Short tale
9
6650 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

1

Existiam dois grupos de delinquentes por aquelas bandas, não sabia-se ao certo quando ambos os grupos de fato começaram, mas ambos sempre estavam em constante envolvimento em brigas por território, já que o líder de um achava que por direito era dono daquela região por ter chegado primeiro, enquanto o outro líder pensava o mesmo.

Eijiro Kirishima, era o líder que dominava o lado norte da região. Mesmo ele querendo dominar toda a região, o inimigo lhe impedia de chegar ao sul. Um rapaz de cabelos ruivos e arrepiados, já que tinha recentemente cortado seu cabelo que já se encontrava na região do ombro, possuía dentes que lembravam muito o de um tubarão - já que eram bem afiados -, era até apelidado por rei dos tubarões por isso. Tinha olhos vermelhos que o fazia ter um aspecto mais selvagem semelhante à um tubarão sedento por sangue.

Dabi, o líder do lado sul daquela cidade, possuía cabelos pretos e arrepiados, olhos azuis que lhe davam um certo charme. Diferente do rival, que possuía um corpo maior e atlético, ele era mais magro e um tanto menor, mas isso não impedia os outros terem medo dele. Era conhecido como rei das chamas, já que sempre conseguia gerar fogo de algum modo, independentemente do lugar que estivesse.

Ambos os garotos se odiavam. Sempre que se viam na rua, estando ou não com suas gangues, era briga na certa. O pior de tudo era que o colégio de ambos era o mesmo, fazendo com que as brigas fossem mais frequentes sempre pelo mesmo assunto: Território. Muitos alunos ficavam assustados com aquilo e se afastavam dos dois, ou simplesmente escolhiam um dos lados Os professores agradeciam mentalmente pelo fato de ser o último ano dos garotos e de que logo estariam livres do mesmo.

Algo inusitado aconteceu, no começo do terceiro ano dos garotos, um rapaz novo ingressou à escola ele fora transferido. Teve que se mudar por conta do trabalho do pai, então teria que cursar uma escola diferente logo em seu último ano. Foi naquele dia que ambos garotos viram sua vida virar de cabeça pra baixo.

Izuku Midoriya, cabelos esverdeados e olhos tão brilhantes e verdes quanto seus cabelos. Possuía um corpo até que atlético, mas nem um pouco exagerado, sardas no rosto o deixando um tanto adorável e um sorriso que deixava qualquer um encantando.
Dabi e Kirishima estudavam na mesma sala para piorar a situação. Nunca haviam se interessado pelo mesmo garoto já que possuíam gostos muitos diferentes para rapazes. Mas vendo aquele garoto ali na frente se apresentando, ambos o desejaram e o queriam que o mesmo fosse seu.

Logo ambos se aproximaram do esverdeado, fazendo com que se encarassem surpresos por isso, já que nunca havia acontecido de se interessarem pelo mesmo rapaz. Então suas brigas mudaram, para receber atenção do esverdeado que achava um tanto engraçado os dois que viviam brigando por sua atenção. Claro que aquilo acabava por afugentar os outros colegas que tinham medo de se aproximarem de si, mas o esverdeado não se importava com isso.

Mesmo estudando na mesma classe, às vezes os horários não batiam, já que a escola tinha mudado o sistema para deixar ambos valentões o mais longe possível um do outro, tinham apenas uma aula junto, as demais eram separados. E por incrível que possa parecer, metade das aulas Midoriya tinha com Dabi e a outra metade com Kirishima.

Ambos garotos aproveitavam disso para se aproximar do esverdeado, a cada conversa e a cada dia o desejavam mais, tudo do garoto encantava os dois valentões. E pela primeira vez eles estavam se sentindo diferentes, não havia mais apenas desejo pelo corpo e sim pela companhia constante de Midoriya.

Isso durou até as férias de julho, ambos garotos já não aguentavam mais, precisavam de Midoriya. Dabi tinha ficado com o esverdeado em um noite e tinha sido a melhor de sua vida, nunca tinha achado um parceiro que pudesse lhe proporcionar tanto prazer quanto o esverdeado tinha feito, mas não tinha sido o bastante apenas uma noite, o queria todos os dias ao seu lado lhe fazendo companhia.

