sabrina_ternura Sabrina Ternura

Após o encontro conturbado de Tortura e Imperatriz com Rumpelstiltskin, onde ambas perderam seus olhos, a família Infernal se reúne para um encontro. Entretanto, a situação não é o que parece e eles estarão fadados a viver uma enorme tormenta. Com muita comédia, drama e ação, estes personagens traçarão seus destinos em uma batalha que mudará suas vidas. A questão é: eles sobreviverão?


Scripts/Screenplays For over 18 only.

#fantasia #comedia #horror #terror #InfernalFamily
8
5.3k VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

O Início do Fim

PRIMEIRA CENA: INT. MANSÃO JASON (HALL DE ENTRADA) - MADRUGADA (2H)

No hall de entrada da Mansão Jason, pode-se ver uma jovem de cabelos negros como a noite e pele morena segurando um gato preto em seu colo, enquanto encara com atenção as chamas verdes da lareira. A campainha toca. Ela se levanta e vai em direção a porta. O gato corre para um canto escuro. As chamas das velas tremem, quando a porta é aberta.

DIABLAIR (com deboche): Rua dos Loucos, número 0. É sério isso, Tortura? Foi ideia da Imperatriz, com certeza...

TORTURA (bufando): Nem todos podem pagar o aluguel de uma mansão no Inferno, sabia, tio?

SARAH (em tom de lamentação): Você tem razão, querida. Inclusive, lá é verão o tempo todo. Você queira imaginar o quão infernal é...

TORTURA: Aqui chove todos os dias do ano, mas acho difícil o céu chuvoso superar a chorona da Tristeza.

[O trio ri. Tortura abraça seus tios. Sarah e Diablair entram de mãos dadas. Um som de passos rápidos é ouvido. Todos os presentes se viram para ver quem é.]

TERNURA (eufórica): TIO DIAB! TIA SA! VOCÊS CHEGARAM!

[Ternura pula nos braços de Diablair. Sarah sorri e acaricia a cabeça da menina.]

TERNURA: Trouxeram algum presente do Inferno?

DIABLAIR: Um coelho endemoniado.

[Ternura lança um olhar mortal para Diablair. Ele ri.]

SARAH: Brincadeirinha, querida! Trouxemos um pouco de enxofre.

TORTURA (com preocupação): Espero que seja mesmo um pouco. Da última vez, ela explodiu a mansão de Valak e de outros demônios de patentes superiores com a quantidade absurda que vocês trouxeram.

TERNURA: Eles me deram coelhos de aniversário. Eu os mandei de volta para o Inferno.

[Ainda no colo de Diablair, Ternura encara as próprias unhas despreocupadamente. Sarah e Diablair riem. Tortura solta um longo suspiro preocupado. Ternura é colocada no chão. Alguém próximo ao grupo espirra e todos se viram para ver quem chegou na sala.]

TRISTEZA (com um lenço do nariz): Olá, tios. Espero que vocês tenham feito uma boa viagem.

[A ponta do nariz de Tristeza está vermelha e seus olhos estão lacrimejando por conta dos espirros.]

SARAH (caminhando até Tristeza): Você está doente ou triste, querida?

[Tristeza espirra três vezes seguidas.]

TRISTEZA (com a voz fanha): Doente. Inventei de brincar de Fingindo de Morto no meu Lago de Lágrimas para conseguir capturar alguns caçadores insolentes que estavam rondando a casa, mas tudo o que ganhei foi um resfriado.

SARAH (carinhosamente): Vamos até a cozinha. Irei preparar um chá curador para você e café para os demais.

[Sarah e Tristeza se retiram da sala e vão para a cozinha. Tortura, Diablair e Ternura vão para perto da lareira e se sentam em um sofá.]

DIABLAIR (se esparramando no sofá): Onde a Imperatriz está?

TERNURA: Ela foi na casa daquele hunter.

[Diablair arqueia uma sobrancelha, intrigado.]

DIABLAIR: Por todos os diabos, porque ela iria até lá?

[Ternura olha para Tortura, que está encarando a parede com uma cara emburrada.]

TORTURA: Você deve saber que matamos Narciso. Em seguida, um duende apareceu na cabana. Dei uma orelha para ele como pagamento por ele ter trazido a minha adaga de volta. Depois disso, ele apareceu aqui em casa, demos um fígado de dois dias para ele. O desagrado foi tamanho que ele escondeu nossos olhos na coleção de olhos da Imperatriz.

[Diablair solta uma risada alta. Ternura cantarola um trecho da Sonata ao Luar de Beethoven. Tortura bufa de decepção.]

DIABLAIR: Vocês tentaram se retratar com ele?

[Silêncio. Ternura para de cantarolar a canção. As duas sobrinhas encaram o tio.]

