I Wanna Be Your Follow story

luhander Luh Hander

Depois de Presenciar a morte de seus pais, Naurto passa a viver com a família Uchiha, sendo amado e cuidado como se já fosse de casa a anos. O tempo passou e as três crianças foram crescendo, Sasuke, Itachi e Naruto. Mas quando o loiro se vê querendo conquistar a confiança do irmão ranzinza , descobre uma paixão adormecida pelo tempo.


Fanfiction For over 18 only.

#romance #lgbt #sns #sasunaru #narusasu #naruto #lemon #incesto #yaoi
Short tale
16
7.3k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo único

📷

Depois de presenciar seu pais sendo esmagados pela lataria prata de seu carro de luxo, Naruto não tinha mais para onde ir. Com apenas seis anos soube o significado das palavras: perda e solidão. Mas isso nunca o fez mudar seu jeito. Sentia-se triste e sozinho em quatro paredes, mas quando fora dela seu sorriso era um dos mais belos a serem admirados.

Logo após o acidente, Mikoto, melhor amiga de sua mãe, ficou desesperada para saber o que aconteceria com seu querido “sobrinho”. Cuidara daquela criança como se fosse sua desde o momento em que nasceu, nutria um carinho sem igual. E nada muito fora do normal quando tomou a atitude de adotar a criança para si.

Não demorou muito para que o processo se realizasse, afinal, Kushinha parecia saber muito bem sobre os imprevistos da vida. Deixou para trás uma carta, onde nela dizia que caso ocorresse algo consigo e com seu marido, que a primeira pessoa que deveria cuidar da criança seria sua melhor amiga. Na carta havia tanto sua assinatura quanto a de Minato, sendo assim a única coisa que Mikoto precisou fazer fora assinar alguns papéis.

-Prontinho, Naruto. Essa é a sua nova casa. – Falou sorridente enquanto adentrava ao ressinto juntamente ao pequeno loiro que parecia um pouco acanhado com a situação. – Vamos, não precisa ficar assim. – Disse de forma calma. – Meninos, desçam aqui! – Falou alegremente para logo em seguida ouvir os passos apressados das duas crianças.

-Naru! – Itacho, filho mais velho do casal, correu na direção do loiro o abraçando em seguida. – O que faz aqui?! Está de férias? – Perguntou inocentemente para o amigo, ou primo de consideração, enquanto analisava as malas nas mãos da matriarca.

Mikoto não havia comunicado os filhos sobre a vinda do mais novo membro da família. Não sabia que conseguiria efetuar a adoção ou se demoraria muito para isso, então não queria colocar expectativas falsas em suas crianças, muito menos as deixar ansiosas demais.

-Itachi, Sasuke, a partir de hoje, Naruto viverá com a gente. Será da família. Então eu quero que vocês não brigu...

-Eba!! – Itachi correu novamente pulando no pescoço do loiro o dando um abraço apertado. – Eu sempre quis um irmão loiro! – Falou alegre.

-Hey! Eu estou aqui. – Sasuke falou emburrado enquanto olhava a cena melosa das duas crianças a sua frente.

-Mas você não é loiro Sasu. – Falou como se fosse a coisa mais óbvia.

-Oi, Sasu. – Naruto disse pela primeira vez de forma envergonhada. Nunca foram muito chegados, o moreno sempre fora muito na dele. Quem que brincava com ele era Itachi, com seus cinco anos mais velho, porém nunca deixara que isso interferisse na relação que tinha com o loirinho.

-Hum. – Disse monossilábico para logo depois correr escadas acima e ir direto para seu quarto.

-Não liga pra ele, Naru. Mãe, ele pode dormir no meu quarto? – Perguntou esperançoso para a mãe que olhava tudo com um sorriso bobo.

