Recém Casados Follow story

thagliabrito Tháglia Brito

Lisa Scott é uma ex-famosa. Aos 26 anos vê sua carreira de cantora indo para o fundo do poço depois de alguns escândalos que destruíram sua imagem e para recuperar seu status resolve participar do reality show mais assistido dos EUA, o Recém-Casados, onde duas celebridades vivem como casados por seis meses. O que Lisa não esperava era conviver com a nova celebridade do momento o Sul-Coreano egocêntrico Hyun Min Jun, que está em plena ascensão na América. Os dois terão que aprender a conviver juntos por longos seis meses sob o mesmo teto. Afinal, o que poderia dar errado?



Fanfiction Not for children under 13. © Todos os personagens e o nome do show são de autoria do autor da obra

#kpop #famosa #humor #america #recém casados #livro #coréia #oppa #korean #reality show #comédia #ficção #chicklit #amor #romance
6
7350 VIEWS
In progress
reading time
AA Share

Capítulo 1

Meus pés eram puxados em meio à berros de uma voz familiar que naquele momento não poderia ser mais irritante. Com os olhos ainda fechados eu reclamava balbuciando reclamações sonolentas e confusas. Agarrei-me aos lençóis relutante em ser acordada.

— Lisa, Lisa... O que eu preciso fazer pra você sair dessa cama? – A voz de Brie era meu tormento.

— Só me deixa dormir mais um pouquinho vai... – Reclamei com a voz fraca tentando terminar meu sonho onde Brad Pitt estava prestes a me beijar debaixo de uma cerejeira florida.

— Você tem noção de que horas são? – Senti o peso de seu corpo que se sentou ao meu lado – Eles não irão perdoar mais esta falha Lisa. Você já faltou na primeira data de gravação.

— Eu só preciso beijar o Brad Pitt e prometo que acordo...

— Então é assim? Então vamos fazer do modo mais difícil.

Ela deitou-se aos meus pés e senti os seus pés apertando meu rosto. Meu estomago se revirou e abri os olhos de imediato.

— Ai que nojo Brie, você é uma vaca nojenta!

— Obrigada! A vaca nojenta aqui é uma mulher mais responsável do que parece além do meu salário depender do que você ganha. E você não ganha nada a quanto tempo mesmo?

— Não precisa cutucar a ferida sabia? – Sentei-me na cama e bocejei me espreguiçando – Que horas começam as gravações? – Indague preguiçosa.

— Às três...

— Que horas são? Eu preciso tomar um banho, fazer meu cabelo, maquiagem...

— Duas e meia! – Respondeu com um olhar sério e braços cruzados.

— Ai que merda! – Saltei da cama e corri para o espelho da penteadeira de camarim branca – Por que não me acordou mais cedo?

— Se eu te responder vou ser demitida, pois não vai gostar do que vou te chamar.

Soltei um longo suspiro e encarei minha imagem refletida no espelho retangular. Foi um tanto assustador admito, mas nada surpreendente. Duas grandes bolsas escuras sob meus olhos inchados e vermelhos, minha bochecha esquerda com as marcas do travesseiro e no canto da boca uma mancha de baba seca, tudo isso acompanhado por um cabelo desgrenhado e sujo.

— Eu quero morrer... – Choraminguei quase desistindo de tudo. Mesmo que o futuro da minha carreira dependesse daquilo.

— Vamos lá, chega de preguiça, vamos, vamos, vai pro banheiro e toma um banho rápido que eu dou um jeito no resto, corre!

— Por que eu deveria me preocupar tanto com o horário afinal? Eu sou uma estrela e posso me atrasar.

— Você já foi uma estrela Lisa, agora é no máximo um vagalumezinho com a bundinha apagando e acendendo – Gesticulou apontando para minha bunda.

Bufei irritada e corri para um banho rápido, apenas para despertar e seguir meu dia com o máximo de tranquilidade possível. Eu deveria me animar, sabia disso, eu estava prestes a começar a devolver minha carreira aos eixos e voltar a ser a grande estrela que sempre fui, eu estaria na boca de todo mundo, todos me assistiriam diariamente e veriam o quanto eu sou uma pessoa legal e diferente daquela Lisa dos escândalos, veriam como sou humilde e amiga. Que sei lidar com problemas do dia a dia e que ao lado de meu marido fictício mostrarei minha verdadeira face. A boa Lisa Scott.

Brie abriu a porta do grande banheiro e deixou uma muda de roupas sobre o balcão de mármore.

— Separei estas roupas pra você ir gravar. Elas dizem sou uma estrela, mas sou uma boa garota, vocês irão me amar – Exibiu cada uma das peças – O que acha desses saltos, não são muito chamativos, mas mostram que se importa com moda.

— Está bom, eu só quero que tudo volte a ser como era antes, com os holofotes sobre mim e todos dizendo o quão especial eu sou na vida deles – Enrolei-me no sobretudo e caminhei até minha empresária/melhor amiga.