Já Kirishima tinha a mesma ideia, pois também havia ficado com o esverdeado e teve a melhor noite de sua vida. A foda que tiveram fora completamente incrível e selvagem, nunca tinha sentindo tanto prazer assim com um parceiro como tinha sentindo com o esverdeado.
Os hormônios de ambos delinquentes ficavam à flor da pele quando tinham suas relações mais íntimas com Midoriya.
Kirishima queria mais, não aguentaria vê-lo com outro a não ser ele, então faria de tudo para tê-lo junto a si.

Já Midoriya estava um tanto confuso, não poderia negar que tinha achado ótimas as noites que tinha passado com ambos, era um tanto comum para si ser tanto o passivo como o ativo em suas relações já que gostava de revessar de vez em quando. Mas não conseguia se decidir qual dos dois gostava mais, isso nunca havia acontecido consigo.

Tinha conhecimento do que ambos eram e aquilo não lhe incomodava, para falar a verdade o deixava um tanto excitado. Sempre gostou de caras mals e ter logo dois era um grande bônus. O que dificultava e muito a sua escolha, querendo ou não teria que escolher um no final.

Os dois tinham lhe procurado por mensagem após a noite que tiveram, se tivesse sido apenas um tudo seria mais fácil já que ele ficaria com o que lhe retornasse e assim acabaria tendo um relacionamento com o mesmo, mas os dois lhe procuraram e acabaram com sua ideia, o deixando em uma situação complicada.

Por sorte estavam nas férias e não precisaria ver nenhum dos dois, nem queria imaginar o que aconteceria quando eles soubessem que tinha dormido com ambos. Poderia se considerar um rapaz de sorte por ter levado dois líderes de gangue pra cama, mas no fundo ele estava um tanto assustado por não saber o que aconteceria consigo quando eles descobrissem sobre isso. Tinha medo de perder os dois era um tanto hipócrita falar algo do gênero, mas tinha medo deles o rejeitarem por completo.

Qualquer pessoa em seu lugar estaria morrendo de medo ou até pensando em sair da cidade para evitar confusão, mas Midoriya não era do tipo que ficava com medo com daquele tipo de coisa, senão ele nem ao menos teria deixado os dois se aproximarem teria logo dado um "não" e seguido a vida, conhecendo pessoas novas naquela escola.

Mas agora se encontrava em uma encruzilhada, o pior que por mera coincidência ele morava no centro da cidade um dos locais onde mais tinha briga daqueles dois por território, o que recentemente havia mudado sem o conhecimento do esverdeado, as brigas por território tinha se tornado uma briga para tê-lo consigo.

Então achou melhor andar um pouco pelo centro e esfriar a cabeça, entretanto se arrependeu no primeiro minuto que saiu de casa, pois foi virar a esquina que viu algo que queria evitar a todo custo. Lá estava os dois garotos se encarando, não estavam acompanhados de suas respectivas gangues, apenas sozinhos se xingando e brigando.

- Qual a porra do seu problema Kirishima? - O moreno perguntava, irritado.

- Meu problema é você! Por que motivo você tá aqui hein? Você nunca vem para essa região! -Gritou irritado, empurrando o moreno que ficou puto com aquilo.

- Desde quando eu preciso lhe dar satisfações, seu lixo? - O moreno respondeu irritado, vendo o ruivo lhe mostrar o dedo.

- Se continuarem gritando, alguém vai acabar chamando a polícia. - Comentou o esverdeado recebendo atenção dois. - O que estão fazendo aqui?

- Izuku!! - Falaram os dois ao mesmo tempo fazendo com que se encarassem e rosnassem irritados com aquilo.

- O que vieram fazer aqui? -Perguntou o esverdeado, coçando a cabeça despreocupado.

- Ver você. - Os dois responderam juntos, ficando ainda mais irritados, se é que era possível.

- Como assim você veio ver ele, seu puto? - Kirishima perguntou irritado.

- O único intruso aqui é você. Vaza, seu pedaço de merda. - O moreno comentou irritado -O Izuku tá comigo!!


