anaclimaperes Ana C Lima Peres

Uma espiã em sua missão secreta num reino e um príncipe adoecido, mantido sob sigilo pelas majestades, túneis secretos e um amor que foge totalmente dos planos da espiã. Ela deveria focar em sua missão: Destruir esse reino, conseguir descobrir os segredos sujos e expor ao mundo. Ele, uma vez curado de apaixona pela espiã e juntos vivem um amor que vai contra a coroa e a ordem dos espiões. Porém os segredos estão longe de serem descobertos, os pais do príncipe guardam o mais terrível, agora a espiã se encontra presa e sem memória alguma, seu amado príncipe não se lembra dela e nessa realidade paralela, a sua ordem nunca foi criada. Ela o salvou uma vez, em outra vida. Ele poderá retribuir o favor e descobrir que a prisioneira é o único amor verdadeiro que já tivera?.


#32 in Fantasy #8 in Historic Fantasy All public.

#romance #realeza #fantasia # #aventura #espionagem #Zenning
22
22.2k VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

Prólogo

Um reino distante guarda um mistério terrível, a ordem de espiões que visavam aniquilar tiranias contra o povo, evitando qualquer segredo que a coroa tivesse. A sua melhor espiã e o seu grupo foram enviados, mas não traziam notícias havia meses.

Ann fugia, corria o mais distante possível, pois nunca a perdoariam, como poderiam quando ela mesma não se perdoava por tamanha estupidez.

Não cumpriu a sua missão, mas ao invés disso, se apaixonou. A única coisa que não podia acontecer, deixou os seus colegas quase serem pegos. E o pior, estava esperando um filho do príncipe, o mesmo que iria se casar com uma princesa qualquer, abdicou da sua ordem por esse sentimento e em retribuição recebeu um convite dado por seu grande amor.

— Desculpe-me, não posso ir contra os meus pais.

Foi o que lhe disse quando iria contar-lhe a novidade.

O seu mundo caiu, abdicou de tudo e agora não tinha nada. Apenas uma criança no seu ventre que dependeria dela.

Não poderia voltar para a ordem, abandonou a sua missão e o seu grupo. Isso era imperdoável, regras que nunca deveriam ser descumpridas.

Quando chegou a esse reino, eles acolheram-na, a treinaram e foram à sua família. Aqueles quatro príncipes engomadinhos que treinavam com ela tornaram-se os seus melhores amigos, morreriam um pelo outro e agora não sabia o que havia acontecido-lhes. A rainha descobriu sobre serem espiões, ameaçou prenderem se não abandonasse Jordan, ofereceu dinheiro, posses e títulos para nunca mais se encontrar com o príncipe.

Com a mão no ventre, a jovem se disfarçava de camponesa trabalhando entre as plantações de um duque qualquer do reino vizinho. Eram míseras moedas e um angu como os dos porcos que os trabalhadores recebiam, mas era melhor que nada. Uma vez na semana ia até à cidade, precisava de um lugar para ela e o seu filho que nunca saberia da sua verdadeira origem.

Com muito esforço auxiliava alguns comerciantes com contas e em pagamento recebia legumes, vinho e uma acomodação digna. Apenas um quarto mal construído onde havia frestas nas paredes por onde entrava chuva e vento, no telhado não haviam goteiras e isso era lucro. Ajudou a ler pergaminhos auxiliando o guarda real que nunca havia aprendido a ler e foi se mantendo com moedas na cidade. Tentava de tudo, incluindo desenhos que vendia por trocados. Um deles era do castelo que ficava próximo, estava sentada debaixo da árvore do lado de fora das grades quando duas princesas passeavam por ali, quiseram saber quem era, o que desenhava e pediram para estarem no desenho. A alegria das duas quando viram os seus retratos, correram o mais depressa para mostrar a seu pai.

— Sem pagamento pelo visto — Sussurrou se levantando com dificuldades e verificando os frutos caídos da árvore se algum estava bom o suficiente e não estava tão apodrecido para consumir, muitos estavam em situação que parecia a sua e então não sobravam frutos, mas árvores, pois até mesmo os verdes eram colhidos para servir de alimento.

— Senhora?— Uma voz a faz se virar, uma das garotas que desenhou trouxe-lhe alimentos, roupas e para a sua surpresa uma manta para a criança.

