yourblurryeyes amanda

Seo Changbin era uma pessoa interessante se pensar de certo modo, estava bem claro que ele escondia alguma coisa. Mas eu não imaginava que ele era algo macabro, aquilo que você não gostaria de descobrir da mesma forma que eu. Seo Changbin era um lobo mas também era um demônio.


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#lobos #vampiros #horror #suspense #terror #misterio #angst #heterossexualidade #hetero #romance #magia #fantasia #ficção #fanfic #sobrenatural #abo #changbin #seo-changbin #stray-kids
7
2.5k VIEWS
In progress - New chapter Every 10 days
reading time
AA Share

Algo fora do lugar


PONTO DE VISTA: Airi


A neve alta dificulta a minha corrida, não posso chegar atrasada por causa de não conseguir dar um passos longos.


Apesar de esta com roupas de frio eu ainda sinto arrepios por conta do vento gelado, quando percebi que estava perto do prédio da escola eu parei de correr, preciso guardar minha energia.


Minha amiga Jenyer estava a fumar um cigarro sentada nos degraus da escadaria, ela acenou para mim e se levantou, subi alguns degraus e me aproximei dela enquanto tirava as luvas que esquentavam minhas mãos não as deixando congelar.


— Por que demorou? — Ainda com o cigarro na boca, Jenyer perguntou ajeitando suas mãos nos bolsos de seu casaco.


— A neve está alta esse ano e você sabe que minha mãe coloca horários em qualquer coisa que eu faça — Eu respondi pegando o cigarro em que a mesma estava fumando.


— Bem, os novos tempos chegam para todos e o seu tempo de descobrimento esta próximo — Jenyer disse pegando o cigarro das minhas mãos.


— Eu espero — Respondi subindo as escadas acompanhada de garota, a mesma ajeitou a sua mochila nas costas antes de passar na minha frente e se virar para trás.


— Bom eu te vejo depois, eu vou no banheiro — Ela disse e assim se misturou no meio das pessoas que andavam pra lá e pra cá.


Sem pressa eu caminhei pelo corredor evitando de esbarrar em alguém, meu destino era a biblioteca da escola, enquanto Jenyer não volta talvez eu encontre algo para me distrair e não morrer de tédio.


Eu abri a porta da biblioteca e me deparei com a mesma quase vazia, caminhei para dentro dos corredores, olhei para as prateleiras cheias de livros e nenhum título era chamativo para mim.


Depois do meu fracasso em procurar um livro bom nas prateleiras eu resolvi que ficaria ali até que as aulas começassem, cheguei perto de uma das mesas e vi ali um livro com uma capa esquisita, era um livro sobre criaturas sobrenaturais.


Eu me sentei na mesa tirando meu casaco e o guardando em minha mochila, meus dedos tocaram a capa do livro e assim que eu encostei, me senti observada.


Olhei para os lados e não encontrei ninguém que pudesse estar me observando, quando abri o livro a primeira coisa que achei foi um desenho esquisito, as linhas estavam borradas.


Virei a página e encontrei um sumário, separando cada criatura, passei pelas folhas até parar em uma parte que falava sobre lobos.


"A mordida pode transformar, o processo de transformação dura 2 semanas, estes são os seguintes sintomas:


Dores de cabeça


Tontura


Vômito


Dores nos dentes e gengiva ( as vezes causando sangramento)


Febre


Dores no corpo


Perda de visão temporária"


Por um momento talvez eu acreditasse naquilo nas isso não existe, este livro é fictício Airi coloque isso na sua cabeça


Quando eu estava quase passando para a próxima página a janela da biblioteca se abriu, me levantei da cadeira para ir fechar a janela pois o vento que vinha de lá de fora era muito frio, assim que cheguei na janela e olhei para fora avistei um garoto.


De pele pálida, cabelos escuros me encarando, escutei um barulho olhei para trás e vi que uma pilha de livros tinha caído da mesa, afastei-me da janela para recolher os livros do chão.


Fui fechar a janela novamente e vi que o garoto não estava mais ali, o sinal da escola bateu dando início a primeira aula daquele longo dia, saí da biblioteca me deparando com diversas pessoas indo para cantos diferentes.


Quando consegui sair do meio de todas aquelas pessoas eu acabei esbarrando em alguém e caí sentada.


— Desculpa eu não te vi — Disse e me levantei do chão, percebi que a pessoa na qual eu esbarrei também havia caído.


Estendi a mão para o garoto que resmungava enquanto jogava seus cadernos na mochila, o mesmo olhou para cima e encarou meus olhos.


— Ei! Eu vi você me encarando quando eu estava na biblioteca — Assim que eu terminei de falar, ele arregalou os olhos e saiu correndo.


Fui para minha turma e assim que cheguei o professor reclamou do meu atraso, sentei no meu lugar enquanto o professor voltava a explicar o conteúdo.


A porta da sala de aula se abriu revelando o garoto que estava me encarando na biblioteca, ele estava ofegante, seu peito subia e descia no ritmo de sua respiração pesada, o rapaz se sentou na carteira ao lado da minha.


— O que tem de interessante em Changbin para você o encarar? — Escutei o professor chamar a minha atenção e desviei o meu olhar para o quadro, não percebi que estava olhando para ele por tanto tempo.


Os minutos passaram e eu me senti observada, olhei para o lado e Changbin me encarando, ele não tinha nenhuma expressão em seu rosto.


