MONOTEISMO - UM DEUS Follow blog

A
Adriana Aparecida Cruz
A religião do Islam é baseado em uma crença central, que não há nenhum deus digno de adoração além de Allah.
Non Verified story

#Deus
MONOTEISMO - UM DEUS
0
5677 VIEWS
AA Share

UM DEUS

A religião do Islam é baseado em uma crença central, que não há nenhum deus digno de adoração além de Allah. Quando uma pessoa abraça o Islam ou um muçulmano quer renovar ou confirmar sua fé, eles professam sua crença de que não há um deus digno de adoração, mas Allah e que Muhammad (a paz e as bençãos sejam sobre ele) é o seu mensageiro final. Ashadu an la ill laha il Allah wa Ashadu anna Muhammadan Rasulullah, Dizendo estas palavras, o Testemunho de Fé, é o primeiro dos cinco pilares ou fundamentos da religião do Islã. A crença em Deus é o primeiro dos seis pilares da fé. [1]


Os muçulmanos acreditam que existe apenas um Deus. Ele sozinho é o Sustentador e Criador do universo. Ele é sem parceiros, filhos ou associados. Ele é o mais misericordioso, o mais sábio e o mais justo. Ele é todo o ouvinte, todo o vidente e o todo conhecedor. Ele é o Primeiro, Ele é o Último.


Dize: "Ele é Allah, Único. Allah é O Solicitado. Não gerou e não foi gerado. E não há ninguém igual a Ele." [Alcorão Sagrado 112: 1-4]

Ele é O Criador Ímpar do céu e da terra. Como teria Ele um filho, enquanto não tem companheira? E Ele criou todas as cousas. E Ele, de todas as cousas, é Onisciente. Esse é Allah, vosso Senhor. Não existe deus senão Ele, Criador de todas as cousas: então, adorai-O. E Ele, sobre todas as cousas, é Patrono. As vistas não O atingem enquanto Ele atinge todas as vistas. E Ele é O Sutil, O Conhecedor. [Alcorão Sagrado 6:101-103]


Essa crença às vezes é chamada de monoteísmo, que é derivado das palavras gregas "monos" significando apenas e 'theos' que significa Deus. É uma palavra relativamente nova na língua inglesa e é usada para denotar um ser supremo. Quem é todo-poderoso, aquele que é responsável pela vida, aquele que recompensa ou castiga. O monoteísmo é diretamente oposto ao politeísmo, que é a crença em mais de um deus e ao ateísmo, uma descrença em todas as divindades.


Se tomássemos em consideração o significado geral da palavra "monoteísmo", o judaísmo, o cristianismo, o islamismo e o zoroastrismo e algumas filosofias hindus poderiam ser incluídas. No entanto, é mais comum se referir ao judaísmo, ao cristianismo e ao islamismo como as três religiões monoteístas e agrupá-las; No entanto, existem diferenças flagrantes entre o cristianismo e o islam.


O conceito de uma trindade inerente à maioria das denominações cristãs ostensivamente inclui aspectos de pluralidade. A crença de que um deus é de alguma forma três divindades (pai, filho e espírito santo) contradiz o conceito de monoteísmo inerente ao Islam, onde a Unicidade de Deus é inquestionável. Alguns grupos cristãos, incluindo aqueles conhecidos como unitários, acreditam que Deus é um e não pode ser Deus e humano ao mesmo tempo. Eles tomam as palavras de Jesus em João 17: 3, "o único deus verdadeiro", literalmente. No entanto, a grande maioria dos cristãos não compartilham essa crença.

Na religião do Islam, a crença em Um Deus, sem parceiros ou associados é essencial. É o ponto focal da religião e é a essência do Alcorão. O Alcorão exorta a humanidade a adorar somente a Deus e a desistir de adorar falsos deuses ou associados. O Alcorão nos exorta a olhar para as maravilhas da criação e entender a grandeza e o poder de Deus, e fala diretamente de Seus nomes, atributos e ações. O Alcorão nos ordena rejeitar qualquer coisa que seja adorada em vez de, ou junto com Deus.

E não criei os jinns e os humanos senão para Me adorarem. [Alcorão Sagrado 51:56]

[1] Os seis pilares da fé são a crença em Deus, Seus anjos, Seus profetas e mensageiros, todos os Seus livros revelados, o Dia do Juízo, e decreto divino.

March 29, 2018, 3:17 p.m. 0 Report Embed 0
~