Papadaime Follow story

ariane-munhoz Ariane Munhoz

O tempo não se curvava a ninguém. E se Naruto não aproveitasse os bons momentos, os perderia para sempre. Mas seu pequeno girassol estava ali para provar que ele era mais que um pai. Era um Papadaime para todos nós! - Para DaniShippuuden!


Fanfiction All public.

#Papadaime #Babadaime #Himawari #Desafio de fluffys #FNS #Naruto
Short tale
11
6557 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Papadaime de todos nós!

- Naruto é um mangá que se tornou anime e não me pertence.
- Fanfic feita a pedido da DaniShippuuden por uma fanart que não era essa, mas o plot sim!
- NA SUA MESA, DANI!
- Por mais fics com Naruto pudim babadaime/papadaime

— Capa feita pela linda Flora Gois! Obrigada!

X

A parte mais difícil do trabalho não era a burocracia – embora fosse chata – ou lidar com questões diplomáticas – mesmo que Naruto se entediasse nas reuniões –, mas ficar longe de sua família. Dos filhos a quem era tão intensamente apegado.

E, embora Boruto sempre tivesse sido apegado a ele, era Himawari quem não lhe largava. Desde sempre, a filha caçula apenas parava de chorar em seus braços. E sempre era Naruto que conseguia acalmá-la nos piores momentos.

Mas agora, recém-nomeado Nanadaime, com tanta burocracia para lidar, era difícil conseguir dividir a vida. Nos primeiros dias, voltar para casa era um luxo ao qual Uzumaki Naruto não conseguia lidar. E, por vezes, acordava em meio às papeladas, com Shikamaru, nomeado seu conselheiro e conselheiro do Rokudaime antes disso, que o acordava dizendo que seria problemático demais se Naruto começasse a carreira assim.

Então, ele tentava voltar para casa com certa frequência, os filhos sempre ansiosos por seu retorno.

Mas, na maioria das vezes, Boruto estava adormecido no sofá e Himawari já estava na cama.

− Sentem sua falta, querido. – Hinata dissera enquanto Naruto se ocupava em colocar Boruto na cama, ouvindo-o murmurar algo sobre ser o maior ninja do mundo. Sorriu. Um dia também fora assim. Até alcançar a tão almejada posição.

− Aaah, eu também sinto. De todos vocês, ‘te bayo! – Depositou um beijo na testa da esposa após cobrir Boruto. Foi com uma dorzinha no peito que deixou o primogênito no quarto, repetindo a tarefa com Himawari.

− Papa..daime. – murmurou Himawari.

Os olhos de Naruto se encheram de lágrimas, pensando no quanto não queria perder nenhum daqueles momentos.

X

Acordar cedo era uma tarefa árdua, porém necessária. Hinata já havia servido o café da manhã e Naruto sentiu-se grato por todo o empenho que a esposa tinha e sua disposição em levantar antes dele.

Boruto colocava a mesa, o ar sonolento de quem fora dormir tarde demais noite passada esperando pelo pai.

− Chegou tarde de novo, ‘te basa? – O questionamento veio com ar mal-humorado. Naruto coçou a nuca, um pouco sem graça.

− Você ficaria surpreso com a pilha de papéis em minha mesa, Boruto. – Deu uma risadinha. – Acho que logo logo as coisas vão acalmar um pouco.

− Perdeu o jantar da okaa-chan outra vez.

− Eu já expliquei que seu pai estava trabalhando, Boruto-kun. Não seja tão mal-humorado assim. – Hinata, sempre afável, sentou-se de frente para Naruto.

− PAPA! PAPA! – Himawari parecia um furacão descendo pelas escadas e saltou sobre o pai.

− O-oe! Himawari-chan! – Naruto acomodou-a em seu colo. Há pouco tempo, a pequenina mal andava. E agora já corria por aí.

E não se esqueça da surra que ela te deu no dia da sua nomeação, Kurama fez questão de relembrar.

Surra esta que apagou você também, Naruto respondeu à altura, embora ainda ouvisse as risadinhas da raposa em sua mente.

− Papa, não vi você ontem! – Fez biquinho. – De novo!

− Tá vendo como não sou só eu?! – Boruto fez um bico enorme. – Preciso ir, ‘kaa-chan. Fazer a inscrição da academia.

− Hai, hai. – Hinata depositou um beijo na testa dele. Mas antes que Naruto pudesse fazer o mesmo, Boruto saiu batendo o pé.

