D
Drielly Cristhine Freitas De Sena


Lee Yang foi assassinado por um colega de trabalho que era obcecado por ele desde a época da faculdade. O assassino se fez de amigo por anos até que ele começou a namorar e assumiu a sexualidade dele. Ele morreu com choque ao receber uma confissão de amor tão macabra, felizmente, a benção do esquecimento da reencarnação poupou o coração de Lee Yang de sofrer ainda mais. Lee Yang reencarnou e estava vivendo sua vida feliz na obscuridade sem memória da vida passada, até que ele sofre um acidente em que bate a cabeça e todas as memórias voltam. Tristemente, ele percebe que ele está vivendo em um tipo de romance que ele leu na vida passada e para piorar era um romance de fantasia com mistério e suspense, com várias mortes e investigações. A maior infelicidade é saber que ele é uma das vítimas, ele tem apenas algumas poucas semanas para descobrir quem é um dos assassinos para poder sobreviver um dia a mais.


LGBT+ Nur für über 18-Jährige.

#]
0
659 ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Every 2 days
Lesezeit
AA Teilen

Recuperando às traumáticas memórias

No vilarejo de Kremilin o sol estava se pondo cedo, afinal era inverno, os dias eram mais curtos e as noites mais longas.


Um jovem elfo de longos cabelos vermelhos estava na varanda de sua casa observando o belíssimo por do sol pôr trás das temeorasas montanhas de picos afiados.


Hoje foi um dos raros dias ensolarados no nublado e fechado inverno da região de Frazia.


"Querido, vamos jantar... Lee Yang, eu espero que você não esteja sentado no batente da varanda de novo, eu já lhe disse que você pode cair daí!"


A voz severa da Senhora Risidom despertou o jovem elfo que contemplava a natureza.


"Eu estou sentado na cadeira mãe. Não precisa se preocupar tanto, eu já tenho 21 anos. Não sou mais criança"


O rapaz respondeu muito seriamente, a senhora Risidom resmungou mais alguma coisa, mas o forte vento abafou a voz da mulher que abriu a porta apenas para ver o filho teimoso dela cair do batente da varanda.


"Lee Yang? Lee Yang? Doutor ele está despertando!"


A voz ansiosa da Senhora Risidom soou na sala do quarto. Eles eram de uma família humilde e viviam em um vilarejo um pouco longe da cidade, havendo apenas um pequeno hospital e sem dinheiro, eles tinham sorte que o Doutor Smith era vizinho deles e amigo de longa data do pai dele.


Depois de uma curta verificação, o doutor Smith prescreveu alguns medicamentosais baratos, mas eficazes, para a dor e recomendou que assim que pudessem enviassem o jovem para o hospital, os médicos elfos poderi obter um quadro mais preciso da saúde dele.


A conversa entre a mãe e o doutor era ouvida em silêncio por Lee Yang, o seu pai Lee Feyan havia falecido pouco depois que Lee Yang fez 18 anos, então ele assumiu a responsabilidade pela casa e conseguiu um emprego graças há um amigo, passando a ser o digitador da polícia local, fazendo relatório e transcrevendo os varios depoimentos e interrogatório para colocar nos arquivos oficiais, claro, o trabalho dele era revisado pelo capitão da polícia e depois pelo adjunto do promotor para não haver erros que comprometessem os casos.


Lee Yang pensava em juntar dinheiro para fazer faculdade de direito na cidade ao lado, mas por enquanto ele só poderia pagar o curso técnico de escrita mágica, afortunadamente, ele era abençoado com um talento mágico surpreendente graças aos bons genes da mãe dele, mas praticar magia custa caro e a família dele não tem como pagar.


Se ele se formasse, ele poderia vender pergaminhos de utilidades domésticas como vento para cortar a grama, água para regar o jardim, pergaminho de crescimento para plantas, entre outros pergaminhos baratos, mas que renderiam um pouco mais de renda para a família dele.


Para além de Lee Yang, havia Lee Mei e Lee Sarah, suas duas irmãs mais novas, que ele ajudava a sustentar junto com a mãe que trabalhava como professora de magia na escola elementar para crianças.


Uma professora de magia para crianças tinha um salário razoável, mas não era possível sustentar quatro pessoas, então Lee Yang resolveu adiar um pouco mais o sonho até que... bem, ele não sabia até quando, ele só poderia aguentar junto com a família mais um pouco.


