tell me what is love Follow story

undeadpearl99 Hope 希望

SULAY - Yixing só queria saber o significado daquela palavrinha boba, e talvez Junmyeon fosse a pessoa perfeita para ajudá-lo. (fanfic também postada no spirit/wattpad, com os users @undeadpcy e @yixng-, respectivamente)


Fanfiction Not for children under 13. © todos os direitos reservados

#fluffy #boyxboy #exo #sulay
Short tale
21
7531 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

i just want to know, hyung

"Myeon?" O mais novo dali perguntou, desconcentrando o outro garoto que lia um mangá despreocupadamente dentro do quarto.


Junmyeon soltou um “uhm?” distraído, olhando-o por trás das lentes com olhos vermelhos, exatamente como quem estava acordado até bem mais tarde que o seu horário comum de ir dormir — mas ninguém pode culpá-lo, já que era sexta (no caso, madrugada de sábado, só que isso era só um detalhe) e ele queria aproveitar o máximo que pudesse do seu tempo. Odiava dormir; isso apenas tirava de si a capacidade de fazer outras coisas e ter um fim de semana produtivo (ou tão produtivo como poderia ser para um adolescente de 16 anos que adorava ler mangá, ver séries e coçar o saco enquanto se enchia de tranqueiras).


"Eu comprei algumas revistas essa semana que me deixaram confuso…" Ah, lá vem, pensou. Yixing tinha uma mania chata de gastar com revistas idiotas cheias de testes e dicas que o outro só poderia considerar fúteis, e as lia toda hora, se deixasse, sempre vindo com perguntas e observações malucas como: “Ah, você sabia que dá pra fazer um creme pra pele com café e gema de ovo?”


"E qual foi sua confusão dessa vez, Xing?" perguntou, mesmo que não estivesse lá muito interessado. Pretendia, mais uma vez, só deixar o chinês falando e se respondendo sozinho (aproveitando pra dar sempre uma olhada na expressão animada que ele frequentemente tinha ao falar dessas coisas, fofo demais para o bem do mais velho).


"Hyung" falou, surpreendendo o coreano com o termo formal sem necessidade* "O que é o amor?"


Silêncio foi a resposta. Junmyeon o encarou do outro lado do quarto, com o cenho franzido. Aquela era uma questão séria demais pros garotos de 16 anos.


"Como… como assim?" perguntou, depois de um tempo, fechando o mangá e o colocando do lado da cadeira onde estava sentado.


"É que, tipo" começou a explicar, coçando o queixo "eu li tantas coisas diferentes que eu não sei bem mais no que acreditar. As revistas costumam falar que amor é a coisa mais linda do mundo, mas minha mãe diz que o amor acabou com a vida dela, sabe? Eu só… não consigo entender."


Tinham chegado num ponto sensível. Junmyeon nunca entendera a mãe de Yixing, mas sabia que o chinês na verdade era um mestiço e que a mulher tinha vindo à Coreia se encontrar com o pai dele, junto com um Yixing miudinho que mal sabia andar, não encontrando muita coisa já que o endereço que ele lhe dera era falso. Como não tinha muito dinheiro, ela precisou arrumar empregos que beiravam a humilhação e se virar para aprender coreano sozinha, apenas para cuidar do menino. Hoje em dia trabalhava na administração de uma loja grande; teve sucesso, apesar da dor.


"Xing…" começou, sem saber o que dizer ao certo "Eu acho que não tem como dizer uma definição correta pra isso, sabe? Mas você, não sei… Não precisa escutar muito sua mãe nesse assunto. Eu acho que o que ela teve nunca foi amor, a não ser por você, e você sim trouxe isso pra vida dela."


"Mas o amor que eu to falando é amor romântico; isso é algo que homens sentem por mulheres e vice versa, certo? Eu não sinto vontade de namorar minha mãe, ew ." e fez uma cara engraçada, o que fez o coreano rir.


"Primeiro, larga essas definições de amor que você viu nas revistas, okay? Nem todas estão certas, bobão." falou, ainda sorrindo, sentando-se na cama de frente ao amigo "Amor não é limitado ao que homens sentem por mulheres ou, pelo menos, é assim que eu penso. Andei lendo sobre isso e..." corou, porque nunca tinha falado sobre para outro "acho que alguns homens sentem isso por outros homens, bem como mulheres sentem por outras mulheres, e meio que não tem nada de errado nisso."


O chinês o olhava com uma cara engraçada, tentando absorver tudo que o outro lhe dizia. Junmyeon ficou feliz por ele não refutar a ideia de primeira, que nem alguns colegas do seu colégio fizeram, o zoando o ano inteiro. Yixing era bem mais compreensivo; e ele admirava essa qualidade do mais novo.


