Meu querido, Tweek Tweak Follow story

brightshade Jammes Messias

Craig Tucker era apenas um ladrão de Kupa Keep, não tinha absolutamente nada material, apenas sua irmã pequena, Ruby, e sua honra. Se é que um ladrão pode ter honra. O moreno saqueava apenas para criar sua irmã, afinal, eram apenas dois irmãos órfãos, ele precisava cuidar da garotinha de algum jeito. Em uma certa noite, durante um de seus furtos, ele foi pego por guardas do castelo, mas quando chegou ao salão principal, o rei lhe falou algo surpreendente. - Tucker, tenho um trabalho para você.


Fanfiction For over 18 only.

#Tricia-Tucker #Ike-broflovski #Wendy-Testaburguer #Eric-Cartman[ #Kenny-McCormick #tyde #the-stick-of-truth #twaig #creek #candy #bunny #kyle-broflovski #stan-marsh #bebe-stevens #craig-tucker #tweek-tweak #South-park #Butters-Stoch #yaoi #medieval
7
5.6k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo 1

Kupa Keep...Ah, que belo reino!Era encantador viver num reino com magia, elfos, fadas...Pelo menos para alguns.

Para os irmãos Tucker, aquilo era um verdadeiro inferno.

Órfãos, bastardos, sozinhos num reino em guerra.

Ruby brincava com as pequenas farpas da janela velha, enquanto seu irmão procurava algo para lhe dar de comer.


- Ruby, venha aqui. - chamou o moreno, colocando uma tigela lascada na mesa. - Eu sei que já está enjoada de comer essa coisa, mas é tudo que temos...Prometo que tentarei conseguir algo melhor essa noite. - a pequena se sentou na mesa, olhando a papa com certo nojo.


- Você não pode sair roubando, Craig...Sabe que é errado. - a garota o olhou séria. - Nossos pais não gostariam diss-


- Nossos pais não estão mais aqui, Ruby. - o moreno falou sério, a empurrando a tijela - Coma, você precisa comer.


- E você?Não vai comer?


- Você sabe que a prioridade é você. Coma logo, vou te levar a senhora Black hoje. - a garotinha assentiu, começando a comer.


- Vai sair com Token hoje? - perguntou com a boca cheia, tentando engolir aquilo sem fazer uma careta.


- Não. Token está ocupado na oficina, vou resolver algumas coisas.


- Volte cedo para casa...Não quero ficar sozinha...Tenho apenas você, Craig... - o garoto assentiu e mandou mais uma vez a garota terminar de comer.


-------------------------------------


- Ele disse o que ?! - rugiu o rei, andando de um lado para o outro no salão do castelo, assustando o mensageiro.


- O-O rei Kyle, do reino dos Elfos, lhe informa que agora está com o cajado da verdade... - o mensageiro repetiu, sentindo seu estômago se revirando.


- Aquela puta judia! - bateu com seu punho no pilar do enorme salão, causando um estrondo que trouxe a bela princesa ao local.


- Aconteceu algo, majestade ? - a princesa estava com seus cabelos loiros soltos, pela primeira vez não tinha aquela máscara ridícula cobrindo seus lábios.


- Ah...Me perdoe senhorita McCormick, apenas recebi uma notícia ruim... - o gordo conterceu seu lábio, Eric não gostava de pedir desculpas, mas se perdesse a aliança com aquela princesa, seria seu fim.


O louro observou o mensageiro, e umedeceu seus lábios, entendendo a situação.


- Bem, se precisar...Estarei em meus aposentos... - o garoto se retirou, sabia que não valia a pena ficar ao lado do rei naquele momento, conhecia Eric.


- hmpf... - o rei massageou as têmporas, tentando pensar em algo. - Mande um recado para esse viadinho...O diga que, se não me devolver o cajado, irá se arrepender...Diga também, que aquele namoradinho dele não estará sempre a seu lado! - o rei disse por fim, se virando ao mensageiro que assentiu rapidamente, saindo do castelo. - ah aquela vadia do Kyle...Vai me pagar, vai pagar caro!