Naruto suspirou baixinho.

− É só uma fase, Naruto-kun. Vai passar. – Hinata assegurou.

Ele esperava que sim.

X

Tomou café com Himawari em seu colo. Hinata discutindo algumas questões pendentes do clã Hyuuga. Coisas que ainda precisava repassar para Hanabi agora que ela era a sucessora por direito já que Hinata havia abdicado de sua posição.

Todos os dias, Naruto admirava a esposa por isso. Pelo fato de ter abdicado do futuro como líder do clã, uma posição de prestígio e respeito, para cuidar dos filhos, da casa e dele próprio. O mínimo que podia fazer, por todo seu esforço, era se empenhar em seu trabalho e abraçar Konoha como sua família para honrar o sacrifício pessoal que ela havia feito.

− Ahhh, tava uma delícia, Hinata-chan! – Abriu um sorriso. – Papai precisa ir agora, Himawari.

− Não, papa! Eu quero ir com você! – Himawari se agarrou à sua roupa fortemente.

− Nai, nai, Himawari-chan. Papai precisa trabalhar. – Hinata aproximou-se para pegá-la no colo. Mas os dedinhos de Himawari se fecharam firmemente sobre sua roupa.

− NÃOOOO! EU QUERO O PAPADAIME! – As lágrimas escorreram pela bochecha da pequena. Aquele gesto tão singelo, que poderia ser visto como birra, para Naruto nada mais era que a demonstração de carinho que nunca tivera durante toda sua vida.

− Tudo bem, tudo bem. – Naruto afagou as costas de Himawari, ajeitando-a em seu colo e vestiu a capa de Hokage, cobrindo-a consigo. – Vamos trabalhar com Papadaime, ‘te bayo!

− Haaaai! – Himawari mal cabia em si de tanta felicidade. E Naruto sentiu um quentinho dentro do peito. Como a calda do pudim que Hinata costumava fazer.

X

Havia pilhas e pilhas de papéis que Naruto tinha que preencher. E Shikamaru, ao ver Himawari com ele, achou que seria problemático. Mas a garotinha se ocupou em colorir pergaminhos, sentada no colo do pai enquanto ele trabalhava.

− Ne, tou-chan.

− Hm?

− Você disse que Konoha é como toda a sua família agora, não é? – Himawari continuava colorindo o pergaminho. No desenho, ela fazia Naruto – claramente reconhecível por suas roupas laranjas – com orelhas de coelhinho.

− Hai, hai. – Naruto respondeu. – Cuido de cada habitante como se fosse membro de nossa família, Himawari-chan.

− Isso faz de você o Papadaime de todos? – Ela parou por um momento, os olhinhos azuis como os dele fixos no pai.

− Eh? – Coçou a bochecha. – Acho que você pode colocar dessa forma.

Shikamaru, que havia entrado na sala a tempo de ouvir aquela conversa, deu um risinho.

− Papadaime é um termo novo, Himawari-chan, mas que acho que combina com seu pai.

− Uhum! Porque ele cuida de todos! É por isso que você chega tão tarde, tou-chan! Eu entendo agora!

Naruto sentiu o peso dessas palavras. Shikamaru pareceu sentir também.

− Que tal uma pausa pro almoço, Nanadaime-san? Posso terminar aqui. – Shikamaru se ofereceu.

− Oba, almoço com Papadaime! – Himawari ergueu os bracinhos para o alto, sua alegria e espontaneidade contagiando o pai. Até mesmo Shikamaru não conseguia evitar o sorriso.

− Claro. Vamos. – Naruto levantou-se, vendo-a correr na direção da porta e pelos corredores. – Devagar, Hima-chan!

Olhou para Shikamaru.

− Obrigado por isso.

− O tempo passa rápido demais, Nanadaime. – disse ele, sabiamente. – Lembre-se disso.

Naruto se lembraria, porque começava a compreender isso.

X

Almoçaram no Ichiraku – tradição de Naruto sempre que não trazia almoço – e depois tomaram sorvete na praça. Naruto não se lembrava quando fora a última vez que havia feito um programa assim, mas sentia-se leve.

Shikamaru dissera para ele não ter pressa de voltar e embora se sentisse culpado, acabou cedendo. Quando teria outra oportunidade assim com tantas missões para organizar?

