Pensamentos escritos Follow blog

milena-coutinho Mih Coutlen Tem como ser feliz? É possível manter um equilíbrio entre as pessoas e eu? Preciso mesmo viver no "padrão" da sociedade? Perguntas assim me fazem ser mais duvidosa ainda sobre diversas coisas da vida; mas tenho que tentar ser diferente, ser apenas eu mesma em um mundo tão diferenciado ao qual a humanidade habita. Devo, assim como você - espero eu - que confiemos que há um Deus infinitamente Vasto que emana amor e cuidado para com nós e por essa razão, nunca estaremos sozinhos. 0 reviews
Non Verified story

#drama #pensamentos # #poesias #evangelho
2
20.0k VIEWS
AA Share

Não viver no desamor.

“Não estejais ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ações de graças, apresentai vossos pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” — (Filipenses 4: 6-7).


Às vezes, quando olho para os drásticos acontecimentos desse mundo, me pergunto: O mundo está acabando? Ou será as pessoas que estão acabando com ele?

Uma vez li em um poste que as coisas deviam ser usadas e as pessoas amadas; porém a humanidade vem exercendo isso ao contrário: as pessoas são usadas e as coisas amadas.

Quantas famílias servem de "perfeição" aos olofotes, mas na verdade vivem em brigas e desamores?

Quantas pessoas não sabem o verdadeiro significado da palavra família? Além das pessoas se amarem e ajudarem umas as outras, são insensíveis, provocativas e sem compaixão.

Quantas pessoas dizem serem felizes, todavia é apenas para manterem a transparência diante dos outros? Dizem e tentam mostrar uma coisa, mas na verdade são alvas de um intenso cárcere mental, oprimidas e aprisionadas por pensamentos negativos e sentimentos ruins.

E sabe por que vivem assim? Presas em um ambiente profundo de dor? Porque nem sempre são verdadeiramente amadas e acolhidas, até mesmo pelas pessoas mais próximas.

A Bíblia é a verdade de Deus, e essas verdade serve de ensino para nossas vidas. E ela afirma que no final dos tempos as pessoas esfriariam seus corações e o amor já não prevaleria mais.

Será que você não vê que isso já está acontecendo? O amor e a união já não abitam mais na vida das pessoas, mas sim as brigas, as injustiças e as desigualdades se tornaram o centro de tudo.

Eu não sei você, mas eu busco e conheço a Palavra de Deus, e tento — o quando posso —, mesmo com os sofrimentos e com as coisas que este mundo oferece, ser fiel aos ensinos deixados por Jesus.

Não sou perfeita, não sou a melhor, não sou a "certinha" como muitos me chamam às vezes; mas sou pecadora e falha como qualquer ser humano. Eu poderia está em qualquer outro lugar, fazer o que quisesse, mas o meu amor pela Palavra de Deus e a certeza do amor e da graça Dele por mim me sustentam em Seu caminho e me afastam dos prazeres desse mundo, me levando para mais e mais perto do Pai.

Nem sempre sou boa e gentil, e me culto por isso, mas peço para Deus me moldar a cada dia para fazer a vontade Dele e viver de seus ensinos.

Aconselho, então, que cada um venha a conhecer esse Deus tão maravilhoso, esse Pai que está de braços abertos para te abraçar, te abrigar e te trazer descanso. Seja abraçado por essa presença, por esse incondicional amor redentor.

Dessa forma, aqueles que forem atraídos por esse amor em suas vidas, poderão obter da graça e da salvação que Jesus concede aos que o aceitam e também terão o prazer de amar verdaderamente a si mesmos e ao próximo e, principalmente, serão felizes porque terão a certeza que também são amados por alguém maior, imensamente poderoso e dono de todas as coisas.


March 17, 2024, 7:41 p.m. 0 Report Embed 1
~

Angústia que passa.

Salmo 88

1. Ó Senhor, Deus da minha salvação, dia e noite clamo diante de ti.

2. Chegue à tua presença a minha oração, inclina os teus ouvidos ao meu clamor;

3. porque a minha alma está cheia de angústias, e a minha vida se aproxima do Seol.

