil mas conseguiram.

  一 Finalmente! 一 Chanyeol jogou o seu corpo na cadeira.

  一 Não aguentava mais matar mobs, sério.

  一 Digo o mesmo, mas e agora, o que vamos fazer?

  一 Hmm, não sei.. Mas devo admitir que estou com vontade de sair de casa, irmos para algum lugar, sei lá, o que você acha?


Opa, calma.


 O crush estava sugerindo que eles dois saíssem juntos? Só os dois?

 Chanyeol travou na cadeira, ele não estava nada preparado para ficar sozinho com ele, até na hora de falar com ele na faculdade ficava para morrer do coração.

 Mas ele não poderia continuar assim para sempre, não é mesmo?

 Essa era a oportunidade para já começar a dar um jeito nisso, tinha que aproveitar.

  一 Acho uma boa 一 comemorou internamente por não ter gaguejado. 一 Você tem algum lugar em mente?

  一 Na verdade, não 一 riu envergonhado.

  一  Certo, então deixa eu pensar 一 colocou a mão no queixo e começou a pensar em algum lugar que eles poderiam ir, até que lhe surgiu uma ideia. 一 Que tal se fossemos para o cinema? Tem um filme de terror que eu queria ver, apesar de morrer de medo de filmes de terror sempre acabo vendo.

  一 Você também?! 一 perguntou surpreso. 一 Eu também morro de medo de ver filmes de terror, mas, por algum motivo assisto com certa frequência 一 riu. 一 Acho que somos masoquistas, Chanyeol.

   一 Acho que somos mesmo 一 o acompanhou na risada. 一 Então...

  一 Então que eu acho uma ótima ideia, faz tempo que não vou ao cinema, qual o horário que tem para vermos ele?

  一 Vou ver aqui, mas acho que deve ser perto das 15h 一 pegou o celular em cima da escrivania para procurar os horários das sessões de hoje no cinema do shopping. 一 Achei, tem de 14:30h, está bom?

  一 Tá sim, eu aproveito e vou antes para almoçar lá no shopping, como meus pais não estão em casa não tem almoço, e eu sou um desastre na cozinha.


O maior 


  一 Só consigo imaginar você fritando um ovo e quase botando fogo na cozinha inteira.

  一 Ei! Não é para tanto, ok? 一 disse indignado. 一 Eu até consigo fazer umas panquecas legais.

  一 Não tão queimadas, você quer dizer..

  一 Chanyeol!

Depois de descobrir o quanto era engraçado provocar o mais velho 一 por apenas alguns meses, vale ressaltar 一 ele não perdia nenhuma oportunidade.

一 Desculpe, desculpe 一 pediu, depois de se recuperar do riso. 一 Você quer que eu vá também? Para não almoçar sozinho.

Hmm, pode ser, aí nós aproveitamos para já comprar os ingressos e pegarmos um lugar legal para sentar, além de comprar os doces né, eu não consigo assistir filme sem.

一 Pronto, então está combinado.

一 Está sim, vou tomar banho e me trocar, quando eu estiver saindo te aviso.

一 Ok.

  Se despediram, saindo do jogo e encerrando a chamada.

  Cada um estava em sua casa, porém sentiam a mesma coisa: nervosismo e animação, estavam nervosos por ser apenas os dois, sozinhos, mas também animados para se ver. Esperavam que desse tudo certo.


                                                                   ~*~


 Chanyeol estava terminando de colocar a blusa quando o seu celular vibrou, de imediato achou que era o mais velho, então correu para pegá-lo em cima da cama, mas quando viu que não era acabou ficando um pouco desapontado, tinha que admitir, era do grupo que tinha com seus amigos.

  Hyeri : Galeraaaa

  Kris : Oi

  Sehun : O que foi?

  Hyeri : Eu estou num tédio terrível aqui, vamos fazer alguma coisa?

  Kris : Também estou, topo qualquer coisa.

   Soo : Que tal irmos ao boliche?

           Faz tempo que não vamos lá

   Sehun : Vamos!

   Hyeri : Boa Kyung!

   Eu : Quando eu peço para nós irmos vocês não querem, né

           Suas pestes, odeio vocês

          Mas hoje não vai dar, eu vou sair com o Baek agora, bye

  Bloqueou o celular e o jogou de volta na cama, sabia que ia se arrepender de ter dado aquela informação, iria ser interrogado depois, tinha certeza.

