Tecendo Histórias Follow einem Blog

embaixada-brasileira Inkspired Brasil Era uma vez... mas nem toda história começa assim. Lá estava ele: o computador, aberto no tear de vidas. E a personagem. Estava tudo certo, mas, então, ela viu o autor. Curiosa, seu dedo quase o alcançou, e a roda do tear girou. Foi assim que as coisas se tornaram tênues: um toque e tudo daria errado, outro diferente e daria muito certo! A Bela Adormecida representa a fragilidade dos elementos construtivos da história. Uma história não vem pronta, ela é construída com enredo, sinopse, capítulos... O tear representa essa construção, enquanto que a agulha é o perigo de tudo desandar com sua Bela Adormecida. Nós queremos, neste blog, mostrar a vocês dicas para que consigam tear histórias cada vez mais harmônicas.

#sinopse #construçao-de-historia #tecendo-historias #conteudo #narrativa #embaixadaBrasil
AA Teilen

A importância do conflito em uma história

Olá, pessoas! Tudo certo?


Hoje eu, Karimy, estou aqui com a Megawinsone para tratarmos a respeito do conflito dentro de uma história, mas, antes de qualquer coisa, lhe pergunto: você sabe o que é um conflito?


Basicamente, um conflito é uma situação diferente da qual você está acostumado a lidar no seu dia a dia. De modo geral, pode-se dizer que o conflito é uma circunstância difícil que aparece de repente em nossas vidas e nos obriga a tomar decisões que sequer gostaríamos de tomar naquele momento. É quando você quer ou precisa de alguma coisa, mas existe outra lhe impedindo de chegar até seu objetivo. Dentro de um conflito, uma pessoa pode ser obrigada a agir por impulso, porque muitas das vezes ela não tem sequer tempo de pensar, caso contrário a situação pode piorar.


É quando estamos sob pressão que descobrimos e mostramos para as pessoas ao nosso redor quem somos de verdade, pois é diante de um conflito delicado que o nosso verdadeiro eu se revela, não podemos mascará-lo ou escondê-lo.


Em uma história não é diferente. É através dos conflitos que um personagem revela quem realmente é, tanto na maneira de pensar, agir, quanto em todos os outros aspectos que envolvem sua personalidade.


É quando o seu personagem passa por um determinado conflito, de qualquer natureza, que o leitor começa a criar um laço com ele, pois é nesse momento que o leitor tem oportunidade de pensar se, no lugar do personagem, ele teria agido da mesma forma ou se teria feito algo diferente e o motivo de suas decisões. Isso porque temos a capacidade de nos colocarmos no lugar de outros seres.


O conflito é importante numa história, pois é por meio dele que a trama fica mais rica e interessante aos olhos do leitor, que é instigado pela curiosidade a continuar lendo para descobrir o desfecho do conflito apresentado, tornando-o de extrema importância para o enredo.


Mas, Karimy, a vida do meu personagem é de boa e ele não tem problema nenhum. Isso é ruim?


Bom, isso é mesmo um problema, porque não conheço nenhuma história sem conflito (mas conheço algumas em que os conflitos, na minha humilde opinião, não foram bem explorados). Talvez a sua história tenha conflitos e você só não saiba como identificá-los. Veja bem, existem pelo menos quatro níveis de conflito:


O nível físico, pessoal, psicológico e social.


Falarei um pouquinho de cada um.


1. Físico: é quando a história possui um conflito no mundo físico do personagem e ele precisa enfrentar situações como doenças, incapacidades, distância, eventos catastróficos da natureza, dificuldade financeira, monstros de vários tipos etc.


2. Pessoal: normalmente, nesse nível, o personagem precisa enfrentar um rival, que algumas vezes nem é mesmo o antagonista da história, mas, para o personagem principal, aquela pessoa está sendo um obstáculo em determinado momento e por isso “luta” contra ela, deseja vencê-la. Pode ser dois caras disputando uma mesma mulher, duas mulheres disputando uma vaga de emprego importante, pode ser um lutador tentando chegar ao topo, mas que para isso terá que enfrentar o atual dono do cinturão, enfim.


3. Psicológico: é quando o grande problema está dentro do personagem. São conflitos internos que, muitas vezes, ninguém do ciclo familiar ou social desse personagem sabe, apenas ele. Aqui encaixam-se os mais variados sentimentos e pensamentos do personagem sobre ele mesmo, sobre os outros e até sobre o mundo em que está inserido.


4. Social: nesse nível, o protagonista pode ter de enfrentar situações impostas pelo governo, por uma comunidade, pela religião, empresas, economia etc. Pode ser, por exemplo, uma pessoa inserida em uma religião, mas que não crê nesses ensinamentos como as demais pessoas à sua volta. Pode ser, também, uma luta pela modificação política na sociedade, como a luta para derrubar um tirano, um rei, um ditador, por exemplo.