-------------------------------------


Tweek...Tweek Tweak, esse nome era assombroso de se ouvir em Kupa Keep. Um bárbaro, um assassino...Pessoalmente, ele não era tão assustador, mas os boatos eram terríveis.

"Tweek Tweak, o bárbaro mais sanguinário de todo o reino".

Será que era mesmo?


- Bob, me sirva outro copo de GAH!Café por favor! - falou sentando no balcão velho, sendo observado por outras pessoas. - Que foi?É proibido beber café agora?!GAH!


- N-N-N-Não, não...Tweek, s-s-s-se acalme! - Jimmy, o deficiente que o acompanhava falou, deixando suas muletas de lado.


- Hmpf... - se virou para frente pegando seu copo de café - Esses olhares me irritam...Me olham como se eu fosse a pior pessoa do universo GAG!Como se não tivessem feito coisas piores...GAH! - os espasmos e piscadinhas do jovem chamavam a atenção, e ele detestava isso.


- Você e-e-está muito estressado ultimamente Tweek...N-N-Não está exagerando?


- Exagerando ? - o louro encarou o copo, agora vazio, a sua frente. - Não, não...GAH!Acho que estou apenas entediado, faz tempo que o rei não me manda para fazer algo GAH!Isso me irrita!


- A-ah...Não se p-p-p-preocupe meu amigo! S-S-Sabe que logo aparecerá algo! - Jimmy falou, pedindo um copo de cerveja cerveja ao velho que atendia o bar.


Mas algo chamou a atenção de Tweek, uma porta velha entreaberta, podia jurar ter visto um vulto atrás dela.


- Já volto, Jimmy... - falou se levantando e indo em direção a porta, deixando o outro confuso.


- Ei!Onde pensa que está indo ?! - gritou o velho do bar, recebendo uma faca arremessada perto de seu rosto, Tweek ainda fora misericordioso ao errar seu alvo. Assim que chegou a porta, a abriu, fazendo a mesma ranger insuportavelmente.


- O que... - entrou, encontrando o local vazio, então começou a olhar por cima, eram apenas barris com vinho, ou sacos com farinha, até ouvir um barulho e alerta-se olhando para trás. - Quem está ai ?GAH! Saía agora! - rugiu puxando uma pequena adaga para se defender.


- Calma, meu querido Tweek... - a voz estranha saiu de um canto escuro, se mostrando uma linda mulher de cabelos loiros enrolados, com um corpo definido.


- Quem raios é você e GAH!Como sabe meu nome? - o bárbaro piscou meio desconfiado da figura a sua frente, o que uma mulher daquelas fazia naquele buraco?


- Estava te procurando... - a loira se aproximou, encostando nos ombros de Tweek - Ouvi histórias sobre você...E eu precisava que fizesse algo para mim...


- Não faço trabalhos para desconhecidos, nunca lhe vi no reino, muito menos GAH! sinto que posso confiar em você. - se afastou da garota de vermelho, ainda a encarando com a adaga.


- Oh, tem razão!Desculpe não me aprensentar, meu nome é Bebe. - a garota sorriu, um sorriso sedutor que fez Tweek cambalear um pouco, tendo outro espasmo.


-------------------------------------


Craig tinha deixado Ruby na casa dos Black a algum tempo, mas mesmo com a garota segura numa casa de respeito, ele temia pelo bem estar da garota. Andava silenciosamente pelo vilajeiro, com sua capa praticamente o cobrindo por inteiro, mesmo que algumas pessoas o ajudassem, muitos o queriam preso, até morto.


- Ora, ora...Se não é meu querido ladrão, Craig! - o garoto se virou assustado, mas logo apenas fechou a cara mostrando o dedo do meio ao dono da voz.


- Olá, Clyde. - o outro garoto riu - O que é engraçado?


- O susto que você levou! - ele ria puxando Craig para um canto mais reservado - Você deveria ter visto sua cara!


- Haha que engraçado, estou morrendo de rir. - o tom sarcástico e zangado de Craig fez Clyde se calar e parar de rir. - Fala logo o que você quer.