  Seu celular começou a vibrar várias vezes seguidas mas nem se mexeu para pega-lo, de repente ele começou a tocar, avisando que estava recebendo uma ligação, até pensou em não atender, por achar que era algum dos meninos, mas quando olhou de relance e viu o nome no visor, quase voou para pegá-lo.

   一 A-alô? Baek? O que houve?

   一  Eu te mandei mensagens mas você não viu, achei que poderia ter esquecido ele no silencioso. Eu queria avisar que já estou pronto e vou sair agora, você vai como para lá? De ônibus?

   一 Ah! Não, não esqueci não, o motivo foi outro 一 riu ao se lembrar de como o grupo deveria estar lotado de mensagens. 一 E sim, vou de ônibus, porque?

   一 Entendo… É que eu estou de carro, queria saber se você não queria carona.

 Ele não era nem louco de recusar uma coisa daquelas, jamais iria perder a oportunidade de ver o mais velho dirigindo.

   一 E quem nega carona?

  Ouviu o outro rir do outro lado da linha.

   一Verdade, então eu vou sair agora, espero que já esteja pronto. Me diz o teu endereço.

   一 Já estou sim, anota aí.

  Após o maior dar o seu endereço, de forma mais detalhada possível, se despediram.

  Pelo que o outro havia dito, não iria demorar mais de 10 minutos para chegar, então ele se apressou para pegar a carteira, chaves de casa e passar o perfume.

  Depois de pronto foi para a sala, para esperar o outro chegar.

   一 Olha só como o meu menino está bonito 一 a Sra. Park elogiou o filho assim que ele pareceu.

   一 Não está muito arrumado? 一 perguntou, dando uma volta.

  Sua roupa consistia em calça jeans clara um pouco rasgada, um casaco preto escrito “London”, uma jaqueta preta por cima e um óculos de armação redonda , normalmente ele usa lentes para cuidar da sua pequena miopia, mas achou que poderia ficar legal ir de óculos.

   一 Não está, não, está ótimo 一 a mais velha sorriu e fez um legalzinho com a mão, aprovando o look do filho.

Passaram alguns minutos conversando até o menor ligar avisando que já estava na frente da casa de Chanyeol.

   一 Ele já está aqui, mãe 一 avisou, bloqueando o celular e se levantando do sofá. 一 Já vou.

   一 Certo, se divirtam bastante lá. 一 se despediu do filho, recebendo um beijo no topo da cabeça.

  O maior foi em direção a porta, colocou os sapatos e saiu.

  Assim que colocou os olhos de frente de casa viu o carro do mais velho estacionado, era um carro bem bonito, diga-se de passagem; foi até o ele, abrindo a porta e entrando de forma bem travada.

   一  Olá, Chanyeol.

   一  Olá, Baek.

Se comprimentaram de forma tímida, os fazendo rir.

   — Você está bem bonito — o menor comentou como não quer nada, fazendo o maior corar.

  —  Obrigado, você também, vermelho cai bem em você — comentou meio envergonhado.

  Ele estava vestindo um moletom vermelho da supreme, um boné de aba reta preto, uma calça preta rasgada e tênis.

  O outro foi pego de surpresa, ficando corado também.

   一 Obrigado 一 agradeceu tentando não sorrir, e falhando. 一 Me conta um resumo do filme que vamos ver 一 pediu, começando a andar com o carro.

  O caminho até o shopping foi feito de forma, inesperadamente, animada, depois de que Chanyeol contou sobre o filme começaram a contar alguns micos que já passaram na vida, o que fazia as risadas serem constantes.



                                                                    ~*~



  Após almoçarem foram comprar os ingressos, e agora estavam comprando besteiras para comer durante o filme.

   一 Tem certeza que você não tem diabetes? 一 o maior brincou, vendo a quantidade de doces que o mais velho pegou.

   一 Haha, muito engraçado 一 falou ironicamente. 一 Eu gosto muito de doce, ok?

   一 Percebi... 一 riu soprado.

  Pagaram pela comida e foram para o cinema, ainda faltavam 15 min para começar o filme, mas como não tinham mais nada para fazer essa era a única opção.

Entraram na sala, indo para seus assentos, bem no meio.

