Não Me Deixes Sucumbir Follow story

dimple doctor Jin

Porque Jimin não aguenta mais se deixar levar mesmo sabendo que são apenas palavras vazias e implora ao seu coração por um fim a todo o seu tormento. Jimin!Centric | Shortfic | Angust | AU!


Fanfiction Not for children under 13.

#Término #Adultério #Fanfiction #Fanfic #Drama #Bangtan #BTS #Jimin
Short tale
6
6.8k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Ou irei me destruir


 Era sua tarefa diária, como se sua alma só se acalmasse depois que sentasse diante da última gaveta da cômoda e observasse o antigo celular de tela rachada junto com às várias tranqueiras que ali ficavam. Precisava lembrar, não podia esquecer, não queria sucumbir a vontade de ligar para seu velho tormento, seu pequeno demônio que causava um grande estrago.

 Não podia depender de mais ninguém, as feridas em seu espírito doíam mais que qualquer soco que algum dia levou, amar nunca pareceu tão difícil quanto agora, nem mesmo quando vivia seus dias de relacionamento conturbado. O fim é mais doloroso do que qualquer outro momento, a vontade de implorar era avassaladora, mas não podia, não quando já havia se humilhado tanto naquele romance fadado ao desastre, não quando se deixou levar e se sujeitou a tanto por nada.

 Jimin passava as unhas na tela do celular novamente, esta também era sua tarefa diária, arranhar a tela do aparelho como arranharam sua alma. Mas não era suficiente, sua dor parece nunca passar, a melancolia não tem fim, queria ser forte para esquecer...Mas ele sabia que se esquecesse iria fraquejar, ligar para o número já decorado no inconsciente e pedir por um novo começo que teria um fim como todos os outros.

Não quer migalhas de amor, pedaços de carinho e raspas de respeito. Jimin quer ser mais do que um dia já fora, quer ter mais do que já recebera e se ligasse não teria nada além de mais dor e finais ruins.

 Sempre achou cômico adolescente desesperados pelo fim do relacionamento, mas ironicamente se tornou um adulto quebrado por tantos recomeços e choros de término. Repetia em sua mente que não precisava de mais disso tudo, mas suas mãos sempre tremiam de antecipação quando pensava em discar aquela sequência numérica, o coração pulsava forte o lembrando que ainda estava vivo e seus olhos sempre vacilavam quando insistiam em olhar para a janela da casa ao lado, a dor era transformada em líquido e vazavam por seus olhos.

 Estava cansado da culpa ao olhar aquela família, cansado dos encontros noturnos e promessas quebradas, eles não tinham futuro e Jimin sabia disso.

 Pedir que seu coração o esquecesse era como uma reza, precisava ser mais que um amante para se sentir amado, era necessário recolher os cacos da sua dignidade para seguir adiante, não queria restos de sentimentos para se sentir bem, se sentir alguém ‘apreciável’. Jimin quer ser independente do sentimento alheio, apreciar a si mesmo, ter amor próprio para fazer escolhas certas e não persistir em mentiras.

 Enquanto reconstrói sua alma pisoteada, Park Jimin em seus momentos de desespero e choro agarrava sua camisa rente ao peito com tanto afinco enquanto clamava ao coração tão luxurioso:

                                      “Não me faça ligar, não me deixes desejar”

                                         “Por favor...Não me deixes sucumbir”



Feb. 26, 2018, 5:15 p.m. 0 Report Embed 3
The End

Meet the author

doctor Jin Fantasmando enquanto posto minhas histórias.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~