- Apenas...Tem uma família nova no vilareijo. - o moreno arqueou as sobrancelhas.


- Continue...


- É uma família rica pelo que eu vi, uma mãe viúva e dois filhos novos. Achei que isso te interessaria...


- Não tem nenhum homem na casa ? - perguntou olhando para os lados, fazia tempo que não tinha alguma família rica sem um patriarca para proteger a sua moradia.


- Não. O homem da mulher faleceu a pouco tempo, então acho que esse foi o motivo para eles se mudarem.


- Hm...Acho que terei pouco trabalho hoje. - um sorriso sutil surgiu no garoto do chulo azul.


- Sabe, tome cuidado. Ultimamente os guardas reais tem andado por ai a noite...É arriscado... - o amigo o alertou, olhando para os lados com certo medo.


- Eu sei me cuidar, Clyde. Não será hoje que iram me pegar.


- Você sempre diz isso...Apenas, cuide bem da sua cabeça dessa vez. - ele bagunçou o cabelo do outro, rindo um pouco.


- Hey!Pare de ser idiota. - empurrou o garoto o olhando friamente, fazendo Clyde rir mais.


-------------------------------------


- Pera ngh!Deixa eu entender! - o loiro interrompeu a garota, com uma voz um pouco rouca, talvez ele tivesse bebido demais... - Você é tipo uma GAH! Bruxa ?


- Não!Eu sou uma elfa... - a garota sussurrou olhando para os lados - mas estou sob poder de um humano, eu realmente preciso voltar para meu reino!


- U-U-U-Uma elfa?Não p-podemos falar com você! - Jimmy finalmente se meteu na conversa, ainda falando baixo.


- Por favor!Eu quero voltar para casa, eu só preciso que o mate... - Bebe falou mexendo em seus encantadores cabelos ondulados.


- Eu não posso NGH! Matar ninguém a comando de um elfo...O rei GAH! Cortaria minha cabeça... - falou entre espasmos e soluços, Tweek havia aceitado as bebidas que Bebe pagará, mas já estava se arrependendo.


- Eu juro que o pagarei bem!Eu só preciso voltar ao meu reino, prometo que não contarei nada ao rei sobre vocês, estarão protegidos! - a garota mexia os lábios vagarosamente, observando Tweek quase cair da cadeira.


- Okay... - Jimmy abriu a boca para falar algo mas Tweek o impediu. - Mas você terá que me pagar adiantado. - a loira suspirou lhe dando algumas moedas de ouro.


- Aqui está...Apenas faça. Te encontrarei a noite na floresta. - a garota se levantou, colocando seu capuz e saindo do bar rapidamente.


- T-Tweek acha que foi b-b-bom negociar isso ? - Jimmy perguntou pegando suas muletas, que com certeza quem precisava usar era Tweek.


- Tenho...GAH! Vamos para sua casa, preciso ngh!descansar um pouco... - o garoto assentiu levando seu amigo com dificuldade para sua simples casa.


Seria uma longa noite, e o garoto sabia disso.


-------------------------------------


O rei elfo tinha um sorriso vitorioso no rosto, e observava seus súditos dançando e bebendo felizes, aquele cajado era a vitória do reino, e todos sabiam disso.


- Vossa majestade... - o guerreiro se aproximou lhe fazendo uma reverência com um sorriso no rosto - Está feliz, sim?


- Claro, Stan! - o ruivo sorria - Já disse, pode me chamar de Kyle...E não há essas coisas formais entre nós, nós conhecemos a anos!


- Não fale isso, alteza!Seria uma falta de educação de minha parte não me reverenciar dianta de você. - Stan sorriu, se posicionando ao lado do rei. - Praticamente vencemos essa guerra!Aquele balofo não tem mais chance...


- Não vamos abaixar a guarda. Conhece Eric Cartman...Aquele gordo egoísta... - o rei tinha certa raiva em sua voz, mesmo sendo o rei mais calmo e gentil que todos conheciam.