TORTURA: Aqui, nesta casa, ninguém arranca meus olhos e sai impune.

FIM DA PRIMEIRA CENA.

March 8, 2021, 9:32 p.m. 6 Report Embed Follow story
5
Read next chapter Sinais Proféticos

Comment something

Post!
Yvi  Yvi
Eu sei que sou uma Imperatriz e que você é uma Bruxa Divina, mas daí a acharem que temos grana pra bancar mansão no inferno já é ultrapassar os limites. Prefiro gastar meu dinheiro em facas e potes interessantes para guardar a minha coleção de olhos. Sem falar que vou perder uma nota para mandar colocar rótulos em braile (só por precaução). E, claro, muito melhor um lugar chuvoso do que o calor do inferno. Pelo Hell, não gosto nem de lembrar dos tempos que passamos na casa do tio. Era, literalmente, fogo do inferno todo dia (ou quase, se contar os dias que a Tristeza chorava muito). Eu sabia que a parceria entre Massacre e Tortura seria bonita, mas agora a coisa ganhou proporções universais! VAMO QUE VAMO, BRINIS!!! Não sei o que estou fazendo, mas posso imaginar que será sangrento e sinistro. ADORO!!
April 18, 2021, 03:11

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Realmente é ultrapassar os limites achar que podemos pagar um aluguel lá. Toda semana você e a Ternura destroem um cômodo da casa, o gasto só aumenta... Essa parceria é tudo pra mim! ​Obrigada pela presença e comentário, Flavinha ♥ April 24, 2021, 01:23
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Sabrina! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Primeiro eu preciso te elogiar por essa escolha de narrativa, é tão difícil encontrar autores que escrevam em forma de roteiro e que deixem tudo tão claro como você fez. Eu conseguia me por na cena, imaginar tudo, foi uma experiencia única e para lá de agradável. Foi maravilhoso, de verdade. Bom, eu não sei a respeito do que se trata essa Família Infernal e tentei pesquisar, mas fiquei mais perdida ainda, então gostaria que você me falasse um pouco mais sobre isso, para me deixar por dentro e, de fato, virar uma fã, porque se eu já gostei do que vi, só consigo imaginar do quanto vou gostar mais ainda ao saber um pouco melhor sobre o assunto. Agora vamos parar de enrolar e falar sobre o que realmente interessa, haha. A coesão e a estrutura do seu roteiro estão impecáveis. Como eu disse antes, é realmente muito difícil encontrar autores que tenham dom para tal façanha, já vi muita gente tentar e não conseguir fazer algo sensacional como seu trabalho. A sinopse está muito interessante e já deixa a premissa no ar sobre o que vamos irá se seguir e só deixa as expectativas lá no alto. Sobre os personagens, é simplesmente impossível para mim dizer algo sobre eles, além do que me foi óbvio, como o fato de cada uma ter uma característica a respeito de seus nomes, como a tristeza que chora fácil, por exemplo. E achei muito legal o fato deles se mostrarem como demônios que não deixa nada de lado, como dito no final, acredito que muita coisa boa ainda está por vir dessa história. Quanto à gramática, seu texto está muito bem escrito, e ele no todo é realmente uma coisa maravilhosa, um verdadeiro colírio para meus olhos. Desejo a você sucesso e tudo de bom com seus projetos, espero ver você mais vezes por aqui. Abraços.
April 17, 2021, 21:51