- Com você, é o caralho! Ele tá comigo. Nós estamos transando. - Comentou com um sorriso vitorioso, vendo o moreno ficar um tanto pasmo.

- Quê!? Ele também transou com você!? - O moreno perguntou, fazendo com que o ruivo também ficasse surpreso com aquela reação.

Midoriya soltou um suspiro, era tudo o que ele menos queria no momento, viu que os dois garotos demoraram um pouco para raciocinar, então ambos viraram o rosto com expressões raivosas, se sentiam traídos pelo esverdeado que nunca tinha falado nada. Antes que pudesse ser atingido por um soco, o esverdeado se pronunciou.

- Nenhum de vocês , falou que queria algo sério comigo, sou livre pra transar com quem eu quiser. - Falou, vendo os dois lhe encararem com fúria. - Bom, quase com quem eu quiser, já que todo cara que chega próximo vocês o expulsam mas por algum motivo, nenhum dos dois expulsa o outro. Ou pelo menos não consegue isso.

- Você tá brincando com a minha cara, como pode transar com esse filho da puta?! Achei que gostasse de mim, Izuku! -Kirishima falou irritado, apertando os punhos.

- Porra, achei que a gente tinha algo especial, agora fico sabendo que você tá transando com esse cuzão também? - O moreno também comentou frustrado.

- Olha, eu meio que gostei de toda essa marcação de vocês dois, eu não esperava que depois de transar com vocês ambos viriam atrás de mim. -Comentou um tanto nervoso. - Eu iria ficar com o que quisesse algo sério comigo, pra falar a verdade eu achava que depois que transasse com vocês, os dois acabariam sumindo por conseguir o que queriam, já que não teria mais sentido ficar ao meu lado.

Aquilo não era de tudo mentira, os dois garotos realmente não tinham intenção de manter mais nada após conseguir levar o garoto para a cama, mas não conseguiram se afastar, queriam ficar ainda com Izuku por perto, precisavam dele e de sua presença. Pensaram também no que o esverdeado falou, de fato eles afastavam qualquer possível ameaça entretanto eles não se repeliam, mesmo tentando ficar com Izuku apenas para si, o outro também ficava e não soltava, no fim acabaram dividindo sem perceber.

- Eu achei que ambos estavam me dividindo, afinal os dois podiam ficar comigo, mas outra pessoa não. -Comentou, mordendo o lábio inferior e se aproximando dos dois. - Então, eu meio que estava pensando se não podemos ficar assim.

-Assim como? Você ficando com os dois? Tá de zoeira com a porra da minha cara. Acha que vou deixar que esse cara te foder também? -Kirishima falou raivoso, encarnado o esverdeado que sorriu maliciosamente para si.

- Quem disse que o Dabi me fode? -Mordendo o lábio inferior, se aproximando do moreno e puxando pela cintura, mesmo que quisesse negar não conseguia resistir ao esverdeado. - Sou eu que fodo ele.

Kirishima ficou em choque com aquilo, jamais esperaria que o rival fosse o passivo da relação, era até um tanto estranho vê-lo daquele jeito junto ao esverdeado parecia uma pessoa completamente diferente. O ruivo ficou um tanto mais aliviado por ser o único a tocar o esverdeado do jeito que ele tocava, sentiu o esverdeado lhe puxar sem soltar do moreno, fazendo com ele se aproximasse dos dois.

- Qual é Eiji, o que você tem a perder? Além de me foder e ver eu foder seu rival? - Comentou o esverdeado, com um sorriso malicioso aproximando o rosto do ruivo. - Enquanto você, Dabi, sabe que faço você ir à loucura como nenhum homem já conseguiu. Como bônus ainda vai me ver ser fudido, como vingança por todas as vezes que sou bruto e agressivo com você.


Os dois garotos pensaram naquilo, nenhum deles daria o braço a torcer para perder o esverdeado, gostavam muito dele como jamais tinham gostado de alguém. Mesmo que ele tivesse aquela ideia maluca de relação tripla, sendo ambos rivais, era melhor do que perder o único homem que mexeu de verdade com o coração de ambos.

