Countdown for The Authors' Cup 2020. Sign up now for chance to win prizes!. Read more.
guardiangel Reira Trapnest

Uraraka é uma mulher excepcional. Chefe, líder, dona da porra toda. Eis que chega o dia mais importante de sua carreira até o momento, mal sabe ela que um meteoro está prestes a cair sobre sua vida, com nome e sobrenome de Katsuki Bakugou.


Fanfiction Anime/Manga For over 21 (adults) only.

#ochako #katsuki #romance #comédia #myheroacademia #bokunohero #ceo #uraraka #bakugou #kacchako
1
2.9k VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

Declaração de Guerra

Notas iniciais

FELIZ ANIVERSÁRIO, @im_Lovage!!! Eu sei que estou atrasada, mas aqui está o capítulo 1 de seu presente! Nem preciso dizer o quanto você é tudo e mais um pouco pra mim. Espero que goste e espero que todes gostem também!

Tem playlist da história no Spotify:
https://open.spotify.com/playlist/4mcV8utRb7MPQgjx4mmnPR?si=-2aAavhrRJudWBoM8Rpq6w

(pessoalmente, recomendo!)

*

Era uma bela manhã para Uraraka. Tudo apontava para um dia brilhante. Ao final do dia, depois de algumas horas de comemoração comportada com os colegas, voltaria para casa e começaria a verdadeira festa: uma garrafa de champagne, um pedaço de Brie, azeitonas portuguesas graúdas, alguns morangos vermelhos com chantilly e a participação especial de sua banheira de hidromassagem e seu vibrador favorito.

Enquanto caminhava pelos corredores da empresa, vozes a saudavam por seu grande dia:

- Bom dia, senhorita Uraraka! Grande dia!

- Arrase hoje!

- Estamos torcendo por você!

A mulher assentiu e sorriu para todos. Aquele era seu ambiente. O lugar no qual se sentia bem, onde as pessoas a admiravam e confiavam e seu trabalho. E hoje, ela seria promovida a diretora-geral da Southers Communications. Era uma decisão óbvia e técnica por parte da mesa de diretores dos diferentes setores, e o próprio presidente a chamaria para a conversa. Seu estômago agitou-se um pouco. Ela sabia que não havia motivo para nervosismo. Era quase impossível os acionistas tomarem uma decisão contrária a uma votação da mesa, e mesmo assim, todos adoravam seu trabalho.

Antes de entrar em sua sala, passou na mesa de Ashido, sua melhor amiga no trabalho, para pedir sua preciosa opinião sobre a roupa escolhida para o dia.

- Oh! Aí está você, garota! É hoje, hein?

- Ai, amiga… Eu não sei se exagerei…

- Chako! Olha para você! Calça cáqui preta de cintura alta, blusa social preta com o decote perfeito, e, como contraste, blazer branco com scarpin branco. Quero dizer… Eu mesma teria escolhido esse look.

- É fácil para você falar, Mina. Tudo fica absolutamente perfeito em você.

Desde que começara a trabalhar na Southers, a amiga de cabelos rosa havia lhe ensinado muitas coisas sobre moda e como se vestir propriamente para o ambiente de trabalho e, ainda assim, usar roupas estilosas, "perfeitas para seu corpo e alma", de acordo com a secretária.

- Então é isso. Vou me preparar e devo sair em uma hora.

- Vai com tudo, Chako! Não… Espera! Está faltando algo.

- E o que seria?

- Cor. Você confia em mim?

- Mas é claro.

Em apenas 3 minutos, os lábios de Uraraka ostentavam um vermelho carmesim e os cabelos estavam presos em um coque estilizado pelas mãos habilidosas de Mina.

- Pronto! Está perfeita. Mostra toda a confiança que eu sei que você tem!

- O que eu faria sem você?

- Nada mesmo! Agora coloca essa bunda perfeita para trabalhar, vai!

Ochako riu. Se sentiu mais do que agradecida por ter uma amiga tão maravilhosa e abençoada por trabalhar com uma equipe harmoniosa e esforçada. Ela recompensaria todos aqueles esforços assim que fosse promovida.

