Akai ito Follow story

lady_giovanni Lady Giovanni

Após uma breve conversa com seu amado, Shun conta a ele sobre o mito de Akai Ito. Estarão eles unidos pelo fio do destino?


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only. © Todos os direitos reservados.

#afrodite-shun #shun #afrodite #cdz #yaoi #romance #CavaleirosdoZodíaco
Short tale
5
5635 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Amor perfeito

Ouvi o som de algumas coisas caírem e abri os olhos, ainda sonolento da noite anterior. Havíamos ficado até tarde vendo nosso seriado favorito e quando pensei que teria minha caminha para abraçar e dormir, ele novamente não se contentou em se deitar para dormir.


Rolei para o lado, me sentindo um pouco desconfortável, mas não podia reclamar. Apesar do fogo que possuía ao fazer amor comigo quase todas as noites, Afrodite sabia ser carinhoso e atencioso. Eu simplesmente amo tudo que ele faz para me deixar feliz. Sei o quanto se esforça pra manter meu irmão tranquilo, ainda que o mesmo não concorde com nossa relação. Ikki sempre foi ciumento.


Coloquei as pernas pra fora da cama e vesti sua camisa que estava sobre a cadeira, andando devagar até a cozinha. Do corredor mesmo, pude sentir o cheiro bom das coisas que preparava e conforme me aproximava, sentia mais vontade de vê-lo.


Assim que cheguei próximo da porta, me escorei sobre o batente e o observei fritando alguma coisa na frigideira. Fechei os olhos ao inspirar o cheirinho e corei, ao ouvir sua voz:


— Me espionando é?

— Iie… — respondi sem graça e vi que ele me olhou por cima dos ombros.

— Vem cá, vem… — ele me chamou e o obedeci, parando ao seu lado.

— Gomen. Eu não queria estragar tudo nov… — fui interrompido ao sentir sua mão agarrar meu queixo e abri a boca assim que ele levou o garfo até ela.

— Me diz se está bom.


Assenti e provei aquele omelete dos deuses que só ele sabia fazer e voltei a olhar para ele.


— Hai!

— Ótimo. — sorriu e voltou o olhar para a frigideira, colocando o omelete dentro do prato que estava separado ao lado. — Está pronto. — disse e se virou para mim. — Vamos comer, meu pequeno?


Corei, como todas as outras ao ouvir ele me chamando daquele jeito e me abracei, escondendo o rosto em seu peito. Seus dedos passearam pelos meus cabelos devagar até envolver meu rosto e olhei para ele, vendo aquele sorriso malicioso em seus lábios.


— Eu adoro quando faz isso. — disse e inclinou a cabeça para me beijar e retribui no mesmo instante.


Conforme os beijos foram intensificando, sentia suas mãos passeando pelo meu corpo, o que me deixava cada vez mais louco por ele. Eu não ficava atrás, não sendo tão ousado, mas me permitia apalpar ora seus braços, ora seu bumbum. E claro que ele gostava disso.


Senti minhas coxas serem seguradas e me abracei aos seu pescoço, enquanto era guiado até a mesa. Assim que ele me acomodou sobre ela, olhei envergonhado e ofegante, querendo tanto quanto ele, embora meu bumbum dissesse não.


— Dite… eu… — seus dedos respousaram sobre meus lábios e fechei meus olhos.

— Eu sei o que vai me dizer, meu amor… eu conheço você mais do que imagina. — disse ele e abri meus olhos envergonhado. Poderia ficar ainda mais do que isso? Sim, eu podia.


Sua mão acariciou meu rosto e inclinei levemente para que pudesse receber melhor aquele carinho.


— Eu só quero mimar você hoje, meu amado. — disse e sorriu, levando a mão até o guardanapo e depois colocando-o sobre meus ombros. — Fiz tudo especialmente pra você, pois tem me feito feliz como nunca havia me sentido antes.


Meu coração bateu forte ao ouvir tais palavras e me abracei a ele, sentindo ele retribuir.


— Suki desu, Afrodite-san… Suki desu. — disse baixinho e ele me afastou, olhando para meus olhos.

— Por que chora? — perguntou ao amparar uma lágrima minha e balancei a cabeça para os lados.