4. Já estou contado com os que descem à cova; estou como homem sem forças,

5. atirado entre os finados; como os mortos que jazem na sepultura, dos quais já não te lembras, e que são desamparados da tua mão.

6. Puseste-me na cova mais profunda, em lugares escuros, nas profundezas.

7. Sobre mim pesa a tua cólera; tu me esmagaste com todas as tuas ondas.

8. Apartaste de mim os meus conhecidos, fizeste-me abominável para eles; estou encerrado e não posso sair.

9. Os meus olhos desfalecem por causa da aflição. Clamo a ti todo dia, Senhor, estendendo-te as minhas mãos.

10. Mostrarás tu maravilhas aos mortos? ou levantam-se os mortos para te louvar?

11. Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade no Abadom?

12. Serão conhecidas nas trevas as tuas maravilhas, e a tua justiça na terra do esquecimento?

13. Eu, porém, Senhor, clamo a ti; de madrugada a minha oração chega à tua presença.

14. Senhor, por que me rejeitas? por que escondes de mim a tua face?

15. Estou aflito, e prestes a morrer desde a minha mocidade; sofro os teus terrores, estou desamparado.

16. Sobre mim tem passado a tua ardente indignação; os teus terrores deram cabo de mim.

17. Como águas me rodeiam todo o dia; cercam-me todos juntos.

18. Aparte de mim amigos e companheiros; os meus conhecidos seacham nas trevas.

A tristeza, a dor da perda, a angústia avassaladora, o desânimo, a solidez e a ansiedade. Todas elas adentraram novamente na brecha que havia aberto em mim, como um lobo fazendo armadilhas para pegar sua presa. Dúvidas, incertezas, falta de respostas e palavras mal terminadas... Tudo remonta para aquele tempo de solidão que um dia aconteceu comigo. Quais os fatores para esse quadro alarmante de minha vida voltar? Acho que as perguntas sem respostas, as expressões sem uma devida ação, ou a esperança de algo que não deu certo. Minha vida estava boa, na verdade, estava equilibrada, mas só até um determinado momento, porque as barreiras, os obstáculos e os empecilhos voltam sem prévia de aviso, chegam com tudo e trazem consigo memórias perturbadoras. Estou tentando passar por isso sem cair, sem desistir ou sem chorar... Mas é tão difícil! Parece uma chama que cada vez chega mais perto de minha pele, querendo queimá-la por inteiro, incendiar cada parte de mim, até os lugares mínimos, sem dó e nem precedência de tempo e espaço, e isso está acabando comigo. Sei que não deveria sentir essas coisas, pois o que vive em mim é muito maior do que esses problemas; essa luz que brilha em mim é muito mais forte do que essas angústias. E é por essa certeza que eu não desisto, mas enfrento; que eu continuo, porque tem alguém que me segura e não deixa eu cair ou tropeçar em pedra alguma; que eu não me submeto a esses males, pois uma força muito mais poderosa me dá resiliência e autoridade para passar, para atravessar, para vencer e conquistar. Esses empecilhos podem estar farejando agora, achando que vão me pegar por completo e me fazer temer, porém prefiro crer na força divina que vem do Senhor, o qual me ajudou no passado, está me ajudando no presente, e que me dará as respostas e vitórias em um futuro próximo, e disso tenho certeza.

Então, mesmo que ainda exista vestígios desses empasses, não me prostrarei a eles, não permitirei que me levem para as sombras da morte. Irei vencer, irei conseguir e me levantarei para pegar a conquista em minha mão direita.

Nov. 9, 2023, 1:20 p.m. 0 Report Embed 1
~

Somos importantes sim.

“Foi tão deixada de lado, que aos poucos aprendeu a deixar também.”

E é assim que começa a vida solitária e afastada de alguém que — pelas muitas vezes que foi deixada de lado — começou a abandonar também as pessoas ao arredor. Isso é triste. Ser ignorada, não parecer importante ou ser esquecida... Mas a realidade é esta: que a falta de empatia e de significação pelo próximo trouxe diversas negativas sobre o afetado — solidez, baixa alto-estima, achar que não é importante ou que não tem capacidade para realizar tarefas — tudo isso vai trazendo os "seres" mais perigosos conjuntamente quando não se trata dos transtornos gerados e só vai aumentando até chegar aos piores momentos: a ansiedade e depressão.

