Short tale
6
6696 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

1

Midoriya estava completamente puto e nervoso diante da situação, já estava cansado de ver o que era seu achar que podia fazer o que bem entendesse sem ter seu consentimento, quem eles achavam que ele eram para fazerem uma coisa dessas? No momento que tinham entrado em sua vida, lhe pertenciam e nada faria com que aquilo mudasse.

Mesmo não sendo muito alto, já que havia vilões com mais de 2 metros, ainda sim era forte e temido, não era o líder daquela organização idiota de vilões à toa. Tinha sido escolhido para ser o próximo a linha de sucessão e estava fazendo um ótimo trabalho até aquele momento já que All For One estava lhe confiando a esse serviço, além do fato de lhe passar várias individualidades sem que se transformasse em um daqueles monstros terríveis e idiotas.

Não lembrava ao certo como tinha acabado naquele covil, só lembrava de ser uma criança sem uma individualidade que sofria em uma sociedade ridiculamente idiota e mesquinha que lhe tratava feito lixo por ser diferente dos outros, no caso por não ter o que todos tinham: Uma individualidade.

One for All lhe deu a mão, lhe deu poder e fez com que todos que tivessem rido de si e lhe maltratado pagassem. Agora era um dos vilões mais temidos por aquelas bandas, todos lhe respeitavam ou simplesmente lhe temiam. Afinal não era algo comum ver um rapaz tendo 7 individualidades.

Possuía 1,80 de altura, olhos esverdeados frios e calculistas que podiam ler a alma de qualquer pessoa e descobrir seus medos e verdades, tinha um corpo atlético, mas não muito, apenas o suficiente para suportar aquelas individualidades. Seus cabelos eram verdes - tanto quanto seus olhos -, um tanto bagunçados e enrolados pelos cachos e possuía algumas sardas que poderiam lhe deixar com uma aparência adorável se não fosse sua personalidade um tanto psicótica.

Midoriya estava irritado pelo fato de seus dois amantes, que faziam parte daquela organização idiota, estarem indo em missões na qual ele não tinha ordenado, ficava completamente irritado quando não era ouvido ou pior ainda quando era questionado. Mas parecia que para Dabi e Himiko suas ameaças não estavam surtindo efeito, faria com que os dois pagassem por aquela insolência, pois eles lhe pertenciam.

Podiam lhe dizer que era um tanto obsessivo pelos dois, mas gostava de achar que seu sentimento era normal para algo que lhe pertencia. Ele não ligava de matar quem achasse que ele era errado ou estranho. Os dois eram sua propriedade e como tal tinham que se comportar caso não quisessem ser castigados.

Já havia matado pessoas que ousaram se aproximar ou tentar roubá-los de si, odiava ter que lidar com isso, não que temesse a concorrência, pois sabia que aqueles dois lhe amavam como ele os amava, só que irritava ver gente burra tentar algo impossível. Estava esperando os dois retornarem para o covil para que desse o merecido castigo.

Dabi era um moreno de olhos azuis, possuía inúmeras cicatrizes devido a queimaduras, não sabia ao certo como o namorado havia arrumado aquelas marcas só que gostava de cada uma delas. Sempre as elogiava e as beijava quando possível, ele possuía 1,80 assim como o esverdeado não possuía um porte tão atlético como o parceiro, só que possuía força o suficiente para prensá-lo na parede.

Himiko já era loira dos olhos um tanto amarelados, possuía um sorriso um tanto psicótico que mostrava suas presas, possuía um belo corpo cheio de curvas. Só que ela também tinha a habilidade de mudar para qualquer forma, só que Midoriya sempre preferiu a original à imitação de outra, o que deixava a loira muito feliz em ser amada pelo namorado, já que ela era completamente doida pelo mesmo.

Quando notou que ambos chegaram, ainda mais juntos, começou a agir fez dois clones seus, já que era um dos poderes que tinha recebido de seu mestre, algo completamente útil já que ele podia sentir e receber todas as lembranças de seus clones. Eram como uma ligação se um deles se machucassem ele também se machucaria, então precisava tomar cuidado em certas ocasiões.

Os dois clones simplesmente pegaram os dois integrantes da liga, sem cuidado nenhum, os carregando feito dois sacos de batata enquanto os dois tentavam se desculpar inutilmente, além do fato de tentarem se soltar, foram levados até um quarto que possuía duas camas. Os clones prenderam ambos em cada cama deixando seus braços esticados , presos na cabeceira da mesma.

- Nós vamos ser castigados?- Himiko perguntou excitada, céus as vezes ela aprontava de propósito, apenas para que o namorado a castigasse.