- Os nossos soldados estão sendo muito bem treinados, não se preoupe.


- Eu sei...Com um guerreiro como você comandando, não temos como perder... - um rubor tomou o rosto do moreno, que desviou o olhar de Kyle rapidamente. - Você é uma graça, Stanley! - ele riu, deixando o moreno mais vermelho. - Vamos, vamos aproveitar essa festa! - sorriu puxando o garoto para o meio das danças típicas dos elfos.


-------------------------------------


- Princesa McCormick. - a voz saiu cuspida, isso irritava a princesa.


- Sim, majestade? - perguntou docemente, não olhando diretamente a Eric.


- O que acha de mandarmos Tweek matar Kyle? Seria muito exagerado ? - perguntou brincando com os dedos, como se não tivesse falado sobre tirar a vida de alguém.


- Mpph... - Kenny abria e fechava a boca procurando palavras, porém nada saia, não podia ir contra ao rei, e Cartman não demonstrava qual era sua real intenção.


- Aquela garotinha covarde, vadia...Ela roubou o meu cajado e ainda mandou um mensageiro com a notícia, como se eu fosse idiota! - ele se levantou, com um tom mais irritado - Mas se eu mandar Tweek...Vão desconfiar de mim... - um barulho das grandes portas se abrindo foi ouvido. Era Butters. - O que foi, Butters ?


- Meu rei...Princesa... - o sorriso do Paladino era pequeno ao ver Kenny, e era retribuido, mesmo que não notado pela máscara que o louro usava.


- Fala logo o que você quer. - o rei suspirou, se sentando novamente.


- Estava com os soldados, ambos disseram que não há nada de errado no vilareijo. - ele fez uma pausa, olhando o olhar de reprovação do gordo - Achei que gostaria de saber...Os relatos de roubos diminuíram...


- Ok, ok...Butters, estou ocupado com outros assuntos, agora isso não me interessa. - o louro se encolheu um pouco.


- M-Me desculpe, Eric...Vou lhe deixar sozinho... - se virou para sair do salão, ouvindo um "sai logo" e um "Não me chame de Eric, seu imprestável", mas algo o surpreendeu...A princesa desceu do trono, indo em direção a porta.


- Mpph mph! - "declarou" por fim, puxando Butters para fora do salão, ouvindo um suspiro e algum murmuro ofensivo do rei.


- Hey, princesa!Você não precisava ter saído, sabe que Eric não gosta disso... - o pequeno falou, ainda sendo puxado pelo garoto maior, que nada respondeu até chegar em seu quarto e tirar a máscara.


- Butters, o rei não se importa comigo. - ele sorriu brincalhão, vendo o loirinho se encolher.


 - E não deixarei que ele lhe faça mal...Você é o meu único amigo aqui nesse castelo!


"Amigo", Butters pensou com certo pesar, sabia muito bem que não podia querer muito mais de Kenny, sabia que realmente, eram apenas amigos. O que uma princesa iria querer com um Paladino qualquer?Isso torturava o pequeno.


- H-Huh?Falei algo errado, Butters?Eu...Não queria! - o sorriso da princesa sumiu, e Butters logo se espertou.


- N-Não é nada, Ken. Apenas parei para pensar, não se preocupe! - o garoto se aproximou, encostando no rosto do maior, com um sorriso tímido, que foi retribuído com um sorriso sacana.


- Hmmm...Estava pensando em que, Leo?


- Aah...Céus!Pare com isso princesa!Que vergonha! - ele cobriu o rosto se virando, enquanto a "princesa" o abraçava por trás.


- Sabe que quando estamos a sós, não precisa me chamar de princesa né?Só se for na cam-


- Kenneth! - Butters o repreendeu, tinha vergonha de que tocassem no assunto daquela noite. Ainda mais se era Kenny.


- Ta, ta, parei! - ele riu, puxando Butters contra si. - Mas quanto a Eric, não importa se ele gosta ou não, não sou obrigado a ficar ao lado daquele gordo o tempo todo.