-Podem sim, leve essas malas lá pra cima, Naruto ajude a ele. Vou fazer o almoço para podermos comemorar. Seu pai não vai chegar para o almoço, então seremos só nós quatro. – Entregou as malas para o mais velho uma mochilinha para o menor. -Depois passem aqui que vou lhes entregar um dinheiro. Quero que passem na padaria aqui do lado e compre um refrigerante.

-Refrigerante?! – Perguntou Itachi eufórico. – A gente nunca bebe refrigerante!

-Não seja exagerado, andem logo, se não vão comer muito tarde.

A relação de irmãos não fora algo muito difícil de se estabelecer. Com o passar do anos, se viam inseparáveis, até mesmo Sasuke, que mesmo tendo ciúmes da relação de seu irmão mais velho com, agora, seu irmão mais novo, não deixava de o considerar parte da família.

Agora, Naruto com dezesseis anos, Sasuke com dezessete e Itachi com vinte e um, eles já não passavam tanto tempo juntos.

O mais velho vivia na biblioteca da faculdade terminando seus inúmeros trabalhos, saia de casa cedo e voltava tarde. No tempo livro gostava de ria a bares e festas com os amigos. Não levava os irmãos por serem de menor, evitando assim problemas com sua mãe e com a lei.

Sasuke e Naruto frequentavam a mesma escola, no entanto, em séries diferentes. O irmão do meio estava no terceiro ano e o mais novo no segundo. Naruto não ligava tanto para suas notas nem para vestibulares, decidira pensar nisso no seu próximo ano, já Sasuke não deixava nenhuma de suas notas abaixo de nove e evitada perder tempo com jogos, saideiras ou conversar paralelas em casa. Ele tinha um foco, queria se tornar um dos melhores engenheiros do país. Queria trazer orgulho e prestígio a família. Tal coisa que percebia que o mais novo não se esforçava para fazê-lo. Isso o irritava.

Pois além do loiro não se importar com os estudos e tirar boas notas, ele sempre importunava Sasuke, sempre querendo manter contato, procurando algo que pudessem fazer juntos. Naruto se sentia sozinho naquela casa grande, queria alguém para poder curtir junto e aproveitar o tempo que tinha.

-Sasuke... – Naruto entrou no quarto do mais velho o chamando com a voz manhosa.

-Não me atrapalhe agora, Naruto. Estou estudando. – Disse simples sem ao menos direcionar o olhar para o loiro parado a sua porta.

-Mas você sempre está estudando, nunca tem tempo pra mim. – Falou entrando e indo em direção a cama, onde o moreno se encontrava cercado de dezenas de livros. – Já zerei meus jogos, já li meus livros, não tenho o quefazer.

-Já limpou o banheiro? – Perguntou simplista, precisava ocupar seu irmão.

-Se eu falar que já, você acredita? – Não tinha feito, mas também não queria fazer.

-Não.

-Pelo menos eu tentei. – Bufou irritado vendo que não conseguiria tirar nada do moreno. Puxou uma cadeira e se sentou na frente do mesmo, passou a observa-lo e isso irritou o de cabelos escuros.

-Naruto, o que está fazendo? – Era incrível de até o momento, Sasuke não tinha direcionado seu olhar para o loiro a sua frente. Porém quando passou a fita-lo quase se perdera nos olhos azuis fixados tão intensamente em si.

-Estou te observando.

-Isso eu já percebi. – Bufou irritado com a constatação óbvia que o outro fizera. Percebeu que o loiro não tinha um propósito para aquilo e que tentar tirar algo daquele tipo de ação não o levaria a nada. Preferiu ignorar o outro e voltar aos seus estudos.

Sem êxito.

-Para de ficar me olhando! Não consigo me concentrar! – Gritou sem paciência vendo o olhar espantado do outro. Suspirou e perguntou: - O que você quer fazer?

-Estou com fome.

-Perguntei o que quer fazer, não o que está sentindo. – Rolou os olhos em total falta de paciência.

- A gente podia... cozinhar alguma coisa. Mamãe chega tarde, assim como papai e Tachi. – Falou sem graça ao perceber que seus pedidos incessantes de que o moreno ficasse consigo fosse finalmente ser atendido.