- Não considero castigo, se eu gosto. - Dabi respondeu com um sorriso malicioso, encarando o esverdeado original que estava os encarando.

- De quem foi a ideia!? - Perguntou o original por fim vendo os dois namorados se olharem.

Sempre que castigados, pelo menos daquela maneira, Dabi e Himiko revessavam para serem os culpados já que o castigo era um pouco mais pesado para o culpado. Essa vez era vez do moreno, que estava bem animado com a nova brincadeira que seu namorado teria para si.

- Fui eu, faria de novo... Não me arrependo de nada. - Falou, com um sorriso malicioso nos lábios.

O original foi até a cama, se sentando em cima do colo do moreno que já se arrepiou com o contato, estava um tanto nervoso com aquilo já que um dos clones ainda estava próximo da cama, ele acabou mordendo o lábio inferior pensando de que forma ele acabaria sendo castigado.

Tanto quanto o clone como o original começaram a retirar a roupa, melhor dizendo, rasgá-la do corpo do moreno que suspirava por sentir a mão gelada do parceiro. Percebeu que Himiko também estava tendo o mesmo tratamento pelo clone que estava no meio de suas pernas com um sorriso malicioso.

Enquanto o original beijava os lábios do moreno que queira segurar com força aqueles cabelos esverdeados que tanto gostava. Um dos clones de Midoriya beijava Himiko que gemia baixinho, já que a mesma não podia fazer nenhum de seus clones ou mudar de forma, já assim acabaria por perder o castigo já que o esverdeado parava caso algum deles fizesse algo que não era de seu agrado durante o castigo.

O clone massageava um dos seios de Himiko enquanto o outro ele mordia e chupava com vontade, ele ainda estava com roupa fazendo com que a loira ficasse irritada por ser a única nua naquela cama. Dabi também não estava em uma situação diferente enquanto se sentia ser beijado pelo original, sentia a mão do mesmo em seu membro em uma masturbação lenta que o deixava desesperado.

- Você foi um garoto mal, sabe o que eu faço com garotos mals? - O clone perguntou atrás do moreno mordendo de leve o nódulo da orelha do mesmo.

Dabi queria responder, só que o original não deixava que ele se afastasse do beijo, estava difícil de respirar só precisava aguentar e acompanhar aquele beijo lento do esverdeado, que não parava de lhe provocar por conta disso. Foi então que sentiu algo atrás de si que fez com que acabasse forçando o fim do beijo, um péssimo erro.

-Eu não disse que podia parar. - O original falou irritado, segurando com força os cabelos morenos que gemeu, já que seu membro fora apertado com certa força só que ele gostava de sentir dor nas relações que tinha com Midoriya, então estava ficando mais excitado - Estou afim de lhe castigar devidamente, então acho bom ser um bom menino.

Dabi sentiu algo lhe invadir, com certa força fazendo com que ele mordesse o lábio inferior, sentiu o clone ficar sentado atrás de si lhe mordendo e chupando o ombro enquanto sentia o dedo do mesmo em sua entrada, mexendo com certa pressa, sem que ele se acostumasse devidamente, se ele não estava animado para ser fodido com força pela primeira vez por Midoriya? Céus, ele esperou meses por aquilo.

- Filho da puta - A loira falou irritada, afinal ela queria ter aquela sorte que o moreno estava tendo, na próxima sem duvidas ela faria algo ainda pior para ser mais castigada que o moreno.

-Shh, você não está em condições de falar algo. - O clone a sua frente começou a retirar a roupa rapidamente, fazendo com que a loira não piscasse, olhando cada pedaço do namorado o desejando cada vez mais.

Ela era completamente masoquista quando o assunto era Midoriya, toda a dor que sentia era transformada em um prazer sem igual que ela achou que nunca conseguiria sentir. O mesmo usava tantos brinquedos eróticos, que não importava a hora do dia ela sempre estaria pronta para recebê-lo.

Ficava feliz e animada usando os brinquedos e os presentes que ganhava do namorado, perdera a conta de quantas vezes ficava no chão com as pernas tremendo, devido a intensidade dos brinquedos que o namorado fazia questão de sempre botar no ultimo quando estivesse perto.

Não que com Dabi fosse diferente, só que ele sempre era o ativo, a loira já tinha falado que era maravilhoso qualquer posição com Midoriya e ele estava curioso em saber como seria ser o passivo, e também ativo ao mesmo tempo. Então resolveu assim como a loira, arquitetar um plano para que ele fosse castigado a ponto de receber aquele presente.

Sentiu o esverdeado começar a beijar seu corpo, principalmente as regiões com cicatrizes fazendo com que ele ofegasse, ainda mais por estar sendo preparado, por assim dizer, atrás pelo clone que agora tinha começado a lhe masturbar mais rápido, enquanto o original beijava o corpo do moreno que gemia apoiando a cabeça no esverdeado.