***

Brie dirigiu até o café onde a gravação teria início enquanto eu bebericava meu café com leite fumegante num copo de papel.

— Como você acha que ele será?

— Ele quem? – Indagou sem dar atenção.

— Quem você acha? Meu futuro marido de mentirinha. Será que ele é bonito? O cara da última edição do Recém-Casados era um verdadeiro sonho, um cavalheiro – Sorri involuntariamente – E agora ele até está participando de uma série nova.

— Ele foi gentil porque estava no roteiro – Brie soltou com desdém – Você sabe que esse programa é todo roteirizado, você será o que eles mandarem você ser.

— E se eles me pedirem pra ser uma megera e ele um marido bonzinho e compreensivo? Eu tenho que ser a vítima aqui.

— Graças a sua empresária maravilhosa que por acaso sou eu – Deu um gole em seu café já frio – Eca, isso está horrível – Entregou o copo para mim enquanto fazia uma careta – Graças a sua empresária incrível você será uma ótima esposa e terá uma ótima personalidade boa e adorável. Todos irão te amar, mas – Olhou para mim levantando o dedo indicador – Faça o que eles pedirem e não tente ser com a produção o que você é comigo, nós somos amigas, eles não são seus amigos entendeu? Eles podem foder com tudo se quiserem e não queremos isso.

— Entendido. Não quero ser fodida por eles.

— Ótimo, chegamos – Sorriu e estacionou o carro na única vaga ainda disponível.

Quando descemos do carro e passamos pela equipe de produção me senti como num daqueles filmes onde a protagonista caminha em câmera lenta com os cabelos ao vento enquanto todos ao seu redor admiram sua perfeição. Mesmo que basicamente nenhum deles estivesse exatamente nos observando ou no mínimo atentos à nossa chegada, mas é claro que havia a justificativa óbvia de que estavam ocupados com fios e cabos de equipamentos o que era completamente aceitável.

Pigarreei quando paramos ao lado da produtora que parecia imersa em uma conversa acalorada com sua assistente sobre seu ex-marido e porque ele nunca buscava os filhos para passarem o fim de semana em sua casa. Pigarreei outra vez quando notei que da primeira vez não funcionou e então a cutuquei.

— Mas que droga porque tem um filho da puta me chamando?... – Olhou para nós e forçou um sorriso – Ah são vocês, eu sinto muito, sempre tem alguém me chamando o tempo todo e pensei que fosse uma dessas pessoas – Então ela fechou o rosto e senti que algo de ruim estava por vir – Mas que diabos vocês fazem aqui a essa hora? Não havíamos combinado as três? São quase três e meia? Esse tipo de atraso é intolerável no meu show!

— Eu sinto muito produtora Owen, mas você sabe como nós estrelas do show business somos ocupados e acabou acontecendo de me atrasar...

— Você estrela do show business ocupada? – Genna gargalhou e olhou ao seu redor como se procurasse por algo – Isso foi uma piada né? – Colocou as mãos nos quadris - Lisa minha querida e iludida Lisa Scott todos nós sabemos que você deve ter acordado tarde, afinal você já não é uma estrela há muito tempo e ninguém quer você em seus programas, mas graças a sua empresária aqui que me convenceu que de alguma forma você pode ser útil em meu programa eu te convidei pra essa temporada de Recém-Casados e é bom que esta temporada tenha alguma audiência entendeu?

— É claro, com certeza terá muita audiência eu trarei a maior audiência que esse programa já viu!

— Duvido muito, mas continue pensando assim – Deu de ombros e caminhou para o lado oposto.

— Produtora Owen? – Brie a chamou um tanto vacilante.

— Ahn?

— Aonde está o futuro marido da Lisa?

— Ele ainda não chegou, mas ao contrário dela ele é uma verdadeira celebridade! – Sorriu e ajeitou os óculos seguindo seu caminho.

Permanecemos de pé aguardando a chegada de meu marido. Não havia uma cadeira sequer disponível a não ser as duas únicas reservadas para a estrela do programa e seu acompanhante ao lado de uma mesinha com sanduíches naturais e suco.

— Você viu isso Brie? Viu a que ponto eu cheguei? – Choraminguei indignada com minha situação – Eu sequer tenho direito a uma mísera cadeira, como eu cheguei aqui Brie? Como eu cheguei ao fundo do poço dessa forma?

— Tem aquele clipe com as freiras e os padres que nunca deveria ter sido lançado, tem aquele caso com as bebidas e as drogas e aquela vez que dirigiu bêbada... – Ela levantava os dedos a cada memória – Ah e seu caso com aquele produtor casado, eu te disse pra não fazer aquilo, mas o pior mesmo foi...