-Tudo bem, vamos rápido que eu tenho que voltar o mais rápido que eu puder.

Era mentira, ele não precisava, ele somente queria. Passou tanto tempo viciado em estudar que agora passo a virar uma rotina.

Decidiram preparar uma pizza. Naruto disse que tinha aprendido a fazer, já que tinha bastante tempo livre. Sasuke não discutiu e decidiu o acompanhar.

Farinha aqui, farinha ali e a massa já estava pronta. O molho Sasuke disse que iria fazer, já que o loiro havia feito todo o resto. Não queria admitir, mas estava exausto, havia ficado acordado até tarde estudando, e agora que tinha parado, começou a sentir os nítidos sinais de cansaço.

No momento em que fora coçar o olho para espantar o sono, sem querer sujou a bochecha com o líquido vermelho, porém não foi percebido. Quando Naruto voltou do banheiro, viu de imediato que a tez do irmão estava suja. Segui a passos rápidos até o mesmo e passou o dedo ali e levando aos lábios.

Sasuke se assustou ao sentir o toque tão repentino em seu rosto. Virou-se para o loiro a tempo de o ver levando o dedo até os lábios, sugando e lambendo afim de tirar o molho de lá.

Quente. Aquilo tinha sido, realmente, quente.

-Ah, ficou um pouco. Acho que secou.

Em um movimento rápido, mas que se passou lento demais aos olhos do moreno, Naruto levou sua mão até o queixo do irmão, se colocou na ponta do pé, aproximou o rosto do outro e passou a língua por sua bochecha.

Ao sentir o toque leve, molhado e quente em seu rosto, Sasuke se afastou brutamente do toque do loiro e o olhou espantado.

-Porque fez isso?! – Seu rosto estava, com toda certeza, vermelho.

-Eu disse que estava sujo ainda... eu só fui limpar. – Falou um pouco acanhado por sentir seu toque negado pelo outro, mesmo sabendo que não havia feito nada demais.

-Eu... eu vou pro meu quarto.

Ignorando os chamados do caçula e o molho que ainda estava no fogo, correu para seu quarto e fechou a porta atrás de si

“O que aconteceu? Porque me sinto tão quente? “ Levou as mãos para o rosto afim de normalizar a temperatura da face e suspirou fundo. Sentia seu coração martelar contra sua caixa torácica e sua respiração forte, gostava de pensar que isso se dava ao esforço que fez para subir a escada. Porém esse esforço não tinha feito com que seu baixo ventre fisgasse ao se lembrar da língua de seu irmão lhe tocando a bochecha.

Não, não. Aquilo era muito errado. Teria que tirar isso de sua mente. Foi até sua cama e tentou voltar a estudar, falhando fielmente. Ainda mais quando ouviu a porta de seu quarto ser aberta pelo culpado de seus pensamentos impuros. Se amaldiçoou por ter esquecido de trancar a porta e tentou ignorar a presença do outro no quarto.

-Sasuke, me desculpa eu não queria ter te aborrecido. Não me deixa sozinho... – Falou com pesar nas palavras, estava cansado de se sentir só. E era isso o que mais sentia nesses últimos anos, abandono.

Se aproximou do outro e abaixou a cabeça. Sasuke não sabia o que fazer, se sentia culpado por arrancar feições tão tristes do outro. Suspirou e fechou o livro a sua frente. Era mais velho deveria dar o exemplo, deveria ser parceiro, mesmo com aqueles sentimentos novos ainda borbulhando em seu interior.

Deixou que o loiro se sentasse na cama abrindo espaço, mas se surpreendeu ao sentir o loiro se sentando em suas pernas. Sim, Naruto estava feliz, todo aquele dengo tinha surtido efeito e o moreno estava disposto a lhe dar um pouco de atenção. Sorriu sapeca para o irmão mais velho e disse:

-Vamos fazer o que então? A pizza ainda está lá embaixo ainda por fazer e... – Percebeu que o irmão tinha entendido sua intenção de chantagem emocional e logo tinha fechado a cara. Sorriu sapeca e em um movimento surpresa atacou-o com uma sessão de cócegas tirando gargalhadas do outro, que se debatia a fim de se desvencilhar dos toques alheios.