Viu que existem vários tipos de conflito? Alguns conflitos são profundos e exigem muito do autor e também do leitor, mas alguns outros conflitos, como muitos apresentados em contos, exibem conflitos enfrentados nos nosso dia a dia, o que acaba agradando muito pela sua fácil identificação.


Agora que você já sabe o que é um conflito e quais são os diferentes tipos de conflitos de uma história, deixarei vocês em boas mãos. Tenho certeza de que a Megawinsone tem coisas incríveis para compartilhar!


Assim como a Karimy, gostaria de falar a respeito da importância do conflito numa história. Preparado? Então vamos lá!


Podemos definir como conflito tudo aquilo que gera desconforto a uma pessoa, que instigue nela uma ação esperada ou inesperada; esse conflito pode ser tanto psicológico como de ordem material.


O que seria de uma história sem um bom conflito? Acredito que não teria graça nenhuma e seria monótona, ninguém gosta de ler algo previsível e que segue uma linha em que só coisas boas acontecem e nenhuma reviravolta aparece. Um bom conflito marca uma história, deixando-a mais interessante, e incentiva o leitor a ler, por conta da curiosidade e interesse despertado nele; o seu enredo somente enriquece com vários conflitos e dramas.


Um conflito bem-feito é a chave para o sucesso de uma história, e você pode perceber que geralmente existem vários conflitos acontecendo ao mesmo tempo numa narrativa, eles também precisam ser bem trabalhados e desenvolvidos durante a narração.


Por exemplo, na trilogia Os Senhores dos Anéis, podemos ver nítido um conflito psicológico na hora de Frodo jogar o anel na lava para destruí-lo, quando o lado racional de Frodo gritava que era para destruir o anel, a cobiça e o lado sombrio que o anel despertava naqueles que lhe possuíam faziaFrodo hesitar em destruí-lo; nesse momento o personagem viveu um conflito interno, que lhe custou quase a vida, pois Smegal atacou Frodo para roubar o anel.


Outro conflito que posso citar é o de cunho pessoal, quando Gandolf chega para pedir ajuda a seu amigo Saruman e descobre que ele está do lado do inimigo. Nessa hora, Gandolf teve um conflito com o então ex-companheiro, que quis matá-lo, isso o fez agir de forma inesperada a algo que ele não esperava que acontecesse.


Em Harry Potter, notamos um conflito social quando a família Malfoy menospreza a família Wesley por eles serem mais pobres; na trama existem alguns trechos de Draco fazendo piadas com Rony ou Lucius com Arthur.


No filme Coragem de Viver, baseado em uma história real, a protagonista Bethany enfrenta um grande problema quando um tubarão arranca o seu braço, na época ela era uma surfista e campeã nesse esporte. Na história, o conflito dela se apresentou na condição física que a acometeu após o ataque do tubarão, depois disso a garota precisou lutar para continuar surfando, contrariando a opinião e o preconceito dos outros que achavam que ela deveria abandonar o surf, porque não conseguiria mais surfar com um braço só. Ela, porém, com determinação e dedicação, mostrou que a sua condição física não a impedia de continuar a fazer o que tanto gostava.


Além disso, no desenvolvimento de uma história, não é necessário apenas um conflito, a não ser que seja um conto. O que geralmente acontece é ter um objetivo principal e pequenos obstáculos até ele. Voltando com o exemplo de Harry Potter, todos os sete livros giram em torno de “vencer o mal”, derrotar Voldemort e instaurar a paz no mundo bruxo; esse é o conflito principal do garoto que sobreviveu. Contudo, em cada livro acontece um conflito diferente, como degraus de uma escada, percorrendo todo o caminho até chegar à “grande batalha”. Em uma única história pode estar inserido mais de um conflito, sendo que um alimenta o outro. Um outro exemplo, também citado no texto: uma mulher disputando uma promoção no trabalho com outra pessoa. Esse seria o conflito principal, mas no decorrer da história pequenos conflitos darão força a ele, como, por exemplo, o carro dela quebrar a caminho de uma reunião. É um novo conflito que a personagem precisa enfrentar e que afeta diretamente o principal.


Então, o conflito se mostra dessa forma, dividido em vários tipos como a Karimy explicou anteriormente e como nos exemplos que ilustrei logo acima. Você entendeu o que é um conflito? Ficou claro? Qualquer dúvida pode deixar seu comentário, que o responderemos.


Texto: Karimy e Megawinsone

Revisão: Byun_Re

8. Mai 2019 00:00:21 0 Bericht Einbetten 1

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~