Sorriu, sentindo-se satisfeito após uma refeição maravilhosa e deitou-se no campo gramado, ao lado dos girassóis. Himawari sentou-se ao seu lado, oferecendo o colinho que Naruto aceitou de bom grado.

− Você é incrível, papai. – Himawari murmurou, passeando os dedos pelos cabelos loiros de Naruto.

− Por quê? – Quis saber, um tanto curioso.

− Uma vila inteira de filhos pra cuidar! Só sendo o Papadaime mesmo!

Naruto não conseguiu segurar o riso.

− Mas sempre vou ser seu Papadaime e do Boruto antes de qualquer um. – E esperava que o primogênito pudesse entender isso.

− Uhum! – Himawari sentiu-se grata por ter tido aquele dia com o pai. Por finalmente poder compreender a profundidade de seu trabalho, mesmo que não o compreendesse realmente.

X

Passaram uma tarde maravilhosa, brincando no parque e conversando, Naruto contando histórias de quando havia conhecido Hinata. Himawari ficou boba, chamando-o de bobão e desentendido ao descobrir que o pai havia sido tão lerdo em descobrir os sentimentos da mãe!

− Okaa-chan tem um diário. Ela leu pra nós. – Himawari revelou. – Você é muito lerdo, Papadaime!

Naruto corou até as orelhas! Não era sua culpa ser um pouquinho devagar. Mas Himawari apenas sorriu, passando as mãos por suas bochechas e depositando um beijo estalado em sua bochecha.

− Amo você, Papadaime.

− Amo você também, meu pequeno girassol. – Naruto respondeu, enquanto a carregava nos braços, sentindo-a adormecer e desejando mais momentos assim. Desejando que o tempo desacelerasse um pouco e que ela não crescesse tão rápido. Pois não queria perder nem mesmo um minuto de sua adorável vida.


N/A:

Então, mais uma fofura com o Naruto. Porque ele merece sim, gente! Vamos lotar o fandom de fics pudim pra ele! Nunca pedi nada, me ajudem com a igreja Babadaime!

Até a próxima!

March 19, 2018, 11:11 p.m. 8 Report Embed 7
The End

Meet the author

Ariane Munhoz Dona de mim, escritora, louca dos pássaros, veterinária e mãe dos Inuzuka. Já ouviram a palavra Shiba hoje?

Comment something

Post!
Larissa Mármore Larissa Mármore
Que fic kawai! Muito muito linda! ❤️
March 20, 2018, 9:17 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Obrigada! Que bom que agradou! <3 March 22, 2018, 4:33 a.m.
Danielle Botelho Danielle Botelho
Eu não poderia deixar de vir aqui dizer que eu amei muitooooo essa história. Ariane, eu estou tão feliz e emocionada. Muito obrigada pelo carinho, viu? Esse papadaime foi um sonho, ainda mais porque eu amo a Himawari. Acho ela um docinho. Muito obrigada, viu? Bjosssss Dani
March 20, 2018, 4:12 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Ah, mas você é uma pessoa fofa que merece muito isso! E quando vi esse pedido e vindo de você, não poderia simplesmente negar! Eu ainda pretendo demais explorar Himawari como eu puder, porque ela merece muito! Fico feliz que você tenha gostado, obrigada por aparecer aqui também! March 20, 2018, 4:42 p.m.
Fox Bella Fox Bella
MINHA DEUSA! MEU CORAÇÃO TA DERRETENDO DE TANTA FOFURAAAAAAAAA!!!! Surtada? Estou! Igreja Papadaime/Babadaime? JÁ ENTREI DE CABEÇA!!!!
March 19, 2018, 6:49 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Nhooom, que bom que você gostou! Essa foi mais família, mas ainda farei mais fics com todas as crianças! Obrigada por comentar! March 20, 2018, 5:44 a.m.
Mari Satsuki Mari Satsuki
Eu to sem chão, sem ar, sem rumo com essa fic maravilhosa! Por mais momentos fofos dessa família linda que tanto amo. Ariane você me fez ganhar o dia mulher, te amo aaaaa ❤
March 19, 2018, 6:26 p.m.

  • Ariane Munhoz Ariane Munhoz
    Essa família merece muito mais fics assim e vou trazer elas para o mundo! Com missão rank S! Essa já é a segunda, haha. Fico feliz que você tenha gostado! O amor é recíproco, obrigada por comentar! <3 March 20, 2018, 5:39 a.m.
~