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Olá, senhorita Isís! Fico muito grata em receber o seu comentário/verificação. Sou nova na plataforma e tenho tido uma experiência extremamente agradável por aqui. Além de tudo, esse comentário foi como um abraço que aqueceu meu coração. Me tranquiliza saber que elementos como gramática, coesão e etc, estão bem desenvolvidos. É uma longa história sobre como eu comecei a escrever roteiros, mas me enche de felicidade saber que consegui, através da leitura, te proporcionar uma boa experiência de imersão na narrativa. Bom, a família Infernal é uma idealização minha, do meu namorado, Felipe, e de meus grandes amigos, Manu e Flávia. Basicamente todos os personagens principais (e do lado bom da força kkkk) são pessoas que conheço e queridas para mim. Colocá-los em minhas obras é uma forma de homenageá-los. Inicialmente, tudo era uma brincadeira, mas acabamos percebendo que havia a possibilidade deste pequenino universo se tornar algo grande, elaborado e mais profundo. Com este intuito, tanto eu, quanto a Flávia e o Manu, começamos a escrever estórias paralelas à Garraduende, sempre nos preocupando em desenvolver ainda mais o universo e os personagens. O Felipe é meu parceiro na hora de elaborar roteiros de escrita de narrativas e nunca me deixa esquecer os pequeninos detalhes que às vezes podem deixar furos nas estórias. Somos uma grande equipe, por assim dizer. Cada um de nós está presente na obra, através dos personagens: -> Manu, vivendo na pele do icônico Tio Diab; -> Flávia, a Imperatriz dos momentos mais lendários da obra; -> Philip, Black e Jake, são os personagens do Felipe, cada um tendo um pouco da personalidade do meu namorado. -> Deusa, Ternura, Tortura e Tristeza, são personagens que dizem respeito a minha pessoa e personalidade. Como você mesma destacou, os próprios nomes dos personagens dizem respeito as suas características, mas não só. Cada um possui suas particularidades, jornadas e cicatrizes que vão muito além de Garraduende. Acabei criando um universo para acoplar todas as narrativas, como um meio de descrever/desenvolver melhor esses personagens. Acredito que, ao ler as demais histórias, você entenderá um pouco mais sobre a família Infernal. Por fim, quero muito te agradecer pelas palavras e pelo entusiasmo. Não sei se você continuará lendo (creio que não, pela quantidade de leituras que você tem que fazer), mas já fico muito feliz em saber que você gostou desta parte inicial da obra. ​Obrigada pela presença e comentário, moça ♥ April 24, 2021, 01:57
Just Ignore Just Ignore
Divina Brina, meu coração está batendo cheio de surpresa, entusiasmo e, principalmente, gratidão pela criação desta obra maravilhosa, bem como a minha inclusão neste universo cada vez mais surpreendente e empolgante que a senhorita cria e integra (juntamente com a Srta Flávia)! Como devo ter dito certa vez, sou leigo e desacostumado com Roteiros, mas este ficou tão bom que é impossível não se agradar de tudo o que foi narrado e descrito. O texto transborda qualidade, intensidade, criatividade e detalhamento e a trama me é sem dúvida instigante e robusto, tornando sua continuação mais que desejada e necessária! Sobre a história em si, eu estou deveras curioso e ansioso em saber como uma das duplas mais sanguinárias que conheço vai lidar com esta ameaça que cresce em perigo e poder a cada capítulo e adorei em especial as referências sombrias tanto do Terror/Horror quanto a coisas somente de nosso conhecimento/convivência, simplesmente perfeito! Bravíssimo, Srta Ternura! Bravíssimo! É por este e tantos outros motivos que eu literalmente te adoro! Meus sinceros, entusiasmados e absolutos parabéns e muito, mas muito obrigado de todo o meu coração por todo o carinho e consideração pela minha pessoa! Muitíssimo obrigado, de todo o meu restante de coração! Cordialmente, um ser que adora demais as suas sobrinhas, Honjok.
April 14, 2021, 12:36

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Esse comentário me encheu de alegria! Fico muito feliz que você tenha gostado dessa parte inicial! É uma honra poder escrever sobre esses personagens que me são tão queridos (só alguns kkkkkkk). ​Obrigada pela presença e comentário, tio Diab ♥ April 24, 2021, 01:24
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 19 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!

Garraduende
Garraduende

Se Garraduende é o centro deste universo, a família Infernal é o campo gravitacional dele. Constituída por seres de raças completamente diversificadas, essa família ensina que existem laços mais fortes do que os sanguíneos e que, por vezes, o amor familiar pode ser desperto até mesmo nos corações mais sombrios. Com personagens carismáticos, misteriosos e poderosos, o leitor ira se divertir e se intrigar conforme realiza a leitura das narrativas — que sempre possuem os gêneros e as estruturas mais diversificados possíveis. Este universo não poderia ter nascido sozinho, por isso, seria inevitável não citar os autores que colaboram com o desenvolvimento dessas histórias. Sempre divertida e criadora de enredos mirabolantes, a @FláviaYvi é uma companheira de teorias e ideias e, neste universo, os leitores a conhecerão pela alcunha de Imperatriz. Sempre me apoiando e desenvolvendo as tramas mais obscuras, o @Honjok é aquele que mantém meus pés no chão e me mostra o quão profundo este universo pode ser; nestas histórias, os leitores irão conhecê-lo por Diablair/Tio Diab. Por último, mas não menos importante, está a pessoa que tornou tudo isso possível e que sempre me incentiva a continuar: o @FelipeVasconcelos, parceiro de todas as horas e da vida, que me ajuda a organizar ideias, planejar roteiros de enredos e criar personagens incríveis. Nas narrativas, os leitores irão reconhecê-lo nas caçadas do Blake, no coração puro do Philip e no espírito aventureiro do Jake. Que este universo possa te fazer viajar para um mundo onde os limites são destruídos, os corações são arrebatados e as diferenças são deixadas de lado. Sejam bem-vindos a Garraduende — e tomem cuidado para não perderem seus olhos. Read more about Garraduende .