— Chega, eu sei muito bem o que eu fiz, foi uma pergunta retórica. Eu afundei minha carreira, mas não imaginei que o fundo do poço fosse tão ruim, talvez alguém me resgatasse de lá, mas pelo visto serei uma Samara da vida sem qualquer chance de namorar o Brad Pitt.

— Por que não paramos de pensar nisto e pensamos em quem poderia ser seu marido?

— Tá, tudo bem – Aceitei sem melhores opções.

— A única coisa que sabemos dele até agora é que ele é asiático...

— Eu não sabia disso! – Protestei.

— Esqueci de avisar me desculpe, mas é isso ele é asiático, mas precisamente da Coréia do Sul, uma grande estrela em seu país e uma estrela em ascensão na América, estará em três das cinco maiores produções cinematográficas desse ano.

— Espere... Você sabia tudo isso sobre ele esse tempo todo e não me disse nada?

— Me desculpe?

— Quando você disse asiático eu cheguei a pensar no Jackie Chan, agora sei que não é ele, acha que é aquele moço do The Walking Dead? Ouvi dizerem que ele é coreano.

— Não, não é ele, ele nunca estaria numa mer... – Ouvimos um pigarreio irritado ao nosso lado, a produtora Owen parada de braços cruzados nos observava com um olhar fuzilante – Num merevilha de programa como esse, esse programa é mesmo incrível não acha Lisa? – Brie me cutucou com o cotovelo.

— Ah sim, uma maravilha, eu não poderia pensar num programa melhor para participar por seis meses.

— Calem a boca! – Genna disse olhando para a direção onde quase todos corriam deixando seus afazeres de lado – Ele chegou! – Concluiu se afastando de nós ligeiramente para se juntar ao resto de sua equipe, mas parou no meio do caminho – Vocês duas fiquem exatamente aqui, não se movam!

— Tá bem então – Bufei já irritada com toda a falta de atenção que recebia.

Brie e eu permanecemos ali de pé sob o Sol escaldante de Los Angeles aguardando algum sinal de que poderíamos sair daquele grande estacionamento. Meus pés ardiam por permanecer de pé por quase uma hora com saltos finos e desconfortáveis. Brie parecia que cairia dura no chão a qualquer momento, mas ninguém notava o quanto estávamos acabadas antes mesmo do programa começar.

Eu sentia a minha testa suada e os cabelos grudando em meu pescoço. Meu desodorante parecia estar vencido, já que não cumpria seu papel em manter minhas axilas secas e minhas pernas desmoronariam em pouco tempo.

— O que estou fazendo com a minha vida? Eu não aguento mais isso Brie, não dá mais, isso não está certo. Quer saber eu vou embora daqui! – Me irritei e comecei a marchar em direção ao carro.

— Ei, espere, pra onde a senhorita pensa que vai? – A voz da produtora Owen soava áspera.

— Eu? – Apontei para mim – Estou indo me sentar no meu carro – Menti – Já que ninguém nos oferece uma mísera cadeira para nos sentarmos sob esse Sol escaldante – Tentei soar tão áspera quanto.

— Vocês duas venham comigo, seu noivo chegou, vamos começar as gravações.

— Neste estado? – Voltei a apontar para mim – Vocês vão me ajudar a aparecer melhor diante das câmeras não é? Eu to fedendo suor produtora Owen.

— O problema não é meu. Vamos, temos que terminar as gravações de hoje ainda hoje e mandar o casalzinho feliz pra nova casa.

— Não teremos uma Lua de Mel? – Corri até a mulher de cabelos louros ondulados e desgrenhados e caminhei ao seu lado com Brie logo atrás de nós.

— Como todos os outros casais tiveram Genna, eles iam para a casa apenas uma semana depois! – Minha amiga continuou.

— Tivemos um corte de gastos nesta temporada, os executivos do canal não acreditam que você possa trazer muita audiência ou lucros, então...

— Isso não é justo! – Chorei emburrada.

— A vida não é justa minha querida, vamos lá – Ela parou e me encarou próxima a porta do café. Ajeitou os óculos e em seguida me olhou de cima a baixo – Poderia ser melhor, mas é o que temos pra essa temporada não é? É hora de darmos início a essa droga de programa, o seu mais novo marido está ali em uma das mesas ao fundo, o café está vazio, apenas para vocês dois. Você deve chegar e parecer confusa, perdida e então encontrar a mesa dele, se aproximar, se cumprimentar e sentar à frente dele. Sempre sorria enquanto falar com ele, pareça interessada no que ele diz, mesmo se for um saco. Ele já foi instruído sobre o que deve fazer. Depois gravaremos com vocês dois separados sobre suas expectativas e sobre como foi conhecer um ao outro. Agora vai, estão te esperando.

Era hora do show.

Feb. 26, 2018, 2:40 p.m. 0 Report Embed 4
Read next chapter Capítulo 2

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 29 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!