   一 Chanyeol.

   一 Oi.

   一 Vamos fazer uma aposta?

  一  Que tipo de aposta? 一 perguntou interessado, se virando para olhar pra o mais velho.

  Porém se arrependeu da sua ação, ele estava mais perto do que esperava, seu coração quase saiu do peito.

  Ele era injustamente bonito.

   一 Quem levar mais sustos paga um milkshake para o outro.

   一 Fechado, já pode ir separando o seu dinheiro para comprar um de flocos para mim.

   一 É o que veremos.

  Conversaram mais um pouco até as luzes se apagarem e os trailers dos filmes começarem a passar; quando o de Star Wars: O Despertar da Força passou eles deram uns ataques de fanboys que eram, praticamente gritando dizendo o quanto queriam assistir.

  Quando os trailers terminaram e começou o filme eles se sentaram melhor em suas cadeiras, se preparando psicologicamente para não levarem tantos sustos, o que não deu muito certo, pois logo na primeira cena a personagem principal começa gritando e eles acabam gritando junto de susto.

  Eles se olharam e riram soprado, pelo visto a disputa seria acirrada, os dois eram muito medrosos.


                                                                    ~*~



   一 Foi empate sim! 一 o maior insistia.

   一 Nada disso, nem vem.

   一 Eu vi você pular de susto quando a menina apareceu debaixo da cama 一 acusou, o menor ainda abriu a boca para negar mas o outro não deixou 一 Eu vi, nem adianta, apenas admitia que foi empate.

  O mais velho apenas bufou e nada disse, ele sabia que tinha levado um susto naquela cena do filme, mas, por ter tentado disfarçar da melhor maneira possível, achou que o outro não tinha percebido.

   一 Você jurava que eu não tinha visto, não foi? 一 cutucou o outro, brincalhão, se segurando para não rir da cara do menor. 一 Ingênuo demais, eu vejo tudo.

  O menor acabou rindo do mais novo.

   一 Tá certo, Chanyeol que tudo vê 一 brincou, fazendo alguns gestos com as mãos. 一Agora vamos, acho que só tem nós dois aqui dentro.

   一 Verdade 一 respondeu se levantando, e o outro o acompanhou.

  Seguiram para fora da sala de cinema.

  Por mais que nenhum dos dois tenha ganhado, a vontade de tomar milkshake estava presente, então foram para a praça de alimentação.

   一 Você gosta bastante do de morango, né? 一 indagou o maior, quando o mais velho recebeu o seu milkshake to atendente.

  一  Sim! Na verdade gosto de quase tudo de morango 一 confidenciou, rindo, começando a andar. 一 Às vezes acho que isso é influência da minha mãe, como ela também gosta bastante dessa fruta, sempre fez várias comidas com ela, principalmente torta. Nossa, a torta dela é a melhor que existe! 一 exclamou, animado. 一 Um dia você tem que provar a torta de morango dela, sério 一 falou com empolgação, se virando para olhar para o mais novo com um sorriso no rosto.

  Ah! Cada vez que ele sorri eu sinto como se tivesse zerado a vida, e ainda mais quando ele é direcionado a minha pessoa.

   一 Seria uma honra provar a torta dela, e do jeito que você está falando, ela parece ser boa mesmo.

   一 E é!

  Ficaram andando pelo shopping enquanto o menor falava, com brilho nos olhos, de todas as receitas que a sua mãe fazia, e sempre dizendo que o maior deveria provar cada uma delas, e ele com certeza faria com todo o prazer.

  Quando deu perto das 18h decidiram voltar para casa, então foram para o estacionamento, pegar o carro do mais velho.

  A volta foi feita entre risadas e letras das músicas de Panic! at Disco cantadas aos berros; ao descobrirem que ambos adoravam a banda Chanyeol fez questão de conectar o celular dele ao som e fazer a voz Brendon Urie ecoar pelo carro.

   一 Stop there and let me correct it 一 o menor cantava (gritava), gesticulando com a mão, olhando para o maior, aproveitando que o sinal estava vermelho.一 I wanna live a life from a new perspective

   一 You come along because I love your face, And I'll admire your expensive taste 一 o maior o imitava, cantando tão alto e animadamente quanto.

