Clichê Follow story

ohhtrakinas Sasah Trakinas

Dividida em várias cenas curtas, a pequena one-shot mostra como é bela a relação de dois rapazes na base do clichê... Ou pelo menos era isso o que Kagami queria.


Fanfiction All public.

##yaoi ##ohhtrakinas ##kuroko no basket ##KNB ##kuroko ##kagami ##kagakuro
Short tale
6
6607 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

one-shot

                                                                                       1#

Começara á notar o garoto baixinho fazia pouco tempo. Se acaso os dois ficassem juntos, seriam o tipo de casal homossexual clichê que toda a garota aprecia; um ativo alto e um passivo baixinho.

Todo grandão tem seu baixinho, não é? Ou pelo menos era o que via na internet.

Notara que Kuroko era organizado, gentil e educado. Sempre tratando as pessoas com respeito de forma graciosa.

-VAI TOMAR NO OLHO DO SEU CU, ARROMBADO DO CARALHO! TU NASCEU NUM CANAVIAL DE ROLA, CUZÃO!!!

Ou era o que pensava...




                                                                                                2#


Sabendo que Kuroko parecia ser uma pessoa frágil, viu sua valiosa oportunidade de se destacar. O azulado estava rodeado de caras mais velhos, querendo bater nele, e numa atitude heroica totalmente clichê, empurrou um dos caras e pôs o azulado atrás de si.

-Eu te protegerei, Kuroko... Eu juro!

Percebeu que estava indo no caminho certo quando viu os lindos olhos azuis brilharem de admiração, todavia segundos depois se perguntou se realmente valia a pena arriscar a própria vida para ajudar o amado quando sentiu o primeiro soco que levou no nariz.

Como um completo idiota que mal conseguia defender o futuro pretendente, apanhou bastante.

Quando os delinquentes se afastaram, estava com o corpo todo dolorido e o rosto um pouco desfigurado. Tudo doía, mal conseguia falar.

Assim que chegou na enfermaria, Tetsuya estava do seu lado, ajudando a enfermeira fazer os curativos.

-Você é um fracote, Kagami-kun.

-Desculpa... –Respondeu, cabisbaixo.

-Mas obrigado por pelo menos tentar.

Ao ver aquele belo sorriso direcionado á si, perguntou-se novamente se valia a pena arriscar a vida para proteger o amado; e já tinha a resposta.

Valia sim.





                                                                                              #3


Estavam na biblioteca, e Kagami se esforçava para ler aquele livro estúpido de poesia. Não tinha paciência para aulas de literatura, e ficava frustrado quando a professora mandava ler livros chatos.

Mas sua atenção de puro tédio foi direcionada á um certo azulado baixinho que estava tendo dificuldades para pegar um livro que estava um pouco alto.

Viu ali sua chance de o ajudar mais uma vez. Seria algo bem clichê: o ajudaria a pegar o livro e suas mãos se tocariam por acidente. Provavelmente Kuroko ficaria com a face corada.

Isso seria interessante...

Quando se levantou da cadeira para ajudá-lo, viu uma outra pessoa totalmente aleatória pegar o livro e ajudá-lo.




                                                                                                #4

Sua amiga Ainda Riko esgotava sua paciência dizendo que deveria convidar Kuroko para sair. Cansado de sempre escutar a mesma coisa, resolvera agir.

Assim que aulas acabaram de sair da escola, Kagami correu em direção ao menor, e com toda a coragem do mundo, o convidou para irem ao cinema naquele final de semana.

Surpreendentemente Kuroko aceitou, e Kagami foi pra casa sorrindo de orelha á orelha.

Até o esperado dia chega, Taiga já imaginara um roteiro completo para o encontro. Veriam um filme romântico, Tetsuya estaria envolvido no filme enquanto o ruivo estaria pouco interessado. Em qualquer momento iria colocar um de seus braços nos ombros do azulado, disfarçadamente, como o bom e velho clichê mandava.

Assim que saíssem do cinema, estaria chovendo. E céus, essa seria a melhor parte! O beijaria na chuva!

Realmente estava ansioso para esse precioso dia que finalmente faria tudo o que queria, porém, não foi como planejou...

No final das contas foram assistir um filme de terror, onde a maior parte do tempo passou levando sustos e se engasgando com a pipoca. Quando saíram, estava chovendo, como esperava, mas não houve beijo, pelo contrário, ficaram ilhados, preso no transito em um taxi por quarenta minutos.

Pelo menos o taxista que tinha sotaque espanhol era engraçado.




                                                                                          5#




Meses depois, Kagami podia-se dizer que estava vivendo o paraíso. Finalmente os dois estavam namorando, e estava extremamente feliz. Todos os dias mandavam mensagens um ao outro, saiam juntos, andavam de mãos dadas, enfim... Nada mais que um casal idiota apaixonados.

Numa certa noite, quando por sorte Kuroko se via sozinho em casa, convidou Kagami para dormir lá. Sem pensar duas vezes, o ruivo correu para a casa do menor.

Estavam um pouco nervosos, deitados naquela cama, beijando-se com certo carinho e trocando carícias, seria a primeira noite deles.

Finalmente perderia a virgindade, e ainda por cima com a pessoa que amava. Taiga não podia estar mais feliz.

De repente, o ruivo sente um solavanco vindo de Kuroko, o azulado o põe para baixo, ficando por cima.

-É sua primeira vez? –Pergunta, Tetsuya.

-S-sim... É a sua também?

-Não.

-VOCÊ JÁ FEZ ISSO!?

-Já.

-Ah... –Resmungou meio desapontado –Bom, tudo bem... –Deu de ombros.

-E só uma coisa...

-O que?

-Eu sou o ativo. 

Feb. 27, 2018, 12:20 a.m. 1 Report Embed 1
The End

Meet the author

Sasah Trakinas Alcoólatra triste.

Comment something

Post!
Celi Luna Celi Luna
KKKKKKKK EU TO ME BORRANDO DE RIR KKKKKK É tão a cara do Kagami ser o idiota apaixonado q quer tudo como num roteiro de cinema, e é também muito a cara do Kuroko estragar tudo que ele planejava kjshsjhxjsjfhdeh achei mto incrível demais msm "Eu sou o ativo" FOI DEMAIS PRA MIM KKKKKKKKLL EU CONSIGO IMAGINAR A CARA DO KAGAMI AQUI AAAAAAAAAA Dsclp pelo surto, mas eu gostei msm, parabens
July 11, 2018, 12:36 a.m.
~