O mundo regido por magia e tecnologia advindas desta magia obrigava a todos a desenvolverem pelo menos o básico sobre magia, como o controle de Mana para não incorrer em uma fúria de Mana e morrer por combustão, alem disso, o mínimo para operar as tecnologias mais basicas como celulares, fogões, televisores, computadores e fazer pergaminhos para invocar animais mágicos, geralmente, os guardiões de cada família.


Toda família tem um guardião mágico elementar ou animal, eles são uma espécies de protetores da vida familiar, em troca de proteção estes guardiões são alimentados pela Mana de todos da família. Não era uma quantidade muito grande, mas era o suficiente para permitir que o guardião se tornasse mais forte em seu próprio mundo.


Lee Yang foi forçado a descansar pela mãe, que estava tão prepcupada com o silêncio do filho que nem se quer o repreendeu mais.


O pai de Lee Yang era humano, a mãe dele era uma elfa pura que tinha o elemento luz como principal força, o que significava que seu poder de cura e combate deveriam ser superiores aos outros elfos e humanos elementistas.


Para Lee Yang era um mistério o motivo da mãe dele se casar com um humano comum como o pai dele.


Claro, a família de Crysth Risidom foi contra tal união, o que levou a talentosa elfa a fugir com o amor da vida dela para uma região mais isolada e morar em um vilarejo que estava muito longe de ser uma grande cidade como Kosako a capital do país onde os ricos e poderoso eram vistos a cada passo nas belas ruas de prata e ouro.


Lee Yang olhou estupefato para as próprias mãos, ele se sentia estranho como se tudo que ele havia visto quando desmaiou pela queda realmente fosse um sonhos, mas ele sabia que não era bem isso.


"Ridiculamente tenho o mesmo nome da minha vida passada" Lee Yang resmungou com amargor na boca.


A vida passada de Lee Yang foi muito mais amarga e difícil do que a atual vida dele. Órfão e sem ter com quem contar, a vida dele já havia começado com dificuldade, até o dia que ele ganhou em um sorteio algum dinheiro ele já tinha 21 anos e estava desamparado e desempregado quando a sorte bateu na porta dele.


Estranhamente, ele nunca se considerou sortudo.


Com esse dinheiro ele resolveu cursar medicina e depois fez direito, se especializando em médico forense.


A vida dele começou a melhorar muito na faculdade, mas estranhamente ele não conseguia fazer amigos, ele tinha apenas um único amigo.


"Eu era muito ingênuo... Hahaha, eu deveria ter cursado aquele curso de verão de psicologia sobre psicopatia, isso teria sido mais útil do que ir para o curso sobre armas de fogo"


Lee Yang pensou com certa amargura. Ele passou a trabalhar no departamento de policia local e foi rapidamente promovido em dois anos para lesgista chefe, a vida dele estava se estabelizando e ele curiosamente iniciou um empreendimento para buscar informações sobre os pais dele e a sua família que nunca havia conhecido, ele não havia obtido sucesso antes da morte precoce dele.


Naquele ano o velho amigo da faculdade entrou no departamento como promotor pelo distrito dele. O que foi uma coisa muito boa, mas coisas estranhas começaram a ocorrer, os amigos de trabalho de Lee Yang começaram a evitá-lo, os seus subordinados pareciam nervosos na presença dele, ele estava recebendo vários presentes em sua casa desde chocolates até lingeries extravagantes, o que o assustou bastante.


Ele chegou a denunciar o ocorrido, mas as leis para esse tipo de coisa eram muito fracas e a polícia só poderia gerar um boletim de ocorrência.


O estopim de tudo foi quando ele saiu em um encontro as cegas e quando voltou havia um gato morto dentro da casa dele.


Mesmo assim a polícia recolheu as provas que eram bem poucas e não fez mais nada, naqueles dias ele dormiu na casa do velho amigo de faculdade.


"Não desconfie de nada, eu realmente..." Lee Yang resmungou fechando as mãos empunhos com força, o corpo dele chegava a tremer um pouco.


Então chegou o derradeiro dia em que o encontro a cegas deu resultado e Lee Yang começou a namorar uma doce garota, que ele sabia que seria a mulher da vida dele.


Então o velho amigo se transformou em um monstro e pintou as paredes da casa com o sangue de Lee Yang, enquanto dizia palavras de amor sem sentido.


Quem ama não pode machucar da maneira como ele foi machucado e depois da humilhação morto como nem um porco no abate deveria passar pelo que ele passou.





29. Juli 2021 06:07:49 0 Bericht Einbetten Follow einer Story
0
Lesen Sie das nächste Kapitel Invocando um guardião único

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 1 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!