Não eram obrigados a se gostarem muito menos se tolerarem, mas fariam isso por Izuku, para ter o esverdeado consigo já que pelo jeito ele não conseguia se decidir com qual ficar. Claro que preferiam a opção de tê-lo só para si, mas conhecendo o esverdeado ele não aceitaria aquilo e acabaria não ficando com nenhum dos dois para ver o outro triste. Só precisavam organizar melhor o dia que cada um ficaria com Izuku, já que não gostariam de sempre dividi-lo na cama.

-Vamos, estou louco pra transar com vocês dois ao mesmo tempo. - O esverdeado choramingou, puxando o ruivo que nem sequer lutou para que ficasse atrás de si.

-Tsc, não ache que vou sempre aceitar essa bosta. -Kirishima falou irritado, vendo o esverdeado aumentar o sorriso.

-Vai ser só essa vez pra nunca mais, Izuku. - O moreno falou, vendo o esverdeado lhe encarar.

-Ótimo, vamos para minha casa então. -Falou puxando os dois garotos pela mãos, que tentavam não se encararem para não acabarem desistindo.

O esverdeado conduziu os dois rapazes até sua casa, ele estava bem animado já que era algo que ele vinha desejando há um bom tempo. Sempre se perguntou como seria um menage entre dois homens, tendo ele no centro. Seu corpo tremia em expectativa, os dois rapazes ainda se encontravam quietos e sem se encarar.

Quando chegaram em casa o esverdeado logo adentrou com ambos os garotos, que já conheciam a morada do esverdeado o que facilitava um pouco para que eles soubessem o trajeto de seu quarto. Midoriya analisava seu sofá, se perguntando se caberia os 3 ali, já que estava com um pouco de medo de quebrar a cama por conta de todo o peso.

Ou ele simplesmente testava em todas as regiões da casa, já que os garotos não estavam lá muito animados em repetir a dose, sendo essa a única chance do esverdeado ter os dois rapazes junto à si, ele teria que aproveitar e muito. Abriu um sorriso malicioso e mordeu o lábio inferior logo em seguida, ele sempre soube que aquele tapete felpudo, super confortável seria útil algum dia.


Midoriya encostou suas costas no peitoral grande do ruivo e puxou Dabi para que ficasse a sua frente, o moreno lhe sorriu maliciosamente e lhe puxou para um beijo urgente. Enquanto se beijavam, o esverdeado sentia Kirishima lhe beijar o pescoço, enquanto apertava sua bunda com certa força, a massageando e a separando, deixando o esverdeado excitado a ponto de fazer o mesmo processo em Dabi.

Dabi tinha se afastado fazendo com que uma fina camada de saliva ainda ligasse os lábios. Quando se separou, Kirishima rapidamente puxou o queixo do esverdeado para um beijo tão selvagem quanto do moreno, esse começou a beijar e chupar, deixando marcas em cima das marcas já do ruivo no pescoço do esverdeado, começou a rasgar sem dó nenhum a camisa do esverdeado que reclamou, mas não deixou de beijar o ruivo por conta disso.

Midoriya se afastou para retirar sua calça antes que ela também fosse rasgada pelo moreno, os dois rapazes aproveitaram para retirar suas camisas e começar a retirar as calças, junto das boxer ficando ambos nus e apenas Midoriya com sua boxer.

O esverdeado pegou com certa urgente o pulso do moreno e o jogou no sofá, ficando sobre o mesmo, em uma posição que facilitaria para o ruivo, já que ele havia ficado de quatro sobre o moreno lhe beijando. Kirishima sorriu vendo a visão de quatro do esverdeado, mas ainda achava que aquela boxer incomodava então foi a puxando até liberar já o membro, já com pré-gozo.

Ele apertou com certa força o membro do esverdeado, que gemeu se afastando do moreno por conta do toque repentino, acabou por pegar o membro do moreno e fazer uma leve masturbação a cada toque que recebia de Kirishima. Sentiu então o ruivo lhe abandonar e começar a chupar sua entrada fazendo com que ele gemesse alto e tremesse fazendo o moreno lhe encarar com um sorriso malicioso e começar a masturbá-lo.