— Agradecemos o retrato, o nosso pai achou a senhora muito talentosa e gostaria de conhecê-la. Venha conosco.

Diz e atrás dela estavam seis guardas.

Uma vez no castelo, ofereceram-lhe banho e roupas limpas. O rei e a sua esposa faziam perguntas, que não desejava responder de forma alguma.

— O seu nome é?

Pergunta rei Alfred

— O meu nome é Ann, majestade.

Sussurra.

— Agradecemos o retrato, será um prazer a sua presença no castelo caso queira auxiliar o nosso cartógrafo.

Diz e de pronto assente, uma acomodação no castelo seria ótimo até a chegada do bebê.

— Agradeço, majestade.

Diz se curvando.

— Já viu com a parteira quando chega a criança?

Pergunta a rainha e se aproxima com uma proposta —Se for menino, poderíamos propor pagar-lhe uma quantia e ele seria nosso. Não podemos mais ter filhos, possuímos duas filhas, mas nenhuma pode herdar o trono.

A voz da rainha a fez se virar sem acreditar, por isso a trouxeram? Querem comprar o seu filho? Pela expressão das filhas, não sabiam de nada e seriam moedas de troca entre reinos.

— Lamento muito por dizer isso, mas meu filho não está à venda majestade.

Diz em tom de voz alto, firme e escuta risos da rainha e do rei.

— É uma pobre alma que não tem onde cair morta, sem uma criança poderia possuir terras onde quiser, lhe pagaremos e quem sabe não pode se casar e ter outros.

Disse o rei e a raiva toma conta da espiã que se vira, saindo de lá daquele castelo.

— Pense bem! Caso mude de ideia venha até nós.

A Rainha diz um pouco antes da mulher sair.

Muitos comentários sobre ter rejeitado vender a criança para a rainha toma conta do vilarejo. Muitas opiniões e piadas sobre se a rainha quisesse venderiam até todas as crianças que têm por uma vida melhor.

Enquanto isso no reino do príncipe Jordan, ele a procurava. Conseguiu achar os colegas da ordem, estavam na doca do vilarejo e cheiravam a peixe.

— Onde está Ann?.

Pergunta correndo ao encontro deles

— Achamos que foi embora, logo depois que partiu o coração dela e a abandonou.

Diz um deles o encarando

—Ajudem-me a encontrá-la, por favor. Pediu o príncipe, estava desesperado atrás dela.

Semanas se passaram em sua procura, quando Jordan pede ajuda ao rei Alfred.

—O senhor diz que seu nome é Ann? Como a donzela se parece?

Perguntou a princesa Brie.

—Pele clara, olhos verdes e cabelos castanhos e enrolados.

Diz esperançoso.

—A senhora que está grávida?.

Pergunta Sofia, mais velha do que Brie, o príncipe e os colegas da ordem paralisam.

O guarda os leva até a cidade, pessoas passavam por ali, muitos comerciantes os param, oferecendo suas mercadorias, algumas dessas mercadorias eram pessoas.

Até que ele a viu, colhendo frutos debaixo de uma árvore. E ao se aproximar conseguiu escutar um choro, dentro de uma cesta estava um bebê enrolado num pano.

—Ann! — Essa voz faz o seu coração disparar e quando vira a cabeça para olhar encontra aqueles olhos, sentiu falta daquele olhar. As frutas caíram no chão com o susto e a garota se levanta ainda surpresa, parecia que nada havia mudado nele. Não ousou falar algo, deveria estar atrás da criança, descobriu o bebê e veio atrás dele. Sem pensar muito ela faz a coisa mais tola e inútil quando está cercada por homens a cavalo, pega a cesta com o seu bebê e sai a correr. Ouvia gritos chamando o seu nome, mas não ousava se virar, pois seu filho. Liam, era a pessoa mais importante. O seu porte físico não era o mesmo, não se alimentava havia dias. Estava se recuperando do parto, mas tinha que procurar alimento.

Os sons de cavalos se aproximavam e as suas forças se esvaem, tropeçou algumas vezes pelo caminhoe a ex-espiã encontra uma plantação e tenta os despistar, passando por ela. Lágrimas caíam, sentia dores, fome e o seu filho chorava e isso dificultava as coisas. Ann cambaleou mais uma vez e cai no chão agarrando o seu filho segurando-o contra si, abaixada protegendo-o com seu próprio corpo. Passos se aproximavam e ela chorava baixinho.