Posso lhes dizer — meus caros leitores — que já cheguei muitas vezes nesse patamar do primeiro ser: a ansiedade. Ela vem com tudo quando algo extremamente negativo cai sobre nossa vida e, principalmente, quando somos deixados de lado. É isso mesmo, quando em um ambiente, seja no grupo familiar, de amigos ou colegas. Para alguns pode parecer idiotice sentir-se triste e infeliz por este motivo, porém existe algum ser que goste de sentir-se assim? Abandonado, esquecido, sem importância ou fora de opinião. Tenho certeza que é algo extremamente agoniante ser visto como um "nada" para muitas pessoas ou lugares, de ser julgado bem antes de mostrar quem é ou o que pode fazer. Realizar.

É tão muito mais doloroso saber que em um mundo — onde o amor e as demais virtudes são pregados todos os dias para quem for ou onde for — não entrarem verdadeiramente nos corações de muitos sujeitos e até mesmo de classes.

Tantas vezes me sinto ignorada, sem opinião ou sem importância, mesmo que muitos tentem não demonstrar, ainda fica evidente. Sei que não é só eu que me sinto assim, há milhares e milhares de seres nesse vasto universo que acham ser inexistentes, como se só estivesse nesse mundo para somar e não para realmente fazer parte.

Entretanto, posso garantir-lhes que para tudo há um tempo e um propósito — demorado ou não — na vida de alguém. Mas só vive o propósito quem quer, quem deseja fazer algo de real importância nesta vida, para deixar um legado ou um aprendizado que ajudará muitos outros.

Mas como viver o que está preparado para nós? — Não sei direito como saber disso, sou escritora nova e não tão experiente, porém tenho minhas opiniões. Que tal se primeiramente nos olhássemos no espelho — eu e você que está lendo — e avistássemos um ser que pode não parecer tão significante, mas que é capaz ser muito mais especial quando deseja fazer a diferença — mesmo que muitos não notem — todavia o que importa é que possamos buscar realizar aquilo que nos foi entregue antes mesmo de nascermos. Pois Deus nos conheceu e sabia de tudo em nossas vidas muito antes de viermos a este mundo. Ele quer que usemos do que somos e do que temos para realizar grandes coisas, porque até mesmo simples ou pequenos instrumentos que detemos podem realizar um grande sonho de nossa vida e ajudar quem precisa.

Sei que pode ser difícil olhar para nossa imagem e ver algo de real significado ou de prazeroso, mas saiba — meu caro leitor — que temos forças inimagináveis que podem se desenvolver grandemente em nós quando deixamos fluir e acontecer. Basta que tenhamos atitude. Atitude de não deixar coisas, lugares ou pessoas nos rebaixarem ou nos fazer acharmos que não temos valor. Pois digo-lhes que temos muito valor, somos preciosíssimos aos olhos do Pai. Precisamos ver isto, esse valor inigualável que emana de nós. Somos como vasos nas mãos do oleiro, sendo moldados, esculpidos e renovados a cada dia, a cada novo patamar de nossas vidas.

Então declaro com isso, que podem vir as inseguranças, as incertezas, as aflições, tudo o que pode deixar-nos infelizes ou acharmos que estamos sozinhos. Mas não estamos, de jeito nenhum. Porquanto não somos sujeitos a viver e deixar as desilusões e más atitudes mundanas e de falsas amizades nos afetarem, mas sim sujeitos a cada dia levantar da cama em agradecimento por mais um dia, em olharmos nossa imagem e dizer o quanto somos valiosos, cheios de amor e gentileza para dar, mesmo que nem sempre venhamos a receber. É melhor dar do que receber e muito melhor também pagar o mau com o bem. Essas reflexões e atitudes nos fazem crescer, amadurecer e nos fortalecer a cada momento e situação, apesar de as vezes ser difícil mantê-las. Todo mundo ama alguém e tenho certeza que você meu querido leitor — é amado e propenso a amar alguém. Nosso instinto nos faz ser assim: propensos a amar. E o amor nasce da importância, da lealdade e da fidelidade que sentimos por alguém ou alguns. Sobre tudo isso, digo-lhes que existe alguém — muito maior, sobrenatural e extremamente vasto — que nos ama incondicionalmente e que nos conhece por inteiro e sabe daquilo que precisamos e necessitamos todos os dias e desde o começo de tudo. Deus.