  Quem via de fora achava que eram dois loucos, mas para eles, presos no mundo deles, aquilo era a personificação da felicidade.

  O mais velho ainda tentou tardar a chegada a casa do maior, dirigindo um pouco mais devagar do que fazia normalmente, ele realmente estava se divertindo com o outro, mas tudo que é bom tem fim, e agora eles estavam parados em frente à modesta casa, se recuperando do ataque de risos que tiveram após o menor desafinar do jeito mais cômico possível.

   一 Ai, ai, minha barriga dói 一 o maior choramingava, pressionando a barriga com os braços, e fazendo uma careta.

   一 N-nunca achei que eu poderia desafinar daquele jeito 一 falou com dificuldade, a cabeça estava apoiada no volante, tentando recuperar o fôlego.

  Dois minutos se passaram para eles conseguirem voltarem ao estado normal.

   一 Hoje foi muito legal, nossa, fazia um tempo que eu não saia e me divertia assim, os meus amigos estão muito ocupados para sair comigo atualmente 一 contou, com um bico nos lábios. 一 Obrigado por ter aceitado sair comigo hoje, Chanyeol.

  一 Sim, foi muito divertido, eu é que agradeço por ter me chamado para sair 一 agradeceu, sorrindo sincero, olhando para o menor, que se virou para devolver o olhar, assim como o sorriso. 一 Sempre que tiver vontade de sair pode me chamar, e eu farei o mesmo, posso?

   一 Que pergunta é essa? É claro que sim! 一 respondeu sorrindo ainda mais largo.

  Se despediram e o maior seguiu para dentro de casa, só não foi saltitando pois pagaria mico, mas estava tão feliz que quase o fez.

 Quando entrou encontrou os pais na sala, assistindo tv, sentou com eles e, por insistência dos dois, contou como foi o dia, ficaram muito felizes pelo filho estar gostando de uma pessoa tão legal, e até disseram que o trouxesse um dia para que pudessem conhecê-lo.

  Assim que chegou no quarto se jogou na cama sorrindo feito um idiota, a sua felicidade era quase palpável.

  Ele realmente torcia para que eles saíssem juntos mais vezes.


                                                                                         Sexta, 21 de Abril de 2015


  Depois da primeira saída dos dois eles já não tinham mais vergonha de se falarem pessoalmente na faculdade, Chanyeol até convidou o mais velho a se sentar junto com ele e seus amigos na hora do intervalo. No começo o menor ficou desconcertado por estar sentado junto dos amigos dele, mas, com o tempo, acabou gostando deles, eram pessoas muito legais, às vezes até saíam todos juntos, mas o menor devia admitir que o melhor era quando saiam apenas os dois.

  O maior não havia esquecido da “promessa” que fez com o mais velho da primeira vez que se falaram, na lanchonete, ensinaria ele a jogar boliche. O menor ficou super feliz e animado quando Chanyeol disse que realmente iria ensiná-lo a jogar, então marcaram de irem ao boliche que o maior frequentava bastante, naquela noite de sexta.

   一 Wow, esse lugar é lindo, e bem maior do que o Jongin nos levava 一 Baekhyun comentou, enquanto amarrava o cadarço do sapato.

   一 Jongin?

   一 Sim, acho que eu te apresentei, ele é alto e moreno.

   一 Alto e moreno... Mas, esse não era o Kai? 一 o maior perguntou visivelmente confuso, tinha certeza que ele havia lhe apresentado uma pessoa com essas características chamado Kai.

   一 Kai é como nós o chamamos, mas o nome dele mesmo é Jongin 一 respondeu, rindo da confusão do maior.

   一 Ah, está explicado 一 riu, terminando de calçar o seu sapato e se levantando. 一 Bom, agora vamos ao que interessa.

   一 Vamos lá! 一 o menor se levantou animado. 一 Estou contando com você, Professor Chanyeol.

   一 Pois pode ficar tranquilo, você vai sair daqui tão bom quanto eu 一 disse com uma certeza invejável, e ainda fazendo pose, com a mão na cintura, arrancando um riso alto do menor.

   一 Tenho certeza que sim.

  O maior sabia que o outro não era bom jogando boliche, mas não achou que ele jogaria tão mal assim; seu coração quase parava quando ele praticamente arremessava a bola contra a pista ou a soltava de uma altura muito alta. Não sabia como ainda não havia um buraco ali.