Se jogou na cama levando o loiro consigo, que após se ajeitar melhor sobre o outro, fazia movimentos ainda mais intensos, fazendo o outro ficar vermelho pela falta de ar. Quando sentiu que o outro estava prestes a desmaiar por falta de ar, sessou os movimentos e descansou as pernas.

Mas ao fazer isso, deixou que seu quadril se chocasse com o do outro, ouvindo um gemido surpreso e algo duro contra sua bunda. Aquilo era...

-S-Sasuke... – Remexeu o quadril tentando ver se era aquilo mesmo que pensava.

Como o movimento ondular sobre seu membro, Sasuke deixa um gemido contido sair e leva suas duas mãos ao quadril de Naruto no intuito de o fazer parar.

-Naruto... não... – Tentava falar, mas estava difícil se manter concentrado com alguém em seu colo enquanto você está terrivelmente duro. – S-Sai de cima. – Mandou, no entanto, soou mais como um pedido.

-Porque? – Perguntou. Sasuke que estava de olhos fechados para tentar se controlar, abriu em descrença olhando para o irmão que tinha um sorriso sapeca.

Naruto gostou, e muito, do som que havia arrancado do irmão apenas com uma rebolada. Sabia que o outro estava tentando se conter para não deixar transparecer o quão duro estava. Mas ele sabia que estava.

De forma provocante, voltou a rebolar no colo do moreno para sentir novamente os dedos do mais velho apertarem sua cintura tentando o parar.

-N-Naruto... não faz assim. – Pediu tentando se concentrar, mas se perdeu ao olhar para a cena da cintura do seu irmão, com o short curto que usava, rebolar contra seu membro de forma tão depravada.

O loiro levantou a blusa, deixando apenas a barriga a mostra, afim de ver seus movimentos contra o mais velho. Estava começando a se sentir quente, sentia o pênis duro do irmão roçar por entre sua bunda. Ambos usavam shorts de tecido fino, porém o de Naruto era, terrivelmente, apertado e curto na posição em que se encontrava.

Enquanto uma mão segurava a camisa, a outra levou até o abdômen do irmão, tentando se apoiar ali e continuar com os movimentos. Não conseguia parar, aquilo era muito bom, sentir a glande ainda coberta roçar as vezes contra sua entrada o fazia se sentir mais duro e querer tudo o que o irmão tinha a oferecer.

-S-Sasuke, você tem namorada? – Perguntou ao moreno com a respiração recortada.

-Nunca tive namorada, dobe. – Repreendeu, ainda tentando se controlar. Céus aquilo era muito errado para o mais velho.

-Posso ser sua namorada? – Perguntou de forma inocente. – Porque quero o que namorados fazem. Ahm... – Gemeu um pouco alto quando sentiu o pênis ainda coberto do irmão forçar contra sua entrada. – Por favor, Sasuke...

Perdendo todo seu auto controle e sensatez, o mais velho segurou a cintura do mais novo com força e inverteu as posições rápido demais aos olhos azuis.

-Naruto eu não vou aguentar. – Falou sôfrego enquanto investia lentamente contra a pélvis do irmão e sussurrava em seu ouvido. – Me pede pra parar, por favor. – Levou os lábio até o pescoço do loiro e passou a lamber e chupar a pele exposta.

Naruto estava perdido, não conseguia distinguir o que era certo e errado naquele momento, mesmo que soubesse que na verdade era errado e que na verdade parecia muito certo. Levou uma das mão até as costas do moreno, arranhando por debaixo da blusa e a outra aos fios escuros, nos quais puxava em deleite. Virou o rosto até conseguir alcançar o ouvido alheio e sussurrou:

-Sasuke me fode. – Ignorou o pedido do outro para que pedisse para parar. Em resposta ouviu um gemido nada casto sair pelos lábios contra sua pele e uma forte apertada em sua bunda pala logo sentir um tapa estalado nela.