"Depois, nenhum amor deve machucar. Amor é o que a gente sente quando gosta de alguém, gosta de ficar perto dela e gosta de tudo que envolva essa tal pessoa. Já me disseram que nubla a cabeça também e te deixa meio tonto até, porque é um sentimento grande demais e quase ninguém está bem preparado pra isso, sabe?"


"Ah, isso eu sei, vi tudo nas revistas." disse, todo sério. O coreano achou uma graça, apesar de não querer admitir; Yixing o fazia sentir umas coisas estranhas algumas vezes "Dizem que você se treme todo só da pessoa chegar perto e que seu coração acelera como se fosse sair do peito; e eu também vi que não importa o que a pessoa fale, você sempre vai se sentir bobo observando todos os detalhes dela, observando o quanto ele ou ela são lindos…" e falou isso de um jeito sugestivo demais, olhando atentamente para o outro, que corou sem saber porquê.


"É, mas o amor não é 100% como nas revistas. Nelas, as pessoas dizem que você tem que mudar pra conquistar alguém; fazer jogos. Tratam o amor como uma coisa fácil de conseguir e não te ensinam que as pessoas são mais do que podemos ver. Algumas delas simplesmente não são certas pra gente, entende, Xing? E, sei lá, a gente não deve forçar algo como isso."


O chinês ponderou, por alguns segundos, logo sorrindo e desviando o olhar, meio tímido.


"Então eu acho que amo alguém, hyung."


Junmyeon engasgou, surpreso.


"Yixing, não tem como você saber sendo tão novo, calma aí, cara" respondeu, meio nervoso. Não sabia o porquê, mas sentiu uma coisa ruim no peito imaginando Yixing com outro alguém, esquecendo das noites de sexta que compartilhavam e as saídas pro cinema todo fim do mês.


"Mas, hyung, eu sinto todos os sintomas!"


"Sintomas?" questionou, confuso.


"É, oras." bufou como se fosse óbvio "O meu gostar não é forçado e sim natural, e eu conheço muito bem essa pessoa, desde quando ela era pequena e até os lados que ela nunca mostrou pra ninguém eu sei e, mesmo assim, amo ficar com ela até hoje. Também fico nervoso, às vezes, se a pessoa chega perto demais e, meu deuses, sempre pago papel de bobo quando ele fala das coisas que gosta porque sempre me perco prestando atenção no rosto animado que ele faz."


"Mas você já é bobo normalmente e… Espera, você disse ele?" Era oficial, Junmyeon ia ter um treco, mesmo tentando fingir que estava tudo bem enquanto tentava não socar o rosto daquele chinês atrevido que agora tinha ficado de joelhos e se aproximado de si, deixando o coreano sem ação. O que ele iria fazer?


"Junmyeon hyung..." murmurou, como se fosse um segredo, o rosto bem próximo um do outro. O mais velho conseguia até mesmos sentir o hálito alheio, que ainda cheirava a bala de morango que tinham comido mais cedo. Céus, estava tão nervoso que até os dedinhos do pé começaram a tremer com aquela aproximação toda "Acho que amo você."


E Junmyeon só conseguiu abrir os olhos em espanto quando o chinês colou seus lábios num selo curto, mas suficientemente longo para sentir a textura macia que a boca alheia tinha. Levantou a mão para arrancá-lo de perto de si, mas, quando viu, usou a mesma mão para aproximá-lo novamente quando o outro quis se afastar, beijando-o de novo e de novo e de novo, só pela sensação boa que sentia no peito ao fazer isso.


É, talvez Yixing não estivesse tão errado em achar que era amor, porque Junmyeon também pensava a mesma coisa.


March 3, 2018, 9:14 a.m. 4 Report Embed 10
The End

Meet the author

Hope 希望 artist + writer. pt-br/eng. amo escrever e desenhar, além de adorar me perder em histórias fantasiosas e romances fofinhos ♡

Comment something

Post!
Who Who
ai que coisa mais fofa, tive que me segurar para não dar uns berros <3 você escreve muito bem, parabéns ^^
April 8, 2018, 7:06 p.m.

  • Hope 希望 Hope 希望
    perdão pela demora em responder, eu ainda estou me adaptando ao site >.< mas muito obrigado, de verdade, fico feliz que tenha gostado!! <3 June 29, 2018, 2:37 a.m.
He Lena He Lena
Que lindo! Super fofo! Simplesmente amei!! Parabéns! ❤
March 12, 2018, 5:27 p.m.

~