veneravel_yu Xiao yu

Xi JinXuan passou a vida toda com um rabinho em suas costas, mas um dia esse adorável e pequeno rabinho desapareceu. Então, ele percebeu o quanto gostava desse rabinho que um dia ele claramente não soube mostrar o que sentia por ele.


LGBT+ All public.

#romance #lgbt #boyxboy #translove
Short tale
1
253 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Sempre vou reconhecer você

Xi JinXuan em sua tenra idade, tinha uma shimei muito que parecia como sua sombra. Bem, melhor dizendo, essa shimei era como seu rabo, estava sempre atrás de JinXuan. Ele e Mei Ying eram inseparáveis. Ele a considerava como uma irmãzinha.


Até seus doze anos, a confundiam com um garoto, mas assim que entrou na puberdade, Mei Ying se tornou uma bela dama que atraía os olhos de todos. Mas, Mei Ying insistia em vestir-se como um garoto e comportar-se como um. A princípio, a garota detestava maquiagens. Sempre reclamava o quão branca ficava com aquele pó de arroz e seus lábios quase sangravam com o rouge. Quando começou a praticar artes marciais, ela reclamava do quão reveladoras eram as roupas de uma cultivadora. Assim passou a vestir-se como os garotos. Além disso, ela sequer sabia cozinhar um arroz ou assar uma carne, quem dirá fazer tarefas domésticas.


Quando Mei Ying completou seus quinze anos, ela desistiu de ser feminina quando um discípulo mais velho tentou abusar dela, quando numa única ocasião ela vestiu-se corretamente. Felizmente, JinXuan chegou a tempo e decapitou a cabeça e cortou as mãos daquele discípulo e evitou uma tragédia maior.


Naquela mesma noite, Mei Ying cortou seus cabelos tão escuros quanto o vazio, o mais curtos possíveis e tentava se ocupar o máximo que pudesse para que as memórias daquela noite desaparecessem de sua mente. Pela manhã, quando seu shixiong colhia as pimentas e colocava-as para secar, Mei Ying já havia voltado com sua caça na mão. Ao meio dia, sempre podia encontra-la no pátio praticando os fundamentos de espada e sua arte de leveza. A noite, quando não lia pergaminhos, seus olhos sempre fitavam o teto, carregados pelo medo.


Xi JinXuan percebeu que sua shimei ficava cada vez mais distante e escondida dentro de si mesmo. Não sabia como confortá-la ou qual ação tomar para que ela voltasse ser a Mei Ying que conhecia. Ele percebeu que sentia falta do sorriso tímido da garota e também, que a ausência de sua shimei começou a afetar seu bom temperamento.


Os discípulos do Pico da Nuvem, sempre viam seu irmão mais velho suspirar pesadamente na horta, na hora de praticar ou quando estava guardando o portão do pico. JinXuan não entendia o que estava acontecendo consigo mesmo.


Isso durou até que um dia, sua shimei desapareceu. JinXuan perdeu sua compostura e ao buscar pistas, conseguiu rastreá-la até um alquimista espírita do outro lado do país.


Naquela época, JinXuan já era a pessoa mais poderosa de sua geração e simplesmente varreu todos em seu caminho atrás de sua shimei. Sua reputação como uma jade pura, desabou quando o rastro de sangue que ele deixou pelo país atrás de Mei Ying.


Quando chegou na Montanha dos Alquimistas, no leste do país, JinXuan já entendia a si mesmo. Em algum momento de sua vida, ele deixou de ver Mei Ying como sua irmã mais nova. Não sabia quando e nem porquê, mas gostava de Mei Ying mais do que achava.


JinXuan encarou a montanha aliviado por mais uma vez estar próximo de sua shimei. Ele se aproximou do portão, onde uma pessoa estava sentada com os pés para cima.


"Com licença, estou procurando por uma garota. Seu nome é Mei Ying."


Mesmo sendo perguntado, o homem ainda mantinha seus olhos fechados. Parecia dormir profundamente.


"Senhor?" JinXuan insistiu. "Tudo bem, já que não me responde, eu mesmo entrarei."


Assim que daria um passo, o jovem cultivador sentiu uma pressão enorme cair sobre si mesmo e deu um passo para trás.


"Não pode entrar."


O homem se levantou da cadeira e ficou à frente de JinXuan.


"Estou procurando por minha shimei. Atravessei o país atrás dela, seu nome é Mei Ying e ela se veste como um garoto."


O homem pensou um pouco antes de responder: "Não conheço, vá a outro lugar."


JinXuan franziu a testa e não discutiu. Porém não discutir, não significava que desistiria. O garoto simplesmente se sentou na direção oposta daquele homem e ficou até que pudesse entrar.


Passariam dias e noites árduas. Os dias extremamente áridos e muitas noites tempestuosas e chuvosas. JinXuan não se moveu um centímetro e apenas ficou lá, cultivando calmamente até que um dia, o homem se aproximou, trazendo-lhe boas notícias:


"Ei garoto, você pode entrar."


Após quarenta e nove dias ao relento, JinXuan abriu os olhos, sacudiu a poeira em si mesmo e levantou-se com calma para dentro da montanha. Por mais que quisesse correr, manteve-se calmo.