— Não estou triste, se é o que pensa… — respondi com o olhar baixo e senti seus lábios novamente sobre os meus.


Nos beijamos calmamente e quando dei por mim, já estava envolvido novamente sobre ele, enquanto sentia ele cada vez mais dentro de mim. Não conseguia negar o quanto o desejava, o quanto gostava de ficar perto dele...o quanto amava.


Ainda preso em seu encanto, ofegava com os braços ao redor de seu pescoço e ouvindo o som de sua respiração ofegante. Levei a mão até a sua e a pus sobre meu peito, fazendo o mesmo com ele. Senti seu coração batendo forte e encostei meu rosto rente a curva de seu pescoço.


— Akai ito… — sussurrei e senti sua mão sobre meu queixo para novamente depositar um beijo carinhoso em meus lábios.

— O que quer dizer? — perguntou ao afagar meus cabelos.


Me ajeitei em seu colo e respirei fundo, levando a mão até a sua e passando a ponta dos dedos sobre seu mindinho.


— É um mito sobre almas gêmeas.

— Mito? — perguntou ao me olhar curioso.

— Hai. Acredita-se que cada pessoa possua um fio vermelho amarrado ao seu mindinho e que esse fio se conecte a sua outra metade em algum lugar do mundo. Dizem que quanto mais perto ela estiver, mais feliz somos. — disse e beijei seu a ponta de seu dedinho.

— Oh… entendo. — suspirou e ficou em silêncio, o que deixou apreensivo.

— Ah, Afrodite-san… ficou tão quieto de repente… — disse e escondi o rosto em seu peito. E novamente ficou em silêncio. — Gomen! Eu não devia…

— Akai ito… — disse ele e levantei o rosto em direção ao seu. Senti sua mão sobre meu rosto e beijou minha testa. — Se isso é um mito ou não, acredito que você seja a pessoa perfeita pra mim. Minha metade… minha alma gêmea. — disse e materializou uma rosa, colocando-a entre meus cabelos.

— A-Afrodite-san...

— Case comigo. — disse e senti as lágrimas descendo por meu rosto. O abracei forte, convicto de que realmente fomos feitos um para o outro e aceitei.

— Hai! Hai!


Selamos aquele momento com um beijo e tive certeza de que aquilo que acreditava não pudesse ser apenas um mito. Por tudo que já passamos separados, em meio a batalhas e por nossas diferenças, o destino nos uniu. Estávamos destinados pelo akai Ito. 

April 7, 2018, 11:15 p.m. 4 Report Embed 2
The End

Meet the author

Lady Giovanni Foxy, Oscar ou Giovanni. A mesma pessoa, esperando, daqui por diante ser sincera consigo mesma, sem dever nada pra ninguém.

Comment something

Post!
kamerom Versalles kamerom Versalles
Eu não conhecia esse dizer ou lenda. E eu gosto de conhecer coisas novas. Um verdadeiro romance invejável, uma ligação terna de cumplicidade. Parabéns por me surpreender, de novo.
April 16, 2018, 6:10 p.m.

  • Lady Giovanni Lady Giovanni
    Olá, amore! Ah, esse mito é tão bonitinho. Tem mt história envolvendo ele e achei legal citar ele na fic, pois o Shun é japonês e tal. Eles são mesmo fofos juntos, né? Muito obrigada por comentar, minha linda! Beijos April 17, 2018, 9:04 a.m.
Neeca Ashcar Neeca Ashcar
Amo histórias sobre Akai ito, adoro essa lenda. Aí contada jundo ao Dite e o Shun tem como ficar melhor? Ain aquele tipo maravilhoso de história de amor que explode o peito com tanto açúcar, eu gosto e ficou lindo, meu amor.
April 8, 2018, 4:58 a.m.

  • Lady Giovanni Lady Giovanni
    Olá, minha linda! Owww, fico feliz que tenha gostado da shot. Tive essa idéia ontem aí só fluiu pq eu acho tão bonitinho esses dois juntos. Shun é um fofo né? Muito obrigada por comentar, minha amora! Beijos. April 8, 2018, 9:42 a.m.
~