suuhsz Suuhsz

Minha Garotinha Sakura nunca foi uma garota normal, talvez seja pelo seu nome único, ou por suas madeixas rosas, ou então pelo belo par de esmeraldas que possui, tudo nela é incomum, de certo modo anormal, mas é isso que a torna perfeita, perfeita para ser minha garotinha. Sorriso e olhar inocente. Ah como isso me excita, como mexe com meu psicológico fodido, mas eu só consigo pensar em uma coisa quando olho essa inocência. Eu quero dilacera-la por completo, quero torna-la uma pervertida, mas com o mesmo ar angelical. Ah minha garotinha, eu vou fazer você gritar por minha atenção, implorar para me ter dentro de você, e eu vou conseguir. Minha doce e inocente garotinha. (postada no Spirit)


Fan-Fiction Nur für über 18-Jährige.

#Kakasaku #Sakura Haruno #Naruto #Kakashi Hatake #Amor #romance #Sakura #Kakashi
10
6.3k ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Jeden Donnerstag
Lesezeit
AA Teilen

Garotinha

Uso você como uma droga 

 Provo você na minha língua


Sakura sempre teve o dom de tirar o resto de minha sanidade, as madeixas rosas só tentam minha curiosidade para saber se ela é inteiramente rosada, as esmeraldas em seu rosto sempre possuem um brilho ingênuo, faz com que meu desejo de torna-la uma pervertida aumente, eu fico louco de imaginar aqueles olhos com um brilho pervertido, sua voz doce gritando meu nome, implorando por meus toques, está em primeiro lugar de minhas fantasias com a garota.


Você me pergunta o que estou pensando

Eu vou te dizer o que eu estou pensando


Eu posso ser despedido de meu emprego, até mesmo preso, tudo por conta desse desejo que esta me corroendo. E dai se eu sou 14 anos mais velho? E dai que sou seu professor? Nada disso me importa, nada interfere o desejo que sinto pela garota rosada. Quando eu a vi entrar pela porta de madeira escura, com seus longos cabelos róseos presos em um rabo de cavalo, seus olhos esmeraldinos um pouco assustados (talvez porque a sala estivesse lotada), um sorriso tímido em seus lábios avermelhados, naquele exato momento eu sabia que a queria de todas as formas, principalmente nua em minha cama.


Qualquer coisa que você esteja pensando

Me pergunte algo que vou esquecer


Eu sabia que não podia me aproximar dela com minhas verdadeiras intenções, eu iria assusta-la, e não era isso que queria, então aproveitei do fato dela ser nova na cidade, e não possuir ninguém como amigo, me aproximei com esse intuito, querendo ser amigo dela, alguém que ela podia confiar e se abrir, lógico que eu jogo algumas indiretas para ela, pra ver se consigo atingir logo meu objetivo.


Você talvez tenha que me dizer outra vez
É uma loucura o que você faz por um amigo


Ela é uma garota engraçada, que consegue arrancar risos com muita facilidade, tem sido uma excelente amiga, isso só aumenta meu interesse... Ela me confidenciou seus maiores segredos, por exemplo, com seus 19 anos ela só beijou apenas uma vez, não repetiu tal ato, por conta de seu primeiro beijo não ter passado de uma aposta de um grupo de garotos idiotas, sua virgindade... Ah se ela soubesse que isso só me alucinou ainda mais para estar dentro dela.


Vá em frente e chore garotinha 

 Ninguém faz isso como você faz


Ela chorou tantas vezes em meu colo, no decorrer desses 6 meses, perguntando o que tinha errado com ela, porque ninguém permanecia ao seu lado, e eu, como um bom homem, respondia que não havia nada de errado com ela, que ela era perfeita, e que a sociedade estava danificada para ver toda sua perfeição.


Eu sei o quanto é importante para você
Eu sei que você tem problemas com o pai


São tantos problemas para uma só garota, como por exemplo seu pai, que nunca aceitou seu nascimento, sempre desejou um menino, e quando descobriram que Sakura não era o tão sonhado garoto, ele decidiu fazer da vida da rosada um inferno, um puta babaca na minha opinião, se algum dia eu conhecer Kizashi Haruno, eu juro que o espanco por fazer minha rosada sofrer tanto.


E se você fosse minha garotinha

Eu faria qualquer coisa que eu poderia fazer

Eu fugiria e me esconderia com você


Minha garotinha... Minha doce, ingênua e deliciosa garotinha... Finalmente chegou o tempo que estava esperando, você vai se entregar de corpo e alma para mim, você vai implorar para que eu esteja dentro de você, ira gritar com todas as suas forças meu nome enquanto te toco e faço sentir um milhão de sensações. Ah Sakura, você será minha, apenas minha garotinha.


[...]


- Kakashi-sensei- a voz doce e aveludada da cerejeira é uma melodia única e magnifica para meus ouvidos. Por Kami, como ela consegue me deixar excitado com tão pouco?!