- Ele não é gordo, ele tem ossos grandes! - falou o Paladino ao lembrar as palavras de seu rei, fazendo mais uma vez, a princesa rir.


-------------------------------------


A noite caía no reino, Craig estava apenas na espreita da casa que Clyde havia falado mais cedo. Pelo que havia visto, realmente, era apenas uma viúva e seus dois filhos pequenos. "Vai ser fácil" pensou assim que viu as luzes da casa se apagarem por completo, subindo até uma janela entreaberta. Craig era um ladrão, mas não um qualquer!Era ágil e habilidoso, não haveria um ladrão mais esperto que ele por todo o reino, ou em qualquer outro reino. Assim que entrou na casa, procurou por coisas de valor no comôdo, encontrando algumas peças de mobília caras, as colocando no saco que carregava, e assim continuou, pela casa inteira. Viu a viúva dormindo no chão, ao lado de uma garrafa de vinho quebrada. As crianças dormiam calmamente, sem imaginar a mãe numa situação como aquela. Assim que saiu da casa, suspirou - talvez alto demais - preocupado com o futuro daquelas pobres crianças. Claro que mesmo roubando, havia deixado coisas de valor para a família sobreviver. Ladrão ou não, ele tinha honra...Se é que ele pode ter honra.

Mas assim que estava voltando para sua humilde casa, sentiu um braço o puxar, revirando seu estômago.


- Ora, se não temos o pequeno ladrãozinho Craig Tucker por aqui... - ao ouvir a voz, Craig gelou, ali ele notou que seria seu fim.


- Gary... - falou com a voz ríspida, vendo outros guardas pegarem seu pequeno furto.


- O rei ficará feliz em saber que capturamos você. - o sorriso do louro era assustador, e irritante. Craig apenas levantou seu dedo do meio, não tinha mais o que fazer de qualquer forma. Se desse uma cotovelada em Gary, provavelmente os outros guardas o pegariam, e isso seria um problema maior.


- Seu sorriso me irrita... - foi tudo que disse, após isso foi arrastado pelos guardas ao castelo, sua única preocupação era: Sua pequena irmã, Ruby.


-------------------------------------


Tweek estava na floresta, como prometido a Bebe, ele havia matado o cara que a escravizou. Era um velho sujo, um homem feio a visão de Tweek. Tinha sua cabeça num saco velho que Jimmy o oferecerá mais cedo. Claro que o homem lutou com Tweek, mas foi em vão, o bárbaro era realmente forte e impiedoso em questões em que se encontravam. Ouviu um pequeno barulho entre os arbustos, pegando a sua espada caso fosse algum capanga do homem que Tweek havia matado.


- Bebe ?Ngh! - perguntou olhando os lados, um pouco tenso, mesmo que não deixasse que isso transparecesse em sua voz.


- Sou eu, Tweek! - a loira saiu da mata, se aproximando do jovem. - Você conseguiu...Obrigada, Tweek! - ela o abraçou, sentindo seus músculos relaxando.


- Isso não foi um favor. Fui pago GAH! para o matar. - falou friamente, mas sem empurrar Bebe, que tinha certo medo do louro.


- Obrigada mesmo assim...Você não tem idéia do mal que está me livrando...E serei eternamente grata por isso, Tweek Tweak... - falou num fio de voz, chamando a atenção do garoto, que jogou o saco no chão, acariciando os cachos da garota. Tweek não sentia atração na garota. Não sentia vontade de fazer nada com ela, mas talvez, o clima fosse outro no momento. Ele se aproximou lentamente e sutilmente da garota, se abaixando um pouco para ficar a sua altura, selando os lábios. Bebe sentia um gosto diferente na boca daquele humano. Não era um beijo cheio de desejo com qual estava acostumada, não era um beijo apaixonado...Ela não compreendia. Apenas retribuiu, afagando os cabelos de Tweek, eram toques sutis, toques interessantes a ambos. E continuaram a troca de carícias, talvez...Algo mais...A floresta "era apenas deles" afinal...


-------------------------------------


- Eric Cartman! - a voz da garota saiu irritada, enquanto o gordo suspirava em seu grande trono.