Ele nos conhece, sabe o que sentimos e ouve nossas súplicas, até nossas súplicas implícitas. Ele que forma famílias, grupos e amizades. Sabe quando existe o amor ou a falsidade em alguém. Mas saiba que Ele manda para nossas vidas pessoas, coisas ou lugares que nos faz sabermos que não somos apenas mais uma soma deste mundo, mas sim destinados a fazer algo, a criar algo, a trazer algo que fará a diferença para nós — subjugados — e para aos que estão ao nosso redor, fazendo parte desse processo.

Mas para isso temos que buscar nos amar também, saber que somos importantes e que podemos fazer a diferença acontecer através de nossas vidas. Muitos não olharão, não se importarão. Isso é fato. Essa é uma realidade. Porém vai existir aqueles que nos apoiarão, sempre existe, não tenha medo disto. Mas também afirmo que chegará o momento em que seremos aplaudidos de pé, pois os justos prevalecerão no juízo final.

Portanto, findo isto acrescentando que — se buscarmos tomar atitudes certas e enfrentar os nossos desafios — só vamos usufruir de nosso verdadeiro propósito quando realmente querermos viver, mas viver para realizar coisas, fazes coisas, lutar por coisas que nos foram designadas muito antes de sabermos que somos importantes. Basta que deixemos o amor próprio, o amor ao próximo e — principalmente — o amor a Deus entrarem em nossos corações e mentes para assim vivermos e realizarmos grandes maravilhas significativas nesse vasto universo. Pois somos importantes sim.


"A beleza é realmente um bom dom de Deus; mas que os não pensem que ela é um grande bem, pois Deus a distribuiu mesmo para os maus". Agostinho de Hipona.

Oct. 9, 2023, 10:22 p.m. 0 Report Embed 0
~

A união é o que fortalece o grupo.

"Ensinou Jesus: “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha” — (Evangelho, segundo Mateus, 7:24 e 25).


O que é família?

De acordo com alguns pensadores, família é um conjunto formado por pessoas cujos laços de sangue ou não, são tão fortes que têm a capacidade de conectá-las para sempre independentemente de tempo, distância ou ausência. Elas não precisam morar sob o mesmo teto para conviverem umas com as outras em sintonia e paz.

Família no contexto bíblico.

Também no contexto bíblico, a família é o melhor lugar para aprendermos a amar um ao outro da forma que o Pai Celestial ama cada um de nós, para o progresso e felicidade de Seus filhos. A Bíblia diz que a família é muito importante para Deus, é uma instituição sagrada, criada por Ele. Quando o homem foi criado, Deus viu que não era bom que estivesse só, então por isso criou a mulher, da costela do homem, para ser sua companheira de vida. Juntos, eles receberam a ordem de se multiplicar e povoar a Terra em Gênesis 1:28.

Entretanto, entre os dois termos citados, nem sempre é possível, desde a antiguidade para cá, ser visto verdadeiramente famílias que zelam pelo bem, paz, harmonia e felicidade uns dos outros, pois é visível, em muitos ambientes familiares, mais intrigas e desavenças do que união, amor e respeito entre os que compunham um lar.

As tecnologias como interrupção no meio familiar.

O que há com a sociedade de hoje em dia? Onde está o amor e a pátria que deveriam existir? — Com as novas invenções e aparelhos sendo criados, muitos se desligam do ambiente familiar e se prendem em um mundo pelo qual acham ser o certo a seguir ou viver. Por exemplo, os aparelhos digitais, com o uso da internet e de sites sobre diferentes assuntos, muitos tem saído do conjunto familiar para abitar em um "barco de navegações", onde, muitas vezes, são embarcados em vários novos produtos e objetos feitos por diferentes sistemas criados para chamar a atenção de muitos — principalmente jovens — há uma vida completamente ligada à tecnologia, onde os celulares são mais vendidos que livros e também onde existem mais aparelhos eletrônicos do que pessoas no mundo.