Aqueles que o encontravam suspiravam com sua beleza. JinXuan havia retirado as presilhas e enfeites de seu cabelo, há muito tempo o incomodava e gerava mais peso para ele. Seus cabelos estavam soltos e esvoaçavam no vento como um pedaço suave de seda.


Quando chegou no topo da montanha, um discípulo veio ao seu encontro para direcioná-lo ao Salão onde recebiam os convidados.


JinXuan não podia negar o quão nervoso estava. Estava suando e seu coração batia tão ferozmente que achou que a qualquer momento poderia saltar para fora do peito.


"Discípulo Xi JinXuan da Seita da Montanha do Oeste, apresenta-se ao Líder Alquimista, Lin Zhang."


"Perdoe-me por fazê-lo esperar por muito tempo, Jovem Mestre Xi. Estava num processo muito delicado de refinação."


"Não há o que perdoar. Eu quem peço perdão por minha falta de delicadeza em não avisar minha chegada antecipadamente."


"Ouvi dizer que o discípulo Xi, deixou um rastro de sangue em todo o país." Mestre Lin sondou.


"Mestre Lin, não posso negar meu descontrole." JinXuan suspirou profundo, com um ar de desamparo. "Futuramente a retribuição virá. Mas, estou atrás de minha shimei. Ela desapareceu da seita e segui seu rastro até a Montanha Alquimista."


Mestre Lin bateu um dedo no braço da poltrona.


"O que está insinuando, discípulo de Fan Xing?"


"Este mero discípulo não pode insinuar nada. O que este discípulo quis dizer é que minha shimei pode ter vindo de vontade própria a montanha. Apenas gostaria de vê-la uma vez. Saber se ela está bem."


Lin Zhang bufou.


"Chame Mei Ying."


"Mas, Líder..."


"Não têm olhos conselheiro? Este garoto deseja ver sua shimei. Traga sua shimei!" Líder Lin falou em um tom zombeteiro.


JinXuan foi convidado a se sentar. Aceitou humildemente, pois era uma pessoa levemente preguiçosa e preferia ficar sentado do que em pé. E também, apesar de tudo, uma pessoa pouco paciente.


Passaram-se duas horas desde a saída daquele conselheiro e o garoto já estava visivelmente impaciente e irritado. Já não mais queria esconder seus sentimentos e a aura ao seu redor estava tão pesada que não havia alguém a três metros de distância dele.


Seu coração estava pesado e estava tão cansado, e às vezes, ao fechar os olhos, quase se entregava ao sono. Ele suspirou resignado. Devo ter um bom descanso depois disso.


Quando menos esperava, uma comoção surgiu na porta do Salão. JinXuan, já alerta, olhou para a porta. Quatro homens adentraram no salão. Por um momento, JinXuan estreitou os olhos e verificou cada um deles.


Seu coração errou uma batida. Desesperado, ele correu até a pessoa que queria e abraçou-a com força. Suas emoções que mantinham-se guardadas por muito tempo, desabaram transformando-se em lágrimas.


"Mei Ying não desapareça dessa forma. Quase enlouqueci."


JinXuan estava tão arrasado que sua voz quase não saiu, sua frase se tornou um sussurro e apenas a pessoa sendo abraçada pôde escutar.


"Xuan Gege..." Mei Ying sentiu o rosto ficar vermelho e retribuiu o abraço na mesma intensidade.


“Não faça isso novamente. Prometa-me.” O garoto estava ofegante.


Ele se afastou para olhá-la.


“Você mudou um pouquinho. O que aconteceu?” JinXuan estava um pouco confuso, ele só pôde reconhecer sua shimei devido sua aura.


“Soube que o Tio Ling poderia me ajudar com meu problema, e tomei a decisão de vir. Não me aguentava olhar mais e ver minha aparência. Mas, como me reconheceu?” Mei Ying perguntou curiosa, as vezes, se estranhava com sua nova aparência, mais masculina.


“Mesmo que sua alma esteja em outro corpo, ou renasça em qualquer outra coisa, sempre vou reconhecer você.” JinXuan declarou. Em seus olhos muitos sentimentos indiziveis estavam presentes, mas pareceu estar com medo de explorá-los e expô-los.


Mei Ying sorriu timidamente.


“Xuan Gege, vai me rejeitar agora que sou um menino?”


O mais velho arqueou uma sobrancelha e juntando os dedos indicador e polegar, deu um peteleco na testa do outro.


“Como eu rejeitaria minha pessoa preferida?” Os olhos de JinXuan curvaram-se em meia lua quando ele sorriu e abraçou novamente Mei Ying. “Senti tua falta.”


“Também senti sua falta Gege.”


A respiração de JinXuan finalmente se acalmou e fazia cócegas no pescoço de Mei Ying.


“Xuan Gege..." Chamou. “Xuan Gege...” Não obtendo resposta, tentou afastar-se dele.


Está dormindo. Mei Ying sorriu aliviada, seu Xuan Gege parecia estar exausto.


Xi JinXuan um dia contaria a Meu Ying o que sentia, mas agora que encontrou quem procurava precisava descansar um pouquinho mais. De toda forma, no futuro teriam tempo para conversar sobre isso.


April 20, 2022, 8:49 p.m. 0 Report Embed Follow story
0
The End

Meet the author

Xiao yu A verdade é que as estrelas são mais belas se você olhá-las de seu próprio coração.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~