----------------------

A diretora administrativa da Southers Communications chegou ao andar da presidência e se apresentou ao recepcionista 10 minutos antes do horário da reunião.

- Bom dia, Mirio! Vim para a reunião com o Mighty.
Disse a mulher com um sorriso agradável.

- Ah! Senhorita Uraraka! Muito bom dia. Vou informá-lo de que já se encontra aqui. Por favor, fique à vontade para esperar em nosso salão de espera.

Ele apontou para o local com algumas poltronas confortáveis no qual Ochako avistou um homem de cabelos loiros e rebeldes sentado de pernas cruzadas. Saudou-o com um “bom dia” polido e recebeu um rosnado baixo.

- Ok…

Uraraka não entendeu o motivo do rosnado, mas decidiu relevar. Aquele era seu dia e não seria um homem idiota que iria estragá-lo. Quando sentou-se e conseguiu dar uma boa olhada no mal educado, percebeu que, apesar de sua expressão irritada, ele era bonito. Não, mais que bonito. Não… Nenhuma daquelas palavras fazia jus ao quão incrível era a aparência dele. Seus traços eram um tanto angulados, os lábios vermelhos (talvez devido à pressão incrível que ele aplicava), os olhos de um castanho avermelhado, quase pareciam lentes. O terno azul marinho ressaltava seu tronco avantajado e…

- Por acaso está gostando do que vê?
Perguntou o loiro repentinamente.

- O-O quê? Não! Quero dizer, meu olhar estava… Não estava olhando diretamente para… Desculpe, não tive a intenção de ser rude.

- Hmpf!

Mirio apareceu antes que pudessem continuar com a conversa, se é que Uraraka poderia chamar aquilo de uma conversa.

- Senhorita Uraraka e Senhor Bakugou, All Might lhes espera em sua sala.

A mulher não entendeu. Não fora informada de que sua reunião com o presidente teria a presença de outra pessoa, especialmente uma que não conhecia e que parecia nem um pouco amigável. Mesmo contrariada, sorriu e acompanhou o recepcionista até a sala. Olhou para o homem desagradável assim que entraram e sua expressão parecia um tanto mais suave.

- Jovem Uraraka! Fico muito feliz em vê-la aqui hoje!

O presidente da corporação, All Might, ou Mighty para os funcionários, era conhecido por seu sorriso e gentileza mesmo sendo o braço principal da empresa. Talvez o principal motivo pelo qual eram tão bem sucedidos. Quando a harmonia vinha de cima para baixo, todos os organismos trabalhavam bem.

- O prazer é todo meu, Mighty.
Respondeu de forma firme e amigável.

- Deixe que eu lhe apresente esse jovem de talentos excepcionais. Esse é Katsuki Bakugou, ele é sobrinho de Tenshou Bakugou, nosso principal acionista.

Ochako fingiu seu melhor sorriso e ofereceu a mão a Bakugou, esperando que ele a tratasse da mesma forma que antes. Porém, para sua surpresa, o homem fez o mesmo. O sorriso era quase assustador, tamanho o fingimento, a mão quente e macia alcançou a sua fria, criando um contraste que assustou a ambos. Nenhum deles disse qualquer coisa, mas seus olhares direcionados um ao outro eram mais do que suficiente para que ambos soubessem que não havia qualquer amistosidade ali.

- Serei rápido sobre o assunto. Recebemos nesta manhã um pedido especial do Sr. Tenshou Bakugou para incluirmos o jovem Katsuki em nosso corpo de diretores. É claro que sabemos de suas habilidades administrativas, mas insistimos com Tenshou que nos primeiros meses ele ficasse sob… Bem... Orientação.

O cérebro da mulher absorveu cada palavra dita por All Might e tentou encontrar um motivo lógico pelo qual fora chamada até ali para ouvir sobre o sobrinho do principal acionista da empresa, e por que ainda não havia tocado no assunto de sua promoção. Talvez eles quisessem o treinar para substituí-la na administração enquanto ela seguia para a diretoria-geral. Ou pelo menos esse era seu melhor chute.