Já Himiko gemia mais alto, sentindo o esverdeado em sua intimidade lhe chupando, ela tinha colocado as pernas em volta da cabeça do mesmo enquanto tentava aproximar mais o corpo da boca do namorado, ela estava adorando aquilo. Sentiu o mesmo se afastar e abrir um sorriso malicioso, fazendo com que ela entendesse o que estava prestes a acontecer, fazendo com que ela abrisse um sorriso animado por conta do que estava por vir.

Dabi praticamente rebolava agora com os três dedos dentro de si, ele já havia gozado uma vez por conta da masturbação que o clone havia feito há poucos minutos. Estava ofegante, só que ainda queria de todo aquele contato, queria sentir Midoriya de todas as formas possíveis.

Viu o original se afastar e começar a retirar sua roupa, enquanto o clone retirava os dedos e também começava a retirar a roupa. Dabi estava com uma expectativa enorme, então viu o original ficar posicionado em cima de seu colo com um sorriso de lado, enquanto o clone sem problema nenhum segurava o moreno, o puxando para seu colo. Afinal super força também era uma de suas individualidades.

Em um movimento rápido Himiko fora penetrada com força, fazendo com que ela arqueasse as costas gemendo alto, ainda mais pelo clone estar mordendo com certa força seu seio esquerdo e já se movimentando com rapidez e força. Ela contraia os dedos do pé a cada nova estocada que fazia ela salivar, desejando por mais.

Enquanto Dabi havia sido penetrado pelo clone enquanto ele penetrava o original que segurava com força, a ponto de deixar marcas em seu ombro. Aquilo fora demais para o moreno que gemeu alto, puxando os braços querendo tocar aquele corpo a sua frente. Sua respiração estava acelerada, quando percebeu ambos faziam os movimentos em total sintonia fazendo com que o moreno não soubesse como gemer direito, devido a intensidade das sensações que estava tendo.

Ao seu lado era capaz de escutar a cama se jogando contra a parede. Himiko ofegava com muita dificuldade e gemia alto, já que o esverdeado estava usando bastante força enquanto ainda dava atenção pelo resto do corpo, a loira já tinha perdido a conta de quantas vezes já havia gozado, mas ainda não se sentia satisfeita.

Dabi tentava rebolar para acompanhar ambos, só que era um tanto difícil então se deixou levar e ficou parado apenas recebendo toda aquelas sensações maravilhosas, ele apoiava a cabeça no clone, que ficava beijando toda pele de seu pescoço exposto.

Os gemidos no quarto pareciam uma bela sinfonia, ainda mais pelos dois que estavam amarrados. Dabi sentiu seu corpo tremer, estava próximo de gozar de novo, quando gozou dentro do namorado, viu o mesmo morder o lábio inferior e continuar ainda se movendo, mais precisamente, cavalgando sobre si, mais algumas vezes antes de por fim gozar melando os dois corpos, fazendo com que o clone também gozasse atrás de Dabi.

O clone de Himiko estava tão cansado quanto ela, só que ele ainda queria brincar fazendo com que ela ficasse de costas na cama, fazendo a mesma suspirar e rir animada por conta disso, sentiu as mãos fortes separar suas nádegas e deixar sua entrada bem visível, que logo foi preenchida pelo membro duro do esverdeado.

Himiko estava sensível depois de gozar tanto, ainda mais com a intensidade das estocadas que estava recebendo, enquanto o clone de Midoriya lhe beijava e marcava sua pele branca fazendo ela gemer mais alto e segurar nos lençóis. Não demorou muito para que ela gozasse novamente, já não sabia ao certo quantas vezes já tinha gozado só naquele meio tempo com o namorado, só que estava cansada e precisava urgentemente de um banho.

Sentiu o membro lhe deixar, fazendo com que soltasse um gemido, reprovando o ato já que o calor do corpo do esverdeado era algo que ela simplesmente não sabia descrever, algo único na visão da loira, que tinha um sorriso enquanto ainda estava deitada, ela estava tão cansada quanto o moreno que respirava quase sem forças na cama.

- Acho que não cheguei a dizer que o castigo terminou. - O esverdeado falou com um sorriso para ambos os namorados que estavam com uma aparência exausta e cansada, ele lambeu os lábios assim como os clones e acabou então por fazer mais um fazendo com que Himiko arregalasse os olhos. - Está na hora do banho.

Feb. 25, 2018, 10:22 p.m. 0 Report Embed 3
The End

Meet the author

Larivalk . Local, onde as fics estão em dia >https://www.wattpad.com/user/LariValk

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~