garotaestragada Isa

"Sabe, eu cresci, Sasuke. Eu senti tudo que precisava e mesmo que as vezes meu peito se comprima por saudade do teu cheiro e do teu toque, eu sobrevivi. Aos tropeços e ponta-pés eu floreci, como você me dizia que um dia eu iria, por que você nunca mentiu para mim." SasuSaku | Termino e recomeço


Fan-Fiction Anime/Manga Alles öffentlich.

#superação #Terminos&Recomeços #sasusaku
0
1.7k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Florescer - Único [como era nosso amor]

Quando eu te vi fechar a porta, levando contigo tuas malas e os cacos do meu coração, eu pensei em me atirar da jánela do meu apartamento. Céus, eu jurava que iria morrer.

E tudo que eu consegui fazer foi chorar como uma garotinha enquanto o mundo parecia desmoronar ao meu redor. Enquanto eu sentia o desespero tomar conta de todas as células do meu corpo tão intensamente que por um instante eu imaginei que estivesse realmente morrendo. Enquanto tudo girava rápido demais para que eu pudesse me levantar e te impedir de ir.

Eu apenas fiquei ali, no meio da minha minúscula sala que ainda tinha tanto de ti, chorando como se fosse o fim do mundo, o fim do meu mundo, agarrada aquela sua camiseta favorita.

Foi tudo que você deixou para trás, na verdade. Porque para mim, ao menos naquele momento de pânico, foi como se você levasse tudo, desde os teus detalhes ao meu coração. Deixando para trás apenas um vazio dolorosamente cheio de lembranças.

E naquela noite, agarrada a sua camiseta, eu me permito desmoronar por entre os espinhos que cresciam em meu peito. Lembrando de um passado de rosas, lembrando de todas as vezes que nos deixamos sucumbir a intensa tempestade que sempre fomos, lembrando de como você gostava de assistir a chuva cair, lembrando de tuas manias, tuas nuances, teus de detalhes. Lembrando de você, para poder, então, te expulsar de mim.

E, céus, doeu. Te arrancar de dentro de mim, como você já havia feito comigo quando fechou aquela porta, doeu. Tuas raízes eram profundas e meu apartamento parecia exalar você em todos os cantos que eu ia. Eu pensei que iria morrer, Sasuke, e na verdade, eu queria morrer.

Mas eu não morri. Eu apenas enfrentei todas as tempestades, como você um dia me ensinou enquanto eu me escondia debaixo das cobertas por medo dos trovões. Eu senti tudo que tinha que sentir, com toda a intensidade que meu peito exigia. Não me escondi dos trovões, não me protegi da chuva, apenas senti.

Deixei a chuva escorer por entre minhas raízes e lavar minha alma. Acolhi a melancólica, e, junto dela, colhi o amadurecimento.

E então, a chuva passou. Como você sempre me prometia, porque você, mesmo que de um jeito torto, sempre cumpria suas promessas. E eu sempre confiei em você.

Sabe, eu cresci, Sasuke. Eu senti tudo que precisava e mesmo que as vezes meu peito se comprima por saudade do teu cheiro e do teu toque, eu sobrevivi. Aos tropeços e ponta-pés eu floreci, como você me dizia que um dia eu iria, porque você nunca mentiu para mim.

Porque do seu jeito torto, você acreditou em mim, mesmo quando eu não acreditava. Nós apostamos nossas fichas em um amor fadado ao fracasso desde o começo, nós sabíamos, mas que eu não mudaria uma vírgula sequer do que foi. Eu não penso mais no que poderíamos ter sido um dia, em dias de grandeza.

Porque, do meu jeito torto, eu entendi que você foi, e talvez sempre será, uma parte importante de mim. Com todos os defeitos e falhas.

E por isso, Sasuke, eu sempre sei eternamente grata.

Da sua agora florescida flor, Sakura Haruno.

8. Januar 2020 04:53:03 0 Bericht Einbetten 0
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~

Mehr Stories

THE WITCHER´S CHOICE THE WITCHER´S CHOICE