- Bom… Parabéns por sua indicação, Sr. Bakugou…

O loiro sorriu, apesar de sentir que as palavras vindas da mulher eram cobertas de ironia.

- Aproveitando o ensejo, o motivo de ter lhe chamado hoje é o seguinte: concordou-se que o mais adequado era que lhe fosse dada a tarefa de guiar o jovem Bakugou na diretoria de administração durante 6 meses.

- Mas… Bem… Há algum objetivo específico com essa tarefa?

- Sim, jovem. É exatamente como lhe disse.
Respondeu o presidente.

- Será um prazer trabalhar com a Senhora.

"SENHORA?!"

A palavra ecoou na mente de Uraraka por vários segundos e as imagens de si enquanto socava o rosto de Bakugou rolavam em loop. Mas, por fora, seu rosto estava calmo e composto.

- É claro. Farei o possível para que sua estadia seja a mais agradável e enriquecedora o possível.

- Nada melhor do que ver a empresa de um ponto de partida inferior, não é mesmo? Se eu for o diretor-geral, vou precisar estar ciente de todas as transações e fluxos de trabalho dos setores abaixo. Creio que será um bom começo.
Respondeu Katsuki em um tom incisivo.

Os olhos da mulher piscaram várias vezes na tentativa de compreender a situação.

- D-Diretor… Geral? Parece que eu não… Entendi muito bem.

All Might decidiu intervir, limpando a garganta e chamando a atenção para si.

- Jovem Bakugou, peço que se apresente agora mesmo ao departamento pessoal para resolver as questões burocráticas, depois, reporte-se na administração. Enquanto isso, ainda tenho o que conversar com a jovem Uraraka.

- Com sua licença, All Might, senhora Uraraka.

Bakugou deixou a sala com um sorriso inacreditavelmente largo, como se seu objetivo principal tivesse sido alcançado. Assim que a porta se fechou, a voz da mulher saiu mais rápido que seus pensamentos.

- Mighty, por favor, me diz que isso é uma pegadinha…

- Ah! Jovem Uraraka… Gostaria de dizer que sim, porém, não é.

- O que aconteceu de ontem para hoje? O que esse… HOMEM está fazendo aqui e por quê eu terei que acessorá-lo?

- Recebemos o pedido ontem à noite. Tenshou foi bem veemente com seu pedido para tornar Katsuki o diretor-geral e o resto dos acionistas pareceu concordar.

- Mas… Isso é insano! Ele nem sequer conhece a empresa direito!

- De fato, e é por isso que os diretores se reuniram e pediram que ele passasse por uma espécie de estágio probatório.

- E por que não fui consultada sobre o assunto?

- Bem, nosso desejo era torná-la a diretora-geral, e é claro, hoje seria o dia de sua promoção. Nós até tínhamos comprado balões para fazer uma festa surpresa… Não tivemos outra escolha a não ser deixá-lo sob sua égide.

- E o que eu devo fazer durante esse tempo? Treiná-lo para assumir o cargo para o qual tenho batalhado tanto tempo para assumir?

- Não tivemos como organizar um plano nesse meio tempo, jovem Uraraka, porém, essa certamente será uma batalha pela diretoria-geral. Daremos todo o suporte que pudermos e, é claro, todos os diretores estão ao seu lado.

- Mas, no final, quem de fato vai aceitar ou não são os acionistas, não é?

- Geralmente eles não se envolvem com essas decisões, mas sendo este um pedido pessoal, é, eles vão ter a palavra final sobre o assunto. Entretanto, NÃO DESANIME, JOVEM! O fato de terem aceitado a sugestão sobre o período probatório é uma boa indicação de que ainda há incertezas sobre o jovem Bakugou. Por enquanto, basta que faça seu trabalho da melhor forma possível.

- Sim, Mighty. Vou fazer meu melhor.
Respondeu Ochako, com uma voz um tanto cansada.