  Após Chanyeol o ensinar com a calma que ele não sabia que tinha, o mais velho conseguiu parar quase assassinar a pista.

   一 EU FIZ UM STRIKE! 一 ele praticamente gritou, correndo até o mais novo e fazendo um high five com ele. 一 Nunca achei que ia conseguir fazer um.

   一 Viu? Eu disse que era um ótimo professor.

   一 E não é que é mesmo?

  Os dois caíram na risada, o mais velho sentou no banco, deixando o mais novo jogar.

Baekhyun achava bonita a forma que Chanyeol jogava, realmente parecia um profissional; não se segurou e tirou o celular para filmar quando ele foi jogar a segunda bola, quando o maior se virou e viu que ele estava filmando fez uma pose, arrancando uma risada do outro.


                                                         ~*~


  Após a hora que eles tinham na pista foram para a lanchonete que havia ali dentro.

   一 Será que aqui eles vendem milkshake? 一 o moreno perguntou, olhando o cardápio.

   一 Eu já desconfiava, mas agora tenho certeza, você é viciado em milkshake!

  O comentário dele fez o Baekhyun rir, mas rir com vontade.

  一 Posso perceber aqui que você é uma pessoa bastante observadora, Chanyeol 一 brincou, recebendo uma língua como resposta.

  Ambos pediram milkshakes grandes e a maior quantidade de batata frita que havia ali, pedir essas duas coisas quando lanchavam juntos já estava virando algo normal.

  Com os pedidos em mãos sentaram em uma das mesinhas redondas.

   一 Balek 一 chamou o outro com a boca cheia de fritas.

   一 Não fala de boca cheia, criatura.

   一 Foi mal 一 respondeu, depois de mastigar.

   一 Ok, ok.

   一 Você já pintou o cabelo antes, certo?

   一 Sim, várias vezes, na verdade 一 riu, dando um gole na bebida. 一 Porque?

   一 É que... 一 começou meio tímido. 一 É que eu estava pensando em pintar o meu, mas estou com medo de que fique feio 一 confidenciou.

   一 Sério que você quer pintar?! 一 perguntou animado. 一 Tem tantas cores que ficariam boas em você! Duvido que você fique feio.

   一 Você acha mesmo??

   一 É claro que sim! 一 afirmou. 一 Até porque você ficar feio é meio impossível 一 disse baixinho.

   一 O que?

   一 Nada, nada 一 respondeu envergonhado. 一 Você tem alguma cor em mente?

  一 Na verdade não… 一 respondeu pensativo; depois de alguns segundos ele abaixou o olhar para o milkshake, mexendo no canudo, o menor jurou ver as bochechas dele coradinhas. 一 Mas você acha mesmo que eu vou ficar legal com o cabelo pintado?

  O mais velho riu baixinho, ele podia ver que o outro queria muito pintar, porém estava inseguro, só precisava de incentivo.

  一 Tenho certeza absoluta 一 afirmou, com o peito estufado. 一 Vou pesquisar aqui algumas cores que eu acho que ficariam muito boas, aí você me diz o que acha.

  Recebeu um sorrisinho e um aceno positivo como resposta, então tratou de pegar o celular e procurar algumas imagens.

  O maior se aproximou para poder ver melhor a tela do celular, acabando por ficar ao lado do outro. Se ele estava nervoso por estar tão pertinho dele? É claro que sim, mas estava adorando.

   一 Você tem preferência por cores mais normais, como preto ou loiro?

  一 Hmm 一 pensou por alguns segundos.一 Devo admitir que estava afim de alguma diferente...

   一 Alguma colorida? 一 indagou.

   一 Sim, mas não sei se ficaria estranho em mim.

   一 Não vai não, confie em mim, até já sei quais procurar.

  O mais velho realmente ficou empolgado, acabando por contagiar o maior e fazendo a vontade de pintar o cabelo aumentar mais, principalmente quando o outro dizia “essa cor ficaria muito legal em você!”.

  Não estava conseguindo lidar com os elogios e incentivos que ele estava lhe dando.

  Entre uma cor e outra o menor percebeu um brilho diferente do mais novo para uma, então não houve dúvidas. Seria aquela.

