Experience Secret Follow story

tiatatu Tatu Albuquerque

Uma sociedade cheia de segredos e falsidades, tudo em nome do interesse. Dinheiro, prazer, sexo ou amor, cada um tem um motivo para jogar o seu jogo. Uma mulher, 10 jogadores, um único objetivo, um assassino perigoso. Todos podem ser a próxima vítima, todos podem ser o assassino.


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only.

#naruto #naruhina #fns #FNH #Assassino #AllHina #konohana #gaalee
27
7802 VIEWS
In progress - New chapter Every Thursday
reading time
AA Share

Prólogo

Ela me deixa louco, ela... Ela é incrível! Eu nunca imaginei que fosse me apaixonar por ela, onde eu tava com a cabeça quando pensei que ela ia ser só uma coroa que eu ia traçar e acabou? Eu devia ter escutado o Konohamaru quando ele disse que a sogra dele deixava até mesmo ele tentado de tão gostosa, ou escutado o Neji quando ele disse que ela "não passava de uma indecente", apesar de eu ainda achar isso uma falta de respeito com ela. Bastou ela chegar dirigindo sozinha o carrão branco dela que eu nem consigo ver a marca e só a deliciosa motorista dele, que eu senti um arrepio na espinha. Aquele corpo cheio de curvas, os cabelos negro-azulados que ela tem, com os olhos que mais parecem pérolas...

— Olá, gatinho assustado! - ela tem uma cara de anjo, com 40 anos ela mais parece uma irmã mais velha da enteada de 21, mas de anjo ela só tem a cara, essa mulher me causa sensações que só os demônios conhecem. Eu me achava o fodão pegador, não nego, mas desde que eu conheci esse furacão chamado Hinata, eu me vi louco, eu parecia um virgem perto de uma mulher fogosa, confiante, exigente, de quem eu caio aos pés. - Eu tava precisando de uma massagem dessa, tive um dia tão cheio... - ela disse oferecendo o pé esquerdo, enquanto eu beijo o direito. Ela me tem aos pés, sabe e ri disso. - Vai, levanta e tira a roupa que eu quero ver o meu garotão! - pois é, enquanto a maioria das garotas que eu já peguei tentavam fazer um striptease sensual pra mim, eu que tenho que tirar a roupa pra ela, que me devora com o olhar. - Dá uma voltinha, meu amor... - esse sarcasmo misturado com ironia até me diverte, além de me excitar. Quando virei, senti ela apertar a minha bunda. - Não nego o quanto você é gostosinho, gatinho... - ela e esses apelidos diminutivos... Sentei na cama, como ela mandou, e senti as unhas dela me arranhando as costas, indo pro peitoral e, sem vergonha nenhuma, descendo pela barriga até meu pau e me masturbando enquanto morde minha nuca e meu pescoço... Nem vi quando ela me jogou na cama e montou por cima de mim, aqui, quem manda é ela e ela sabe lidar mais com o sexo do que com a fortuna que o marido deixou pra ela antes de morrer e olha que ela triplicou a grana. Ela não tem pudor, só o que ela tem comigo é tesão e ela quer aliviar comigo.

— Hinata... - ela é quem me faz gemer seu nome enquanto ela me chupa de um jeito que nenhuma garotinha poderia chupar, me olhando provocante de um jeito que só uma mulher madura como ela poderia fazer e depois ri como só ela ri. Tentei beijar ela, mas quem disse que ela deixa? Ela só deitou na cama e abriu as pernas.