- Sakura, por mais que estejamos numa sala de aula, nós estamos sozinhos, pode me tratar sem formalidade- suas bochechas ganham um leve tom avermelhado, seu olhar baixo como se repreendesse a si mesma- Também não precisa ficar assim, garotinha- levanto seu queixo obrigando-a me encarar, as esmeraldas possuem um brilho diferente do que estou acostumado a ver- Algum problema?- franzo o cenho com preocupação, ao longo desses seis meses que me aproximei da garota eu aprendi a lê-la tão bem quanto meus Icha-Icha.

- Não é nada demais- sua delicada mão pousa sob a costa da minha fazendo leves carinhos me causando arrepios intensos- Kakashi, já que tenho estamos sozinhos, pode tirar a mascara, por favor- um ponto fraco que adquiri ao passar dos meses: eu não consigo negar nada a Sakura.

- Esta bem...- já que estou decidido em avançar o sinal com a rosada, tenho que começar com alguns atos e provocações com cuidado e lentamente, não quero perder o que conquistei até aqui, eu quero a Sakura nua na minha cama (e como quero), mas também desejo sua amizade- Por que você mesma não abaixa minha mascara?- minha voz possui um leve tom de malícia, não sei se a garota percebeu, mas de qualquer jeito, ela esta corada.

- Ta bom...- suas mãos pequenas e delicadas, vão até o cós do pano que cobre meu rosto, suas mãos estão trêmulas e sua respiração descompensada. Mesmo sendo tímida, ela consegue ser tão sexy- Eu queria pedir uma coisa a você- sua voz falhada me causa os mais diversos pensamentos, e todos eles envolvem o erotismo , mas mesmo milhares de coisas passando em minha mente, a curiosidade está entre elas, um pedido de Sakura? Eu só posso torcer que envolva algo entre ela e eu- Se não for incomodar, claro...- finalmente abaixa minha máscara deixando meu rosto livre para sua visão, seus olhos fixam sobre meus lábios.

- Você sabe que não vai incomodar, Sakura- dessa vez sou eu que permito admirar seus lábios meramente rosados, são tão atrativos ao meu ver- Peça-me o que quiser- óbvio que usei um tom de malícia na frase, mas julgo que a rosada não tenha notado.

- É é que...- ela envolve seus braços em volta de seu corpo delicado, ela não chegou a pedir nada ainda, mas já está completamente vermelha- Eu queria... Quero... Que você me beijei- ela metralha as palavras, e por um segundo meu coração para de bombear sangue.

- Como? Eu não escutei direito- mentira, eu escutei perfeitamente o que ela me pediu, mas quero que me implore, eu esperei longos 6 meses por um contato mais íntimo, preciso aproveitar a chance que a vida está me dando.

- É q-que... Ah! Você sabe, eu só beijei uma vez na vida, e nem foi um beijo, por Deus, eu já tenho 19 anos, quero ter um beijo descente, e quero que seja com você- as palavras saem de sua boca de uma só vez, não posso deixar que não esteja surpreso, se não estaria mentindo, Sakura é extremamente tímida, então sei que deve ter sido difícil para ela me pedir isso.

- Você tem certeza?- seus olhos esverdeados me encaram com súplica, sua cabeça timidamente acena positivamente para minha pergunta- Feche os olhos, garotinha- ela me obedece no mesmo instante. Céus, ela está tão entregue, vou ter que lutar com todas minhas forças para não perder o controle e e assusta-la - Agora, passe a língua sobre seus lábios- mais uma vez, sem relutância ela comete o ato- Só relaxe, garotinha- me aproximo dela, e agarro sua cintura com calma, sem esperar mais junto nossos lábios, a boca dela é como eu imaginei, macia, e com um leve gosto de cereja, ainda com calma, peço passagem com minha língua, e ela concede sem pestanejar, exploro cada canto de sua boca, e sua língua tímida tenta acompanhar, para relaxa-la um pouco faço carinhos em sua cintura, e parece acalma-la, agora, um pouco mais confiante, sua língua percorre minha boca, desfrutando cada centímetro, assim como a minha. Suas mãos agora em meus cabelos, me puxam mais para sua boca, já as minhas, começam a explorar cada canto daquele corpo delicioso, e como a rosada não interferiu, suponho que esteja gostando. Infelizmente, como somos humanos e necessitamos de ar para viver, precisei dar um fim no beijo, ambos ficamos desapontados, mas nossos olhares exalavam excitação e prazer que sentimos- Isso é apenas o começo, garotinha.


15. März 2018 22:09:45 1 Bericht Einbetten Follow einer Story
0
Fortsetzung folgt… Neues Kapitel Jeden Donnerstag.

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Alice Alamo Alice Alamo
Olá! Sua história está na categoria errada do site. Fanfics devem ser postadas na categoria Fanfiction e os gêneros como romance, poesia, lgbt, etc, devem ser postados nas tags ;) Para alterar, basta ir em Editar configurações da história, ok?
March 25, 2018, 21:23
~