   一 O que acha de irmos ao salão que eu vou amanhã? A pessoa que normalmente pinta o meu cabelo é muito boa, ela pode dizer com mais propriedade como vai ficar e tal, eu sei que parece precipitado já ir amanhã, mas se demorarmos demais é capaz de você desistir de novo 一 comentou com humor.

   一 É verdade, não duvido que isso aconteça 一 disse risonho.一 Em que horário podemos ir? 一 perguntou dando um gole do restinho do milkshake.

   一 Hmm, normalmente eu vou logo de manhã, perto das nove horas, não tem muita gente a essa hora.

   一 Nove horas está ótimo 一 afirmou, fazendo um legalzinho com a mão.

  一 Você pode ir lá para casa, e de lá nós vamos juntos para o salão, é bem perto 一 sugeriu.

   一 É uma boa ideia 一 o maior tentou não parecer nervoso com a ideia de ir para a casa dele.

  一 Pronto, então você aparece por lá perto das oito e meia. Agora vamos terminar de comer essas batatinhas que elas não vão desaparecer do prato sozinhas.


                                                           ~*~


  一 Cheguei! 一 o maior anunciou, assim que fechou a porta de casa.

 Tirou os sapatos, os deixando na entrada.

  一 Iai, como foi o encontro com o meu futuro cunhado? 一 Yoora, a irmã mais velha do maior, perguntou assim que viu o irmão entrando na sala.

  一 Não foi um- Aish 一 ele corou até as orelhas com a pergunta dela. 一 Já não basta os meninos me encherem o saco com isso, você também?

  一 Realmente, não foi um encontro, você não teria coragem o suficiente para chamá-lo para um 一 zoou o irmão.

  一 Yah! Quem disse que eu não conseguiria? 一 perguntou, indignado.

  一 Olhe na minha cara e diga que conseguiria chegar no Baekhyun e falar “Baek, que tal sairmos num encontro?” 一 o desafiou, com os braços cruzados e um sorriso maléfico nos lábios.

  O maior a olhou com uma cara incrédula e seu rosto quase virou um tomate, aquela foi a deixa para Yoora cair na risada.

   一 Viu?!

   一 Yoora! Deixe o seu irmão 一 repreendeu a mãe, mesmo segurando o riso, era fofo e engraçado ver o seu caçula envergonhado assim. 一 Mas me conte como foi lá 一 pediu, chamando ele para sentar no sofá.

  E é claro que Yoora não ia ficar de fora, correu para sentar junto dos dois.

  Ele contou entre animação e risos, falou o quanto o menor era ruim jogando, contou que demorou um pouco mas ele conseguiu aprender a jogar mais decentemente e até fez um strike.

   一 Ah! E eu decidi a cor que vou pintar meu cabelo, o Baek me ajudou.

   一  Você vai finalmente pintar essa cabeleira?! 一 Yoora perguntou quase se levantando do sofá. 一 Já faz séculos que eu e os seus amigos tentamos fazer você criar coragem para pintar, já que, mesmo querendo, você faz um drama enorme 一 balançou a cabeça em negação. 一 Aposto que isso foi o efeito de alguma coisa que o Baekhyun disse!

  Corou com o que a irmã havia dito, resolver não falar nada pois sabia que só iria piorar as coisas.

   一 Sério? Que bom meu filho, qual vai ser a cor?

   一 Surpresa 一 falou com um ar misterioso. 一 Amanhã eu vou para a casa dele e de lá vamos para o salão, ele disse que era perto de sua casa.

   一 Olha só! Até para a casa dele você vai! Aproveita e já faz amizade com a sogrinha 一 brincou, piscando para o irmão.

  Ele sabia que iria ter que aguentar sua irmã falando essas coisas até o outro dia, então apenas suspirou.

Haja paciência.


June 6, 2018, 5:34 p.m. 2 Report Embed 2
Read next chapter Que te vi

Comment something

Post!
rafaela rafaela
AAAAAAA QUE PLOT LINDO E FOFO. Tô ansiosa para os próximos capítulos. <3
June 6, 2018, 2:43 p.m.

  • Lari Lari
    AAAAAAAAAA FICO FELIZ QUE TENHA GOSTADO <333 amanhã mesmo vou postar o próximo e último, espero que goste <33 muito obrigada por comentar, minha flor June 6, 2018, 5:53 p.m.
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 1 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!