—Não vou permitir que te tirem de mim Liam. Sussurrou.

Via botas ao seu redor, eles cercaram-na. As suas lágrimas caíam na terra,olhou o seu filho que a esse momento a olhava. O som de espadas sendo desembainhadas, fecha os olhos esperando...

Oct. 31, 2022, 5:04 p.m. 21 Report Embed Follow story
10
Read next chapter Capítulo 1

Comment something

Post!
Sabrina Andrade Sabrina Andrade
Olá, sou a consultora Sabrina. E trabalho para uma plataforma de livros digitais. Gostei bastante da sua história. Se estiver interessada em saber mais. Entre em contato comigo através do WhatsApp: 92984759876
July 17, 2023, 01:34
HF Heidi Freire Gomes Binha
Eita, será que ele ai tomar o bebê dela? Tomara que não
April 21, 2023, 01:01
HF Heidi Freire Gomes Binha
Que cretino esse rei, quer comprar a criança dos outros?
April 21, 2023, 01:00
HF Heidi Freire Gomes Binha
Uau quanta emoção pra um primeiro capítulo, abandona suas crenças e é abandonada rm seguida
April 21, 2023, 01:00
SM Sabrina Martinho
Eu achei que os reis fossem um pouco decentes, mas me enganei
April 07, 2023, 02:38
SM Sabrina Martinho
Ann infelizmente se deixou levar pelo sentimento de amor. Uma péssima decisão
April 07, 2023, 02:38
SM Sabrina Martinho
Mas esse príncipe foi um cuzão
April 07, 2023, 02:37
VF Victoria Figueiredo BURDEOS
Esse capítulo foi de matar a alma, e esse final ?
April 07, 2023, 02:26
Victória Burdeos Victória Burdeos
COMO ASSIM? ELE DEIXOU ELA?
April 07, 2023, 02:24
Victória Burdeos Victória Burdeos
Eu estou amando a história... escrita perfeita e nos faz sentir no lugar da personagem
April 07, 2023, 02:23
HM Hannah Miller
Ela foi julgada condenada e agora a rainha quer lhe tirar a única coisa precisos que lhe restou absurdo
April 07, 2023, 01:21
HM Hannah Miller
Ela estava assustada com medo que lhe tirassem liam
April 07, 2023, 01:20
HM Hannah Miller
Primeiro capítulo simplesmente perfeito
April 07, 2023, 01:20
Lidiane Trindade Lidiane Trindade
Aí Autora, você fez eu chorar. Tomara que Jordan a acolha sem querer tiara o baby de perto dela
April 07, 2023, 00:23
Lidiane Trindade Lidiane Trindade
A safada da rainha bem que .errei uns tapas por fazer uma proposta tão indecente dessas
April 07, 2023, 00:20
Lidiane Trindade Lidiane Trindade
Desse muito cedo ela Ann teve uma vida difícil, na dívida para que ela dê a volta por cima
April 07, 2023, 00:18
Mariana Vieira Mariana Vieira
Amei este primeiro capítulo. Tudo que tem príncipes eu amo.
April 06, 2023, 23:00
EM Elaine Moscardi
Mas elem nem sabia que ela estava grávida!
March 29, 2023, 02:28
EM Elaine Moscardi
As pessoas acham que o dinheiro compra tudo!
March 29, 2023, 02:26
GABRIELA FARIAS GABRIELA FARIAS
Sua descrição é perfeita! É simplesmente envolvente e emocionante, minha nossa muito bom. Apesar de achar a história um pouco decorrida, algumas partes foram muito resumidas e aceleradas, o que me causou de início um pouco de confusão, mas logo tudo ficou claro e achei incrível. Espero mesmo que o príncipe não tome o filhinho da Ann.
March 10, 2023, 18:11
Load more comments
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 3 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!

Zenning
Zenning

Zenning, o nome do universo coincide com o nome da cidade onde está localizada a reserva na história de O Herdeiro. Várias história estão sendo escritas interligadas neste universo fictício. Read more about Zenning .