Manipulações perigosas! Follow story

botanybriefs Dara Luny

Gohan é um bem sucedido psiquiatra, que enfrenta problemas pessoais, ocasionados por ele mesmo. Que problemas serão estes? Agora com a chegada de uma nova residente a sua clinica, que é conhecida de sua família, as coisas mudaram bruscamente, fazendo com que Gohan repense suas atitudes e escolhas. Quem será essa residente? (fanfic escrita em parceria com Mellyousbourne).


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only.

#romance #drama #Bra #DBZ #Gohan #Videl
6
6174 VIEWS
In progress - New chapter Every Sunday
reading time
AA Share

Problemas!

-


Vinte anos tinham se passado após o torneio dos 12 universos e agora a paz pareceu reinar na terra, tanto que a maioria dos guerreiros optou por seguirem suas vidas sem treinar. Enquanto Vegeta e Goku como sempre, mesmo beirando seus sessentas anos continuaram a treinar e a participar de competições, arrastando com eles Trunks e Goten, que ás vezes os acompanhava em torneios pelos universos a fora.


Gohan tornou-se nesse meio tempo um psiquiatra muito renomado na capital do oeste, extremamente requisitado entre as pessoas ricas e famosas por conta de seus métodos inovadores na hora da consulta, que nunca eram revelados por seus pacientes, deixando alguns de seus colegas com inveja de seu sucesso. Além disso, o filho de Goku era também dono da maior clinica psiquiátrica da cidade, onde ele trabalhava com uma equipe extremamente competente que foi montada especialmente por ele. Com seus 43 anos, o sayajin já podia se considerar um homem bem sucedido em sua carreira, porém enquanto sua vida profissional era um sucesso, a sua vida pessoal estava um verdadeiro caos, brigas e mais brigas com sua esposa, que vinha no último mês o acusando de traí-la com outra pessoa.


Nos anos que passaram, a família Briefs manteve o sucesso com a corporação cápsula por causa de sua tecnologia avançada, Trunks era o presidente da empresa e sua mãe a vice-presidente, ela ficava no lugar do filho, quando esse resolvia viajar para os torneios junto com o pai.


Totalmente oposta à mãe e ao irmão, Bra optou por seguir outra carreira, sendo apoiada de imediato por seus pais, então a garota se formou em medicina com honras máximas, sendo destaque da turma, dando muito orgulho aos Briefs e também aos amigos da família.


Após a festa de formatura, a azulada começou a procurar um local para fazer residência médica em psiquiátrica, ela até pensou em pedir para Gohan, mas não quis forçar a barra, se já estava difícil encontrar algo em lugares não tão famosos, imagine na clinica do pai de sua amiga, que a vaga de residência era disputadíssima.


Nesse momento Bra estava na cozinha comendo e pensando no que faria de sua vida, quando de repente sua mãe adentrou no local e se aproximou vagarosamente da mesa e sentou numa cadeira ao lado dela, que tentou esconder ao máximo o seu grande desanimo.


- O que foi filha? – Pediu Bulma preocupada.


- Ah mãe! Estou tão triste, até agora não consegui nenhum lugar para fazer minha residência – Reclamou a azulada.


- Falou com o Gohan? A clínica dele é referência nessa área que você quer fazer a residência – Questionou a cientista séria.


- Eu sei mamãe, mas não quero obrigar o Gohan a me aceitar só porque você é amiga da família dele – Replicou Bra incomodada.


- Que bobagem filha! Você foi uma aluna modelo durante a faculdade, teve muitos méritos. Se lembra que na festa de formatura o Gohan lhe disse que era para procurar ele? – Perguntou a empresária encarando a jovem.


- Ele pode ter falado isso somente para ser educado, para agradar ou para ser gentil! – Rebateu aborrecida a azulada.


- Então vamos ver se o que ele lhe ofereceu foi só por educação. Vou ligar agora pra ele – Murmurou a cientista se levantando e pegando o seu celular que estava dentro da bolsa em cima do balcão.


Enquanto isso, Gohan estava em sua clinica terminando de fazer sua ronda rotineira pelo local, com o intuito de verificar o estado dos pacientes internados, quando viu que tudo se encontrava em total ordem, o moreno caminhou até sua sala, pois precisava verificar as papeladas relacionadas aos pacientes que deram entrada durante os dias que ele ficou fora. Quando o meio sayajin adentrou no seu escritório notou a presença de Stella, que era sua colega de profissão.


A ruiva ao avistar o moreno, se levantou do sofá e foi na direção dele lentamente, andando sensualmente, até puxá-lo para um beijo quente, que foi correspondido de imediato.


- Eu estava com saudades, essa terceira viagem de lua de mel com sua esposa foi muito longa! – Reclamou a médica.


- Mas só foram 15 dias, tenho certeza que você deve ter se distraído cuidando dos pacientes e da clínica – Respondeu o moreno se soltando e verificando o celular que vibrava pela terceira vez.


- Sua esposa? – Questionou enciumada a ruiva.


- Não! É uma velha amiga, preciso atender – Replicou o psiquiatra.


- Quer que eu saia? – Pediu manhosa desabotoando os botões da camisa, mostrando os seios grandes e bem firmes.


- Pode ficar! Temos muitas coisas para colocar em dia depois – Gesticulou o pai de Pan antes de atender a ligação.


- Alô Bulma! Gohan falando – Sussurrou o moreno sentado em uma cadeira próxima a escrivaninha.


- Oi Gohan! Espero não estar lhe atrapalhando.


- Não, você não está! O que houve? Aconteceu alguma coisa? – Perguntou preocupado.


- Não, eu só queria ver contigo, se por acaso a Bra poderia fazer residência na sua clinica. Sei que as duas vagas que vocês abriram já foram preenchidas, entendo se caso não der, mas você disse que a ajudaria caso ela precisasse. Eu não quero te forçar Gohan, só porque somos amigos, entendo se não der – Falou a cientista sentando-se próxima a filha, que estava na expectativa em relação à resposta.


- Que isso Bulma, se eu disse que iria ajudá-la, é porque vou. Não importa se já fechou o número de residentes, eu me responsabilizo em orientá-la, já que os outros residentes já são orientados por outra médica da clínica. A Bra durante o curso teve vários méritos, ela era uma ótima aluna, fiquei sabendo de mais detalhes por alguns amigos meus e preciso passar o que sei para alguém. Pede para a Bra vir amanhã de manhã aqui, vou acertar umas coisas com ela – Replicou o moreno decidido.


- Que bom Gohan! Muito obrigado pela ajuda! Que horas ela pode ir amanhã? – Sorriu vitoriosa a empresária.


- Pode vir às 9 da manhã, estarei esperando por ela.


- Está certo! Tenha uma boa noite e manda lembranças para a Videl – Despediu-se Bulma.


- Certo, mandarei, tenha uma boa noite você também! – Murmurou o moreno antes de encerrar a ligação.


Stella ouviu toda a conversa muito atenta e não gostou de saber que seu amante teria uma residente, que a orientaria de perto. Pelo que viu não podia protestar e nem reclamar pedindo que ele voltasse atrás na decisão, pois a garota era filha de uma velha amiga dele, rezava para que a jovem fosse feia e pouco atraente, senão teria que agir no escuro para tirá-la de lá, antes que Gohan se interessasse pela novata.


-

Continua

-

March 28, 2018, 5:15 a.m. 0 Report Embed 4
Read next chapter Desconfiança!

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 2 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!