- Wendy...O que você quer?Não dou esmolas. - falou rispidamente.


- Não quero seu dinheiro, seu gordo sujo! - respondeu com o mesmo tom, irritando o rei. - Que história é essa de deixar o viadinho do Kyle roubar o cajado?Eu não posso sair por três luas que tudo foge do controle... - Wendy era uma boa guerreira, Eric não podia negar isso. Não havia a colocado como general apenas por sentir algo diferente pela morena, mas sim por seu senso de batalha, e por partilhar o mesmo ódio a Kyle.


- Eu não tenho culpa, Wendy!Aqueles elfos sujos trapacearam! - gritou se levantando e indo até a garota. - Acha que eu simplesmente deixei acontecer?Não seja tola, Wendy.


- Eu sei... - suspirou olhando o gordo - Mas o que você fez a respeito?Mandou alguém para acabar com a raça deles?


- Eu gostaria...Mas isso é contra as regras, sabe disso. - ele pegou delicadamente no rosto da garota, a encarando.


- Eric, desde quando você segue as regras? - ela batia o pé, irritada. - Você ficou fraco, Cartman.


- Cale-se, cadela. - largou o rosto dela, dando voltas pelo grande salão.


- Você realmente não consegue passar um momento sem xingar ningué- a garota logo fora interrompida por alguns guardas - incluindo Gary - a entrar no salão.


- O pegamos, vossa majestade! - falou com um sorriso no rosto, que fez Eric parar para pensar um pouco.


- Huh...Craig Tucker ?! - seus olhos chegaram a brilhar - Vocês conseguiram pegar Craig Tucker ?!


- Sim, vossa alteza. - o gordo sorriu, se sentando em seu trono e deixando Wendy confusa.


- Um ladrãozinho?Está feliz por que capturaram um ladrãozinho? Eric, tem assuntos mais importantes! - protestou, olhando o rei, que sequer tirou seu sorriso vitorioso do rosto.


- Já disse para ficar quieta, vadia!Craig Tucker não é qualquer ladrãozinho...Ele vai ser útil. Você verá. - Wendy fechou a cara, se sentando numa cadeira do salão, enquanto Gary fora buscar o ladrão. - Aquela biscate do Kyle vai ver só as consequências de mexer com Eric Cartman! - declarou, causando um suspiro da garota de olhos violeta.


-------------------------------------


Tweek se levantou, vestindo sua calça rapidamente.


- Céus...ARG!O que eu fiz? - falou ao terminar de se vestir olhando para Bebe, que fazia o mesmo.


- Não irá morrer por isso, Tweek. - falou normalmente, prendendo seu cabelo com um pequeno elástico que ela tinha. E logo após pegando o saco com a cabeça do homem.


- Realmente não foi ruim. De qualquer forma NGH!está tarde...Você ficará bem? - perguntou olhando a garota, que progavelmente entraria na floresta e seguiria para o reino dos elfos.


- Ficarei bem. Você já fez tudo que podia, Tweek...Mais uma vez, obrigada. - sorriu acenando para o louro, sumindo na mata, deixando Tweek a pensar enquanto seguia para o vilajeiro. Havia "pecado" e talvez isso o perseguisse.


Assim que chegou ao seu destino, encontrou Jimmy com um olhar desesperado.


- A-Ah te a-a-a-achei! - falou olhando o garoto de cima para baixo. - Não irei te dizer nada...O rei está te chamando, vá para o castelo imediatamente.


- Mas eu...NGH! - falou se referindo ao seu estado pós-sexo.


- Não i-i-importa!O rei está f-f-furioso atrás de você, v-v-vá logo! - falou lhe jogando um manto, que Tweek vestiu e saiu a correr para o castelo. Talvez o cheiro de Bebe estivesse nele. Mas o cheiro de sangue também estava.


Tweek realmente havia se metido numa fria dessa vez, chegava a ser cômico. Tweek não era esse tipo de gente, nunca foi. De qualquer forma, não havia tempo para pensar, se ele não chegasse logo ao castelo, quem perderia a cabeça era ele.