Sem controle algum, Sasuke levanta o tronco rapidamente, e passou a tirar a blusa em tempo recorde. Tirou o short do irmão juntamente com a cueca amarela de bichinho, tão infantil, pensou.

Sentiu a boca salivar com a imagem que tinha. Os cabelos loiros bagunçados do irmão contra o travesseiro, a face corada enquanto mordia as costas da mão, a regata branca erguida deixando os mamilos a mostra, a barriga levemente definida, cintura acentuada e o membro encharcado e melado de pré-gozo. Sim, Sasuke queria guardar essa cena na sua memória para sempre.

Levou dois de seus dedos até os lábios carnudos do loiro, adentrando a cavidade e sentido serem sugados logo depois de ordenar para que seja feito. Levou os lábios até os mamilos e passou a chupar e morder levemente enquanto a outra mão ia certeiro no membro pulsante de Naruto.

Quando sentiu que seus dedos já estavam molhados o suficiente, os tirou da boca e os levou até a entrada, circulando ali enquanto o torturava. Deixou os mamilos de lado e colou sua testa na do loiro enquanto ofegava em expectativa.

Olhou dentro dos olhos claros enquanto enfiava lentamente um dígito dentro do corpo pequeno. Naruto gemeu longamente até que o dedo estivesse dentro por inteiro, sendo seguido pelo outro logo depois. Sasuke não conseguia se aguentar ao imaginar seu membro naquele lugar tão quente e apertado. Gemia em expectativa enquanto enfiava com mais rapidez e com mais força contra a traseira do irmão.

-Naruto... eu não vou aguentar. – Confidenciou para o outro, baixinho, enquanto sentia os gemidos contra seu rosto.

-Anda logo, por favor. – Pediu manhoso enquanto rebolava contra os dedos do mais velho.

Sem perder mais tempo, tirou seus dedos de dentro do loiro, se abaixou, levando seu rosto de encontro com a entrada pulsante do irmão.

-Desculpa, não tenho lubrificante. – Falou sem graça, mas não tinha mesmo. Nem mesmo tinha namorada.

Naruto não entendeu, porém estremeceu ao sentir a língua do outro o lamber de forma tão gulosa.

Sasuke não demorou ali, não ira conseguir aguentar nem mais um segundo. Cuspiu em sua mão e banhou o membro com a saliva. Direcionou-o até a entrada do loiro, se inclinou para alcançar sua testa na do mais novo e foi se enterrando lentamente. Não pode conter fechar os olhos e sorrir satisfeito enquanto sentia o interior do irmão o tentar colocar para fora, mas ao mesmo tempo o acolhendo de forma tão quente.

Já Naruto tinhas as feições contorcidas em dor enquanto tentava se desvencilhar da invasão. Sasuke era muito grosso para si, achava que não iria aguentar, até sentir a cintura do outro contra a sua em um movimento intenso. Ele já estava todo dentro.

-Sas-Sasuke... – Gemeu sôfrego.

-Calma, já vai passar. – Tentava se controlar enquanto sentia a entrada de Naruto pulsar em seu membro o fazendo uma massagem ali. – Q-Quando estiver pronto me fale. – Se segurava nas cobertas com força, não queria machucar o irmão. Gemia contido e suspirava pesadamente.

-Sas... se mexe. – Pediu de imediato, não aguentaria mais esperar, seu membro pulsava descontrolado, ter o moreno dentro de si por completo o deixava extasiado.

Sem precisar pedir uma segunda vez, o moreno começou a estocar contra o corpo do irmão com força, suprindo todas as suas necessidades, Naruto se agarrava as costas do irmão, a arranhando e o puxando mais de encontro a si. Era alucinante a sensação de ser invadido de forma tão bruta e ao mesmo tempo tão sexy.