Durante essa troca de olhares fui atingida por uma bolinha de papel jogada por Jenyer, acabei levando um pequeno susto e voltei a realidade ao escutar a mesma soltar um riso.


Olhei para Changbin novamente e tudo o que ele fez foi abrir um pequeno sorriso e desviar o olhar para o quadro.


...



Já no final da aula, enquanto eu estava indo para casa, vi Changbin correr para a floresta, ele era extremamente rápido, tentei ignorar a minha curiosidade de saber o que ele tinha ido fazer na floresta.


Falhei, minha curiosidade é a vencedora dessa vez, dei meia volta e caminhei para até parar na frente daquelas árvores imensas, o céu estava ficando um pouco escuro, já estava perto da hora na qual eu chego em casa.


Eu poderia dar meia volta e correr para minha casa e chegar antes da minha mãe para evita uma briga ou eu poderia ir atrás de um garoto que eu mal conheço.


Resposta óbvia demais


Corri para dentro da floresta, sem saber para que lado ir acabei parando e olhando para os lados, aquele lugar parecia sombrio, vazio e solitário.


Escutei um barulho perto de mim e o segui, o barulho me levava pelo caminho que eu peguei para chegar aqui, olhei para trás e lá estava um lobo.


Os olhos daquele lobo eram vermelhos e seus pelos eram negros, o mesmo começou a rosnar e deu passos em minha direção, eu fiquei assustada então comecei a correr, quando percebi eu já estava fora da floresta.


— Fique Longe da floresta e não retorne aqui — O lobo disse enquanto se sentava.


— É para o seu próprio bem — A voz grossa do lobo me deu arrepios, me afastei ainda mais.


— Vá embora e nunca mais coloque os pés nessa floresta — O lobo disse enquanto ainda estava parado no mesmo lugar.


Aquilo era muita coisa para o meu cérebro, eu precisava ligar para alguém, por isso apressei meus passos até chegar em casa.


Meu celular tinha bateria o suficiente para fazer uma longa ligação, liguei para a minha amiga e fui para a cozinha buscar algo para comer enquanto ela não atendia.


— Jenyer tenho que te contar uma coisa, espero que me aguente por 2 horas — Disse assim que ela me atendeu enquanto eu olhava a janela vendo a paisagem branquinha por causa da neve.


— O que aconteceu? — Ela disse e eu caminhei pela cozinha e abri a geladeira, meus olhos voltaram para a janela da casa.


Levei um susto ao ver alguém bater na minha janela com as duas mãos ensanguentadas, era Changbin o mesmo estava assustado e tinha hematomas pelo rosto.


Eu falo com você depois, tenho que ajudar uma pessoa — Eu disse e desliguei a ligação.


Corri até a porta e assim que abri a porta, Changbin quase caiu no chão, ajudei o mesmo a se manter de pé e fechei a porta.


— Desculpa chegar assim é que eu sofri um acidente perto daqui — Ele disse enquanto eu o ajudava a ir para a sala da casa.


— Está parecendo que você se meteu em uma briga, fique aí, eu vou buscar um kit — Eu disse e o mesmo se soltou e caminhou até o sofá, com um pouco de dificuldade.


Sai da sala e subi as escadas indo em direção ao banheiro, enquanto eu procurava algo que eu pudesse limpar os ferimentos, me lembrei de hoje mais cedo.


Eu vi Changbin entrando na floresta e quando eu fui seguir ele, aquele lobo que fala apareceu.


E se aquele lobo atacou Changbin?


— Já achou? — Me assustei ao ouvir a voz de Changbin atrás de mim.


Me virei rápido mas não tinha ninguém ali, eu juro que escutei a voz dele aqui, depois que peguei tudo o que precisava eu voltei para a sala e vi o mesmo sentado em um dos sofás.


Me sentei ao lado dele, ele pegou tudo o que estava na minha na mão para poder limpar seus próprios ferimentos sozinho.


— Você por acaso subiu lá em cima? — Perguntei e o mesmo parou de limpar um raspão que tinha em seu braço.


Changbin ficou parado sem responder por alguns segundos, logo depois ele se virou para mim.


— Não, eu estava aqui o tempo todo — Ele respondeu e voltou a limpar a ferida.


Me levantei do sofá e antes de sair da sala eu me virei para olhar para ele, o mesmo continuava limpando a ferida sem esboçar qualquer expressão.


— Se precisar de algo me chame, estarei na cozinha — Eu disse e o mesmo respondeu um "sim" num tom baixo.


Caminhei até a cozinha e vi que a marca das mãos dele estavam nos vidros da janela, meus pensamentos foram até a voz que eu ouvi no banheiro.


Talvez seja apenas uma paranóia, talvez ele esteja mentindo.


Algo está fora do lugar aqui.



Jan. 4, 2021, 1:37 a.m. 1 Report Embed Follow story
1
To be continued... New chapter Every 10 days.

Meet the author

amanda 𝖼𝖺𝗉𝗂𝗌𝗍𝖺, 𝖿𝗂𝖼𝗐𝗋𝗂𝗍𝖾𝗋. 𝗏𝗄𝖾𝗂&kpop 𝗌𝗍𝖺𝗇

Comment something

Post!
r rayray
Minha primeira fanfic aqui na plataforma, e ela é maravigood ❤❤
May 10, 2021, 22:45
~