Não estou argumentando que o mundo tecnológico é algo negativo na vida dos seres humanos, mas quando a pessoa se dedica somente as novas invenções humanas, excluindo-se de um bom convívio social e retirando-se do ambiente parentesco e dos momentos vividos por todos, isso sim é algo negativo que tais tecnologias causam na vida de alguém, uma completa interrupção no meio familiar. Quando que as pessoas vão colocar a família em um patamar que não seja como se fossem completos desconhecidos? — É uma coisa que depende da união entre cada um, da escolha de amar, servir, cuidar e acolher.

Além disso, não é somente as novas criações que tiram o verdadeiro foco da vida, assim como também a falta de dedicação ao próximo, onde a importância pelo outro já não é mais um zelo a ser cumprido. Jesus, quando teve sua primeira vinda na terra, soube mostrar nos ensinando como é o verdadeiro amor. Ele soube amar, perdoar e ajudar o próximo, amou até quem era contra Ele, demonstrando o cuidado e a importância que devemos ter para quem está conosco. Quando Deus falava de amor e cuidado, não era apenas saber do problema do outro, mas principalmente ajudar, orar, ser um ombro amigo nos tempos de aflição, todavia muitos têm negligenciado isso quando não dão atenção merecida ao próximo e, por esse motivo, infelizmente, a ansiedade, depressão e o suicídio tem aumentado cada vez mais nas famílias, onde o amor vai se esfriando e ocupando-se no lugar as guerras, desuniões e conflitos, assim trazendo a solidão sobre cada um dos que não se sentem importantes e valorizados pela pessoas mais próximas.

Mas como acabar com isso? — Pensando assim, parece algo impossível, pois todo dia é registrado um quadro maior de ansiedade e depressão e principalmente, de suicídio no mundo. Entretanto, pode-se fazer coisas até mesmo pequenas para colocar a família no lugar, mas só quando verdadeiramente todos conviverem juntos, realmente juntos, um entendendo o problema do outro e de alguma maneira buscando aconselhar e ajudar no que precisar, para que assim os integrantes compreendem que são sim importantes e reconhecidos, que podem contar com quem mais precisam e amam, saber que são amados e ouvidos para que não se sintam sozinhos e esquecidos.

Mas qual o principal ingrediente para manter uma família unida e em paz?

A Bíblia nos ensina que Jesus é a nossa forte rocha de vida, Nele nos refugiamos dos infortúnios da vida e conseguimos forças para vencer as ansiedades e tristezas que muitas vezes nos assolam constantemente. Em Jesus, o Cristo que morreu por nós se entregando a uma cruz pelo perdão de nossos pecados, encontramos a verdadeira paz e descanso. Portanto digo que é nessa forte e inabalável rocha que devemos nos firmar todos os dias, é nessa rocha que toda família deve está firmada para que possa verdaderamente haver união, paz e amor genuínos.

Dessa maneira também poderemos sermos soltos do cárcere desses novos produtos e tecnologias criados pelo sistema desse mundo, com suas invenções e padrões que tiram o verdadeiro sentido de viver a vida. Quando aceitamos verdaderamente uma vida em Cristo, devemos buscar nos tornar totalmente completos para Ele e para as coisas de Seu reino, para que assim venhamos a viver Sua obra aqui na Terra, ficarmos firmados no propósito no que diz respeito ao termo família e assim , finalmente, um dia desfrutar da eterna vida no céu, ao lado Daquele que venceu o mundo por nós. Pois, quando estamos firmados em algo, ficamos unidos e em sintonia, e é a união que fortalece o grupo e nos leva a alcançar a vitória.


July 23, 2023, 11:33 a.m. 0 Report Embed 1
~
Read more Start page 1 2 3 4 5