- Se precisar de algo, me avise por favor. E… Fique de olho na situação, sim?

A mulher assentiu e foi em direção à própria sala. Assim que chegou no andar da administração, foi recebida com palmas, assobios e congratulações de seus colegas de trabalho. Todos estavam felizes. Menos Uraraka.

Ela sorriu, um pouco sem-graça pela situação, teve que contar aos seus parceiros de trabalho sobre a real situação.

- Obrigada pelo carinho, pessoal. Eu sei que não é o que esperavam, quero dizer, nem eu esperava por isso, mas não fui promovida hoje. Houve uma decisão de que a mudança de cargo seria postergada, então tudo continua como antes.

- Mas por quê?
Perguntou Tsuyu, uma das secretárias administrativas.

- Bem, são decisões corporativas… Além disso, há um novo…

Assim que Ochako movimentou os lábios para falar sobre Bakugou, o homem adentrou o espaço, empurrando a porta sem nenhuma cerimônia. Todos o olharam como se um alien houvesse invadido a Terra. Era incomum ver alguém tão impressionantemente bonito e carrancudo ao mesmo tempo.

- Então, pessoal… Esse é Katsuki Bakugou. Ele vai compor nosso quadro de funcionários a partir de hoje. Ele tem MUITO o que aprender em pouco tempo, então peço para que o ensinem o máximo que puderem.

- EU NÃO PRECISO DESSE NEGÓCIO DE…

Antes que o loiro irrompesse em qualquer tipo de frase desagradável, Uraraka interviu, mantendo o sorriso agradável de quando se comunicava com as pessoas de sua equipe.

- Bakugou, por favor, vamos até a minha sala. Agora.

Outro rosnado audível saiu do novo empregado e então ele a acompanhou. Ao chegarem lá, a máscara de civilidade que envolvia o rosto da mulher finalmente caiu.

- Escute bem, Katsuki Bakugou, eu não me importo nem um pouco sobre como sou tratada por você, não me importo de onde você veio, nem com a experiência ou inteligência que tenha, mas eu juro que se eu o ver tratando qualquer pessoa desta equipe como um bronco sem educação, farei da sua vida um completo inferno, nem que eu seja demitida. Fui clara o suficiente?

- Acho que você que não entendeu ainda, senhora, mesmo que eu seja reportado, tenho imunidade em vários aspectos. Inclusive, meu tio me deu liberdade para usar meus próprios métodos de lidar com as pessoas.

- Deve ser ótimo estar protegido por nepotismo, não é mesmo?

- Não me subestime. Meu objetivo é tornar esse lugar o mais produtivo possível, e li tudo sobre seus métodos idiotas como "pausa de 15 minutos para comunicação interpessoal", ou "reuniões semanais para avaliação entre os funcionários" e várias outras coisas dispensáveis para o crescimento dessa empresa. Não me faça rir! Dentro de 6 meses, quando eu for o diretor-geral, vou provar que estou certo e que sou o mais apto para o cargo.

- Nunca vai conseguir o respeito de ninguém aqui dentro.

- Isso nós vamos ver, Cara de Lua.

Se não estivesse tão irritada, Ochako certamente riria daquilo.

- Não estamos na quinta série, Bakugou. E pode até ser que você consiga ser o diretor-geral, mas até lá, você é meu subordinado e vai ter que me acompanhar. Não sei se é algo para o qual esteja pronto…

- É a porra de um desafio?

- Não, Katsuki. É uma declaração de guerra.

May 21, 2020, 12:52 a.m. 0 Report Embed Follow story
1
To be continued... New chapter Every 30 days.

Meet the author

Reira Trapnest Otayuri Lover. Como a faculdade me impede de ser gente, escrevo por diversão. Adoro uma história fofa, real, dramática ou qualquer coisa, desde que seja bem construída. Sejam bem-vindos e espero que gostem das minhas histórias! <3

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

More stories

Promiscuous Promiscuous
Lunaria River Lunaria River