Próxima parada: O futuro que não me pertence Follow story

tonnks Tonnks

Os tempos mudaram e nós também. Quando trocamos as calorosas conversas pelo brilho sem vida da tela de um celular? As confortáveis roupas pelas absurdamente caras apenas por conterem um pequeno nome em suas etiquetas? Quando deixamos de realmente viver?


Short Story All public.

#Reflexão #Crônica #Consumismo
Short tale
0
6847 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Próxima parada: O futuro que não me pertence

 

     Observar o passar da paisagem pela janela do ônibus sempre me fez pensar que na vida nada fica parado. Está sempre em constante movimento, que não permite ninguém permanecer o mesmo por muito tempo. Assim como as ruas da qual sempre passo, assim como os passageiros que sentam ao meu lado. Há algum tempo, uma gentil senhora lia um livro ao meu lado e, em algum momento, paramos para ter uma agradável conversa sobre a obra. Percebo que agora, com o meu atual companheiro de viagem, isso nunca poderia acontecer. Metia o rosto na tela de um moderníssimo celular da qual, quando fiz uma breve tentativa de iniciar uma conversa, percebi que o rapaz se encontrava insatisfeito pois o seu aparelho era de uma versão antiga e todos o seus amigos já tinham a versão mais recente do tal telefone móvel. Reclamava – com suas roupas caras vindas de lojas que eu mal ousaria entrar – dizendo que seu pai não queria comprar um novo, pois já havia comprado aquele no ano anterior. Com a cabeça encostada na janela tremulante e meu simples celular em meu bolso, pensei em quão distante desta realidade estava e, já vendo a aproximação de minha parada, sorri feliz com esse pensamento.

March 2, 2018, 5:52 p.m. 0 Report Embed 2
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~