— Sua vez! - ela mordeu o lábio e eu mordi o pescoço dela, descendo pelos peitos enorme que tanto me seduzem. - Morde devagar e vai lambendo... - ela não tem um pingo de vergonha de dizer o que gosta ou não, pedir para que eu faça de outro jeito ou reclamar que não estou agradando, ela até mesmo ri se eu tentar fazer algo novo, pra mim, porque parece que eu nunca vou conseguir surpreender essa mulher, e não conseguir ou não agradá-la, porque, como ela diz, "ela não está aqui pra me agradar, eu é que tenho que lhe satisfazer.", ela me guia, me ensina, me enlouquece até nesse rebolado sutil dos quadris dela contra o meu rosto. - Mais pra cima... Clitóris não é enfeite, amor... Isso, agora você tá fazendo certo... - é, eu sei pelos arranhões que ela dá na minha nuca enquanto geme, não tão alto quanto eu gostaria, sinal que ela não tá gostando tanto assim e eu preciso mudar isso. - Oh, céus, agora está maravilhoso! - agora sim! Sem vergonha, pudor ou nojinho algum, ela me puxou pelos cabelos e me beijou, enquanto eu me preparo pra finalmente entrar nela e tocar o céu. - Vê se aguenta até eu gozar hoje, hein... - piadista.

— Hoje eu vou te levar ao céu, Hinatinha! - ela riu maliciosa como sempre, esperando que eu cumpra essa promessa e minha honra de homem, assim como esse meu "relacionamento" que tenho com ela, depende que eu a cumpra.

— Olha que se isso ficar chato eu procuro outro, hein... - se ela queria me dar incentivo, conseguiu. - Mete mais devagar, porém com mais força... - como eu disse, ela não tem vergonha de falar o que quer e acho que é isso que me atrai nela, nada nunca cai na mesmice ou na obrigação, é puro prazer. - Uh, você tá conseguindo, gatinho... - com ela eu aprendi a notar quando uma mulher de fato gosta do que eu faço, eu posso sentir o gosto de seu orgasmo enquanto a beijo, o tremor de suas pernas, as contrações dela contra mim... Fazer esse mulherão gozar é tão bom quanto gozar, aliás, se eu segura mais um pouco eu vou morrer. - Foi muito bom por hoje, mas você ainda precisa praticar mais, quem sabe assim você não precisa quase morrer prendendo porra...

— Porque você não para de fazer piadas e me diz quando você vai parar de me usar como um brinquedo sexual e vai me assumir, hein? - ela riu, como sempre ela riu. - eu tô cansado. - Se eu sou tão ruim como você fala, porque você me procura e ainda paga o motel? - esse deboche.

— Digamos que você seja meu brinquedo favorito! - ela sussurrou no meu ouvido, me arrepiando inteiro. - Você é um garotão e eu uma pobre viúva necessitada... - ela ainda finge carência... Ela tá longe de ser uma "viúva necessitada"! - Você não é nem isso tudo, Naruto! Você é só um garoto loiro, de olhos azuis, umas cicatrizes no rosto que te dão um charme a mais... Nem seu pau é lá isso tudo! - eu fico mais do que puto quando ela fala assim de mim, acho que ela se diverte me pisando. - O que foi? Machuquei seu ego, foi? Tadinho, vai chorar! - ela é um misto de ironia e malícia, com um rosto inocente, que mexe comigo inteiro. Eu quero essa mulher pra mim, além de uma cama de motel. Eu quero gritar pro mundo que ela é minha, que eu a amo, mas parece que ela só quer me usar.

— Eu tô cansado de ser só seu amante, Hina... - abracei ela pela cintura, me afogando nos peitos dela que não para se rir cheia de deboche.

— Se não tá gostando, amorzinho, é só ir embora! - é isso que me irrita nela! Ela veio, sentou no meu colo, puxou minha bochecha como se eu fosse uma criança e disse o de sempre. - Você tem uma carinha de bebê linda, mas não é o único! Eu não vou assumir um moleque que mal saiu das fraldas e se ele não tá gostando, outro pode vir e... - joguei ela na cama de novo, eu não consigo nem pensar nela com outro, por mais que eu saiba que provavelmente eu não sou o único que essa mulher leva a loucura, não sou o único que cai aos pés dela, não sou o único que pode provar desse prazer insano que ela não proporciona só a mim e isso me deixa louco. Ela vem, ela usa e abusa do meu corpo, depois de me tirar até a última gota de prazer ela se veste e vai embora sem sequer olhar pra trás.