-------------------------------------


O rei elfo mal se aguentava em pé, havia bebido muito na festa. Stanley o segurava, andando pelos corredores do castelo, ouvindo bobeiras. Geralmente quem ficava nesse estado era Stan, e isso era um pouco novo para ele.


- Stann...Você é bonitinho! - o rei disse tentando pegar no rosto do moreno, que riu baixo, envergonhado.


- Majestade...Você precisa ir a seus aposentos. - declarou, ainda o puxando. Stan não era uma boa babá, mas tinha que se virar com Kyle. E torcer para que Ike não se metesse em confusões enquanto colocava o soberano para dormir.


- Eu...Eu já sonhei com você!Montado em um lindo cavalo branco...De armadura!


- Vossa graça...Acho que isso não foi um sonho... - ele controlou a risada, o rei já havia o visto assim várias vezes, enquanto voltava de batalhas. Mas, assim que chegaram nos aposentos reais, Kyle o segurou na parede.


- Stan... - falou com a respiração um pouco falha. Realmente, ele bebeu demais.


- K-Ky... - a voz de Stan saiu em um fio. Por algum motivo estava nervoso. Claramente, ele gostava de Kyle, desde que eram crianças...Mas, sabia que não poderiam ficar juntos.


- Shh...Apenas...Fique comigo... - ele falou proximo ao seu ouvido, com um sorriso nos lábios.


- Eu preciso cuidar do Ike, vossa graça... - o rei não se importou com as palavras do garoto, o beijando ferozmente. Stan sempre quis isso, claro!Mas...Não poderia se aproveitar do rei. Então, num gesto delicado, deitou o rei na cama ainda o beijando, e o deixou ali. - Vossa majestade...Está bêbado, não posso ficar com o senhor assim. Minha consciência não deixaria. - falou por fim, tirando as roupas exageradas do rei, lhe colocando seu pijama de ceda fino. E o cobrindo como uma criança.


- Mas...Stan... - o rei recebeu um beijo na testa do guerreiro.


- Outro dia, sim? - e assim saiu, deixando o rei um pouco triste em seus aposentos. Ele queria aquilo. Ele realmente queria. Maldita hora em que bebeu.


-------------------------------------


Craig estava de joelhos a frente do rei. Aquilo era tudo o que ele mais temia. O moreno odiava o rei. Odiava se curvar a alguém.


- Hm...Então aqui está o nosso rebeldinho! - o gordo tinha um sorriso nojento no rosto.


- Não me chame de rebeldinho! - declarou, rangendo os dentes, levando um chute de Gary.


- Cartman, já te disse que tem coisas mais importantes para se preocupar, jogue esse ladrão sujo numa cela e vamos voltar a nossos assuntos. - Wendy, a general falou olhando Craig com certo nojo.


- Cala a boca, porra!Cadela imunda... - murmurou olhando a garota de canto, Craig deu um suspiro baixo, quanta infantilidade.


- Mph Mpph..Mphh! - a princesa Kenny falou, com um semblante malicioso.


- Kenny, para de ser uma vagabunda. Além de ser vulgar chamar um ladrão de "gostoso". - Cartman disse, recebendo um olhar confuso do moreno que ainda estava ajoelhado. Butters olhava para os lados, brincando com os polegares. Estava preocupado com o atraso de Tweek.


- O que você quer de mim ?... - a voz de Craig saiu falha, mas era visivelmente irritada.


- Bem...Tucker, eu tenho um trabalho para você. - todos olharam para Eric surpresos e confusos. Assim que Craig iria abrir a boca para responder ao rei, um grande estrondo foi ouvido, o da porta se abrindo, chamando a atenção de todos presentes.


- Ahm...Foi mal GAH! pelo atraso... - Tweek declarou, totalmente suado e com sua aparência pós-sexo.


"Merda!"

April 10, 2018, 9:11 p.m. 0 Report Embed 1
Read next chapter Capítulo 2

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 9 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!