Adeus Follow story

larivalk Larivalk .

Naquele dia Hitoshi não esperava que Midoriya lhe pedisse um pedido tão incomum . Bakugou ja não aguentava mais ser ignorado por Deku , queria conversar com o mesmo sobre um assunto serio. Midoriya só queria paz para seu coração, sem se importar com as consequências .


Fanfiction Anime/Manga All public.

#Drama #Boku no Hero Academia (My Hero Academia) #Bnha #Midoriya Izuku #Bakugo Katsuki #Boku no Hero Academia #My Hero Academia
Short tale
13
7005 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

1

Midoriya andava com os passos pesados, como se a cada novo passo algo lhe quebrasse por dentro. Mas nada iria mudar, estava decidido a ir até o final dessa vez. Subiu os degraus daquela escada que parecia não haver fim, sabia que o amigo estaria no terraço do prédio.

Quando chegou, viu que Hitoshi estava sentando lendo um livro, sentado apoiando-se na grade, esse olhou para a porta já que escutara um barulho e ficou surpreso por ver Midoriya. Mas o que mais lhe surpreendeu foi o olhar desesperado e horrorizado do esverdeado.

Ele se colocou de pé e rapidamente foi até o menor que não se moveu um músculo, quando chegou próximo, sentiu o mesmo segurar seu braço, estava trêmulo e parecia que a qualquer momento começaria a chorar.

– Neh... Vamos testar uma coisa? – Falou com a voz um tanto falha – Vamos ver o quão longe seu poder de controlar a mente vai?

– Midoriya, o que foi? – Disse Hitoshi preocupado com o estado do amigo.

– Use em mim, faça eu esquecer por completo Bakugou – Pediu encarando o amigo que ficou pasmo com aquele pedido – Eu te imploro, faça isso, faça quantas vezes forem necessárias... eu... eu não aguento mais.

– Eu não sei se vai funcionar – Respondeu sério – Mas tem certeza disso?

– Sim! – Afirmou com convicção, abrindo um sorriso fraco – Obrigado Hitoshi.

– Vamos começar – Disse já ativando sua individualidade no esverdeado que ficou com um olhar vazio – Esqueça tudo sobre Katsuki Bakugou, esqueça tudo sobre ele, tudo o que viveu com ele, tudo o que passou por ele... tudo que sente por ele, esqueça – Logo desfez o poder – Quem é Bakugou?

– De novo – Falou o esverdeado apoiando a cabeça no peito do amigo, agora segurando a camisa do uniforme do mesmo.

– Esqueça – Ativou novamente a individualidade, estava com medo de um efeito colateral, mas o esverdeado parecia tão desesperado que não conseguiu recusar o pedido, odiava vê-lo daquela forma – Esqueça sobre Katsuki Bakugou, você nunca mais vai se lembrar de quem ele é... Se esqueça de Kacchan.

Hitoshi repetiu o processo mais 20 vezes.

– Midoriya, eu não posso mais, estou com medo de lhe machucar por favor não me peça mais isso – Disse o maior um tanto nervoso, estava ficando com medo, nunca usou tantas vezes em uma mesma pessoa sua individualidade.

– Desculpe, mas o que eu pedi? – Falou o esverdeado lhe encarando curioso.

Enquanto Bakugou andava pelos corredores completamente puto, estava quase tendo um ataque, Midoriya tinha lhe ignorado por completo, a ponto de não ficar no mesmo cômodo que ele, fora a sala de aula. Ficou irritado pelo menor estar fazendo isso com ele, não conseguia nem ao menos conversar.

Foi então que o avistou conversando com o garoto da turma de ajudantes, era assim que ele chamava os alunos do departamento geral, ele parecia bem mais feliz e alegre e aquilo lhe incomodou profundamente, quando percebeu suas mãos já soltavam algumas explosões então fez questão de ir até lá tirar satisfações.