— Até a próxima... - suspirei pesado e apenas apreciei o andar confiante dela antes da porta se fechar. - Como essa mulher mexe tanto comigo, Deus? - é sempre assim, eu já devia tá acostumado a ser o "brinquedinho favorito" dela, não era isso desde o começo? Uma experiência bem secreta? Um caso de uma noite ou outras noites mais sem nada de compromisso? Merda, eu não devia ter caído na rede dela! Como isso começou? Bem...

"— Me ajuda com essa gravata! - o Konohamaru, meu primo, é namorado da Hanabi, enteada mais nova da Hinata, que até então eu não conhecia. - Eu nem acredito que finalmente consegui fazer a senhora Hinata topar o meu noivado com a Hana, eu não posso ir maltrapilho pra esse jantar...

— Como você se prendeu à uma mulher a ponto de querer casar com ela aos 21 anos, rapaz? - eu paguei muito a minha língua de tanto criticar o Kono.

— Se você conhecesse a mulher que eu tenho, me entenderia! - ele riu malicioso. - É uma garota boa, de boa família, ótima de cama e de quem eu gosto muito, o único problema no meu futuro casamento não é o fato de sermos novos e sim a ex babá protetora... - o que eu sabia de Hyuuga Hinata era que ela era babá dos filhos do marido, Hyuuga Hizashi, e que casou com ele depois da morte da primeira esposa dele, no parto da Hanabi, que praticamente foi criada pela Hinata e até mesmo chama ela de mãe. Sabia também que ela era bem mais velha, que todos a viam como uma interesseira que deu o golpe do baú no patrão rico e que o Neji, irmão mais velho da Hanabi, odeia ela.

— Ela deve ser só uma coroa...

— Queria eu que fosse, a mulher é uma tentação ambulante, até eu fico meio incomodado com a presença dela e você sabe o quanto eu sou fiel à Hana... - eu duvidei, mas fazer o quê, né? Enfim, quando chegamos no "jantar de noivado da grande herdeira Hyuuga com o próximo presidente da EmmaCorp", tinha muita gente, muita mulher bonita, mas nenhuma era mais bonita quanto ela. A pele clara, os cabelos bem cuidados, o rosto fino e bem angelical me deixaram fascinados.

— Ei, eu não sabia que a Hanabi tinha uma irmã... - não era só o Neji e ela? Ela tinha uma beleza única, um olhar forte que marcava qualquer um e me deixava louco, ela exalava malícia e sensualidade, chamava atenção onde passava.

— Lá vem a aproveitadora indecente! - eu não entendi o que o Neji queria dizer, mas logo eu ia entender.

— Boa noite! - ela se aproximou de nós, com a Hanabi quase pulando no colo dela.

— Mãe Hina! - era isso, aquela mulher que eu julgava ser irmã deles, na verdade era ela, a madrasta deles, uma mulher que desde a primeira vez que eu vi, acho que já me deixou apaixonado.

Feb. 26, 2018, 2:51 p.m. 7 Report Embed 5
Read next chapter Mistérios

Comment something

Post!
Inial Lekim Inial Lekim
Eis me aqui, relendo tudo outra vez, ainda surpresa por ler uma NH, porém dando um grito a cada linha...
May 9, 2018, 8:54 a.m.

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    Huahhahahahahahah quebra esse preconceito com as Eneaga Patrícia May 9, 2018, 9:07 a.m.
Fox Bella Fox Bella
AAAA EU AINDA NÃO TINHA LIDO ESSA! QUE MULHERÃO DA PORRA! ESSA HINA SUPER PODEROSA É MINHA RELIGIÃO CARAAAA!! Eu te amo Juliane, me da um beijo menina!
Feb. 26, 2018, 8:29 p.m.

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    Vamo se beijar até a Hinata deixar de ser tão ícone! Feb. 26, 2018, 8:32 p.m.
Mari Satsuki Mari Satsuki
AAAAAAA MINHA FIC, MEU MOMENTO! Trás essa fic toda pra cá Juliane, nunca te pedi nada mulher
Feb. 26, 2018, 9:15 a.m.

~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 7 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!