Kurzgeschichte
1
499 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Fugaz como um raio III

ACORDADO


Demasiado tarde para a maturidade.

E eis que a solidão acorda-me em insistentes recados.

A vida não fornece atalhos.

Haveria eu de cumprir o acordado, incapaz como sempre

de pactuar decisões?

O sono que não me embala rumina em divagações

e afasta-me mais e mais

do ensejo de meus sonhos.

Arauto do meu infortúnio.

Antítese de Morfeu.



COBERTO


A vida seguia, assim como o

financiamento a perder de vista,

não coberto por qualquer seguro.

Amortizava juros sobre juros.

Um pouquinho ou quase nada.

A cada dia, porém, muito morria.



DESLUMBRAMENTO


Vivia em penumbra. Nenhuma interação.

Tatear e cheirar, fundamentais como aspirar ar viciado.

A visão, ínfima, perdeu-se de vez, ceifada pelo

deslumbramento de súbita luz.

Recolheu-se, assustado, às profundezas.

Nunca mais qualquer centelha.

Não compreendeu, porém, tratar-se de perfeito

farol redondo, daqueles de trator.



NOIVO


O relógio noturno compassa meus momentos.

Noivo ausente, tortura-me a sentença.

Vilania? Redenção?

Efêmero alento.

Infinita aflição.



LOUCURA


Sua mente, campo movediço sob um mar

de pensamentos, nunca lhe pareceu cândida.

À sua revelia, perseverava em usurpações.

Até que sucumbiu.



MAR


Portos tantos, seguros ou belos,

velhos ou alegres.

E eis-me aqui, ainda cercado

por tanto mar,

incapaz de atracar.


2. Februar 2023 20:06:45 0 Bericht Einbetten Follow einer Story
0
Das Ende

Über den Autor

Max Rocha Médico e escritor amador, a procurar nas letras um alento para o cotidiano. Especialização na área do envelhecimento, mas com contato frequente com diversas faixas etárias, familiar e profissionalmente, fato inspirador de diferentes motivações literárias. Interesso-me por ficção histórica e científica, suspense, misticismo e mistério com um toque de humor. Às vezes enveredo pelo tom crítico e motivacional. Escrevo ouvindo música instrumental relacionada com o tema no Spotify.

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~