Kurzgeschichte
0
1.2k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

O Bicho Escritor


Ninguém me segue. Ninguém me ama. É difícil a vida de um escritor. Esses seres estranhos. Criaturas esquisitíssimas. Viciadas em palavras. Cuidado! Se vir um deles na rua... fuja! Pode te morder. Quer dizer, não chega a tanto. Mas, nunca se sabe. Melhor mesmo. E aqui vai o conselho de alguém entendido. Mantenha distância. Passe a pelo menos cinco metros. Milimetricamente. Sem nunca (jamais mesmo!) o perder de vista. Fazer um sinal da cruz também é uma boa ideia. Carregar uma folhinha de arruda às vezes funciona. Depende da energia. Que pode ser bem pesada. Imagina se ele tiver acabado de escrever um drama! Ou pior. Uma sanguinolenta história de terror. Aí o bicho pega. Principalmente, se for de Lobisomem.


Por isso, as noites de Lua Cheia são, digamos,... agitadas. Já notou que os cachorros adoram uivar altas horas? Pois é. Vou te contar um segredo. Um babado fortíssimo. Senta aí, para não cair estatelado. Não são cachorros. De verdade. Que afinal têm mais o que fazer. Como roer um saboroso osso. Pois, é. Adivinha quem são. Sim, são “eles” mesmos. Os escritores. Os cachorrinhos, coitados!, só levam a má fama. Sempre que faltam ideias. Os escritores apelam para tudo. Até sobem nos telhados. Mas para que, meu Deus?! Bem, isso é um tipo de ritual xamânico. Uma tentativa antropológica sistemática anacrônica de se conectar com a Criatividade do Universo. Às vezes dá certo. E às vezes, não. Por isso, se quiser também encontrar um escritor. É só aparecer no Pronto Socorro, às três da manhã.

2. März 2021 23:56:22 1 Bericht Einbetten Follow einer Story
1
Das Ende

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Max Rocha Max Rocha
Criaturas da noite e das letras...
March 14, 2021, 15:32
~

Verwandte Stories