Não sou um demônio, querida idiota (2011) Follow story

alicealamo Alice Alamo

Ah minha querida amante fraca, você tinha que saber que no final eu me enjoaria desse clichê barato e a levaria para esse fim... Querida Idiota. (Escrita em 2011)


Drama For over 18 only. © Todos os direitos reservados

#Violência #Drama #Angst
Short tale
5
7.0k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único


Eu gosto quando grita, pois gosto de sentir a angústia e o desespero que te tomam...

Eu gosto quando chora, porque adoro saborear suas lágrimas.

Mas, principalmente, eu gosto quando te faço sangrar, pois o vermelho combina bem com seus olhos azuis.

Normalmente, minha pequena, eu não faria nada disso, mas a sua voz implorando, gritando, pedindo e sussurrando, causam-me arrepios e despertam o que há de pior em mim.

O sangue passa a correr mais rápido em minhas veias, eu sinto a adrenalina se confundir com a excitação, eu sinto que posso explodir em um clímax tão intenso que nenhum ato sexual me proporcionaria um igual.

As correntes, mero fetiche, o chicote, mera tortura, mas você aguenta não é?

Você aceita isso, mesmo que me implore, mesmo que admita o demônio que eu sou... Você gosta.

Masoquismo? Não sei se ao certo... Talvez para você...

A dor em seus olhos enquanto me observa é uma carta branca para o primeiro passo: jogar-lhe na cama.

Seu rosto fica vermelho com um simples tapa, fraca. As lágrimas já vêm aos seus olhos antes mesmo de eu entrar no quarto, garota estúpida.

Eu abro a porta, lentamente, pois me excita saber que você se encolherá em algum canto, abraçando os joelhos e rezando para que eu vá embora. Sua angústia nesse momento apenas me convence de repetir de novo e de novo essa mesma cena.

A sola do sapato com o piso de madeira faz um tec tec que deve te amedrontar, ou seria apenas impressão minha? Você se encolhe, mesmo com a luz apagada você distingue minha sombra, você é capaz de me ver, você aprendeu a me identificar e a temer-me. Minha pequena...

É divertido ver-te querendo fugir... O mais divertido é que mesmo você podendo isso fazer, você é fraca, não o faz e eu sei o porquê.

Porque no fundo você gosta de tudo isso, você se apaixonou pela situação e não pela pessoa. Minha querida, você gosta da situação de vítima, você adora sentir-se pequena diante do lobo mau... Apaixonou-se pelo meu sadismo e não por mim, só por isso que você não consegue me deixar...

Você tenta nos braços de outros encontrar carinho, amor, mas na realidade você não os quer. Assim como eu, você é uma maldita condenada ao azar, e o seu azar foi confiar que o meu sadismo contentaria-se apenas em te machucar, fazer-te chorar e gritar...

Ah minha querida amante fraca, você tinha que saber que no final eu me enjoaria desse clichê barato e a levaria para esse fim, afinal, eu também havia lhe dito que gostava do vermelho lhe cobrindo a pele branca.

Feb. 24, 2018, 11:49 p.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

Alice Alamo 23 anos, escritora de tudo aquilo em que puder me arriscar <3

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~