Midoriya estava ofegante, só que não ficaria quieto, chupou três dedos rapidamente e os dirigiu para a entrada do moreno, que gemeu arrastado, sem soltar o membro do parceiro. Havia certa sincronia entre os três rapazes, apenas os gemidos abafados de Dabi e Izuku podiam ser ouvidos.

Midoriya achava que não estava dando atenção suficiente para o ruivo, então com sua outra mão livre ele começou a masturbá-lo enquanto o beijava, já que o ruivo tinha se afastado já de sua entrada um tanto lubrificada. Conseguia escutar os gemidos abafados pela boca do mesmo que lhe encarava com desejo.

Mas Kirishima segurou o pulso do esverdeado, fazendo com que o mesmo entendesse e mordesse o lábio inferior animado, já que ele estava pronto para receber o ruivo, não precisava de tanto preparo assim já que gostava um tanto daquela forma, ele até mesmo gostava de fazer no mesmo esquema com Dabi, mas como não podia usar a língua para alargar um pouco teve que usar um pouco os dedos se não demoraria um pouco mais do que o planejado para penetrá-lo.

Kirishima se posicionou assim como Midoriya fez o mesmo, o ruivo mordeu seu ombro e o penetrou de uma vez, fazendo com que esverdeado gemesse alto e fizesse o mesmo processo em Dabi que gemeu apertando com força suas mãos no estofado do sofá.

O ruivo não esperou, já que sabia que era o jeito que o esverdeado gostava e ele adorava aquele jeito um tanto masoquista do parceiro, já se movimentava com força e agilidade afim de encontrar o local que proporcionava mais prazer no esverdeado. Sentia o corpo a sua frente tremer a cada nova investida sem contar o barulho obsceno dos corpos se chocando, deixava o ruivo cada vez mais excitado e animado, aquele esverdeado o deixava louco.

Já com Dabi o mesmo gemia e rebolava a cada nova investida que sentia do esverdeado dentro de si o mesmo ia fundo achando rapidamente seu ponto de prazer, o esverdeado já sabia como achá-lo rapidamenten fazendo com que o moreno gemesse mais alto. Sentiu o esverdeado segurar seu membro um tanto trêmulo por conta de toda a situação e fazer uma leve masturbação a cada nova investida funda que fazia.

Quando Kirishima achou o ponto do esverdeado o mesmo apertou com mais força o membro do moreno, que gemeu arrastado por conta do prazer que sentiu com aquilo. O sofá parecia se mover por conta dos movimentos, os gemidos altos pelos três rapazes preenchiam a casa em uma ótima harmonia e sinfonia.

Devido à todo prazer que estava sentindo Midoriya foi o primeiro a gozar, fazendo com que Kirishima sentisse o canal do mesmo se contrair e fechar com extrema força sob seu membro o fazendo gemer perto da orelha do esverdeado que gemeu manhosamente por conta daquilo, o mesmo lhe deu mais algumas estocadas e acabou por gozar dentro do esverdeado.

Dabi foi o último a gozar, por conta da masturbação, sem contar que sentir o esverdeado gozar primeiro dentro de si, tinha lhe dado uma sensação quente e preenchida rapidamente, fazendo com que ele não aguentasse e gozasse melando os dois corpos. Viu o esverdeado com a cabeça apoiando no ombro do ruivo com respiração ofegante e acelerada, o mesmo abriu um sorriso malicioso e deu uma risada nasal.

- Estão prontos para... um segundo... round? - Perguntou, dando um beijo no pescoço do ruivo que sorriu animado, estando ainda dentro do parceiro, enquanto se remexeu um pouco dentro do moreno que arfou com aquilo. - Pois estou doido... pra ir em outros... cômodos.

Os dois rapazes sorriram com aquilo, também não estavam satisfeitos apenas com aquilo, daria um dia inesquecível para o esverdeado. E não deixariam que nenhum outro homem se aproximasse do que lhes pertencia, podiam constantemente brigar por território, só que agora estavam mais interessados naquele belo esverdeado que havia entrado em suas vidas para ficar.

Feb. 25, 2018, 10:26 p.m. 0 Report Embed 4
The End

Meet the author

Larivalk . Local, onde as fics estão em dia >https://www.wattpad.com/user/LariValk

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~