– OE SEU NERD MALDITO – Disse gritando e vendo que apenas Hitoshi lhe dera atenção – EU TÔ FALANDO COM VOCÊ DEKU!

Mas ainda assim o esverdeado lhe ignorava aquilo fez seu sangue ferver, foi até o menor e o segurou pelo colarinho, o encarando moralmente, mas diferente de todas as vezes que fizera algo do gênero o garoto não parecia assustado muito menos lhe olhava com pavor.

Midoriya fechou a expressão e deu um empurrão forte no loiro que ficou sem entender, ele nunca tinha revidado, muito menos olhado daquele jeito, com certo nojo. Não entendeu, mas aquilo estava lhe afetando, incomodando tanto que não entendia o motivo, ia perguntar qual era o problema do menor quando viu o mesmo responder.

– Escuta aqui cara, eu não conheço você, então se vier pra cima não vou me segurar! – Disse raivoso – Você conhece esse babaca Hitoshi?

– COMO ASSIM VOCÊ NÃO ME CONHECE, SEU PUTO?! – Perguntou gritando, vendo o esverdeado manter a expressão fechada – SOMOS DA MESMA SALA. A GENTE SE CONHECE DESDE PIRRALHO!

– Da mesma sala? – Perguntou surpreso – Eu nunca vi você! Quer saber, não faz falta nenhuma, muito menos quero conhece-lo.

Bakugou ficou chocado, que droga era aquela afinal, por qual motivo o esverdeado estava falando aquelas coisas? Ele não podia simplesmente ter esquecido, podia? Aquilo fez seu coração se apertar e sua cabeça girar, estava confuso estava... com medo?

Via aquele olhar direcionado para si, um olhar diferente, um olhar que Midoriya jamais tinha usado contra si nem mesmo contra a luta que ambos tiveram, parecia outra pessoa como se sua presença fosse indiferente para ele. Aquilo lhe machucava, mas ele não entendia por qual motivo ser esquecido por Midoriya incomodava.

– Eu vou indo pra sala Hitoshi, a gente se vê depois da aula? – Falou com um sorriso, Bakugou notou que era o sorriso que o esverdeado costumava lhe dar quando chamava por si.

– Claro! – Respondeu o outro acenando, vendo o esverdeado passar reto pelo loiro que ainda estava sem reação – Ele me pediu.

– Ahm?! – Balançou a cabeça voltando a realidade e encarando o garoto com uma expressão abatida.

– Ele pediu para esquece-lo, ele quer viver – Respondeu de maneira fria – Não era isso que tanto queria, se livrar de Midoriya? Considere feito, fique longe e não volte mais a perturba-lo. Ele nunca mais vai se lembrar de você.

Bakugou ficou sozinho no corredor com aquilo na cabeça, Midoriya queria esquece-lo? A ponto de fazer uma lavagem cerebral? Acabou por apertar os punhos e sentir seus olhos arderem, desde quando estava chorando? Desde quanto aquilo incomodava tanto?

Neh neh Kacchan... Vamos ser amigos para sempre, não é? – Midoriya, 4 anos

Por qual motivo todas as memórias que teve ao lado do esverdeado estavam passando, por qual motivo sentia seu coração se apertar, suas pernas fraquejaram fazendo com que ele caísse de joelhos no chão frio.

Kacchan, Kacchan... Eu gosto muito de você! – Midoriya 6 anos

Por qual motivo tudo teve que acabar daquele jeito? Até que ponto ele chegou com o menor? Tudo estava feito, não tinha mais volta, todas aquelas lembranças pertenciam apenas a si agora, uma dolorosa lembrança na qual Midoriya nunca mais iria lembrar, o que fazia os soluços de Bakugou ficarem mais altos.

Eu amo você, Kacchan – Midoriya 7 dias trás.

Feb. 25, 2018, 9:34 p.m. 0 Report Embed 5
The End

Meet the author

Larivalk . Local, onde as fics estão em dia >https://www.wattpad.com/user/LariValk

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~