Sasuke ao longo do tempo em que foi sentindo seu ápice chegando, se retirou de dentro do irmão, o colocou de quatro e voltou a meter com velocidade. Forçou o rosto do loiro contra a cama, sem parar com os movimentos uma vez sequer. Queria olhar para o rabo de seu irmão enquanto gozava e via todo seu sêmen vazando e explodindo pela entrada alheia.

-Haan... – Gemia alto contra os lençóis, sentindo seu pescoço ser apertado e sua bunda brutalmente maltratada. Estava tão perto que não conseguia controlar os pedidos e palavrões vergonhosos que direcionava ao irmão.

-Naruto você parece uma puta desse jeito. – Deixou escapar assim que ouviu o irmão pedir para que gozasse forte dentro de si.

-Sou a sua puta. – E foi com esse comentário que Sasuke, enquanto olhava seu membro alargar a entrada do irmão, gozou fortemente dentro dele. Levantou seu tronco e pode ver todo seu sêmen vazar pela entra do outro. Levou seu polegar até uma das pequenas poças rente ao seu membro e enfiou novamente para dentro do corpo alheio. -Ahhh. – Naruto gozou assim que sentiu o dedo do irmão entrar em seu interior junto com o membro.

Notando o quanto aquilo o agradava e que o loiro ainda estava gozando, tirou o dedão dali e enfiou seus outros dois dedos, voltando a estoca-lo novamente.

-Ah, eu não aguento mais... – Confidenciou em um sussurro enquanto sentia suas pernas cederem e os movimentos ainda firmes do irmão.

Incrivelmente Sasuke ainda estava excitado. Segurou a cintura do irmão para que ele não caísse e continuou as estocadas fortes e rápidas contra o corpo amolecido do loiro. Quando se desfez pela segunda vez, se retirou, exaustou, de dentro do outro e desabou ao seu lado na cama.

Naruto tinha as feições cansadas e espirava forte contra seu rosto. Contorceu seu rosto ao sentir sua entrada expelir uma quantidade absurda de sêmen. Foram duas vezes seguidas em seu interior.

Sasuke levou seus dedos até a entrada avermelhada do irmão, conseguindo sentir o estrago que fez e enfiou dois dedos.

-S-Sasuke... – Gemeu manhoso ao sentir sendo invadido novamente.

O moreno girou seus dedos no interior alheio retirando os resquícios esbranquiçados de lá.

-Calma, estou só de ajudando. – Dito isso, sentiu o loiro deitar com a cabeça em seu ombro e apoiar a mão em seu peitoral, enquanto continuava vasculhando o interior do outro. Aquilo era muito excitante para ambos, mas estavam muito cansados.

-Sasuke... – Chamou quando sentiu os dedos saírem de dentro de sí.

-Hum? – Indagou.

-Então quer dizer que eu sou sua namorada? – Perguntou inocente.

-Não. – Viu o outro ficar com semblantes tristes. – Você é meu irmão, você é meu namorado.

+

March 1, 2018, 3:10 p.m. 2 Report Embed 3
The End

Meet the author

Luh Hander Olá! Sou a Luhander, tenho uma conta no Social Spirit, porém como muitos dos autores de lá estão sendo banidos, preferi me prevenir e migrar para outro tipo de plataforma. Continuarei usando o Social até que algo aconteça, mas postarei aqui igualmente posto lá! Espero que gostem do que tenho a oferecer !

Comment something

Post!
Alice Alamo Alice Alamo
Olá! Notei que sua história é uma fanfic e, portanto, está na categoria errada do site. Fanfics devem ser postadas na categoria Fanfiction e os gêneros como romance, poesia, lgbt, etc, devem ser postados nas tags ;) Para alterar, basta ir em Editar configurações da história, ok?
March 1, 2018, 10:02 a.m.

~