Love On Top Follow story

juuhwalker Juuh Walker

ONESHOT. Se havia algo que Morena amava mais que si mesma, era sua Nikon DF com 16.2 pixels, 5,5 QPS disparo contínuo. E seu alvo favorito: seu namorado André.


Fanfiction For over 18 only.

#Hentai #Romance #Original
Short tale
2
6.9k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

único

Notas do Autor: 

História originalmente publicada no Nyah!: 24/06/2015


Minha primeira fic HÉTERO na VIDA!! OMG *O* Fico até emocionada HEHEHEHE

Se não fosse umas fantasias das minhas amigas, eu não teria escrito ela ^^'
A one ficou curtinha mesmo porque começou com uma brincadeira, e como estava sem pique pra deixa-la maior, foi assim mesmo. ^~^'
ESPERO QUE GOSTEM!!
Boa leitura ♥


------------


Se havia algo que Morena amava mais que si mesma, era sua Nikon DF com 16.2 pixels, 5,5 QPS disparo contínuo. E seu alvo favorito: seu namorado André.

Aos dez anos de namoro, Morena amava o moreno tatuado abaixo de si. Com as pernas de cada lado da cintura máscula. Tentava persuadi que o moreno a tirar as mãos do rosto mexendo o quadril em cima do membro adormecido.

André se debateu abaixo da morena, numa tentativa falha de tira-la de cima.

Morena riu, apertando o botão da câmera varias vezes.

– Sua doida, saia de cima!! - resmungou

– Não! Anda André, eu ainda quero fazer o café.

– Então vá!

– Não antes de tirar uma foto sua. - disse mexendo o quadril, provocando o namorado. – Você está excitado!

– ...

A voz rouca de Morena o fez sentir uma tensão no corpo e tentar afastar-se.

– Não! Não se afaste... Eu quero... De novo. – sussurrou Morena colocando a câmera na escrivaninha ao lado da cama, e logo, as bocas se uniram em um beijo urgente e primitivo.

Os braços de André envolveram Morena num abraço forte, enquanto as línguas se tocavam eroticamente, as respirações se transformando em gemidos e ofegos.

Morena segurou em concha o rosto de André e fitou seus olhos com extasiada agonia, enquanto o amante a puxava para cima de si e movimentava o corpo sedento pela posse.

As roupas foram retiradas com pressa, camisas foram rasgadas, calças atiradas ao chão de qualquer jeito...

Morena moveu as palmas pelo peito de André até alcançar os mamilos e acariciá-los com os dedos e depois com a boca. Contraindo o rosto, pelo prazer do toque, o moreno cerrou os dentes, embalando-se contra ela, pressionando o falo túrgido na intimidade e penetrando-o numa graduação excruciante, profunda e lenta.

Levantando os quadris para apressá-lo, Morena foi recompensada com um gemido rouco que emergiu das profundezas da garganta do amante ao adentrá-la de forma profunda.

Músculos ondularam e retesaram... As peles roçavam uma na outra em uma dança selvagem, ardente fazendo-os sentir na carne, prazeres que até aquele momento haviam sido reprimidos...

André quase saiu de dentro da morena para projetar-se mais forte e fundo, arrancando gemidos entrecortados e roucos, fazendo-a se contorcer sob o seu corpo. Ao olhar para baixo e ver seu falo entrando e saindo, enquanto Morena arqueava o quadril para recebê-lo, André vivenciou um erotismo visceral que jamais experimentara com um amante.

Morena movia-se junto, tomado por uma febre insuportável e uma sensação de que estava se dissolvendo em chamas... Ser possuída por aquele quem amava era vida e morte... Puro êxtase. E quanto mais fundo o tinha dentro de si, gemia mais alto, tanto de prazer quanto de dor. Sentia a vida pulsar em cada nervo, em cada respiração e, principalmente, em seu coração...

Enlouquecida de prazer e sentindo o cavalgar do clímax, abraçou-se a André, enquanto ele a preenchia. Emaranhando os dedos nos cabelos negros e levando a boca aos lábios de Morena, André começou a se mover furiosamente dentro dela, tocando-a nas profundezas de seu corpo fazendo-a gritar, enquanto ele também sentia o deleite de ser aprisionado pela cavidade quente e apertada da namorada.

Ao gozar, Morena gemeu alto e André que ainda a beijava, engoliu o som em seus lábios, sentindo o prazer quente molhar seu corpo, enquanto se desfazia dentro dela, sentindo as coxas apertando-o, a pulsação do orgasmo engolindo seu falo e se expandindo em todas as partes de seu corpo...

Quando os tremores cessaram, André continuou deitado sobre Morena por um longo tempo, ainda dentro dela. Saboreou a violenta fusão de seus corpos suados e dos corações que batiam acelerados... Então deslizou para o lado, abraçando Morena e soltando o ar com força. Fechou os olhos e sentiu um arrepio em todo o corpo, assim como uma estranha paz quando ouviu a voz rouca de Morena dizer próximo dos seus lábios:

– Eu te amo...

– Eu também te amo... Sua doida neurótica. – sentou-se na cama, pegando a boxer jogada no chão. – Vou fazer o café.

Morena esperou André sair do quarto para pegar a câmera e começar a olhar novamente as fotos que tirara escondida de André. A cada imagem Morena alargava o sorriso em seus lábios.

Suas bochechas coraram ao dar zoom em sua foto favorita.

– Eu sou muito sortuda mesmo.


Fim.


-----------


Notas finais:

Inspiração maior: MEU PROFESSOR DE INGLÊS; ANDRÉZINHO LINDO ♥ 
Feb. 25, 2018, 5:40 p.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Juuh Walker Olá! Seja bem-vindo ao meu mundo! Pegue sua pipoca, seu óculos de leitura, fones de ouvido e um cobertor quentinho ou um ventilador se estiver no verão e, por vias das duvidas, um cinto de segurança! ~Enjoy Você também pode me encontrar em outras plataformas assim como minhas fics o/ Ink: https://getinkspired.com/pt/u/juuhwalker Nyah: https://fanfiction.com.br/u/138682 SpiritSocial: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/noririn Sweek: https://sweek.com/profile/660116/74088

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~